Saltar para o conteúdo

Confissão

12 Setembro, 2020

A absolvição é o processo a partir do qual humildemente lamentamos as falhas que cometemos ou que julgamos cometer. Tenho pensado muito na lista “pensamentos, palavras, actos e omissões” e apercebo-me que o meu principal pecado ocorre com o pensamento.

Quantas vezes passo por alguém na rua e dou comigo a julgar a indelicadeza de um toque no braço sem um pedido de desculpa? Felizmente, cada vez menos, porque o pensamento que me ocorre mais frequentemente é o de que, às tantas, aquele indivíduo tem um filho doente, ou morreu-lhe alguém, ou nem sabe o que vai fazer da sua vida com o desemprego.

Por isso, se entro num McDonalds e peço algo sem queijo, limito-me a sorrir quando vem com a fatia amarela lá enfiada. Eu sei lá se morreu o cão à moça. Sei lá se está ali há mais de oito horas a ouvir sempre as mesmas palavras. Sei lá se o namorado lhe deu uma tareia na noite anterior. Eu sei lá, mas presumo que sim. Olho para as pessoas e gosto delas, sejam zombies ou sejam vampiros, é tudo o mesmo.

O que eu não tolero são os “presidentes da junta”. O idiota que tem um único poder, o de carimbar ou não um papel que me dará acesso a algo importante, como uma visita hospitalar ou o desbloquear de um imbróglio sem sentido.

Há dias assisti na recepção de um hospital um homem de uma pastelaria a não conseguir entregar uma encomenda feita por uma médica. Tratava-se de médica da instituição, internada noutro serviço para se submeter a uma cirurgia. Pretendia dar um mimo aos colegas que a operariam. A justificação da recepção foi que entregariam os bolos à médica se ela estivesse lá “na qualidade” de médica, mas, como naquele momento estava lá “na qualidade” de doente, não se poderia entregar comida aos doentes. Constatei que “a qualidade” das pessoas é variável consoante as suas circunstâncias.

E assim cometi um pecado por omissão bem maior que os do pensamento: é que fiquei calado.

5 comentários leave one →
  1. Pedro Cruz permalink
    12 Setembro, 2020 21:34

    Magnífico!
    Pedro Cruz

    Liked by 2 people

  2. 12 Setembro, 2020 22:33

    Eu sou vampira não sou zombie

    Gostar

  3. 12 Setembro, 2020 23:42

    A absolvição é o perdão dos pecados ou das faltas que cometemos. Lamentar as falhas que cometemos é arrependimento.
    Arrependimento – confissão – absolvição. Ai o catecismo

    Gostar

    • 13 Setembro, 2020 07:59

      Arrependimento é chegar à ideia de que fez algo errado. Absolver-se é tentar perdoar-se. O arrependimento é inútil. Absolvição não é uma festa nem uma penitência, é saber lamentar-se pelo que fez. Talvez contemple contrariar também o Ian McEwan.

      Gostar

  4. 13 Setembro, 2020 06:19

    Falas agora e muito bem!

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: