Saltar para o conteúdo

As aulas marxistas de História da telescola

5 Junho, 2020

Aqui há tempos um indivíduo que se dizia de direita, num partido de direita, perdeu a compostura comigo quando eu, muito educadamente, e a propósito de um pequeno vídeo que ele fizera sobre os extremismos de “direita” e de esquerda, o corrigia dizendo que Hitler e Mussolini não eram de direita. O moçoilo trepou paredes e de forma quase directa chamou-me de ignorante mesmo depois de lhe ter demonstrado que essa narrativa ensinada nas escolas era manipulada pelo “gramscismo” que passou a fazer parte do ensino depois de 74. Expliquei-lhe que a escola não ensina a História tal como ela aconteceu. Que os conteúdos foram manipulados com “camuflagem”, truncagem e adulteração de factos para favorecer a ideologia socialista/comunista e  por isso, pensava assim. Que a culpa não era dele. Pedi inclusive que aprofundasse o tema pesquisando por conta própria. Escusado será dizer que não valeu a pena e ainda saiu ofendido da conversa.

Ora, graças ao COVID, voltamos à telescola e em casa passamos a ter acesso aos conteúdos ensinados  nas escolas públicas. E não é que me vieram dar razão?

Neste vídeo podemos assistir, ao vivo e a cores, a uma aula com  um professor de História a contar os factos de forma enviesada, ocultando e reescrevendo outros. Editamos o vídeo para que consiga ver onde estão as manipulações. Mas aqui vou mais em pormenor falar delas:

Diz que nasceram extremismos de “direita” e de esquerda devido às crises de 1919 e “crash” de Wall Street em 1930. De facto, é no caos que as ditaduras se instalam. Mas quais são as ideologias propensas à implementação autoritária do Estado?

  • As que defendem um Estado “forte” e absoluto na sociedade e economia. Quais são elas? O comunismo e o socialismo. Mas isso, o professor não fala.

Define extremismo de “direita” como sendo iniciado pelas camadas mais altas da sociedade e contrapõe com o extremismo de esquerda que diz tratar-se de uma forma de pensar adoptada sobretudo pelos operários e que acabou por se expressar através do comunismo. Porém, isso não é verdade:

  • Os extremismos no mundo foram iniciados por elites que mobilizaram as massas para a “revolução” numa sociedade destruída pelo caos (social e económico).

Diz que na Europa foram adoptados regimes de extrema “direita” para fazer frente ao comunismo dando o exemplo de Mussolini e Hitler. Não lembra nem ao diabo dizer que Hitler e Mussolini eram de direita só porque combateram os comunistas:

  •  Soares fez o mesmo. Juntou-se ao MDLP e combateu os comunas no “verão quente”. Deixou de ser socialista por isso? Não.

Afirma ainda que ao serem anti-comunistas são do outro extremo (direita). Isto também é falso:

  • Mussolini era ex-membro do Partido Socialista Italiano e redactor do Jornal Socialista “Avanti”. Hilter líder do Partido “Nazi” que era uma abreviatura de “der Nationalsozialistische Deutsche Arbeiters Partei” — Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães Socialista e um socialista assumido quer na forma como governou a Alemanha, quer nos seus discursos:
discurso de Hitler:
Como nacional-socialista e soldado alemão entro nesta luta com um coração forte! Toda a minha vida foi uma luta permanente pela minha nação, para a sua ressurreição, para a Alemanha, e toda esta luta foi inspirada por uma única convicção: a fé neste povo! Uma palavra eu nunca conheci: capitulação. E se alguém pensa que vem aí tempos difíceis gostaria de recordar-lhe o facto de que há tempos um rei da Prússia com um Estado ridiculamente pequeno, enfrentou uma das maiores alianças que alguma vez existiu e saiu vitorioso após três campanhas, porque possuía uma fé forte e firme que nós nestes tempos, também temos necessidade de ter . Quanto ao resto do mundo, quero assegurar: Novembro de 1918 não acontecerá novamente na história alemã. Assim como eu estou preparado para arriscar, a qualquer momento, a vida pelo meu povo e pela Alemanha, exijo o mesmo de todo a gente!
Quem acreditar que tem uma hipótese de fugir, directa ou indirectamente, a este dever patriótico morrerá.

Não queremos traidores. Estamos a agir unicamente de acordo com o nosso velho princípio: a nossa própria vida nada importa, o que importa é que o nosso povo, que a Alemanha viva…

Afirma que o fascismo é de “direita” e refere-se a Mussolini apenas como líder do fascismo italiano:

  • Contudo, esquece-se de referir que a palavra fascismo vem de fascio , o símbolo do partido socialista nacionalista criado por Mussolini, depois de desavindo com seus camaradas que não queriam a entrada da Itália na guerra. O fascio representa a “autoridade e a união” e era usado pelos guardas dos magistrados que detinham o poder.

dav

 

Mostra imagens de  milhares de pessoas na Marcha de Roma onde se pode ver que não são de todo a classe alta que ele inicialmente indicou:

  • e acaba por contradizer-se ao referir que muitas manifestações ocorriam por via da crise, pelos operários. Greves e manifestações que Mussolini usou para manipular massas.

Diz que Mussolini desenvolveu uma nova forma de pensar a que chamou de “fascismo”:

  • mas desde quando uma ideologia que não passa de uma corrente ideológica revista do socialismo de Marx, é uma nova forma de pensar? A única diferença é que a primeira apelava à revolução pela luta de classes; a segunda usava o nacionalismo para unir as massas em torno de um objectivo: implementar um Estado forte e omnipresente na sociedade e economia – ou seja, o SOCIALISMO –  como resposta à crise.

Diz que na Alemanha, Hitler em resultado da grande depressão (caos económico e social), subiu ao poder sem eleições a convite do presidente e que implementou o Nazismo que descreve como sendo semelhante ao fascismo:

  •  logo aqui, está a dizer que ambas as ideologias são idênticas na sua origem. Ora, se a origem de ambos os líderes e o seu pensamento ideológico é o socialismo, então porque insiste em classificar de “direita”?

Diz que nazismo e fascismo são ambos totalitários, que consideram que o Estado é o órgão central, que tudo deve depender desse mesmo Estado, ao contrário dos regimes democráticos cujo o órgão mais importante é o Parlamento. Logo conclui que, ambas são anti-parlamentares e também anti-comunistas e que assim sendo, são o oposto ao comunismo porque são o contrário do pensamento de esquerda:

  • ou seja, o mesmo professor que em cima DESCREVEU o que é o pensamento de uma ideologia de esquerda, diz que estes dois líderes, que implementaram exactamente essa ideologia segundo a cartilha do pai do socialismo (Karl Marx),  não são de esquerda. A contradição é uma constante nesta aula.

Diz que além disso, estes dois líderes que classificou de “direita” (repete isto constantemente), eram nacionalistas e imperialistas, dando a clara ideia que estas características eram de…  “direita”:

  • porém, sabemos pela  História que os países Comunistas foram no passado e AINDA SÃO hoje, NACIONALISTAS e IMPERIALISTAS. Veja-se a ex URSS. Veja-se a China. Esta última ainda não parou de se expandir e conquistar o Mundo (hoje de forma mais sofisticada e sem recurso às armas). É sabido que o mundo ocidental está financeiramente nas mãos do Partido Comunista Chinês. (veja aqui este documentário da RTP).

Sobre Estaline, um genocida, diz que a “raiz” é diferente dos outros (???). Que teve como principal preocupação desenvolver o país (dando a entender que os outros, não):

  • mas esqueceu-se de referir que a maldita reorganização da propriedade (como “carinhosamente” chamam aos saques violentos aos proprietários) onde colectivizou à força deixando à fome os seus proprietários,  fez morrer de FOME 14 milhões de pessoas inocentes na ex-URSS. Que os tais planos organizativos da produção (saques violentos, exploração laboral assassina, fome e Gulags para quem não entregasse toda a produção agrícola), deram origem ao maior genocídio da História da Humanidade, mais mortífero que o socialista Hitler na sua insanidade de limpeza étnica: HOLODOMOR.  E fala de Estaline ocultando isto com uma ligeireza e romantismo assustador;
  • os judeus foram enviados para os campos de concentração pelo Hitler; os Ucranianos para os Gulags pelo Estaline. Onde diferem? 

Sobre isto o Instituto Mises explica:

“Qual o principal elo entre o fascismo e o socialismo? Ambos são etapas de um continuum que visa ao controle económico total, um continuum que começa com a intervenção no livre mercado, avança até a arregimentação dos sindicatos e dos empresários, cria leis e regulamentações cada vez mais rígidas, marcha rumo ao socialismo à medida que as intervenções económicas vão se revelando desastrosas e, no final, termina em ditadura.”

(…) “Todos os maiores e mais importantes nomes do movimento fascista vieram dos socialistas. O fascismo representava uma ameaça aos socialistas simplesmente porque era uma forma mais atraente e cativante de se aplicar no mundo real as principais teorias socialistas. Exactamente por isso, os socialistas abandonaram seu partido, atravessaram o parlamento e se juntaram em massa aos fascistas.”

(…) “O fascismo utiliza o apoio conseguido democraticamente para fazer uma arregimentação nacional e, com isso, controlar mais rigidamente a economia, impor a censura, cartelizar empresas e vários sectores da economia, escolher empresas vencedoras e privilegiá-las com subsídios, repreender dissidentes e controlar a liberdade dos cidadãos. Tudo isso exige um contínuo agigantamento do estado policial.”

(…) “Sob o fascismo, a divisão entre esquerda e direita se torna amorfa. Um partido de esquerda que defende programas socialistas não tem dificuldade alguma em se adaptar e adoptar políticas fascistas. Sua agenda política sofre alterações ínfimas, a principal delas sendo a sua maneira de fazer marketing. (…) O próprio Mussolini explicou seu princípio da seguinte maneira: “Tudo dentro do Estado, nada fora do Estado, nada contra o Estado”. Ele também disse: “O princípio básico da doutrina Fascista é sua concepção do Estado, de sua essência, de suas funções e de seus objectivos. Para o Fascismo, o Estado é absoluto; indivíduos e grupos, relativos.”

(…) “os nazistas, em geral não tiveram que matar para expropriar a propriedade dos alemães, fora os judeus. Isto porque, como vimos, eles estabeleceram o socialismo discretamente, por meio do controle de preços, que serviu para manter a aparência de propriedade privada. Os proprietários eram, então, privados da sua propriedade sem saber e, portanto, sem sentir a necessidade de defendê-la pela força.”

(…) “era o governo alemão e não o proprietário privado nominal quem decidia o que deveria ser produzido, em qual quantidade, por quais métodos, e a quem seria distribuído, bem como quais preços seriam cobrados e quais salários seriam pagos, e quais dividendos ou outras rendas seria permitido ao proprietário privado nominal receber.”

(…) “Em uma época em que vários membros da intelligentsia européia estavam encantados com a União Soviética, essa narrativa de que os nazistas eram capitalistas passou a ser uma falácia extremamente conveniente. Mas trata-se de uma ideia sem o mais mínimo fundamento em princípios económicos. É apenas uma deturpação soviética com base no arcabouço marxista. Os nazistas, que apregoavam orgulhosamente seu socialismo e que implantaram políticas socialistas com grande consistência, passaram a ser chamados de capitalistas pelo simples motivo de que eles não se encaixavam pristinamente na visão de mundo soviético-marxista. Esta narrativa segue viva até hoje.”

Se as escolas não doutrinassem,  hoje não teríamos tantos idiotas úteis à narrativa (tão conveniente)  marxista.  Vale a pena pensar seriamente nisto.

Saiba mais aqui:

https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=98

https://mises.org.br/Article.aspx?id=2162

https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=2574

 

88 comentários leave one →
  1. Expatriado permalink
    5 Junho, 2020 12:26

    Nem de propósito esta entrevista aconteceu hoje. Matéria para digerir e pensar.

    Gostar

  2. Jornaleca permalink
    5 Junho, 2020 12:47

    Citação: “[…] o corrigia dizendo que Hitler e Mussolini não eram de direita. […]”

    Cara autora, exacto, correcto. Uma afirmação inatacável!!

    O gajo que vá foder gatos. Porque, doutra maneira ele não percebe. A malta quer violência, porrado no próprio corpo. Há uma geração que a merece. De manhã à noite. E algumas raposas, pela maldade delas, também.

    Você ganhou!!

    Parabens. É lógico.

    Gostar

    • carlos rosa permalink
      6 Junho, 2020 21:00

      O Xô Prossor é só tecido adiposo.
      É vítima do Sistema que ele defende.
      Ou é analfabeto ou militante de Esquerda ou as duas coisas.

      Gostar

      • Jornaleca permalink
        6 Junho, 2020 23:45

        Bom humor seu, boa ironia.

        Isso é o que ele queria. Mas não, não. Ele é responsável por tudo o que ele faz. Tudo.

        Gostar

  3. 5 Junho, 2020 13:30

    Não há diferença ideológica entre nazismo e comunismo. Tudo é socialismo marxista, agora também gramscista, mais refinado portanto…
    Veja-se a posição que todos tomam em relação a:

    Conquista e controlo do Estado

    Controlo da Economia

    Controlo dos cidadãos

    Impostos.

    Repressão, Prisões e campos de concentração

    Controlo do Território

    Totalitarismo cultural

    Etc, Etc….

    Liked by 5 people

  4. Andre Miguel permalink
    5 Junho, 2020 13:30

    “nasceram extremismos de “direita” e de esquerda devido às crises de 1919 e “crash” de Wall Street em 1930”

    Santa ignorância!
    Mas esta gente nunca leu As Origens do Totalitarismo de Arendt??? Que vergonha alguem assim chamar-se “professor”…

    Liked by 2 people

    • 5 Junho, 2020 13:52

      A Arendt vem bem mais atrás na explicação dos totalitarismos… Por outro lado, muito modestamente, parece-me muito submetida à questão judaica.

      Gostar

      • Andre Miguel permalink
        5 Junho, 2020 14:07

        É muito focado na questão judaica porque foi a pedra basilar que originou os totalitarismos.
        O caso Dreysfus não aconteceu por acaso do nada, teve motivos políticos, e por isso esta obra devia ser lida por todos os movimentos como black lives matter, antifas, minorias e afins, para perceberem que a auto-exclusão que praticam, por um lado, enquanto por outro tendem a manipular e influenciar a maioria (a plebe como lhe chama Arendt) nunca deu bons resultados. Acabou mal no sec XX, tal vai acabar mal agora.

        Liked by 1 person

      • 5 Junho, 2020 14:11

        Concordo.

        Gostar

    • jppch permalink
      5 Junho, 2020 15:20

      Desculpem, mas sem querer aqui entrar nas questões de fundo (Arendt e outros, a questão do judaísmo, na dialéctica Comunismo vs fascismo), as questões de fundo são as seguintes:
      a) falta de análise crítica por parte do professor (responsabilize-se a faculdade ou escola onde o mesmo foi discente);
      b)mesmo tendo ele essa análise crítica e não concordando, tem de se submeter ao curriculum da disciplina, que não é da responsabilidade dele, mas sim do Ministério da educação;
      c) esse mesmo curriculum disciplinar é efectivado/fundamentado por um conjunto de cretinos administrativos/burocratas… que não dão espaço a professores nem a alunos
      a discussão. É previamente estabelecido… é um axioma;
      d) se o professor não se revê minimamente no que está a transmitir, o que lhe pode acontecer? Por hipótese não está efectivo… vai deixar de ganhar, de contribuir para a família que está sabe-se lá onde? Administrativamente o que lhe pode acontecer? Não seguiu o guião fornecido pelas sapiências(sabe-se lá em quê) do Ministério e isso tem consequências, naturalmente…
      e) por último, se o professor se revê nestes conteúdos disciplinares,, só posso discordar, dizer que é um mau professor, que impinge dogmaticamente conhecimentos aos discentes, e que presta um mau serviço à educação do País. Para além de ser muito mau professor (e remeto para o início, a falta de exercício crítico ministrado por muitas das entidades do ensino superior e universitário).
      Mas este é o ensino que infelizmente temos, sem espaço à liberdade de pensar

      Liked by 1 person

  5. Blitzkrieg permalink
    5 Junho, 2020 13:34

    As escolas estão cheias de professores comunistas – a (re)educação das massas é um objectivo central de toda a estratégia dos comunistas.

    Liked by 3 people

  6. Filipe Bastos permalink
    5 Junho, 2020 13:42

    A Cristina nunca falha em criar polémica. Este deve ser dos temas mais repetidos e debatidos na internet; a existência de Deus deve gerar menos debate.

    Porquê as intermináveis discussões? Porque não há uma definição cabal, fechada e unânime sobre nada disto. Tal como na religião, esquerda e direita significam coisas diferentes para os respectivos fiéis.

    Ambas têm dimensões políticas, económicas, históricas, etc., que permitem interpretações à vontade do freguês.

    Conforme dá jeito cada lado defende uma pureza improvável ou impossível da sua ideologia, rejeitando quaisquer consequências negativas com “ah, mas isso não é / não foi realmente esquerda / direita…”, etc.

    Como os super-vilões Hitler e Mussolini ficaram só na direita, esta passa a vida a tentar empurrá-los para a esquerda. É o que a Cristina está a fazer.

    Claro que os seus regimes tinham elementos de esquerda, como o centralismo estatal. Mas eram tão ‘socialistas’ como a ‘República Democrática da Coreia do Norte’ é democrática. O povo mandava zero, os sindicatos foram arrasados, as grandes empresas e mamões mamavam tanto como nos países ‘capitalistas’.

    A Cristina começa por dizer que certo indivíduo rejeitou todos os argumentos dela. E não faz a Cristina a mesma coisa? Não fazem todos aqui, eu incluído?

    Ao escrever estes posts, pretende aprender algo? Pretende ouvir alguém? Aceita alguma opinião contrária? Qual foi a última vez que aceitou?

    Liked by 1 person

    • Zé Manel Tonto permalink
      5 Junho, 2020 14:07

      “O povo mandava zero, os sindicatos foram arrasados, as grandes empresas e mamões mamavam tanto como nos países ‘capitalistas’.”

      Isso não é incompatível com as ideias de esquerda, levadas demasiado longe.

      Basta ver o amor que o PCP nutria pela comissão de trabalhadores da autoeuropa quando esta não era controlada pela CGTP.

      Quanto aos chefes do partido mamarem tanto como no capitalismo, isso não tem que ver com esquerda nem direita, é biologia e natureza humana.
      Quanto mais um indivíduo tiver em recursos e poder, melhor a sua vida e a da sua descedência. Isso é verdade para todos, independentemente da ideologia.

      Gostar

      • Andre Miguel permalink
        5 Junho, 2020 14:15

        Zé, nao vale a pena falar contra paredes e com quem ja nasce ensinado. Esta gente berra contra o liberalismo e capitalismo mas nunca leram uma linha de Mises ou Hayek, não fazem ideia daquilo que defendemos. O que interessa é malhar nos mamões e, se possível, viver à pala deles…

        Liked by 1 person

      • Expatriado permalink
        5 Junho, 2020 14:43

        Esse gajo é a encarnação daquele gajo que queria a enxada do camponês durante a Reforma Agrária. Queria porque, dizia ele, todas as ferramentas tinham de ser partilhadas por todos, ser propriedade colectiva, não ser propriedade de ninguém mas de todos. Claro que o dono da enxada não se quis desfazer do SEU instrumento de trabalho e que tinha pago do seu humilde bolso. O video ainda anda pelo YouTube e é pena que o Blasfêmias continue a impedir ver esse e muitos mais que podem ajudar nas discussões.

        Liked by 3 people

      • 5 Junho, 2020 20:58

        “Esta gente berra contra o liberalismo e capitalismo mas nunca leram uma linha de Mises ou Hayek”

        Mas como assim Andre eu pensava que o capitalismo não tinha ideologia, agora tenho que ler o Mises e o Hayek para saber o que é o capitalismo ?

        Já agora você leu aquele segmento que lhe enviei sobre o capitalismo americano que construiu a industrialização da união soviética, hum ? Passou-lhe ao lado certo ? Disso vocês nunca ouviram falar no Mises nem dos Hayeks pois não ? Que foi o liberalismo capitalista americano que que salvou e alimentou a revolução bolshevik e garantiu s industrialização e ascendência da união soviética .

        E olhe diga ali ao expaentalado para que é que serviu a coletivização das enxadas e das charruas dos camponeses. É é isso, foi para fornecer o ferro e o aço para a industrialização soviética sob o comando construida pelo liberalismo capitalista americano.

        Gostar

      • lucklucky permalink
        6 Junho, 2020 00:22

        “O povo mandava zero, os sindicatos foram arrasados, as grandes empresas e mamões mamavam tanto como nos países ‘capitalistas’.”

        Santa ignorância.
        Os sindicatos no Fascismo eram fortes, aliás o PCI tentou o entrismo nos sindicatos Fascistas e não tiveram muito sucesso em controla-los os slogans eram praticamente os mesmos.
        Basicamente foram cooptados.

        A única grande empresa Italiana fora da esfera Estatal no tempo do Fascismo era a Fiat. 70% da economia estava nas mãos do Estado.

        Ignorância do Filipe Bastos continua — continuo à espera da lista de material militar que a URSS, e China venderam ao Iraque para ver se aprendes sobre quem mais vendeu material militar a Saddam Hussein. Não foi nem os EUA nem a Inglaterra como afirmaste.

        Gostar

      • Jornaleca permalink
        6 Junho, 2020 00:41

        A melhor coisa que se pode fazer com a metralhadora mg e o Filipe Ignorante Bastos, é vestir ambos de polícias, pintar-lhes o corpo de preto, para a Antifa pensar que são pretos e quando houver mais pilhagens, pôr os dois à frente do objecto, para a Antifa pensar que eles estão a proteger algo de valor, uma loja de ouro por exemplo.

        Mal lá estão, cada um leva um tiro na cabeça dos amigos deles.

        É o que a Antifa fez com dois polícias pretos. Um está a lutar pela vida. O outro morto. A tal prova, que a vida de um ser humano preto não vale um corno para a esquerda putana e criminosa.

        Nem um, nem outro percebem um corno do que estão a falar. Mas sova, isso eles percebem, os dois malvados e ignorantes. As raposas percebem.

        Poucos aqui reconhecem a profunda maldade de ambos. Todos os dias só mentiras, pistas falsas, a falar mal, de quem defende o bem.

        Toda a esquerda é malvada e as raposas também.

        Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      5 Junho, 2020 14:24

      O indivíduo em causa refutou mas não argumentou. Limitou-se a debitar o q aprendeu na escola.

      Liked by 2 people

      • luís palma de jesus permalink
        5 Junho, 2020 20:40

        Cara Cristina. Pergunte num departamento de CSociais ou a alguém do grupo de História se conhecem Edmund Burke… no entanto só falam e falam da revolução francesa com elogios e mais elogios.
        Veja os segmentos da telescola dedicados à escravatura e à luta contra a escravatura…. a desinformação é absoluta.

        Liked by 2 people

    • Filipe Bastos permalink
      5 Junho, 2020 14:28

      “Isso não é incompatível com as ideias de esquerda, levadas demasiado longe.”

      É completamente incompatível, Zé. A menos que a ‘esquerda’ seja, como o Natal, como e quando um homem quiser. Nesse caso pode ser tudo e o seu contrário.

      Dirá que então a prática contraria sempre a teoria. É realmente mais fácil ser egoísta e ganancioso: quando não se tem ideais ou quando estes coincidem com os nossos instintos mais básicos, não há porque falhar.

      A ‘natureza humana’ tem as costas largas. Temos o dever de melhorar, de contrariar os nossos piores instintos. É isso a civilização. A natureza humana também nos manda andar à mocada e defecar no chão. Felizmente evoluímos.

      Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        5 Junho, 2020 17:05

        “É completamente incompatível, Zé.”

        A esquerda defende igualdade, e um suposto bem comum.

        Isso é ainda mais incompatível com sindicatos independentes, que a maioria dos países capitalistas.

        Numa igualdade perfeita, com todos a ganhar exactamente o mesmo, um sindicato que exija mais para os seus elementos está claramente a ir contra a igualdade.
        Sendo os meios de produção, nessa igualdade perfeita, propriedade de todos, ao exigir mais, está a exigir mais ao resto da sociedade, logo também é contra o bem comum.

        “A natureza humana também nos manda andar à mocada ”

        Se não estiver disposto a andar a mocada para defender o que é seu, alguém estará disposto a dar-lhe uma mocada para lhe tirar.

        Tudo o mais é wishful thinking.

        De Roma, sobraram apenas ruínas.

        Liked by 1 person

    • Filipe bastos permalink
      5 Junho, 2020 14:37

      Limitou-se a debitar o q aprendeu na escola.

      Os outros ‘debitam’ e a Cristina ‘argumenta’, é isto?

      O facto de provir da escola torna logo o argumento inválido, ou inferior aos dos livros, sites ou vídeos do Youtube com que concordamos? Já pensou que pode ser tão influenciada pela sua ‘echo chamber’ como o tal indivíduo?

      Não leve a mal, aprecio a natureza provocativa e inquisitiva dos seus posts. Mas parece tão cheia de certezas e tão avessa a pô-las em causa como aqueles que critica.

      Gostar

      • Cristina Miranda permalink
        5 Junho, 2020 15:51

        Sim. Uso a cabeça e faço pesquisa. Esse indivíduo não soube contrariar um único argumento que eu apresentei. Exactamente como VOCÊ AQUI. Não apresenta contraditório. Apenas vomita o discurso da praxe: é mentira! És uma burra!

        Liked by 2 people

      • 5 Junho, 2020 18:26

        “Sim. Uso a cabeça e faço pesquisa.”
        eu também dona Cristina…
        Olhe aqui:
        fontes: mises
        :mises
        :mises
        :mises
        :mises
        :mises
        há e também;
        :mises
        :mises
        e aqui :mises

        Gostar

      • Cristina Miranda permalink
        5 Junho, 2020 21:23

        Mais um q em vez de fazer contraditório se diverte a desconversar

        Gostar

    • A. R permalink
      5 Junho, 2020 15:09

      Naturalmente que Hitler e Mussolini eram nacional socialistas: nunca o esconderam. Basta saber ler o nome dos partidos.

      Existe até uma efígie da comemoração do primeiro de maio com a suástica e a foice e o martelo.

      Não digam que, depois de celebrarem a divisão da Polónia juntos numa reunião dançante, se degladiarem estarão em pólos opostos.

      É que ambos animais tão sedentos de sangue e a tal ponto que se matam uns aos outros sem piedade: basta olhar para a perseguição a Trotsky, as purgas estalinistas, ou até na guerra civil de Espanha (chegaram a arrancar a pele uns aos outros e fuzilarem-se mutuamente).

      Temos depois as próprias palavras de Hitler:
      “Hitler was proudly aware of the fact. Addressing his own party, the NSDAP, in Munich in August 1920, he pledged his faith in socialist-racialism: “If we are socialists, then we must definitely be anti-semites – and the opposite, in that case, is Materialism and Mammonism, which we seek to oppose.” There was loud applause. Hitler went on: “How, as a socialist, can you not be an anti-semite?”

      Liked by 2 people

    • Dacs permalink
      6 Junho, 2020 19:18

      Pode a autora do post até ter razão nos argumentos históricos.
      Mas falha quando entra na demagogia de considerar que a história ensinada nas escolas públicas e diferente da das escolas privadas.
      O professor do 9.º ano da teleescola pertence ao ensino privado:

      “Jorge Neto, docente dos Salesianos de Lisboa e autor de vários manuais escolares, está a colaborar com o projeto de ensino à distância #EstudoEmCasa que junta o Ministério da Educação e a RTP, Rádio e Televisão de Portugal.

      Após o encerramento das escolas decretado pelo Governo Português no dia 16 de março de 2020, começam hoje as aulas do terceiro período à distância para os estudantes portugueses. A complementar o trabalho dos professores, o Ministério da Educação vai emitir a partir de dia 20 de abril no canal RTP Memória conteúdos pedagógicos para os alunos do ensino básico que não regressarão às escolas até ao final do ano letivo.”

      https://www.salesianos.pt/estamos-contigo/informa-te/docente-dos-salesianos-de-lisboa-colabora-com-projeto-do-ministerio-da-educacao-de-ensino-a-distancia/

      Liked by 1 person

  7. Weltenbummler permalink
    5 Junho, 2020 14:14

    o pacto entre staline e Hitler previa a instalação, por ambos, dos judeus na região dos Khazares

    Gostar

    • Jornaleca permalink
      5 Junho, 2020 20:04

      A região dos Khazares? Isso é onde, por favor? Não percebo.

      Gostar

  8. Liberal de Bancada permalink
    5 Junho, 2020 14:23

    Nem de propósito. A extrema-esquerda está igualmente a reclamar das aulas de História da tele-escola. Está mais do que encontrado o novo campo de batalha.

    Gostar

  9. João Pedro permalink
    5 Junho, 2020 15:23

    A Cristina faz-me lembrar um anúncio já muito antigo sobre carpetes: (não compra as carpetes) Fica com as etiquetas !

    Gostar

  10. Jorge permalink
    5 Junho, 2020 15:27

    Gostei.
    Já agora pedia-lhe que, um dia destes, desse uma explicação sobre o franquismo-fascista da ditadura militar em Espanha. O símbolo é um feixe de setas com um jugo (canga) a uni-las.

    Gostar

    • Jornaleca permalink
      5 Junho, 2020 20:08

      Só ignorantes malvados é que não querem ver a profunda falsidade e maldade de toda a esquerda.

      Onde vive, por favor? Vamos lá pilhar a sua casa e fazer umas outras coisas. Gosta?

      Porque é que a esquerda porca, putana, racista odeia Franco?

      O erro de Franco foi não destruir por completo toda a esquerda em Espanha. A esquerda merece a morte.

      Gostar

  11. Teixeira Novo permalink
    5 Junho, 2020 16:58

    O que distingue o totalitarismo de Hitler e Mussolini do totalitarismo na URSS é a detenção dos meios de produção.
    Na Alemanha e Itália as fábricas de veículos, barcos, aviões eram detidas por empresários particulares (privados) que investigavam e planeavam em função do que produziam para os clientes, sendo o Estado um dos grandes clientes. Na URSS os meios de produção eram detidos pelo Estado, não havendo propriedade privada, o Estado investigava, planeava e produzia tudo.
    Esta diferença é a que distingue as ditaduras de direita das ditaduras de esquerda, respectivamente.
    Isto é o Ba-bá da ciência política.

    Gostar

    • Zé Manel Tonto permalink
      5 Junho, 2020 18:41

      Se um Estado tem meios para ser grande cliente seja do que for, então não me parece que seja muito de direita.

      Liked by 1 person

    • Jornaleca permalink
      5 Junho, 2020 20:14

      @Teixeira Novo, seu grande ignorante e mentiroso atrevido.

      Na Rússia existiu sim senhor propriedade privada, seu grande ignorante.

      A direita não conhece ditadura nenhuma, seu malvado.

      A direita sabe é proteger-se contra mentirosos como você o é, sem qualquer discussão e impedir que os fascistas tomem controlo do poder.

      Vá ter com os gatos, seu inculto. Os seus valores não valem um corno, por isso rejeitados e eu não quero conviver em nenhum estado com gatunos da sua qualidade.

      Gostar

      • Teixeira Novo permalink
        5 Junho, 2020 21:39

        Friedrich (Fritz) Alfred Krupp

        Gostar

      • 7 Junho, 2020 18:20

        Na URSS, havia a proibição da propriedade privada, mas a admissão da propriedade pessoal. Assim está na constituição soviética. Os meios de produção, fora dos tempos da Nova Política Económica de Lenine, eram todos estaríais, mas os bens de consumo eram de propriedade pessoal: roupas, automóveis e obras de arte, por exemplo.

        Esclarecimento feito.

        Gostar

    • lucklucky permalink
      6 Junho, 2020 00:37

      “Na Alemanha e Itália as fábricas de veículos, barcos, aviões eram detidas por empresários particulares (privados) que investigavam e planeavam em função do que produziam para os clientes, sendo o Estado um dos grandes clientes.”

      Errado na Itália no respeito aos navios e parcialmente aos veículos.

      A maior parte dos estaleiros Italianos eram controlados pelo IRI estatal nascido da queda do mercado em 1929, no caso dos veículos a Ansaldo única fabricante de blindados também era controlada pelo estado, assim como a Alfa Romeo, outras como a Ilva do aço, Terni,empresas de transportes maritimos e muitas outras etc. incluindo os bancos.

      O primeiro director do IRI foi o Socialista confidente de Mussolini : Alberto de Beneduce

      https://it.wikipedia.org/wiki/Alberto_Beneduce

      Alberto de Beneduce teve 5 filhos , às 3 filhas chamou:

      Idea Nuova Socialista
      Vittoria Proletaria
      Italia Libera

      Depois já quando o Fascismo em 1943 já não precisava da Monarquia começou a ainda maior socialização com a proposta Socialização da Economia onde o objectivo é que ninguém poderia ter um patrão que detivesse totalmente os meios de produção.
      O trabalhador teria de possuir sempre uma parte dos meios de produção.

      Mais tarde ou mais cedo o Filipe Bastos vai-se descobrir Fascista.

      Liked by 1 person

      • chipamanine permalink
        6 Junho, 2020 05:45

        Mas ainda alguém tem alguma duvida que estes estes supostos “libertários esquerdalhos” dos “valores mais elevados” são os sociais-fascistas modernos?
        Alguma vez um fascista reconheceu o seu próprio fascismo?

        Liked by 2 people

  12. Maria José Melo permalink
    5 Junho, 2020 18:17

    Muito bem, Cristina Miranda!
    A ignorância e a manipulação dão este resultado.
    Ainda bem que ainda há gente para esclarecer.
    Os alunos são doutrinados para poderem ser dominados pela elite política. A Escola e a CS estão a fazer o trabalho para o controlo da sociedade pelos governantes. Exemplo disso são as várias metamorfoses do socialismo: alterações climáticas, racismo, igualdade de género, etc.
    Esta semana estamos a assistir a um completo absurdo, um paradoxo: as homenagens a um criminoso, um homem que não acatou as ordens da autoridade policial, mas ninguém fala disso. A campanha é branquear a imagem de George Floyd, para capitalizar os direitos dos negros e a sua discriminação e, especialmente, o anti-Trumpismo. Eu já estou farta!

    Liked by 3 people

  13. Carlos Guerreiro permalink
    5 Junho, 2020 19:05

    O Mussolini não era um simples ex-membro do partido socialista italiano, ele tinha sido secretário-geral do partido socialista italiano. E as suas divergências diziam respeito à posição da Itália na primeira guerra mundial, a maioria dentro do partido socialista italiano era favorável a uma posição neutral, e o Mussolini advogava a entrada da Itália na guerra.

    Liked by 1 person

  14. 5 Junho, 2020 19:18

    Republicou isto em Palhota-da-Malamala.

    Gostar

  15. Expatriado permalink
    5 Junho, 2020 20:12

    Não é só nas escolas que eles doutrinal a ideologia esquerdista. É também censurando o que se tenta publicar a desmascarar as mentiras que propalam.
    Isto passou-se nos EUA mas por cá não é diferente. Os 15 milhões têm de render…

    Eles só controlam o que se sabe até alguém com espinha dorsal direita os desafiar. Aí, as coisas mudam.
    G’anda Elon Musk!!!

    https://www.theblaze.com/news/amazon-refuses-to-sell-ex-nyts-reporters-book-on-unreported-truths-about-covid-19-then-elon-musk-steps-in

    hfttps://video.foxnews.com/v/6161787508001?playlist_id=5198073478001#sp=news-clips

    Liked by 2 people

  16. Jornaleca permalink
    5 Junho, 2020 21:05

    E esta é espectacular.

    Fonte:
    https://www.libremercado.com/2020-06-05/coronavirus-eeuu-tasa-de-paro-contra-todo-pronostico-crea-25-millones-donald-trump-1276658975/

    FUCK MARXISM
    FUCK THE WHOLE LEFT
    FUCK RACIST OBAMA
    FUCK ANTIFA
    FUCK RAPOSAS
    FUCK TRAITORS

    Gostar

  17. 5 Junho, 2020 21:34

    Estamos há 46 aos entregues a aldrabões e a cobardes.

    Liked by 2 people

  18. Artista Português permalink
    5 Junho, 2020 22:37

    Cristina, explique a esse ignorante que quando começou a II guerra mundial os comunistas, quer na URSS, quer no resto da Europa, identificavam o fascismo com a França e a GB. Com os nazis eles, comunistas, andavam aos beijos e chegavam a tratar-se reciprocamente de “camaradas”. Isto só mudou quando Hitler decidiu invadir a URSS. Até os comunistas espanhóis, recém-derrotados na guerra civil, gravitavam nesta imundice.
    Para os comunistas, clamar fascismo é sempre para quem no momento os incomoda e não por serem de esquerda ou de direita. É tudo uma questão de oportunismo. Nisso, eles são os maiores especialistas.

    Liked by 1 person

  19. Nuno Mineiro permalink
    5 Junho, 2020 23:22

    Boa noite Cristina
    Não podendo concordar mais consigo por acaso tive recentemente uma conversa com um amigo que me disse isto e que tem relevância:
    sociologicamente a direita representa quem tem propriedade. Não tem que ser quem a gere e investe eficazmente num sistema económico liberal. Tradicionalmente para aumentar o número de apoiantes aos não possuidores, alguma direita sempre recorreu a discursos nacionalistas e xenófobos. Mas mesmo quando essa direita chegou ao poder nunca pôs em causa as classes proprietárias. O único elemento comum a todas as direitas é exatamente a proteção da propriedade. E algumas direitas, como esquerdas que não se recomendam. Nomeadamente por serem anti-democráticas e promoveram princípios anti-éticos que dividem as sociedades e levam à violência.

    Liked by 1 person

  20. Expatriado permalink
    6 Junho, 2020 00:31

    A doutranicão da juventude tem objectivos de longo prazo e já tem 45 anos de percurso. Daí o tal sujeito ficar chocado ao ouvir o contraditório e, de acordo com a doutrina incutida nele, refugiar-se na negação. A coisa torna-se, infelizmente para muitos, como uma religião.

    Ora isso não vem sem o respaldo da CS arregimentada, cheia de gente formada por esses professores que debitam o “programa oficial do Ministério da Educação” do regime.

    Não é so cá. Note-se o que se passa nas universidades dos EUA, e não só. Por lá, tal como por cá, pede-se a abolição das polícias.

    https://video.foxnews.com/v/6161524397001?playlist_id=5198073478001#sp=news-clips

    Isto não vai acabar bem.

    Liked by 2 people

  21. Maria permalink
    6 Junho, 2020 02:37

    Grande Cristina. Grande texto. Muitos parabéns.

    Permita-me só duas precisões, chamemos-lhe assim: Himmler – é de crer que com o apoio tácito de Hitler, mas sabe-se que a decisão foi toda sua – acordou com o dirigente máximo dos judeus alemães abrir campos de permanência temporária (era o que eles de facto eram) para neles ir reunindo o máximo de judeus possível com o intuito de mais tarde serem enviados para um país que mais tarde seria a sua pátria definitiva. Porém os judeus-alemães poderosos, principalmente banqueiros e alguns dirigentes de organizações judaicas europeias e norte-americanas sabiam de antemão que o preferido e definitivo seria Israel, com o beneplácito dos principais dirigentes mundiais: Roosevelt, Churchil e Estaline. É de salientar que a maioria dos judeus não queria deixar a Alemanha, seu país de nascmento, mesmo com a promessa de um dia partirem para um que seria a sua pátria definitiva. Uns foram contrariados porque não queriam deixar a Alemanha, outros porém aceitaram ser transferidos para os campos, mas todos julgaram tratar-se de algo temporário (era isto que lhes fora prometido) até ser escolhido um espaço territorial de preferência na Europa de Leste que lhes fosse destinado. Se isso não pudesse acontecer, o que eles mais desejavam era voltar para as suas casas no país em que haviam nascido e que continuavam a considerar o seu, Alemanha. O resto é história.

    Cristina: eu fiquei horrorizada com as fotos que reproduziu sobre o que aconteceu durante a Guerra Civil de Espanha. Terá sido possível tanta maldade? Os comunistas desenterrarem os mortos e deixarem os seus esqueletos de pé encostados às tampas dos caixões e às paredes???!!! Que pavor! Nunca tinha visto tão horrendas fotos, verdadeiras cenas macabras. Jamais imaginei ter sido possível os comunistas espanhóis terem praticado actos tão cruéis e desumanos, se bem que na Rússia Soviética também os tenham praticado e já vi em fotos bastantes exemplos disso, mas deste jaez nunca tinha visto. Porém, se pensarmos no tremendo mal que Estaline e Lenine fizeram a milhões de cidadãos inocentes, claro que para os comunistas espanhóis, igualando os seus idolatrados mentores, todos estes actos crudelíssimos eram possíveis e até naturais e porventura mais que houvera. Que gente maldita.

    Nota: parabéns ao A.R e ao Weltenbummler. Excelentes comentários, como sempre aliás.

    Liked by 1 person

  22. Prova Indirecta permalink
    6 Junho, 2020 08:52

    Os EUA vao a caminho de se tornarem um Zimbabwe , só lhes falta um Robert Mugabe

    Liked by 1 person

  23. becas permalink
    6 Junho, 2020 12:15

    Li estes 50 comentários e fiquei encantado com a sabedoria do meu povo. Eu gostava também de comentar mas falta me o saber . O problema é por isto ao serviço da grei . Ok

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      6 Junho, 2020 13:34

      Esse seu comentário é de quem não consegue fazer contraditório ao q é exposto no texto.

      Gostar

      • becas permalink
        7 Junho, 2020 13:40

        Pois é Cristina é isso mesmo que eu digo no meu post, Mas está enganada eu comentei foram as resposta ao seu texto inicial . Do seu texto gostei e estou de acordo, mas por o mesmo ao serviço das faculdades e das escolas e do país é que não é possível. Quis transmitir a ideia de que somos bons a falar e pouco mais

        Liked by 1 person

      • Cristina Miranda permalink
        8 Junho, 2020 12:37

        Becas não era a si q eu estava a responder mas sim a um tal de “mg”.

        Gostar

      • Liberal de Bancada permalink
        8 Junho, 2020 11:57

        Esse seu comentário é típico das revoluções que devoram os filhos. A fúria de encontrar inimigos é tal que nem conseguem ver onde estão os amigos.

        Gostar

  24. Artur Marques permalink
    6 Junho, 2020 12:42

    Muito interessante o seu artigo. Como enquadraria o regime de Salazar neste contexto? Obrigado

    Liked by 1 person

    • Cristina Miranda permalink
      6 Junho, 2020 13:33

      Vou falar disso breve em crónica. Esteja atento

      Gostar

      • Artur permalink
        6 Junho, 2020 15:34

        Excelente. Muito obrigado. Aguardo com interesse

        Liked by 1 person

      • Jornaleca permalink
        6 Junho, 2020 19:36

        @Artur,

        donde vem essa obsessão e esse ódio contra Salazar?

        Salazar nunca foi um ditador, mas um homem culto, que soube muito bem evitar o sucesso destes porcos que hoje andam destruir o nosso ensino e nosso futuro e o nosso país.

        É que nós vivemos num tempo, em que os burros e ignorantes tentam impor-se sobre os competentes.

        Hahahahaaha

        Mas isso não vai funcionar.

        E é só por isso e outro pormenor super-importante, que a esquerda fala do pior modo sobre o corajoso Salazar.

        Mas a tal esquerda não tem direito nenhum, de julgar Salazar. A esquerda é o criminoso e o Salazar foi o polícia. Ponto final.

        Viva Salazar. MPGA.

        Há muitos cobardes e hipócritas em Portugal. Toda a esquerda é falsa. Nem o valor “liberdade” pertence ao pensamento esquerdista. Nem esse.

        Se uma parte do povo tivesse coragem, as putas fugiam do país.

        Gostar

      • Artur permalink
        7 Junho, 2020 15:33

        Não se trata de obsessão, muito menos de ódio.
        Considerei muito interessante o artigo da Cristina Miranda e pedi-lhe para, no enquadramento histórico e ideológico que fez do nacional socialismo e do fascismo italiano, procurar situar ideologicamente o regime de Salazar. Apenas isso.

        Gostar

  25. Expatriado permalink
    6 Junho, 2020 13:01

    Espero que estes indicados na peça também sejam lembrados nas 5 manifs de hoje. Manifs que vão “lembrar George Floyd” e contra o racismo e violencias policiais da policia norte-americana. Serão?
    Serão também lembrados nos noticiários das TVs?

    https://video.foxnews.com/v/6162040279001?playlist_id=5198073478001#sp=show-clips

    Gostar

    • Jornaleca permalink
      6 Junho, 2020 19:28

      A violência da polícia francesa não os estorva? Matram coletes amarelos, muitos perderam uma vista ou até duas. Alguns perderam membros do corpo. Alguns até dizer ter sido atropelados. Polícias que cometem suicídio.

      A violência da polícia russa não dói? Os criminosos lá também se queixam?

      A violência da polícia muçulmana é boa?

      E aqueles países que puderam estar à frente da comissão para os direitos humanos e que em própria casa cometiam graves infracções contra os mesmos?

      George Lloyd teve cinco anos na prisão por roubo agravado. Ele vende drogas, consome-as, vende armas, tem quase dois metros de altura e é violento.

      Muitas pessoas aqui não compreendem o jogo da esquerda putana e corrupta.

      A esquerda não gosta do preto. A esquerda só gosta daqueles pretos que os obedecerem. A esquerda quer obediência.

      O preto que não obedecer ou trabalhar para os bons (ver polícias) leva nos cornos ou matam-o.

      O dono da loja, que fez a denúncia contra Floyd, está totalmente arrependido. Ameaçaram-o de matar o mesmo. E foi a esquerda que o fez. Lógico.

      O Franco em Espanha é odiado ainda hoje pela esquerda, mas não é por ele ser Franco.

      Mesmo aqui não põe as pintas nos is.

      A linguagem da esquerda brinca convosco.

      E o que os marxistas não percebem. O que não funciona em Israel não vai funcionar nos EUA.

      A esquerda porca, traidora, mal-educada vai levar nos cornos lá, nos EUA.

      Esses que agora vão para as estradas, na sua grande maioria, adoram matar bebés, enganar o próximo, trair o próximo, inculpar sempre os outros, pelos próprios falhanços na vida e tomar droga e detestam trabalhar.

      As putas querem guerra e que o roubo comece.

      Gostar

  26. Expatriado permalink
    6 Junho, 2020 13:15

    A lavagem cerebral através dos currículos escolares não é exclusivo de Portugal. Acontece como parte de uma “Revolução Cultural” em muitas partes do globo, nomeadamente nos E.U.A. Ora ouçam:

    https://video.foxnews.com/v/6162038543001?playlist_id=5198073478001#sp=show-clips

    Duvidam?

    Gostar

    • lucklucky permalink
      6 Junho, 2020 15:49

      Os EUA são o centro do Marxismo mundial. Também começam ser o centro do seu combate.

      Liked by 1 person

      • Expatriado permalink
        6 Junho, 2020 16:13

        É verdade. As teorias marxistas foram, ao longo de algumas décadas, sendo introduzidas na sociedade americana muito lentamente no principio mas ganhando força enquanto eram aceites nos meios universitários. Alguns presidentes facilitaram, com proveitos próprios de reeleição, Clinton e principalmente Obama, escondendo o real perigo para a sociedade americana e não só. A vitimização foi praticamente institucionalizada com os resultados que estão à vista. Mas isto não é novo…

        Vale a pena ouvir este professor universitário!

        https://video.foxnews.com/v/6162030807001?playlist_id=5198073478001#sp=news-clips

        Gostar

      • Jornaleca permalink
        6 Junho, 2020 19:42

        O centro do marxismo mundial é a China comunista.

        E lá os policías usam muita e só violência, especialmente contra estas putas que vão agora para as estradas, defender um criminoso perigoso, cujo nome é Floyd.

        O marxismo nos EUA não vai ganhar. Eles vão perder a batalha lá, porque o povo lá sabe defender-se. E muito bem. A sociedade está a começar a abrir os olhos.

        Os truques marxistas são tão velhos como a mentira.

        E até no Brasil está a começar a doer aos marxistas. Nota-se pela quantidade de desinformação a um nível não só vergonhoso e nunca visto, mas altamente criminoso.

        O burro nunca vai conseguir derrotar o competente.

        Gostar

  27. António F permalink
    6 Junho, 2020 16:23

    Cara Cristina,
    li este seu texto e ocorre-me, de imediato, as palavras sábias de Umberto Eco: “No momento em que todos têm direito à palavra na internet, temo-la dada aos idiotas”.
    Poderia refutar, ponto por ponto, o que escreve, porém interrogo-me: valerá a pena? Valerá a pena, quando todo ele é uma mentira. Uma mentira, não é refutada, isso seria dar credibilidade ao mentiroso, tem sim que ser denunciada.

    Liked by 1 person

    • Cristina Miranda permalink
      6 Junho, 2020 20:52

      Li o seu comentário e ocorre-me as mesmas palavras “sábias” do Umberto, a si. O magnífico dessas citações é que são tipo boomerang: vai em direcção ao alvo mas quase a chegar lá, dá meia volta e retorna ao idiota que a citou. Você chama idiota aos outros mas é um deles q diz ser capaz de desmontar ponto por ponto mas não o faz. Só diz que é capaz. Esse argumento é tipicamente de quem foge com o rabo à seringa saindo do assunto “à patrão” pensando com isso, mostrar superioridade intelectual. Bullshit.

      Gostar

  28. Murasai permalink
    6 Junho, 2020 19:41

    Isto nem é enviesamento ideológico… é simplesmente o que se tornou a escola: o prof. está a recitar lugares comuns (como se vê dúbios, há muito contestados), pastelões sem qualquer oratória que interesse o aluno e dos quais ninguém pode duvidar sob pena de tirar má nota. Neste estado de coisas ninguém aprende nada nem gosta de aprender. Foi a dúvida que criou a Filosofia e por causa disso a civilização ocidental. Sobrou Pitágoras, a Geometria, a Física, para os espertos irem sacando os melhores empregos. O ensino é uma agência deles !!
    Bastou ouvir aquela de que na esquerda se ouviu a voz dos operários: ventríloquos sim da alta e média burguesia intelectual!!

    Liked by 1 person

    • Jornaleca permalink
      6 Junho, 2020 19:52

      Como pode você chamar a um tal burro professor? O gajo é um burro, um idiota, um mentiroso. Ele merece ser despedido, ou fecharem o canal dele e levar muitos pontapés na parte traseira.

      Se o povo não aprende a defender-se deste esterco humano, destes vigaristas, claro que eles espalham-se por todo o lado.

      Em Espanha, o vice-presidente do governo actual, da esquerda fascista e extremista, é um destes burros. O pai dele é um terrorista. Agora a mesma puta anda a perseguir a aqueles, que dizem a verdade, que põe as pontas nos is.

      Foi a esquerda que “ensinou”, condicionou uma parte do povo a obedecer a eles, a não defender-se do mal.

      A liberdade da esquerda, na verdade significa, obediência à esquerda corrupta. É uma liberdade falsa.

      Gostar

      • 6 Junho, 2020 20:25

        Sim, direi que tem razão. Porque isto da dita esquerda vive de rótulos e neles nos enredamos até ao totalitarismo.

        Peço desculpa: fora toda a irritação – também elogio o post e todo o trabalho tido em desmontar o discurso dito pedagógico.

        Gostar

  29. Oscar costa permalink
    6 Junho, 2020 19:52

    Verdade!!!!! Andam a enganar os nossos filhos há décadas!!!!!
    Mentiras repetidas sucessivamente que passam a ser verdades.
    Subscrevo na integra

    Liked by 1 person

  30. 6 Junho, 2020 22:44

    Eu lembro-me dona Cristina de a ler por aqui em comentários há algum tempo atrás, sobre o quanto no regime de salazar/marcelo caetano, Portugal era retrógrado, porque não havia Coca Cola… “#Éomarxxismocultural# e vocemecês são da “direita”…

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      6 Junho, 2020 23:06

      Que desonestidade intelectual grotesca. A ENVIESAR o q foi dito na crónica de forma descontextualizada. Enfim. É a táctica de sempre de quem não tem argumentos para fazer contraditório decente

      Gostar

    • 6 Junho, 2020 23:22

      Deixe-me ser mais “intelectualmente desonesto” consigo dona Cristina e “ENVIESAR” . O Institutos que senhora segue e que considera como fontes, como o Mises e Cato Comp Lmt, estão a aproveitar este momento para fazer a apologia da abolição das forças policiais do estado e a apologia da legalização do tráfico de droga em nome do combate ao racismo sistemático. Já as forças progressistas, da Antifa Blm comp Lmt, estão fazer apologia para abolição das forças policiais e para a legalização do tráfico de droga, em nome do combate ao racismo sistemático.

      Eis a questão, se os últimos fazem parte da ESQUERDA RADICAL, os primeiros que fazem parte da sua linha politica de onde retira as suas fontes, SÂO O QUÊ ?

      Gostar

      • Cristina Miranda permalink
        7 Junho, 2020 10:39

        Oh “MG” , a sério, não tenho paciência pra isto. Começa sobre a questão de Salazar, que era ao q me referia quando falei em desonestidade intelectual por enviesamento e descontextualização do q eu tinha dito, a agora responde com uma valente curva à esquerda pra justificar mais um par de botas. Epa, não tenho paciência pra bailarinos. Sim, reitero: é desonesto intelectualmente quando argumenta com alhos a bugalhos. Vá tomar café q isso passa(ou não).

        Gostar

      • 7 Junho, 2020 15:57

        Tenha muito bom proveito dona Cristina com a sua “sandwich kosher”…

        Gostar

    • 6 Junho, 2020 23:51

      Continuando dona Cristina na minha “desonestidade intelectual.
      A corporações capitalistas estão a apoiar e a financiar massivamente estes movimentos esquerdistas radicais e de anarquistas terroristas e já há muito muito tempo. O Mises e o CAto de onde a Cristina se alinha ideologicamente e de onde retira a suas fontes faz inequivocamente sempre uma defesa absoluta do comportamento do corporatismo capitalista incluindo agora, sem qualquer denuncia do que as corporações andam a fazer.

      Eis a questão. Se as corporações capitalistas estão a apoiar massivamente a esquerda radical terrorista, e os Mises e CAto comp Lmt são complicitos com as ações do capitalismo corporativo. O Mises e a Cato comp Lmt SÂO O QUÊ ideologicamente, de “”DIREITA””?

      Gostar

  31. Maria permalink
    7 Junho, 2020 01:43

    Cristina, não terá paciência para falar do agora infelizmente famoso George Floyd? Com a sua inteligência e objectividade, olhe que valia bem a pena que abordasse este assunto.

    A Maria José Melo tocou ao de leve no tema em moda G.F. e o Expatriado também ao deixar um linque, que por falta de tempo ainda não vi.
    Este rapaz Floyd trabalhava num bar como “porn star” e o polícia que o sufocou pressionando o joelho no pescoço, parece que tinha motivos para tal. Um jornalista que investigou este caso descobriu que o referido polícia era colega de Loyd nesse bar e também como porn-star. Diz-se que o polícia terá querido matar Loyd sendo aquele o momento óptimo ùnicamente para que este não o denunciasse como seu colega no mesmo bar e é de crer que por outros vícios ainda piores. Este Loyd, uns anos antes tinha assaltado uma americana para a roubar, após o que a assassinou com um tiro. Eis um ‘pacífico e bom rapaz’, sem dúvida.

    As múltiplas manifestações que se sucedem nas capitais de muitos países e noutras cidades do mundo inteiro sob o lema “black lives matter” são incentivadas por Soros que é o patrocinador desse mesmo movimento.

    Um familiar chamou-me a atenção patra um facto curioso e nada despiciendo: nos últimos meses não tem havido terrorismo na Europa, é um facto; também houve um interregno nos barcos carregados de milhares de migrantes a aportarem nos países mediterrânicos quase diàriamente; os enormes e múltiplos incêndios por todo o país, que costumam desflagrar todos os anos por volta de Fev./Março no nosso e noutros países europeus sobretudo mediterrânicos, têm sido completamente omissos, etc., etc.
    A que se deve semelhante anacronismo? (Segundo o meu familiar) ora, porque estas tragédias não estão programadas para acontecer em simultâneo. Este ano foi o vírus mortífero, lá mais para o fim do ano será outro vírus igual ou pior. E a partir de Janeiro/Fevereiro voltarão as tragédias costumeiras ou outras d’antemão programadas e podemos ter a certeza de que serão sempre piores. Os mundialistas (Soros e Cª.) são como os comunistas (seus serventuários), não dormem em serviço.

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      7 Junho, 2020 10:30

      Estou a escrever crónica sobre isso

      Gostar

      • Maria permalink
        7 Junho, 2020 16:37

        Por mim fico-lhe grata, Cristina. Pode crer que, para quem conserva a coluna vertebral direitinha, as suas crónicas (ou textos) são um bálsamo para a alma.

        Liked by 1 person

  32. Maria permalink
    7 Junho, 2020 17:57

    Será que interessa a alguém etiquetar uns regimes extremistas que levaram a guerra? Definir ser eram de direita ou de esquerda interessa muito pouco. Interessa conseguir compreender como foi possível, na Europa, haver desquibrios que levaram aqueles horrores. Convém descrever esses horrores, para que nunca sejam esquecidos. Utilize a sua inteligência para ajudar a humanidade a avançar. Cada um de nós tem obrigação de contribuir para a páz e a felicidade dos povos. É o que os professores tentam fazer. É fácil olhar para o que quer que sejam invertendo a lupa reduzindo tudo a uma dicotomia estéril. Fique bem e ajude os outros a ficarem bem.

    Gostar

  33. MARIA FERNANDA DUARTE permalink
    8 Junho, 2020 10:45

    muito obrigado pela partilha

    Liked by 1 person

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: