Saltar para o conteúdo

duas crises

11 Março, 2020
by

Na véspera do dia em que o governo decidirá pela suspensão ou manutenção das aulas na escola pública, a Escola Secundária Clara de Resende, no Porto, não tinha nenhuma casa de banho com qualquer espécie de sabão que permitisse aos seus alunos cumprir a primeira determinação das autoridades sanitárias no combate ao coronavírus, que é lavar bem as mãos. Inquirida uma responsável sobre tão grave falha, a resposta foi clara: “não temos dinheiro para o comprar”.

Isto acontece num país de que o governo se gaba ser um exemplo de “milagre económico”, que pôs fim à austeridade do anterior governo de Pedro Passos Coelho e que demonstrou que havia “outro caminho” para enfrentar a crise económica. Infelizmente, a mentira, que, como todos sabemos, tem perna curta, torna-se quase sempre evidente quando as contrariedades se agravam, e esta grave crise de saúde pública revelará, a olho nu, que o país nunca saiu da crise, muito menos da austeridade. Infelizmente, com a retórica demagógica de Costa e de Centeno, protelaram-se medidas e reformas que poderiam ajudar a recuperar o país. Reverteram-se privatizações, impedindo a entrada de capitais privados em empresas públicas falidas, cujos défices continuarão a ser pagos pelos contribuintes. Atacaram-se investidores com medidas que apenas fazem com que eles deixem de investir, como as que incidem sobre o Alojamento Local, à conta do que se recuperou boa parte do património das nossas principais cidades. Aumentaram-se impostos sobre os imóveis, sector que estava a dinamizar a nossa economia.

Portugal está, de facto, a braços com duas graves crises: uma, de saúde pública, causada pelo coronavírus; outra, económica e social, provocada pelo socialismo. Sairemos muito mais depressa da primeira do que da segunda.

6 comentários leave one →
  1. Lucas permalink
    11 Março, 2020 11:45

    Terão dinheiro para água e papel higiénico?

    Gostar

  2. Dno permalink
    11 Março, 2020 12:05

    Neste caso especifico parece-me mais uma questão de desmazelo puro

    Gostar

  3. MJRB permalink
    11 Março, 2020 12:06

    Nem com redobrado esforço se consegue perspectivar que do evidente e crescente caos –ou do pré-caos– surjam soluções aceitáveis, estimulantes. “Estamos no bom caminho” à la P”S” tout court.

    Gostar

  4. MJRB permalink
    11 Março, 2020 12:14

    O MarceloCarmonaThomaz DDT(Deus Dos Tolos) ainda não surgiu hoje na varanda ?

    Gostar

  5. Buiça permalink
    11 Março, 2020 16:18

    Porque será que não há dados sobre quantos estão efectivamente a ser testados por dia…?

    Gostar

  6. Maria José Melo permalink
    11 Março, 2020 19:54

    Aplaudo!

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: