Saltar para o conteúdo

O plano de vacinação baseado no horóscopo ideológico de Marta Temido

7 Dezembro, 2020

O plano de vacinação contra a Covid-19 que parece o power point de um trabalho de grupo do 10º ano estabelece que a vacina será administrada nos centros de saúde após indicação do médico de família. Portanto os mesmos centros de saúde que não conseguiram este ano administrar a vacina da gripe comum vão ter a responsabilidade pela administração da vacina contra a Covid 19. E garantem-nos que vai correr tudo bem! A segunda parte desta previsão astrológica determina que aqueles que não têm médico de família “terão de contactar o Serviço Nacional de Saúde” para serem vacinados. Há páginas dedicadas aos signos do Zodíaco mais fiáveis que estas previsões.

19 comentários leave one →
  1. FreakOnALeash permalink
    7 Dezembro, 2020 10:08

    Eh Eh! Mudei de distrito de residência e deixei de ter médico de família, disseram-me no centro de saúde mais próximo que fiquei em lista de espera. Por acaso não sou daqueles que iria a correr vacinar-me assim que a vacina estivesse disponível, mas se fosse…é o chamado “Já fostes!”

    Liked by 1 person

  2. marão permalink
    7 Dezembro, 2020 10:59

    Para garantia de contacto teremos que recorrer ao ido sistema de mensagem por pombo correio.
    Até pode acontecer que nos tragam pendurado no bico um telefone pronto a ser atendido.

    Liked by 2 people

    • Zé Manel Tonto permalink
      7 Dezembro, 2020 19:59

      Já vai com sorte não ser uma chamada pelo SIRESP

      Gostar

  3. pmanuelp37 permalink
    7 Dezembro, 2020 11:43

    A vacinação em massa nos Centros de Saúde permite verificar a eficácia da vacina: primeiro contagias-te, depois vês se a vacina fez efeito. É o chamado programa 2 em 1, patente Freitas/Temido, ao som da Internacional! Aproveitem que isto não é para todos!

    Liked by 3 people

  4. chipamanine permalink
    7 Dezembro, 2020 11:54

    O plano de vacinação Covid 19 vai correr como o da vacinação da gripe
    Em finais de setembro a senhora dona Marta anunciou que o SNS tinha “reservado” 2 milhoes e 500 mil vacinas do contingente de 2.9 disponivel para Portugal. Ou seja as 400 mil restantes ficariam para as farmácias.
    Anteontem o presidente do Infarmed assegurou que eles compraram as 400 mil disponíveis e que as utilizaram todas.
    Em principio de Dezembro segundo os números da DGS estavam vacinados para a gripe 1 milhão e 500 mil tugas, havendo falta de vacinas
    Ou seja o SNS teria dado 1.100 milhão +400 das farmacias= 1.500 milhão.
    Em principio de Dezembro a mesma senhora veio anunciar que haveria mais 200mil vacinas disponíveis e que não haveria mais
    Voltando ás contas 1.100 + 200 mil = 1.300 milhão.
    Cumpriria perguntar o que foi feito da diferença entre 2.500milhão e as 1.300 milhão
    A resposta do presidente do Infarmed deixa uma pista. As vacinas tem prazos de compra…..quiçá o governo não as terá “encomendado” a tempo.
    Portanto já sabemos como na prática vai ser a vacinação covid. O exemplo foi dado no caso anterior.
    Nenhum fdp de jornalista quis fazer estas perguntas com medo que tivessem de ir ouvir com a Marta a Internacional?

    Liked by 1 person

  5. Luís Lavoura permalink
    7 Dezembro, 2020 12:00

    os mesmos centros de saúde que não conseguiram este ano administrar a vacina da gripe comum vão ter a responsabilidade pela administração da vacina contra a Covid 19

    (1) Os centros de saúde só irão administrar a vacina na primeira fase, em que haverá poucas pessoas a ser vacinadas.

    (2) Os centros de saúde nunca foram os principais responsáveis por administrar a vacina da gripe. Sempre foram as farmácias a administrar essa vacina.

    (3) Os problemas com a vacina da gripe este ano deveram-se somente a uma procura irracionalmente e inesperadamente alta da parte de pessoas que normalmente não se vacinam.

    Gostar

    • chipamanine permalink
      7 Dezembro, 2020 12:34

      Nada disso modifica entre a propaganda e a mentira da ministra e governo.
      1) Segundo o plano e as declarações serão os centros de saúde exclusivamente a administrar a vacina
      2) os centros de saúde não foram os principais responsáveis pela vacinação em anos anteriores porque as pessoas contavam e vacinavam-se nas farmácias que…este ano por determinação do governo só disponibilizou para elas cerca de 400 mil vacinas e mais 2, milhões para o SNS. As das farmácias esgotaram-se e “despareceram das contas do governo SNS mais de 1 milhão de vacinas previamente anunciadas.
      3) a procura “inesperada e irracional” não foi nem inesperada e se foi irracional foi incentivada pela ministra e DGS além de muita chamada de atenção e pânico provocado por estes na população.
      Esta gente é a mesma que diz que os restaurantes não tem clientes porque não há clientes e que por isso não precisam de estar abertos, depois das entidades responsáveis terem provocado o pânico de ser infectado por ir a um restaurante. Chegou o senhor primeiro ministro a dizer que 68% das infeções eram nesses locais.
      Agora já é com as vacinas. O materialismo dialéctico funciona assim. Provoca-se o pânico, empurra-se as pessoas atiram-se da ponte abaixo. A culpa é dos que se atiram da ponte abaixo .

      Liked by 1 person

      • Paulo Valente permalink
        7 Dezembro, 2020 13:09

        1 milhão de vacinas que deapareceu das contas do governo? Qual milhão de vacinas?

        Gostar

      • chipamanine permalink
        7 Dezembro, 2020 14:19

        Entre as anunciadas em setembro e as efectivamente dadas (ainda a dar) Precisa de um desenho ou a conta lá em cima chega-lhe?

        Gostar

  6. Paulo Valente permalink
    7 Dezembro, 2020 13:06

    Os centros de saúde adinistraram a vacina da gripe eficientemente. Acontece é que o stock de vacina praticamente esgotou. A Helena Matos é simplesmente um poço de desinformação.

    Gostar

  7. Paulo Valente permalink
    7 Dezembro, 2020 13:06

    Os centros de saúde adinistraram a vacina da gripe eficientemente. Acontece é que o stock de vacina praticamente esgotou. A Helena Matos é simplesmente um poço de desinformação.

    Gostar

    • chipamanine permalink
      7 Dezembro, 2020 14:25

      Fake post. Os centros de saúde vacinaram 1.100.000 e em principio de dezembro iriam ter a disponibilidade de mais 200 mil. Ou seja no total 1.300.000 . Muito longe das 2.500.000 anunciadas pela ministra em Setembro. O stock de vacinas “esgota-se” caso o país não cumpra os prazos de encomenda em tempo útil. Ou seja do contingente de 2.900.000 vacinas da gripe disponíveis para Portugal o governo só confirmou cerca de 1300.000 . Entretanto por não terem sido encomendadas a tempo elas foram disponibilizadas a outros.
      Essa é que é a grande mentira . E você para além de não saber do que está a falar é um grande mentiroso.

      Liked by 2 people

      • chipamanine permalink
        7 Dezembro, 2020 14:27

        as 400 mil restantes disponíveis para as farmácias foram compradas e administradas por elas.

        Liked by 1 person

  8. Mauritano permalink
    7 Dezembro, 2020 13:40

    Estou à espera que façam uma adenda ao plano de vacinação onde apenas serão vacinados aqueles que instalaram a famosa aplicação “anti-COVID” antes do mês de Novembro de 2020.
    Depois será comunicado, aproximadamente lá para o Natal de 2021 e com a devida pompa e circunstância, que a vacinação atingiu os objectivos a que se propunha tendo mesmo registado valores próximos de 100% dentro da população que reunia a totalidade das condições.
    O Marselfie dará uma conferência de imprensa, sem direito a perguntas, a enaltecer as virtudes dos portugueses e o Porquinho da Índia replicará a conferência de imprensa, aí já com direito a perguntas mas por jornalistas objecto de triagem prévia, onde anunciará que ainda têm disponível um stock de vacinas para a totalidade da população caso venha a existir uma 35ª vaga.
    Sorrir e acenar, sorrir e acenar.

    Liked by 2 people

  9. Weltenbummler permalink
    7 Dezembro, 2020 14:39

    o fim da picada

    Liked by 1 person

  10. Castanheira permalink
    7 Dezembro, 2020 16:28

    Impostos sobre os ricos acabam por ser SEMPRE pagos pela classe média e esta acaba por empobrecer , como se comprova em qualquer país socialista.
    Como diz um colega acima : ” os ricos vão ser ricos para outro lado”
    E acrescento que vão beneficiar outros com a sua presença e actividade.
    Socialistas levam sempre os países a ruína mas sempre com a melhor das intenções.

    Liked by 1 person

  11. Carlos Guerreiro permalink
    8 Dezembro, 2020 11:21

    Helena Matos acho que o tiro falhou o porta-aviões
    “os mesmos centros de saúde que não conseguiram este ano administrar a vacina da gripe comum”
    Os centros de saúde administraram todas as vacinas disponíveis aos grupos de risco, e por ordem de inscrição (mais vacinas tinham administrado se as houvesse…). O estado comprou 2 milhões de vacinas (segundo a Marta Tremido disse ao blog do ps) e as farmácias 500 mil vacinas. Logo os CS (e os hospitais que vacinam os profissionais de saúde que aí trabalham) vacinaram 2 milhões de pessoas. Se os CS fossem abençoados pelo divino e tivessem o dom de multiplicação de vacinas podiam ter vacinado muito mais. Também poderiam ter diluído as vacinas em água e vacinado 4 milhões (ou mais), mas aí estaria a Helena e outros a chamar de incompetentes.
    Segundo a Pordata, em 2019 22% da população tinha mais de 65 anos, logo nem estes puderam ser vacinados na totalidade. E ainda faltaram os outros grupos de risco. O ministério da saúde está informado destes dados, e ninguém questiona porque não foram compradas as vacinas suficientes para os grupos de risco? Por que motivo o Costa e o Marcelo foram dizer que toda a gente se devia vacinar e depois nem compram vacinas suficientes para os grupos de risco?
    E os privados (as farmácias) por que não compraram mais vacinas? Os grupos de risco são os únicos cuja vacina era gratuita, os outros teriam sempre de comprar as vacinas. Podemos estimar, por baixo, que seriam 5 milhões de potenciais clientes, e as farmácias apenas adquiriam 500mil…
    Quem quer fazer a vacina da gripe e não é grupo de risco, tem de comprar a vacina e administra-la onde quiser, centro de saúde, centro de enfermagem, farmácia… Não conseguiu fazer a vacina? Só tem que questionar porque as farmácias, não tendo olho para o negócio, não compraram mais vacinas!
    Outro questão, por que motivo um centro de enfermagem, clínica ou hospital (privado ou público) não pode vender medicamentos? Ou porque os espaços de saúde dos hipermercados e supermercados só podem vender medicamentos sem necessidade de receita médica? E as farmácias podem administrar vacinas? O que é potencialmente mais arriscado, numa clinica (hospital ou centro de enfermagem) vender um medicamento a alguém que tem uma prescrição e o irá tomar em casa, ou administrar uma vacina (ou outro medicamento) injectável numa farmácia?

    Gostar

  12. Carlos Guerreiro permalink
    8 Dezembro, 2020 12:01

    Sobre a vacina do Covid-19.
    1. É uma vacina gratuita e que irá ser administrada a toda a população que assim o quiser (até ao final do ano?).
    2. As vacinas têm de ser armazenadas a muito baixas temperaturas, só podendo estar à temperatura do frigorífico por um período curto (variável com a marca da vacina).
    3. É uma vacina (pelo menos as duas actualmente disponíveis) que terá ser administrada em duas tomas, dentro de um período de tempo determinado para cada tipo de vacina.
    Tem de existir um sistema de registo fiável, ou seria o caos. Por exemplo, um individuo dirigir-se a uma farmácia X porque lhe deu jeito e duas semanas depois vai à farmácia Y para fazer a segunda dose e a farmácia não tem a vacina que fez inicialmente mas a outra marca. Ou um lugar começa a fazer a vacinação de todas as pessoas que lhe aparecem sem acautelar que tem as vacinas disponíveis para efectuar as segundas doses. Ou seja fazem a primeira dose e não fazem a segunda o que tem como consequência que a vacinação não foi bem efectuada e foram desperdiçadas vacinas numa altura em que as mesmas são escassas.
    Neste momento acho que só um sistema centralizado poderá fazer a vacinação da população sem desperdícios e com eficácia.
    O Plano Nacional de Vacinas é algo que está muito bem implementado e não existem muitos países que podem rivalizar com o nosso. Não vejo por que motivo não poderá ser implementado dentro dos CS um programa de vacinação para o Covid-19 com a mesma eficácia.
    Uma contas. Público alvo 10.000.000 pessoas a vacinar em 1 ano, 312 dias se considerarmos que podem ser vacinados de segunda a sábado. Segundo a Pordata existiam em 2012 388 centros de saúde e 1.1199 extensões. Ou seja, seria possível vacinar esta população toda se em cada centro ou extensão fossem vacinadas 20 pessoas/dia. Se ficar uma enfermeira em cada centro/extensão responsável pela vacinação, para um horário de trabalho de 7h diárias seria preciso vacinar menos de 3 pessoas por hora. Não é realizável? Se mesmo assim continuarem a achar necessário o estado recorrer a outros serviços que não sejam os CS, porque para além das farmácias não se fala dos hospitais (não estão agora a fazer testes do Covid-19?), da Cruz Vermelha, do Exército, das centros de enfermagem privados, dos hospitais e clínicas privadas, ou seja de estruturas e entidades com maior capacidade para realizarem a vacinação do Covid-19 em melhores condições de segurança que as farmácias.

    Gostar

  13. Carlos Guerreiro permalink
    8 Dezembro, 2020 13:21

    Uma correcção – como são 2 tomas da vacina, serão 6 utentes por hora, ou seja 1 cada 10 minutos. Acho que até dá para tomar a vacina à la Marcelo….

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

<span>%d</span> bloggers like this: