Saltar para o conteúdo

É isso e, por exemplo, barrar o exercício da magistratura a pessoas que não pensam como nós

13 Setembro, 2020

Barrar ensino superior público a quem recuse aulas de Cidadania pode ser solução, diz magistrada. Dulce Rocha defende que a “solução para alunos de Famalicão não deve ser o chumbo”. E sugere alternativa: se irmãos chegarem aos 16 anos e decidirem que não querem que lhes sejam ministrados conteúdos de Cidadania e Desenvolvimento que estão a falhar agora barrar-lhes entrada no ensino superior público pode ser a opção, diz.

15 comentários leave one →
  1. 13 Setembro, 2020 09:57

    Pois se até no regime de Salazar havia aulas de cidadania… Mocidade Portuguesa.
    E nesses tempos não havia alternativas como há hoje, de por os filhos em escolas privadas.

    Gostar

    • 13 Setembro, 2020 10:47

      Há uma grande diferença, no Estado Novo o pensamento sociológico e filosófico do Estado era coincidente com os melhores padrões Europeus e da Civilização Judaico-Cristã.
      Ao contrário o estado é um amorfismo sociológico onde campeiam a Tradição que se Levanta de Novo e um bando Marxista e Leninista misturado com Globalistas da Plutocracia Financeira com os seus expoentes máximos em “Zé Portões” e o “o Corpo” …

      Liked by 5 people

    • 13 Setembro, 2020 11:10

      Ó Galvão,

      1) Eu estudei, antes daquela coisa do 25A , numcolégio privado, pago pelos meus pais que eram pobres!

      2) Se a Mocidade Portuguesa era assim tão má, porque querem os comunas actuais fazer uma réplica, à sua medida, ranhosa portanto(!), daquilo?

      Ele há gente que de tão ignorante que é, pensa que ignorância é ciência e acha que pode fazer dos outros parvos!

      Liked by 5 people

    • 13 Setembro, 2020 12:58

      O Estado Novo durou de 1933 a 1975 anos.
      A Mocidade Portuguesa foi criada em 1936, com uma guerra civil em Espanha e uma guerra europeia anunciada.
      Cedo deixou de abranger toda a gente e a obrigatoriedade desapareceu muito antes do 25A.

      Ao fim de 46 anos de idiotice abrilesca, vêm estes palhaços querer eternizá-la introduzindo-a no ensino obrigatório.

      Liked by 3 people

    • 13 Setembro, 2020 14:24

      Sempre existiram escolas privadas. Mesmo antes de aparecerem as públicas.
      O Estado Novo não foi excepção.
      De resto, não vejo nenhuma objecção a que os “progressistas politicamente correctos” criem escolas privadas onde proponham aulas de “Cidadania” com os conteúdos que quizerem.
      Mas, em contrapartida, deixem de querer fazer da escola pública um instrumento de propaganda ideológica e politica.

      Liked by 2 people

    • chipamanine permalink
      13 Setembro, 2020 17:06

      Todo o social-fascistazinho adora uma boa moçidade portuguesa mas tem de ter os cânones “revolucionários”, assim tipo juventude revolucionária.
      É de pequenino que querem torcer o pepino às criancinhas e “ensinar-lhes” desde os seis anos que levar no cu é revolucionário, que ninguém é pai ou mãe mas apenas progenitores e que estes podem ser do mesmo sexo porque sexo é uma construção social burguesa capitalista logo “fassista” Isto entre muita outra coisa. São as aulas de religião e moral materialista-dialéctica adoradas pelos sociais-fascistas que vêem nela a catequese que vai “mudar o mundo” e eles sentem-se os “cruzados missionários” dos amanhas que cantam tentando criar a terra onde o sol brilha mais alto e todos relaxam ouvindo a Internacional.
      Por isso é que eles não encontram nenhum problema que seja ministrada , ou tivesse sido, no tempo da mocidade portuguesa. Os métodos para eles estavam certos, apenas a doutrina é que estava errada …….a deles é que está certa.

      Liked by 2 people

  2. Leunam permalink
    13 Setembro, 2020 10:59

    Pois, mas na Mocidade Portuguesa ENSINAVAM-SE os adolescentes a serem futuros cidadãos válidos para a Sociedade, íntegros e amantes e defensores da Pátria.

    Hoje, com a educação comunista internacionalista não acredito que esses valores sejam transmitidos.

    O Povo, que não reagir a este sistema para o BANIR da sociedade, arrisca o futuro dos seus descendentes que um dia serão desprezados pelo Mundo, quiçá escravizados aos Homens ou aos Vícios.,

    Liked by 4 people

  3. Leunam permalink
    13 Setembro, 2020 14:12

    Perdoem-me a imodéstia mas vou da-vos conta, Caros Comentadores, duma pequenina parte de escritos meus, guardados na gaveta .

    Admito que todos estes pensamentos já tenham sido expressos por outrem: ditos, escritos ou sugeridos por qualquer forma.
    O que é verdade, e digo-o com sinceridade, é que tudo o que se segue me tem ocorrido durante as minhas cogitações ao longo dos anos!

    A Sabedoria
    1. Já é mau não saber; mas ainda é pior não querer saber.
    2. Já é mau não ensinar; mas ainda pior é ensinar errado.
    3. A pior ignorância é a orgulhosa.
    4. O pior que há na ignorância é a impossibilidade de poder avaliar-se a si própria.
    5. O ignorante desconhece a dimensão da sua ignorância, qual prisioneiro na masmorra. (Ele também ignora a espessura das paredes que o cercam e tudo aquilo que possa existir para além delas).
    6. O ignorante, mesmo julgando-se livre, é o pior dos prisioneiros.
    7. O pior cego é o que não quer ouvir.
    8. Todos nós sabemos muito de poucas coisas, sabemos pouco de muitas coisas e não sabemos nada de quase tudo.

    Liked by 2 people

  4. A. R permalink
    13 Setembro, 2020 17:13

    Álvaro Cunhal, o freteiro e da URSS em Portugal e traidor ao país pois entregou os arquivos da DGS ao imperialismo soviético, mesmo estando preso pode prosseguir a sua formação superior.

    Que classe de magistrados tem este país e que qualidade tem a sua democracia! Depois de Alcacer Quibir o 25 de Abril foi a maior tragédia que o país sofre. Chega.

    Liked by 3 people

  5. voza0db permalink
    13 Setembro, 2020 18:19

    Daqui a nada os Oligarcas Tugas ficam fartos desta tanga de “deixar os boçais votar” e pronto, patrocinam nova “revolução” para instaurar o Fascismo Sanitário! Não… espera lá que este já está em vigor… Para instaurar a “Democracia Não Participativa“!

    Sempre soa bem e o gado boçal gosta sempre de ler a palavra “democracia”!

    Gostar

  6. LDM permalink
    13 Setembro, 2020 19:25

    É incrível, essa gente ainda há-de enviar os dissidentes para a Sibéria!

    Liked by 1 person

  7. Chopin permalink
    13 Setembro, 2020 19:52

    Não me parece um problema difícil de resolver.
    Dêm 100 euros a um casal de ciganos para recusarem as aulas de comuno-cidadania aos seus filhos. Aguardem a resposta do Ministério da Educação e obriguem o Estado a aplicar aos restantes a mesma fórmula.

    Gostar

  8. lucklucky permalink
    13 Setembro, 2020 19:53

    A Dulce Rocha quer continuar a ser paga pelos impostos dos pais deles.
    E vai querer ser paga pelos impostos deles quando começarem a trabalhar.

    E os pais deles devem continuar a pagar o Ensino Publico de que os filhos estão proibidos de aceder.

    E como era de esperar vem tudo no mais extremista jornal de Religião e Moral que temos :
    :
    O Publico

    Gostar

  9. Vasco Silveira permalink
    13 Setembro, 2020 23:01

    Cara Senhora

    A magistratura Portuguesa é , desde há longa data, famosa pela total incompetência ( prazos, volatilidade de interpretações da legislação, etc, etc ).
    No entanto, esta senhora magistrada, que não sabe como interpretar adequadamente a lei ( CRP; D U Direitos Humanos, …), não se esquiva a alvitrar e sugerir actuaçõess legislativas e governativas.
    É uma caracterítica tão comum dos incompetentes que não desempenham as funções que lhe estão atribuídas, emitirem opiniões sobre tudo o que não lhe diz respeito.

    Esta magistrada está muito abaixo do dito “chauffer de taxi”: Porque tem uma responsabilidade acrescida.

    Cumprimentos

    Vasco Silveira

    Gostar

  10. 14 Setembro, 2020 00:22

    Mais uma maneira de promover as Universidades privadas. Ou seja, de empurrar a nata da inteligência nacional para fora do País. Ficam cá os acéfalos, formados em Cidadania com as “ideias” do sr. louçã e em sociologia gramsciana. E a carneirada que vota à esquerda à espera duns amanhãs cantantes cada vez mais silenciosos. Façam todos mmméééééé…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: