Saltar para o conteúdo

O Outono

22 Setembro, 2020

Um pessimista dirá que hoje acabou o Verão; um realista dirá que chegou o Outono. Não faço ideia do que dirá um optimista porque não me dou com gente dessa. Quando penso no conceito de pensamento optimista ocorre-me sempre que se trata de uma doença, uma incapacidade mental para considerar as outras hipóteses, as que podem realmente causar problemas. Um optimista não equaciona nada: sai de casa, mete-se no carro e surpreende-se quando bate de frente contra um camião. As pessoas normais nunca se surpreendem. As pessoas normais sabem que há sempre a possibilidade de serem atropeladas ou de lhes ser diagnosticado um cancro de um dia para o outro. Assim sendo, as pessoas normais sabem que há sempre a hipótese de se proibir a movimentação de famílias entre concelhos no Natal ou, bem mais próximo, a proibição de aglomerados em cemitérios no dia 1 de Novembro. O optimista acha que é tudo temporário; já o realista – a que o optimista chama de pessimista por inconsciência do caos – sabe que é tudo permanente, nem que um dia acabe.

Se há algo que se tornou permanente nos últimos tempos, nem que parem com as restrições do “novo coronavírus” (como a pessoa-fantoche da DGS não se cansa de dizer, mesmo após mais de cento e oitenta briefings diários), é a de que aceitamos a morte em barda de velhotes sem assistência médica desde que não tenham covid–19 (ou o que quer que seja o nome da ameaça promovida incessantemente pelos média nos anos vindouros). Ou, como se diz por aqui, nos subúrbios onde não param grandes elites partidárias, que se fodam: se não tinham covid–19 é por má vontade; que tivessem e talvez tivessem sido tratados.

Circulam aí histórias de pediatras que não vêem crianças com febre sem um teste negativo para covid–19. Não sei se são verdade, mas como pessimista (eu diria realista mas preciso comunicar com a mesma linguagem que os outros), tenho a certeza que se ainda não são verdade hão-de o ser em breve. Entretanto, o país diverte-se com apoios do PM ao Vieira, com discussões sobre taxas planas de impostos e sobre se há ou não uma rota de entrada de emigrantes africanos pela Ilha de Faro. Um grupo mais restrito decide se a Ana Gomes é ou não cigana. Outros ainda entretém-se com a culpa automática do homem branco e toda a segmentação que as universidades inventaram para substituir o pecado original pela vergonha de ter nascido numa nação europeia. A maioria das pessoas que conheço dissertaria melhor sobre o assunto, mas, por algum motivo, parecem tomadas pela apatia inerente à falta de interesse real sobre o inevitável declínio do continente europeu. Como tal, fazem-me sentir um optimista, como se falando sobre isso pudesse travar algo, mudar alguma coisa. Contudo, não sou um optimista, sou um pessimista, pelo que sei que não há absolutamente mais nada a fazer a não ser esperar: mais cedo ou mais tarde, tal como o império romano recebeu de braços abertos o invasor distraído nas conversas de género, sexo, cor, raça e sei lá mais o quê da época (era com gladiadores, mas a ideia é a mesma), também nós receberemos de braços abertos e burca da DGS o invasor que nos limpe da corrupção em que caímos. Claro, também nos limpam o sebo, mas, desde que não seja por covid–19, todos sabemos que não há problema algum.

Irritam-me particularmente os partidos, grandes e pequenos, a fingirem que têm ideias. São piores do que chatos, são os chatos que os chatos promíscuos têm. São optimistas. Eu, como pessimista, tenho a dar graças estar a viver na era em que o colapso ainda não aconteceu e, como tal, ainda posso usufruir de centenas de anos de arte e literatura que esta civilização moribunda deixou. Que é o que certamente os que melhor dissertariam sobre o assunto estão a fazer, motivo pelo qual não têm tempo a perder com crónicas da fatalidade iminente.

Chegou o Outono. Ainda temos tempo até ao Inverno. Ou, como diria o bardo, it’s not dark yet but it’s getting there.

14 comentários leave one →
  1. Bal permalink
    22 Setembro, 2020 18:24

    Boa posta.
    Costuma dizer-se que um pessimista é um optimista bem informado.

    Liked by 2 people

  2. Luís Pombo permalink
    22 Setembro, 2020 18:27

    Notável.
    Parabéns

    Liked by 1 person

  3. Weltenbummler permalink
    22 Setembro, 2020 19:03

    a costureirinha lançou moda outono-inverno para a falta de saúde

    Gostar

  4. maria permalink
    22 Setembro, 2020 19:09

    Há quem goste de dizer mal só por dizer. Errado!
    Tinha uma consulta de cardiologia e estomatologia que foram anuladas devido ao Covid e foram remarcadas para Julho 2021, com um espaço de tempo 1 ano de espera.
    Um ano passa depressa!

    Liked by 2 people

    • Albano Silva permalink
      22 Setembro, 2020 21:36

      Meu caro, faça o possível para se infectar com o “novo vírus” e verá que é medicamente atendido com urgência. Então, é bem provável que o seu estado de saúde seja totalmente verificado e, consequentemente, tratado se for necessário. Como sabe, hoje em dia é necessário correr riscos para se obter uma consulta médica num prazo que antes tínhamos por “adequado”. É, agora, a p… da vida… Antes da morte.

      Gostar

  5. 22 Setembro, 2020 20:59

    Corno é o desconfiado, mesmo que a mulher seja super bem comportada ele acha sempre aquela vez que chegou tarde a casa foi porque esteve a curtir com o personal tainer.
    O desconfiado não vive esta vida, vive na desconfiança de que a realidade não é realidade, é sombra de Platão… É uma tristeza…

    Gostar

  6. 22 Setembro, 2020 21:02

    Locais aonde não moram as elites que se fodam
    E escreve isto.
    Cum caralho isto de usar palavrões para exercer violência verbal é fodido pa caralho.
    Não se pode fazer melhor. Não existem substitutos com capacidade para melhor..
    Por isso aos incapazes da oposição só lhes resta acatar as ordens.
    Em novembro quando a GNR e a PSP se deslocarem com os altifalantes a ordenar:
    Morram em casa! Morram em casa! Morram em casa! Quem sair será abatido!
    Cumpram as ordens porque as balas estão caras.

    Liked by 1 person

    • 23 Setembro, 2020 13:02

      Jn não dê ideias ao KostaVirus! Olhe que ele vai mandar o custo das balas no IRS a pensar que lá estará em 2022 para receber mais essa taxa como imposto indirecto.

      Gostar

  7. voza0db permalink
    22 Setembro, 2020 21:22

    Pessoalmente estou triste e desapontado com o presidente martelo, o governo e todos os deputados!

    Eu a pensar que o presidente martelo ia declarar novamente a abertura da “Época de caça aos velhos e velhas”,

    Época de Caça – Primavera 2020

    e afinal… nada!

    Gostar

  8. 23 Setembro, 2020 01:14

    Tal como o império Romano, o fim do “império ocidental” é inevitável.
    A ler: “The decline of the West”, Oswald Spengler

    Liked by 1 person

    • 23 Setembro, 2020 13:05

      Diogo não esqueça que também houve a Reconquista Cristã iniciada em Covadonga na idade das Trevas e as Cruzadas a partir do século XII, que essas sim fizeram o Renascimento e a Era dos Descobrimentos. Nisso eu sou Optimista.

      Gostar

  9. 23 Setembro, 2020 13:09

    Não é a primeira vez que o que em cada época se pode chamar “O Ocidente Europeu” que este cai.
    O Império Romano e os Bárbaros foi uma questão interna Europeia.
    As Pestes foram um conflito de Guerra Biológica com a China sem intenção de nenhuma das partes na altura.
    O crescimento e a Derrota do Islão entre o séc. VII e o séc. XV foram o mais comparável a hoje, mas vencemos e colonizamos, e muito bem, o Mundo.
    Como diria o Coelho de “Alice no país das Maravilhas”; ” … é tempo, é mais que tempo, mas não é tarde!”

    Liked by 1 person

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: