Saltar para o conteúdo

As pessoas que tanto defendem a frequência obrigatória da Educação para a Cidadania

3 Setembro, 2020

são as mesmas que colocam os seus filhos a salvo destas maluqueiras nuns colégios privados de preferência estrangeiros como acontece com vários membros do governo, jornalistas, comentadores, artistas-activistas…?

 

35 comentários leave one →
  1. fernando tavares permalink
    3 Setembro, 2020 11:55

    Liked by 1 person

  2. sam permalink
    3 Setembro, 2020 13:14

    Em colégios privados, e alguns muito católicos…

    Liked by 1 person

  3. lucklucky permalink
    3 Setembro, 2020 13:17

    Disciplina de Religião e Moral Marxista.

    Gostar

  4. lucklucky permalink
    3 Setembro, 2020 13:33

    “são as mesmas que colocam os seus filhos a salvo destas maluqueiras nuns colégios privados de preferência estrangeiros como acontece com vários membros do governo, jornalistas, comentadores, artistas-activistas…?”

    Continuam a não perceber. Não são maluqueiras, são formas de obter e estruturar o Poder. Não há maluqueira nenhuma, a Educação para a Cidadania é e será uma máquina de ódio.

    E esse filhos levam já com isso em casa.

    Gostar

  5. Albino manuel permalink
    3 Setembro, 2020 14:38

    Seria melhor explicar o que lá se ensina nessa tal disciplina. Pelo que percebo é uma guerra ideológica.

    Uma coisa sei eu: nunca na minha vida poria um filho meu num colégio católico. O que lá fazem não é só instrução. É também lavagem de cérebro.

    Apenas um exemplo: num desses colégios católicos ensinam aos meninos que devem ser virgens até casarem e nada de controlo de natalidade. Alguém acredita que um rapaz de 25 anos chega virgem ao casamento e não sabe o que é uma camisa de Vénus?

    São poucos mas há. Há bons colégios em Lisboa sem agenda religiosa por trás. O diabo leve essa cangalha a que ninguém liga ponta de um corno.

    Ainsa por cima, sabendo que padre e paneleiro é quase igual. Que vão para o Conde Rwdondo.

    Gostar

    • André Silva permalink
      3 Setembro, 2020 15:45

      Comentário idiota. Sem surpresa, vindo de quem vem.

      Gostar

      • Albino Manuel permalink
        3 Setembro, 2020 16:38

        Tanto como a sua cabecinha, mioleira de borrego

        As escolas foram feitas para instruir, só isso. Essa disciplina está mal? É possível. Como a dos padres a que quase ninguém liga.

        Gostar

    • chipamanine permalink
      3 Setembro, 2020 16:51

      Na disciplina para a cidadania ensinam que dar o cu desde jovem é uma questão tão normal como ser virgem até ao casamento. Que tudo o que não é socialista é fascista reaccionário de extrema direita. Que o uso da canabis pode ser recreativo
      E ainda há alguém que se preocupa com a virgindade das moçoilas?

      Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        3 Setembro, 2020 17:27

        Normalmente o chipamanine acerta, mas desta vez não concordo.

        Essa esquerdalha acha que uma badalhoca com todas as doenças sexualmente transmissíveis conhecidas pela Humanidade, mais algumas por descobrir, é uma mulher liberta.

        Uma jovem que queira ser virgem até casar, consideram-na uma aberração, uma reprimida, com “internalised misogyny”.

        É essa a sociedade que a disciplina de cidadania quer criar.

        Eu por mim tudo bem, mas das duas moças do exemplo, a segunda pode transitar para o estado da primeira, a primeira nunca pode voltar ao estado da segunda.

        Farto-me de rir com os artigos escritos por feministas a estranhar que nenhum homem lhes pegue.

        Gostar

      • Albino Manuel permalink
        3 Setembro, 2020 17:39

        Deve ser de ciência própria do chimpanzé. Ainda o convidam para dar aulas.

        Gostar

    • André Silva permalink
      3 Setembro, 2020 16:51

      Resposta idiota a confirmar o primeiro comentário igualmente idiota. E ainda não percebeu porquê.
      Sem surpresa, vindo de quem vem.

      Gostar

      • Albino Manuel permalink
        3 Setembro, 2020 17:40

        Resposta idiota a confirmar o primeiro comentário igualmente idiota. E ainda não percebeu porquê.
        Sem surpresa, vindo de quem vem.

        Gostar

    • Expatriado permalink
      3 Setembro, 2020 17:50

      Oh bino… a Grande Mesquita de Lisboa tem lá uma escola que garantidamente não é católica. Experimente.

      Gostar

    • chipamanine permalink
      3 Setembro, 2020 19:49

      O bino é um troglodita machista armado em revolucionário. Há pouco tempo dizia que não havia senhoras , agora insurge-se contra a virgindade delas. Quanto a dar aulas fique sabendo que já as deu no ensino superior antes de Bolonha e afastei-me exactamente porque as hordas de binos modernaços estavam a chegar às novas oportunidades.

      Gostar

  6. João Brandão permalink
    3 Setembro, 2020 14:42

    O tema estrambólico do post bem como o vídeo de F. Tavares suscitam-me 3 comentários:

    Este escarro de ‘disciplina’ impingida nas escolas só acontece porque boa parte dos papázinhos actuais já estão infectados pela propaganda neocom do politicamente correcto e assim, incompetentes na sua função de educadores não alcançam o carácter deletério desta fraude em que a classe profissional dos professores é cúmplice daquela figureta, títere do BÉ, que sentaram na cadeira de ministro, desprezando os próprios filhos, deixando-os à mercê destes violadores de carácter.
    O pêiesse cada vez que vai para governo franqueia a porta a todas malfeitorias nocivas para sociedade que a esquerra congemina. Deste modo o mesmo pêiesse constitui-se em inimigo da sociedade ocidental.
    É dever de um sistema escolar proporcionar instrução e formação com vista ao desenvolvimento pessoal de todos os ‘clientes’ do sistema, os alunos. E assim prepará-los cada vez melhor para o seu desempenho profissional em todos os campos que a sociedade proporciona.
    Em vez disso esta patifagem esquerra, com a colaboração agradada da classe profissional dos professores debita estas aberrações deixando os jovens sem capacitação para o seu aperfeiçoamento socio-económico e desempenho cada vez mais adequado ao desenvolvimento desejável da sociedade.
    Por último, aberrações como este ministro e outros de idêntico gabarito só são possíveis enquanto o voto de quem paga impostos tiver o mesmo valor do voto de quem nada contribui vive do que os outros pagam.

    Gostar

    • Albino Manuel permalink
      3 Setembro, 2020 15:20

      Talvez seja também de acabar com a Moral e Religião, uma forma encapotada de o estado pagar ordenados e reformas aos padres.

      Gostar

      • João Brandão permalink
        3 Setembro, 2020 16:04

        Sendo os padres actualmente veneradores do islamismo e aderentes ao ideário comunista, ainda assim, MUITO PIOR do que isso é pagar os chorudos ordenados aos deputados comunistas … e as respectivas subvenções!

        Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        3 Setembro, 2020 17:29

        deixou de fora o pormenor dessa disciplina ser opcional, mas nunca se deve deixar a verdade estragar um bom soundbyte

        Gostar

      • chipamanine permalink
        3 Setembro, 2020 19:58

        É o que antigamente se dizia ser “cuspir pró ar”. Normalmente cai-lhes em cima da focinheira mas eles não aprendem.

        Gostar

  7. Luís Lavoura permalink
    3 Setembro, 2020 15:34

    As pessoas que são contra a disciplina Educação para a Cidadania são as mesmas que acham que essa disciplina deveria ser imposta aos imigrantes para a Europa. Deveriam ser todos obrigados a frequentar uma disciplina onde se lhes ensinasse a não cuspir para o chão, a tolerar a carne de porco e a respeitar as mulheres da mesma forma que os homens.
    Mas seria uma disciplina obrigatória somente para os imigrantes, esses malandros. Para as crianças portuguesas não, claro!

    Gostar

    • André Silva permalink
      3 Setembro, 2020 16:52

      Comentário idiota. Sem surpresa, vindo de quem vem.

      Gostar

      • Albino Manuel permalink
        3 Setembro, 2020 17:41

        Este André Silva deve ser padre ou beato, quer dizer, pederasta.

        Gostar

    • chipamanine permalink
      3 Setembro, 2020 16:53

      Portanto posso ir cuspir para sua casa

      Gostar

      • chipamanine permalink
        3 Setembro, 2020 17:16

        e desrespeitar a sua mulher também?

        Gostar

      • EMS permalink
        3 Setembro, 2020 20:53

        Cuspir na casa alheia não é de bom tom.
        Já desrespeitar a mulher não deve ter nenhum problema.
        Afinal não era suposto isso da igualdade de género ser marxismo cultural?

        Gostar

      • chipamanine permalink
        3 Setembro, 2020 21:16

        O Luis Lavoura quer que cuspam pro chão e não sejam ensinados a não o fazer. Porque não faria na casa dele? discriminação? É que eu sou migrante e preciso de saber

        Gostar

    • Zé Manel Tonto permalink
      3 Setembro, 2020 17:34

      O Luís é mais inteligente que isso, não se faça de parvo.

      Os imigrantes muçulmanos são livres de, e na minha opinião incentivados a, não porem cá os pés. Se quiserem vir há regras. Se não sabem as regras, têm que as aprender.

      Parece-me bastante diferente de forçar, sob pena de reprovar o ano, crianças a levarem com a cassete radical que que um fulano de 50 anos que decide que é mulher pode ir para o balneário com miudas de 10 anos.

      Gostar

  8. EMS permalink
    3 Setembro, 2020 20:47

    Muito provavelmente os tais colégios privados estrangeiros têm programas de educação para a cidadania e até mesmo programas de educação sexual há muito mais tempo que os nacionais.
    O curioso é que os que clamam pela objecção de consciência são os mesmos que noutros tempos choraram baba e ranho pelo fim da obrigatoriedade das aulas de educação moral e religiosa.

    Gostar

    • chipamanine permalink
      3 Setembro, 2020 21:20

      Mas asa aulas de “cidadania” não aulas de moral modernaça relativista social-marxiana?
      Aquilo é um programa que aos meninos de seis anos lhes ensinam a catequese que não há meninos nem meninas (sexos, nem cromossomos XX e XY)) que afinal isso tudo é uma construção social (moralidade). É a socio-biologia dialectica. Qual é a diferença dos padrecas?

      Gostar

      • EMS permalink
        3 Setembro, 2020 22:20

        Claro que serão aulas de moral.
        A moral não se esgota na esfera religiosa nem deve estar unicamente dependente desta.
        Para além disso parece-me boa moral ensinar as criancinhas que não se devem tratar mal determinadas pessoas só porque estas acreditam pertencer ao sexo oposto àquele que têm entre as pernas.
        Já agora, nem sempre um XY resulta num menino e um XX numa menina. Há imensos casos em que os caracteres sexuais primários e ou os secundários não são os que se esperava dessas combinações dos cromossomas.
        Sim, há meninas que nasceram com vagina e desenvolvem mamocas e que por acaso são XY.
        E XX com pirilau e barba também não são inéditos.

        Gostar

      • chipamanine permalink
        4 Setembro, 2020 09:18

        Já agora diferencie a biologia das construções sociais e que quando há anomalias (sem caracter moral) elas são isso mesmo..fogem da norma. Os imensos casos de que fala, em biologia, são menos de 1% que não devem ser discriminados nem tomados moralmente como “anormais” e já não são XX ou XY mas outros, Faz parte do conhecimento da biologia desde o principio do século XX e ainda não houve nenhum biologo que tivesse apresentado provas em contrário. Só os sócio-biologia é que apresenta “imensos casos”, mas essa é a área dialectico-marxina da dita cuja. Mas continuo a não ver o que é que isso “interessa” a uma criança de 6 anos que normalmente nos tempos que correm nem sabe ler nem escrever mas já tem de “aprender” a doutrina sócio-biológica.

        Gostar

      • chipamanine permalink
        4 Setembro, 2020 09:26

        Portanto e depois de dizer a evidência mais que sabida de que a moral não se esgota na esfera religiosa (“ganda nuvidade”) então substituimos as aulas de moral e religião obsoletas pela nova moral sócio-construtiva . ” A mim parece-me” que ficamos exactamente no mesmo sítio apenas substituindo uma pela outra. Também não me parece que as escolas devam ser escolas de “moralidade” dadas por um qualquer “religioso” do ministério da “inducação” retirando aos progenitores essa responsabilidade e sobretudo atirando as criancinhas contra eles (que é o que fazem).
        Mas prontessssss agora as novas aulas de “moralidade modernaça” são as novas aulas de religião e moral e seremos todos felizes.

        Gostar

  9. 4 Setembro, 2020 13:20

    Gostava de ver números, se existirem….

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: