Saltar para o conteúdo

O choro do secretário de estado da Covid

5 Agosto, 2020

Com a voz embargada, o secretário de estado da saúde (perdão, o secretário de estado da COVID), anunciava zero mortes diárias devido ao vírus. Um marco histórico, sem dúvida.

https://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2020-08-03-Covid-19.-Secretario-de-Estado-da-Saude-emociona-se-ao-anunciar-zero-mortes

Entretanto, os números ANORMAIS da mortalidade de Julho começam a ser a notícia (mesmo na TV) e deveriam merecer a atenção do secretário de estado da SAÚDE. Os porquês desta anormalidade estão, por um lado, associados a um período de excesso de calor (versão da DGS) e, por outro lado, à possibilidade de termos tido um desvio de meios do SNS, conforme explica bem aqui o Pedro Almeida Vieira no seu blog:

https://noscornosdacovid.blogspot.com/2020/08/da-falta-de-emocao-para-o-excesso-de.html

Como dificilmente se confirmará a causa efeito, estas serão as vítimas silenciosas. Não morreram da COVID mas sim da resposta que a sociedade deu à COVID. E claro que na sociedade incluo não só o governo mas também a carneirada acrítica que lhe respalda as decisões totalitárias.

 

83 comentários leave one →
  1. 5 Agosto, 2020 15:31

    O bastonário da ordem dos médicos já denunciou o desinvestimento do SNS em muitas áreas em detrimento do Covid 19. Fê-lo há meses e não precisou de chamar carneiro a ninguém para o fazer…
    O Sr Alexandre e o seu amigo Pedro descobriram este tema há dois dias e vai por aí um pi pi pi que não tem fim.

    Gosto muito de uma palavra portuguesa que está em franco desuso: COMEDIMENTO.

    Liked by 4 people

    • 5 Agosto, 2020 15:40

      Como é que se pode pedir comedimento a um grunho que apenas tem insultos para dizer, para além do que papagueia?

      Gostar

    • 5 Agosto, 2020 15:46

      Não dá para entender a lógica desta mongalhada.

      Claro que o SNS já estava a rebentar e os lobbies do pessoal de medicina tinham conseguido matar a magote velhos ao mesmo tempo que faziam greve e exigiam horários de 35 horas.

      Agora a culpa é de mais um vírus para ajudar ou se não se cuidasse do vírus as 35 horas e mais greves só traziam benefício e saúde à populaça?

      Acho que a ideia com que sonhavam era outra- a utilidade de gente a magote doente durante meses e meses e o crescimento económico com importação de mais focos de doença.
      Nada como o exemplo chinoca dos maus hábitos alimentares e excesso de flâneurs em turismo a espalhar doença.
      Isso sim. Isso é que tinha sido bom incentivar. De portas escancaradas- com “toda a gente em toda a parte”. Porque “as fronteiras matam”.

      Há alturas em que já nem sei se estes slogans eram bloquistas se neotontos ou a meias.

      Gostar

    • Alexandre Mota permalink
      5 Agosto, 2020 15:51

      Raposo Tavares,
      Não entendo como é que a mortalidade excessiva observada em Julho poderia ser tratada há meses.

      Gostar

      • 5 Agosto, 2020 15:55

        Não foi tudo morte súbita, entende?

        Entende o que é protelar e que todos os pretextos são bons?

        A culpa é do vírus ou do lobby corporativo?

        Caso não tenha percebido o confinamento foi exclusivamente para obedecer a reivindicação dese lobby clínico.

        A coisa é tão caricata que agora tapam quando com 1/3 dos infectados patrulhavam ruas com polícia.

        Liked by 1 person

      • 5 Agosto, 2020 15:57

        A lógica face às mortes e face à imbecilidade que retiram dos gráficos e das estatísticas é mesmo essa- só presente. Tudo morte súbita em gaussianas perfeitas por projecção do hic et nunc no futuro

        Liked by 1 person

      • 5 Agosto, 2020 16:28

        Alexandre Mota, ‘a mortalidade excessiva observada em julho’ pode ser só um epifenómeno de uma tendência que se pode vir a consolidar, ou não. É perigoso, é incorreto, avaliar uma tendência a partir de um epifenómeno.

        Quanto às possíveis causas de uma eventual nova tendência, ou de um hipotético agravamento de tendência, admito aquelas que o seu amigo aponta – e antes dele já apontavam os profissionais de saúde e o bastonário dos médicos entre muitos outros…- .
        É preciso agora dar tempo ao tempo. Vamos ver como evoluirá o número de óbitos depois de passada a epidemia. Só aí se saberá a evolução da taxa de mortalidade na população portuguesa…

        Por outro lado, – outra extemporaneidade!- retirar destes dados e deste epifenómeno, a prova da ineficácia de algumas medidas profiláticas é uma perfeita precipitação. Mesmo se tivermos em atenção as causas que o seu amigo (e toda a gente antes dele) aponta.

        Resumindo, a propósito da sua questão: « como é que a mortalidade excessiva observada em Julho poderia ser tratada há meses », dir-lhe-ei que não poderia ser tratada há um, dois, três ou quatro meses atrás porque não se tinha observado, e não se pode tratar com rigor aagora porque os dados para o fazer ainda vão ter que se fazer esperar…

        Atenciosamente,
        Raposo Tavares

        Liked by 3 people

    • 5 Agosto, 2020 17:02

      Et voilá!, Outros moutons que reagiram com placebos profiláticos à gripezinha do século:

      https://www.lefigaro.fr/sciences/saint-malo-tours-bayonne-lille-les-villes-qui-imposent-le-masque-en-exterieur-se-multiplient-20200802

      Isto os franciús, pá! Pois, pá!

      Gostar

      • 5 Agosto, 2020 17:09

        Isso é estrangeiro em franciú. Não entendem.

        Gostar

      • chipamanine permalink
        6 Agosto, 2020 10:02

        A mascara no exterior sem proximidade física de pessoas é uma medida politico-social. Não tem nenhum objectivo de protecção senão o psicológico aldrabando e dando uma sensação de segurança contra o que não existe. Havendo a possibilidade de as pessoas se cruzarem se aproximarem sim, é profilática.

        Liked by 2 people

      • 6 Agosto, 2020 10:28

        Claro que é estúpido andar de máscara ao ar livre sem gente a magote à volta.

        Como sempre foi besta o medo dos tugas pelo ar-livre. Se não fosse o turismo continuavam enfiados em casa a ver tv.

        Agora que é o método mais racional para se andar de transporte público e trabalhar em grupo, é. E quem milita pelo contrário e insulta quem diz isto, achando que estão a defender a economia, só pode ser retardado mental.

        Gostar

      • chipamanine permalink
        6 Agosto, 2020 11:11

        Passamos do tempo em que a vovó Freitas e a Tremido da internacional diabolizavam a máscara como sendo perigosa e propagadora da doença para os fundamentalistas do não uso dela mesmo em magotes de populaça?
        Haverá sempre directores gerais de saúde e ministras ao contrário mas não me parece que sejam sequer relevantes, ao contrário das primeiras.
        Se meia dúzia desses fundamentalistas, num blog ou mesmo nas “redes sociais” a dizer estas patacoadas não tem a mesma importância que a opinião técnica da directora geral da saúde e da ministra que disseram gato sapato da máscara, em sucessivas conferências de “emprenssa” religiosamente seguidas por milhões de tugas acagaçados.
        Na altura , nem agora vi tanta indignação contra elas como agora se vê a preocupação com estes parvos ( deve ser o melhor qualificativo)
        Estes “justificam” pelas “liberdades” e outras merdas ( melhor palavra) enquanto as “responsáveis” justificavam religiosamente com as “evidências científicas” e os tugas na altura nem agora reclamaram

        Gostar

    • Pedro Almeida Vieira permalink
      5 Agosto, 2020 17:08

      Raposo Tavares, se reparar no meu blog tenho textos sobre a covid desde Março (https://noscornosdacovid.blogspot.com/). Sobre o mês de Julho, no dia 12 já escrevi no que estava para suceder (https://noscornosdacovid.blogspot.com/2020/07/da-cronica-das-muitas-mortes-anunciadas.html), reforçando nos dias seguintes… Sei que está a acordar agora estremunhado, mas há quem ande acordado há muito… Não diga mal dos outros, só porque embirra com os outros. Porte-se com modos e nãos seja como o seu homónimo bandeirante do século XVII.

      Liked by 1 person

      • 5 Agosto, 2020 17:35

        Caro Pedro, o seu amigo é que achou interessante e adequado chamar carneiro a quem o lia. Convirá que um discurso deste jaez não é simpático e não fomenta a empatia de quem o lê. Eu cá, pelo menos, achei assim na altura…

        Quanto ao facto do Pedro já andar de pestana aberta desde março, felicito-o por isso e tenha certeza que vou admirá-lo por esse estonteante feito enquanto me recordar dele. Vou sim senhor!…

        Quero só dizer-lhe, como já disse ao seu querido amigo, que muita gente chamou a atenção para o afunilar dos recursos do SNS para o ataque à covid.e não epitetou quem o ouvia. Vai daí que em determinada altura, achei, vá lá saber-se agora porquê, esse facto significativo.

        Muito provavelmente errei… Isto tendo em atenção que o senhor Pedro não acha nada justo que alguém tenha motivos p’ra embirrar com o seu amável e respeitável amigo.

        Vendo agora o amor que dedica ao seu amigo, caro Pedro, e sentindo no lombo o ardor das palavras sábias que esgrime contra esta pobre besta, fico feliz que o tempo do António Raposo Tavares já tenha passado… No tempo do meu antepassado, muito provavelmente, uma coisa destas só se lavaria com uns litros (umas onças e quartilhas, vá, de sangue.
        Veja só do que nos livrámos, Pedrinho! Uf!

        Já agora, quanto ao meu homónimo, uma coisa que lhe aprecio foi ter detestado seitas e caixinhas, sejam eles jesuítas ou não. Mas isto digo eu, com mesquinhez.

        Atenciosamente
        Raposo Tavares

        Liked by 1 person

    • carlos rosa permalink
      7 Agosto, 2020 15:08

      “O choro do secretário de estado da Covid”

      “Político a chorar?
      É de desconfiar.”

      Liked by 1 person

  2. 5 Agosto, 2020 15:39

    Falas tanto em carneiros que deves ter problema de disputa de pasto.

    Liked by 1 person

    • Alexandre Mota permalink
      5 Agosto, 2020 15:48

      bravo, temos aqui uma especialista.

      Gostar

      • 5 Agosto, 2020 15:50

        Por falar em carneiros e experts de pasto- que é feito da Cristina Miranda?

        Essa sempre variava as fontes do que papagueava do André Dias.
        V. só consegue papaguear um guru?

        Nem em estrangeiro dá exemplos. Olhe que neotonto que se preze fala sempre estrangeiro.

        Gostar

      • 5 Agosto, 2020 15:52

        A especialista, neste caso, limita-se a observar um tipo de grunhice que até uma criança de 5 anos era capaz de detectar.

        Mesmo sendo grunha reconhecia o paralelo. E sendo educada mandava-o insultar a sua família.

        Gostar

      • Alexandre Mota permalink
        5 Agosto, 2020 15:55

        Tem preferência por alguma nacionalidade?

        Gostar

      • 5 Agosto, 2020 15:58

        Não- sou universalista como v.s. Fale em estrangeiro que já serve.
        Basta a pronúncia.

        Gostar

  3. 5 Agosto, 2020 16:03

    Experimente botar ficheiro de som em estrangeiro com sotaque morcão a papaguear isto, que sempre se adequava ao seu papel aqui no blogue, na estação parvinha.

    Gostar

    • A.Lopes permalink
      5 Agosto, 2020 16:14

      Mas que mázazinha que eu estou hoje!!!

      Gostar

      • 5 Agosto, 2020 16:16

        É. Deu-me para embicar com um cretino.

        Mas tenho de ir trabalhar.
        Foi só para exercitar o teclado.

        Este é demasiado grunho e nem piada ou insulto de jeito é capaz.

        Aposto que é candidato à Assembleia.

        Gostar

  4. Alexandre Mota permalink
    5 Agosto, 2020 16:11

    Dona Z.
    Entendo a sugestão, até porque já a estou a ver na bancada aos urros, mas passo.

    Gostar

    • 5 Agosto, 2020 16:14

      Veja lá se não se enganou e o urro vem da sua mulher que aproveitou o desleixo.

      Gostar

      • Alexandre Mota permalink
        5 Agosto, 2020 16:22

        Dona Z.
        Obrigado pelo conselho. Não se esqueça de tomar a medicação.

        Gostar

      • 5 Agosto, 2020 16:45

        Também passa receita da mesma que lhe prescreveram?

        Olhe que neotonto que se preze também reivindica o direito a usar bata de médico, antes de lhe colocarem a camisa-de-forças.

        Gostar

      • 5 Agosto, 2020 16:46

        Mas pergunte ao André Dias e ao Garcia Pereira que agora são eles que tratam dos problemas do medo nacional.

        Está bem acompanhado.

        Gostar

  5. 5 Agosto, 2020 17:11

    aahha

    Agora apareceu ali um apalermado a mandar portar com modos quem apanha com os insultos do que faz os posts

    AHAHAHA

    Pipocas.

    Liked by 1 person

  6. 5 Agosto, 2020 17:22

    As maiores e em maior número se vitimas serão as vitimas do virús económico que tanto jeito dá e dará para apascentar a carneirada e manter os “senhores” esquerdalhos no poleiro. Até que CHEGA! Ou outro qualquer que comece a falar grosso e à Direita!

    Liked by 2 people

  7. Andre Miguel permalink
    5 Agosto, 2020 18:21

    Ena tanta gente a enfiar o barrete de carneiro!

    Já estão a sentir a crise económica que vos cairá em cima enquando aplaudem a prisão domiciliária? Ou sois todos funcionários públicos?

    Liked by 1 person

    • lucklucky permalink
      5 Agosto, 2020 19:48

      Pois. Daqui as uns meses também vão dizer que previram o desastre económico e consequente violência.
      Os mortos devido ao Covid serão sempre a obsessão.
      Já os mortos devido à obsessão Covid não interessam.

      Como as coisas estão o vírus vai tocar a todos, é inevitável sem vacina. As máscaras são importantes para reduzir a frequência e não forçar o sistema de saúde mas a vida tem de continuar.

      Liked by 2 people

      • 5 Agosto, 2020 19:58

        Claro que a vida tem de continuar .E nem teria parado tanto se os imbecis tivessem logo tratado de se precaverem com as máscaras.

        Era de tal modo óbvio que só mesmo a tara da cientoinice pode ter permitido supostos debates e “investigações” acerca do benefício de tapar os orifícios por onde o vírus entra.

        Mas abram as fronteiras e vamos a ver se o vírus se suicida.

        Liked by 1 person

      • 5 Agosto, 2020 20:00

        A todos o tanas. Vai tocar a quem tiver o azar de não o poder evitar nos hospitais, por exemplo.
        Daí que seja estúpido colocar em dicotomia as mortes em hospital por outras doenças e o Covid.
        É literalmente o mesmo efeito que já tinham as infecções hospitalares. Morre-se mais delas que da doença.

        Liked by 1 person

      • 5 Agosto, 2020 20:02

        A única imbecilidade com que me passo nada tem a ver com desejos de confinamento ou de andar ao ar livre. As aulas deviam logo ter sido ao ar livre, por exemplo.

        A imbecilidade que me encanita é a militância contra o uso de máscaras e chamarem-lhes placebo ou acharem de boa educação mandar bafo e perdigotos para cima dos outros.

        As máscaras até são uma benesse. Evita-se muito mau-hálito.

        Liked by 1 person

    • Zé Manel Tonto permalink
      5 Agosto, 2020 21:48

      Sabe o que é que me deixa lixado?
      É os imbecis que dizem que a economia pode rebentar e milhares irem para o desemprego, que se pode arranjar outro emprego, mas vida há só uma.

      Os próprios alarmistas do covid, com o idiota do Imperial College à cabeça (aquele que exigia confinamento mas depois andava a atravessar Londres de uma ponta a outra para ir ter com a amante) admitiam desde o inicio que perto de 2/3 dos mortos iriam morrer na mesma este ano, de outra coisa qualquer.

      A diminuição de mortes por gripe e pneumonia em Portugal bate certo com esse pressuposto

      O que as pessoas se esquecem é quem perder um emprego, sobretudo se bem remunerado, estando na casa dos 20 e dos 30, fica com a vida em suspenso durante anos. São casas que não se compram, poupanças que não se fazem, filhos que não se têm.

      Os efeitos para os jovens que vão perder o emprego, e ficar com a vida em banho maria, irão sentir-se durante muito mais tempo que os poucos anos que os idosos com problemas de saúde que não apanharam o covid graças ao confinamento vão viver.

      Eu mudei de emprego 6 meses antes desta macacada. Tive sorte, fui para uma empresa de máquinas para o ramo alimentar, o trabalho não pára.
      Mas se tivesse ido para o departamento de manutenção de uma empresa do ramo automóvel ou aeronáutico, levava com um layoff seis meses depois de entrar para a empresa.

      Estes funcionários públicos com emprego garantido, reformados com a pensão paga pelo trabalho dos outros, e maltinha que pode trabalhar a partir de casa (eu posso, mas não me esqueço dos mais de 5 anos anteriores, em que não podia) bem podem ir dar uma curva.

      Para eles está bom, por isso querem confinamentos, são a favor de mandar fechar restaurantes (escrevia ontem o Observador que ~40% ponderam fechar), querem impedir turistas de virem.

      Liked by 2 people

    • Manolo Heredia permalink
      5 Agosto, 2020 23:31

      O André, então você acha que, se não tivesse havido prisão domiciliária, hoje estava tudo como d’antes; os aviões voando, os cinemas, restaurantes, concertos etc., tudo a bombar!

      Se tivermos em consideração que esta pandemia tem características de “limpeza” da superfície da Terra de pessoas doentes crónicas (daí que morram muitos velhos, pois pertencem aos grupos etários com maior incidência de doentes crónicos), iriam morrer muito mais idosos, é certo, mas também muitas pessoas novas com doenças crónicas. Estas últimas são necessárias para fazer andar a economia. Pedreiros, empregadas de copa, pilotos de avião, médicos, mecânicos de automóveis, eletricistas, etc. Morreriam muito mais pessoas, e num intervalo de tempo muito menor, porque os hospitais existentes não chegavam para as encomendas. Lembrar que os hospitais privados também se recusariam a prestar serviços de saúde sem a garantia de pagamento pela tabela.

      Liked by 1 person

      • 8 Agosto, 2020 06:23

        Manolo qualquer pandemia tem caracteristicas de limpeza.
        É a forma da Natureza controlar … os predadores de topo.

        Liked by 1 person

  8. MJRB permalink
    6 Agosto, 2020 00:07

    Três empecilhos, canalhas, proto-assassinos de habitantes dos seus países face à pandemia: Trump, Bolsonaro e Lukashenko. Mas há mais.
    Imagine-se que em Portugal havia um desses três…

    Liked by 1 person

    • 6 Agosto, 2020 09:16

      Há seguidores iguaizinhos

      Liked by 1 person

    • 6 Agosto, 2020 09:17

      Há seguidores iguaizinhos e nem considero o Trump um imbecil. O Trump percebe os erros e sabe emendá-los.

      O nosso costinha é mil vezes pior que um Bolsonaro e mais manhoso.

      Gostar

      • MJRB permalink
        6 Agosto, 2020 10:59

        Sim, o Trump avança e recua nas suas decisões e opiniões, porque tem sobre si um escrutínio intransigente, cede a algumas pressões e conselhos, sabe que está a todo o momento mediatizável e…eleições em Novembro.

        Sem dúvida, o AC-DC é manhoso, sagaz, ilusionista, sabe muito bem que terrenos pisa e manobra desde há mais de uma década, tem pinta de vígaro-bate-e-foge para um colo (por ele almofadado…) que o ampara sempre — e não é só para o colo do tipo que continuará a estar em Belém.
        Sobre o Bolsonaro já não tenho mínima paciência. Um arruaceiro, incompetente, ignorante, javardo, primata, um servente de vários poderes.

        Liked by 1 person

    • chipamanine permalink
      6 Agosto, 2020 12:08

      Até há governantes de quem ninguém se “lembra” porque não quer ou porque lhe dá jeito nos seus ódiozinhos. Aqui mesmo ao lado os socio-podemistas até já deixaram de dar números pelo genocídio que provocaram. Socialisticamente são cerca de 28 mil sendo que feita as contas por região autónoma já da quase 48 mil fazendo dos Trumps europeus (mais Suécia mais Bélgica) uns campeões nele……..mas quem “protegem ou se calam” para não incomodar as suas próprias crenças. Entretanto todos os governadores democratas que na realidade são os verdadeiros responsáveis por todas as medidas em cada um dos estados passam ao lado na lavandaria ideológica.
      Mais vale parecê-lo que sê-lo ? Sim

      Liked by 4 people

      • 6 Agosto, 2020 12:17

        Exactamente. E a Bélgica é uma gigantesca vergonha. E Portugal foi um fiasco de contradições. E agora tapam informação por concelhos e calaram os “cientistas”, mas abrem noticiários a falar mal dos EUA e do Bolsonaro.

        Se uma pessoa quer gráficos tem de recorrer ao twitter ao ao Facebook. Oficialmente não há nada mas aposto que muita gente recebeu “bué” de bolsas à conta…

        Liked by 1 person

      • 6 Agosto, 2020 12:22

        Quem está bem é a FP. Esses sim. Esses podem mesmo dar-se ao luxo de recusar máscara porque nem precisam de sair de casa.

        Ainda agora me telefonaram da Câmara para ir lá levantar um relatório de vistoria que paguei em Outubro e foi feita no início de Março.
        Vou lá levantar com marcação porque os melros estão confinados.

        Assim é bom. Conheço quem tenha andado com abaixo-assinados contra a abertura das aulas e agora não se lembre do perigo de contágio e ande em passeatas em grupo.
        Aposto que em Setembro já se vão queixar do perigo da sala de aula mas restaurante e alojamento em férias é coisa sem risco.

        Gostar

      • Mario Figueiredo permalink
        6 Agosto, 2020 17:31

        Exactamente. São os Bolsonaros, os Trumps e Lukashenkos que suscitam sempre estes comentários de absoluto horror e repudio às suas figuras. Não interessa se são do Bloco de Esquerda, Partido Socialista, ou dos MJRBs da tuga direita envergonhada e conformista. Todos são escritos da mesma maneira e se lêm da mesma maneira.

        Mas colocar no mesmo post do Bolsonaro e do Trump, o Sanchéz ou a Wilmès é que nem pensar.

        Liked by 1 person

      • MJRB permalink
        6 Agosto, 2020 18:15

        O Mário Figueiredo
        por simpatia pela Direita ou obediência partidária importar-se-ia de ser orientado perante a pandemia com os conselhos do Trump, do Bolsonaro, do Lukashenko ? Tomaria aqueles remédios mais vodka ?

        Gostar

      • Mario Figueiredo permalink
        6 Agosto, 2020 23:23

        Olhe que sim, olhe que sim. Eu preferia 1000 Trumps em Portugal, que um Sanchéz, uma Wilmès ou um Costa. As parvoíces que um diz no Twitter não se comparam às asneiras que os outros fazem nos países que governam.

        Mas o porquê disso você nunca entenderá. Portanto continue lá com a sua ladainha anti-Trump e Lukashenko e Bolsonaro, porque dá um jeito que se farta à narrativa de quem não quer ver exposto, esse sim, o verdadeiro horror do que se passa em Espanha e na Bélgica.

        Isto quando se começa a falar de acríticos, vem muita porcaria ao de cima. A sua não cheira menos mal.

        Liked by 1 person

      • chipamanine permalink
        7 Agosto, 2020 06:18

        E sobretudo vodka acompanhada de uma dose de maconha ideológica (ainda que ambas escondidas) que fazem essa cobertura subliminar aos “grandes” dirigentes europeus, dez vezes piores que os Trumps e Bolsonaros desta vida. É assim que acobertam estes genocidas falando dos outros. É assim, queiram ou não queiram, que os apoiam ( embora depois façam discursos que não)
        A Espanha vai com um número real assustador de quase 1000 mortos por cada milhão de habitantes. Ninguém tomou vodka por eles. Ninguém quer escrutinar (sintomáticamente) um “socialista-podemista” . A forma de o esconderem é fumar um charro ideológico, fazerem-se de bem pensantes , omitir as responsabilidades dos outros e falar as baboseiras mais comuns.
        A covid é um horror nos EUA? Sim. Quem manda nos Estados e quem é responsável por todas as medidas de contenção? Não interessa nada. Interessa o Twitter do Trump. No Brasil o supremo proibiu o presidente de actuar nos estados mas não interessa nada pois a desgraça brasileira cujos responsáveis são os governadores e perfeitos (muitos deles com um discurso parecido com o do mjrb).tem de ser atribuída ao seu inimigo de estimação o Bozo.
        É a bebedeira do vinho. Gente fina é outra loiça.

        Liked by 3 people

    • Ze Manel Tonto permalink
      6 Agosto, 2020 15:30

      Qual a sua sanha contra o Trump?

      Relembro que boa parte das responsabilidades de saude nos EUA sao dos estados.
      Que fez o governador de New York? Obrigou os lares a aceitar idosos infectados. No Michigan e New Jersey.
      Ao mesmo tem que o governador de New York ladrava que o Trump nao estava ajudar, um navio hospital da marinha atracava no porto de New York, e acabou por levantar ferro sem ser usado. Bolsava o dito governador que precisava de mais ventiladores, e tinha milhares por estreaer, e que nao foram usados.

      Tem piada que foi nos estados que confinaram a bruta e que nao querem reabrir, que tudo correu pior. E dos dez mais afectados, apenas um tem governador republicano.

      Quase parece que fizeram de proposito para que morresse o maior numero de pessoas. Sera por haver eleicoes em Novembro?

      Liked by 1 person

      • chipamanine permalink
        6 Agosto, 2020 17:08

        Isso não interessa nada aos ódiozinhos. No Brasil o Supremo IMPEDIU o Presidente de tomar medidas sobre os estados. Os governadores dos Estados são os únicos responsáveis por todas elas . O Governo central apenas tem de apoiar financeiramente. Sintomáticamente os estados e cidades governados por “opositores” são os piores dos piores ….mas isso não interessa nada. O que é bom é falar mal do Trampa e do Bozo.

        Liked by 1 person

      • MJRB permalink
        7 Agosto, 2020 07:04

        O (limpinho de porcaria) Mário Figueiredo
        parece obcecado desde há muito com os meus meros bitaites. Descanse, porque não influencio ninguém. Descontraia-se e não ofenda, comporte-se civilizadamente, tá ?

        Quanto aos vossos queridos líderes anti-covid Trump, Bolsonaro e Lukashenko, isso, sigam os seus conselhos.

        Gostar

      • Mario Figueiredo permalink
        7 Agosto, 2020 10:39

        “Quanto aos vossos queridos líderes anti-covid Trump, Bolsonaro e Lukashenko, isso, sigam os seus conselhos.”

        Alguém apresenta factos
        Resposta do MJRBÇ “Whatever! E o Mário está obcecado por mim!”

        Em dois simples passos se explica animismo intelectual, Redes Sociais e Fake News.

        Gostar

      • chipamanine permalink
        7 Agosto, 2020 11:07

        Mário…..vc não apanha “bezanas” com o mesmo carrascão que ilumina esta gente. Senão vc responderia sobre os maravilhosos bitaites do Sanchez/Iglésias com perto de 1000 mortos por milhão, ou lá por aqueles lados da Bélgica com outro tanto e os mesmos bitaites.
        Estes gajos tem inveja dos vodkas e como já estão pedrados com o carrascão não lhes é possível responder de facto, sobre factos.
        A última que estes bebedores de carrascão fizeram foi de que o filho do Trump teria partilhado uma Fake ( e depois o Trump também) de uma negra (imagine-se uma negra) a falar dos efeitos benéficos da hidroxycloroquina em muitos casos covid.
        Dois dias depois a dita negra, a tal Fake, sabe-se que afinal é médica num hospital de referência e que, ela e os colegas tem usado a hidroxycloroquina com bastantes resultados bons.
        Mas prontessssss. Ficou a “imagem” do Trump que teria partilhado uma Fake enquanto estavam todos “embebidos” no dito carrascão.
        Viva o carrascão, abaixo o Vodka

        Gostar

      • MJRB permalink
        7 Agosto, 2020 11:16

        Estou-me cagando para essa obsessão comentadeira — que não outra, porra…

        Entretanto, o querido líder Trump continua a tomar e a recomendar hidroxicloroquina (tal como seu amestrado e queriducho Bolsonaro). Mas o brasileiro vai mais longe: o seu interino ministro da saúde recebeu anteontem uma “delegação” de defensores da aplicação retal de ozónio para travar covid-19. Talvez alguns tugas amantes do gajo brasuca queiram experimentar a prevenção via cu.
        E o Lukashenko instiga, instiga, a engolir vodka contra o bicharoco.

        Gostar

      • 8 Agosto, 2020 06:29

        chipamanine completamente de acordo! Essa parte do de que quem manda efectivamente nos estados são os seus governadores, logo são eles os responsáveis pelas crises locais, é verdadeira no Brasil e nos USA … mas não convém à esquerdalha.
        Mutatis mutantis é como se descobríssemos que na UE a culpa é de Bruxelas … e não será?

        Gostar

  9. Chopin permalink
    6 Agosto, 2020 01:14

    Para não variar, um volvo 🙂

    Gostar

  10. marão permalink
    6 Agosto, 2020 08:01

    O governo prefere os desvios para fugir aos semáforos. O sinaleiro Marcelo lá vai a corta-mato mostrar os atalhos.

    Liked by 2 people

  11. Mario Figueiredo permalink
    6 Agosto, 2020 08:31

    Ó desgraça! O que nos foi calhar aqui no Blasfémias — um guru pseudo-cientista e a varina que lhe dá voz.

    A varina que diz normalmente não responder a comentários, está no entanto em todas. E o guru continua a encher-lhe a cabeça com gráficos a vermelho com a capacidade de tornar o pulhigrafo num Centro de Excelência,

    Com tratamento de dados assim, com gráficos assim, com conclusões assim, com bisonhos e mandriões como estes dois, pode bem este governo de pulhas.

    Gostar

  12. Tiro ao Alvo permalink
    6 Agosto, 2020 09:05

    O homem escreveu “carneirada acrítica” e quem se “ofendeu”? O Raposo e a Zazie que de acríticos não têm nada…

    Gostar

  13. MJRB permalink
    6 Agosto, 2020 11:19

    Tenho-me esquecido de colocar este bitaite acerca do assassínio do Candé: duvido que tamanha “onda” de contestação (manifs, comunicados, exigências, iras, destaques na comunicação social, etc.) tivesse acontecido se em vez do actor preto o assassinado (por um preto) fosse um actor branco, com o mesmo CVitae e a trabalhar na mesma Companhia da Calle,
    Nessas manifs e não só, teria participado também gente preta ?

    Gostar

  14. MJRB permalink
    6 Agosto, 2020 18:07

    Pelas 17:05, estou a saber notícias dos incêndios, e a SICN, TVI e CMTV vão interrompendo directos para transmitirem o MCThomaz a preparar-se para ir ao banho em Porto Santo. Com mirones por perto, claro !
    Desde então, mais directos com o “famoso” a nadar.
    Às 17:50, a SICN, a RTP3, a TVI e a CNTV interrompem notícias para registarem o hipnotizador ainda no mar rodeado por indigentes a tirarem fotos e…selfies, com ele abraçado, em plena pandemia — devem pensar que a água salgada elimina o vírus. Mais de uma centena de mirones em terra aproximando-se do amado que chega, e para as TV’s relata encontros no mar, a temperatura da água, episódios pessoais e…mais selfies.
    Estou cada vez mais convencido disto: o tipo está lelé da cuca e pensa que é o papi de todos os tugas.

    Mais: a Festa do Avante espera 100.000 visitantes.

    Quase todo o país em festanças (“pró caralho mais os problemas” pois então !). Uns valentões braço-dado com o chefe maior e seu afilhado.

    Gostar

    • Olympus Mons permalink
      6 Agosto, 2020 18:45

      E qual a nossa única opção, qual é?

      Liked by 1 person

      • MJRB permalink
        6 Agosto, 2020 19:05

        Sobre o meu bitaite, tenho não opções, mas certezas:
        1 . Nunca mais votar no MCThomaz.
        2 . Quando reencontrar comunistas dizer-lhes o que não esperavam.
        3 . Desprezar absolutamente (preferencialmente cara-a-cara) quem de nós tenta fazer tolos.
        4 . Sair sempre que posso e quero do sítio.

        Liked by 1 person

      • 6 Agosto, 2020 19:20

        Basicamente o que o Papagaio Mor sabe que a maior parte de vós só agora compreendeu … ou nem isso … é que o Vírus Chinês do ano é pouco mais do que a gripe sazonal de 2017 e da mesma estirpe do de 2009.
        Nada de grave a temer. A verdadeira Pandemia é o Vírus Economico injectado à força pelos desGovernos timoratos.
        Já agora … Parabéns à Suécia!

        Gostar

      • 7 Agosto, 2020 00:16

        CHEGA Olympus Mons! CHEGA! … ou desobediência civil e Revolução JÁ!

        Gostar

    • 6 Agosto, 2020 19:40

      Não foi mau… mas também não é um espetáculo, não foi muito melhor do que a sua vizinhança e ainda houve uns velhotes que quilharam com muita classe…

      https://www.cnbc.com/2020/08/05/sweden-coronavirus-record-gdp-fall-still-outperformed-some-in-europe.html

      Gostar

  15. MJRB permalink
    6 Agosto, 2020 18:58

    Fernanda Lapa, extraordinária actriz e óptima encenadora, faleceu hoje. Portugal e o teatro mais pobres. RIP.

    Gostar

    • Mario Figueiredo permalink
      6 Agosto, 2020 23:53

      Mas mamava? Porque será tal como os outros cabrões e cabronas da cultura bem comportada xuxalista portuguesa por quem nem uma lágrima larguei.

      Zero tolerância para com os facilitadores e conformistas do regime. A cultura não ficou mais pobre com a morte da Fernanda Lapa, já há muito que está morta graças à subsidio-dependência. E se a Fernanda Lapa lá estava como muitos outros para reclamar o seu direito ao subsidio, que faça boa viagem.

      Liked by 1 person

      • MJRB permalink
        7 Agosto, 2020 07:28

        Relevei a extraordinária actriz e óptima encenadora.
        Quando a vi e ouvi no teatro marimbei-me se era P”S”, comunista ou anarquista.
        Foi subsidiada pelo Estado — quem, no teatro em Portugal não o foi ? Para que serve (reduzidíssima) percentagem dos impostos ?
        A actividade cultural não deve ser apoiada ?

        Subsídios do Estado: há-os também para o comércio, agricultura, banca, eventos vários, indústria, desporto, comunicação social, partidos políticos, autarquias, etc., etc. Muitos deles “mamados”, não vigiadas as suas aplicações.

        Gostar

  16. Desalinhado permalink
    7 Agosto, 2020 07:30

    Ou como a cultura neste país se resume a vermos o António Costa na praia a devorar uma bola de berlim. E com creme, ainda por cima!

    Gostar

  17. Iletrado permalink
    7 Agosto, 2020 23:10

    Caro raposotavaresbolsaemercados
    «A máscara não é um placebo.»
    Partindo do princípio que não és um certo comunista funcionário público bandarra, que destila ódio em cada tecla, tranquilamente afirmo que discordo dessa afirmação. E se estiveres de boa fé, vais primeiro analisar e reflectir naquilo que vou escrever e só depois, se te aprouver, irás contestar. Mas agradeço que, na tua contestação, utilizes argumentos racionais e não meras frases que se limitam a apelar à Fé, como a que utilizaste. Fèzadas, portanto. Uma vez que tenho duas situações para apresentar em defesa da minha tese, vou dividir essas situações por dois comentários.
    Primeira situação: aqui há atrasado, fui passear com a família e amigos para a Costa de Caparica. Era uma noite mui aprazível e, como eu, uns milhares de indivíduos quiseram respirar o fresco ar marinho nocturno. Eu não jantei nesse local, mas não deixei de notar as pessoas que se apinhavam à porta daqueles restaurantes à beira-mar plantados. E notei uns pormenores curiosos. Como os restaurantes estão limitados na lotação normal, muitas pessoas ficam na rua, de máscara, à espera para entrar. Sucede que, aqui e ali, alguns grupos acabavam por se dividir e enquanto uns entravam e abancavam para comer em mesas situadas nas esplanadas junto ao paredão, os outros ficavam no paredão, mas junto aos primeiros, conversando e rindo, como é mister entre grupos de amigos. A única coisa que os separava era o pequeno muro que delimitava a esplanada. Os que estavam a comer não utilizavam máscara e os que esperavam a vez tinham máscara. Agora esclarece a minha ignorância: qual é o mecanismo que evita que as pessoas enquanto estão a comer não apanham o birus nem o transmitem para outras, mas antes e depois de comer já são terrivelmente contagiosas? Será que há uma aura que protege as pessoas enquanto estão sentadas no restaurante? E vós, acreditais nos glutões? Eu estou tentado a acreditar num milagre de Fátima.
    Eu tenho conhecimento que há pessoas que comem no barco apinhado do Montijo e, assim que terminam de comer, colocam a máscara. Patético. Se isto fosse a sério e o uso de máscara fosse a resposta a dar a um problema sério, os restaurantes e similares teriam de estar fechados.
    Não sei se vale a pena referir a patetice dos que fumam com a máscara a descair nos beiços. Higiene e precaução no seu melhor. Mas talvez me esteja a repetir…
    Boas pedaladas.

    Gostar

  18. Iletrado permalink
    7 Agosto, 2020 23:12

    Caro raposotavaresbolsaemercados
    Aqui fica a segunda situação: imaginemos que eu decidia festejar o 29.º no estádio do dragão e comigo estavam mais 99999 lança-chamas. Agora imaginemos que metade, rigorosamente metade, usavam máscara e os outros também não. Agora a minha ignorância: se a máscara protege, como é que os 50000 que não utilizam máscara conseguem contaminar os 50000 que têm máscara? Então mas a máscara só protege se todos a usarem? Para protecção não está mal. Seria mais ou menos como se eu, utilizando uma viseira ao fazer trabalhos de soldadura, queimasse os olhos porque as pessoas à minha volta não utilizavam viseira. Ridículo. (Penso eu de que. Como não sou soldador, posso estar a meter a argolada. Alguém que me esclareça)
    Mas vamos aprofundar um pouco mais o conceito, por favor. Vamos admitir que a máscara protege mesmo quem a usa e que é imprescindível para segurança e protecção das pessoas. Se assim é, porque razão me chateam a cabeça com a porra da obrigação de utilizar máscara? Porque razão esta sociedade distópica aguarda ansiosamente pela legalização da eutanásia para matar os velhos e não deixa os velhos contagiarem-se em paz com esta nóvel doença? Deixem-me morrer descansado, carago! Qual é a diferença entre morrer constipado e morrer com uma injecção?
    Eu admito que, atendendo à minha atitude, me chamem suicida ou velho maluco. Agora criminoso? É nojento. Só mesmo na mente velha e retorcida de um funcionário público comuna, sábio ao sabor do governo, cobarde raivoso que tem inveja daqueles que têm a coragem ou a loucura de não alinharem na conversa da treta de um governo incompetente, que se manteve de férias enquanto deixava cremar 100 pessoas em 2017.
    Boas pedaladas.

    Gostar

  19. Carlos Guerreiro permalink
    9 Agosto, 2020 10:40

    Sobre o excesso de mortalidade a Ordem dos Médicos já tinha alertado em Abril.
    Recebido para publicação na Acta Médica Portuguesa em 16 de Abril de 2020 https://actamedicaportuguesa.com/revista/index.php/amp/article/view/13928/5929
    e recebido para publicação a 13 de Abril de 2020 https://www.actamedicaportuguesa.com/revista/index.php/amp/article/view/13911/5926
    Mas nessa altura os candidatos a pastores urbanos da carneirada andavam preocupados com outras coisas… Acordaram agora, que despertador os terá acordado?
    Muita da mortalidade não Covid, resulta do branqueamento das autoridades de saúde que querem ficar bem na foto. Doente que morre com pneumonia suspeita de Covid-19 (aspecto radiológico e clínica) e não tem teste positivo para Covid-19 por RT-PCR não tem como causa de morte o Covid-19.
    A comunicação social em Portugal está domesticada, em Espanha os jornais (menos o El País, único jornal que existe em Espanha para a comunicação social em Portugal) falam em 50 mil mortos por Covid-19 (os dados do governo são 28 mil). o Sanchez é chamado de el Sepulturero (o coveiro).

    Gostar

  20. Carlos Guerreiro permalink
    9 Agosto, 2020 11:14

    Sempre se quantificou as mortes provocadas por uma pandemia/epidemia como o aumento da mortalidade ocorrida em relação aos anos anteriores. Se um doente de outra patologia não é tratado, porque os serviços de saúde não o atenderam ou não procurou os serviços de saúde por receio, a sua morte ocorreu por causa da pandemia e deve ser considerada uma causa (indirecta) da mesma.
    Mesmo que o governo não tivesse orientado o SNS para o tratamento do Covid-19, nada garante que as pessoas com outras patologias tivessem utilizado os serviços de saúde. Até existem situações que provam o contrário. As pessoas deixaram de utilizar o SNS (falta a consultas e menos afluência aos serviços de urgência) antes do governo ter convertido o SNS no SNS-Covid. Quando foi feito o desconfinamento, e os hospitais passaram a ter consultas externas presenciais, as consultas e as urgências continuaram com afluências baixas. Hospitais privados que separam as unidades em Covid e não-Covid tiveram (e continuam a ter) afluências baixas nas consultas e urgências nas unidades não-Covid.

    Gostar

  21. Iletrado permalink
    9 Agosto, 2020 13:50

    Caro raposotavaresbolsaemercados
    Vais desculpar, mas quero acrescentar algo mais. Ultimamente tenho pedalado entre o Barreiro e a Moita. Tenho notado nestas localidades, bem assim como aqui no Montijo, um aumento considerável de mijo e merda de cão e gato no chão e nas paredes. Não sei se isto está relacionado com esta nova moda dos animalistas, nem sei se isto é geral ou um fenómeno bem localizado. Mas esta é uma situação que considero preocupante. Enquanto está quase tudo histérico com o carago de uma mutação de um vírus pré-histórico, poucos são os que reparam neste verdadeiro problema de saúde pública que está prestes a rebentar nas nossas caras.
    Enfim, admito que talvez me esteja a preocupar em vão. Se a coisa se complicar por causa dos cães, a malta continua a usar a focinheira. Como diz o outro, isto anda tudo ligado.
    Boas pedaladas.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: