Saltar para o conteúdo

La maladie de fazer de conta que o que não se vê não existe

3 Março, 2020

Que horror o que se vê no videoclip Malades de Sofiane! Uma coisa mesmo insólita e nunca vista naqueles bairros. O problema de Malades não é incitar a isto ou aquilo mas sim mostrar o que não se quer ver e que é o quotidiano que os poderes públicos deixaram instalar nos bairros camarários.

3 comentários leave one →
  1. Filipe Bastos permalink
    4 Março, 2020 01:58

    Se bem entendi, “Sofiane” é o nome dum rapper francês que, sabe-se lá porquê, gravou um videoclip num bairro chunga do Porto.

    Fui ver o videoclip. O chunga do rapper vai rappando(?) e a chungaria lá do bairro vai fazendo cara de mau, bebendo mines, fumando e berrando ao FCP.

    Ora o problema disto é que “mostra o que não se quer ver e que é o quotidiano que os poderes públicos deixaram instalar nos bairros camarários”. Certo.

    É provável que os poderes públicos tenham culpas nisto, como em muita coisa. Mas ao ler este blog, em particular a D. Helena, uma pessoa interroga-se: haverá alguma coisa que não seja culpa do Estado? Algum privado terá tido alguma vez na História, sei lá, assim um bocadinho de responsabilidade?

    Gostar

  2. 4 Março, 2020 09:55

    os comentários , no video , são de arrepiar. a agressividade dos tipos vem de onde ? da falta de serviço militar a sério , durante uns 2 anos , para lhes dobrar a espinha , aposto.
    a modernidade e a sua cobardia estragou muita coisinha que levou séculos a construir.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: