Saltar para o conteúdo

Acabar com o SEF para salvar o ministro? Ou será o PS?

13 Dezembro, 2020

O SEF é uma daquelas estruturas em que o poder é naturalmente socialista. Apenas circunstâncias inesperadas levavam um governo não PS a nomear um responsável pelo SEF mas rapidamente a normalidade era reposta. Com os governos de António Costa o SEF tornou-se uma espécie de porta giratória; os directores do SEF não fazem sequer dois anos no cargo. Sem contarmos com o agora nomeado José Luís do Rosário Barão, entre 2016 e 2020, o SEF teve quatro directores: António Beça Pereira, Luísa Maia Gonçalves, Carlos Moreira e Cristina Gatões. Que isso não tenha causada sobressalto é bem revelador da anomia que impera em Portugal. O anúncio de que o Governo pondera acabar com o SEF não pode passar entre o silêncio de uns e a cumplicidade de outros, tal como passou a mudança dos seus directores

8 comentários leave one →
  1. 13 Dezembro, 2020 11:17

    O país precisa do SEF. É inaceitável que a rapaziada da política e da imprensa se dedique a apelidar todos os funcionários deste serviço como torcionários.
    Depois das propostas ridículas de melhoria do Serviço -botões vermelhos e coisas assim -e dadas as características da clique que nos governa, por assim dizer, há todos os motivos e mais alguns para acreditar que há interesses inconfessáveis na sua destruição.

    Liked by 1 person

    • carlos rosa permalink
      14 Dezembro, 2020 01:07

      António Costa é um inimigo de Portugal.
      E muitos portugueses votam nele.
      Tal não é o estado a que isto chegou!

      Gostar

  2. José Monteiro permalink
    13 Dezembro, 2020 12:00

    PS Way os Reform, by Mr Costa MAI – no ano seguinte a isto, um ano sem formação de guardas, economia oblige):
    «Um total de sete oficiais-generais em substituição dos anteriores quatro.
    Quem falou em racionalização da administração central?
    Os grupos territoriais (distritais) – actualmente de comando de tenentes-coronéis – passarão a ser comandados por coronéis ou tenentes-coronéis e os destacamentos – actualmente de comando de capitães – por majores ou capitães.
    Enfim, mais um aumento significativo do número de oficiais superiores depois de em 2002 (Governo de António Guterres – Decreto-Lei n º 15/2002) terem sido já aumentados em 55% (de 208 para 324). Mais uma vez uma questão de racionalização!
    Ano da Graça de 2007-António Costa MAI & estudo pago a consultora.
    PS: do Monteiro Valente (MGen) – com comando na Guarda, licenciado em História.

    Gostar

  3. Weltenbummler permalink
    13 Dezembro, 2020 14:35

    num desgoverno social-fascista a culpa é do psd,chega, il, cds

    Gostar

  4. LTR permalink
    13 Dezembro, 2020 14:37

    Sinal do apodrecimento da podridão, a senhora demite-se já promovida e dá-se o milagre-coincidência de noticiarem no dia a seguir que ela está a ser investigada, ao mesmo tempo que uma embaixadora mete os pés pelas mãos enquanto jura e testemunha sobre bondosas e diligentes ações do governo de há nove meses, que nunca chegaram à viúva, numa entrevista dada quando acabadinha de sair de uma memorial e refrescante reunião com este e no rescaldo de um país repentinamente escandalizado por nada se ter dito como hoje durante esses nove meses. Não espantam as manobras que obrigam ao devido e competente acompanhamento de processos envolvendo a elite política.

    Continuando na sina das loucas fraturas expostas dos ossos da cabeça dos governantes da bandalheira e para a bandalheira, aguardamos os competentes botões de pânico a montar nas grelhas da frente dos automóveis que é para quando os polícias forem atropelados violentamente, como ontem aconteceu em Évora, os poderem pressionar para que alguém venha em seu socorro.

    Acrescem três problemas: os ocupas a que chamam “governo”, a oposição, e a figurinha do senhor presidente que vai acabar trucidado de modo azedo pelo dr.Costa quando chegar a hora de um deles ser sacrificado.

    Gostar

  5. marão permalink
    13 Dezembro, 2020 16:33

    Perde-se nas brumas da memória e no mais negro labirinto, alguma ação, palavra, gincana, atropelo, indignidade e mesmo traição, cuja finalidade não tivesse apenas e só como fim único manter à tona o seu visível e sempre adiado cadáver politico.

    Gostar

  6. FreakOnALeash permalink
    14 Dezembro, 2020 11:15

    A Helena devia salientar uma da última tiradas do seu artigo. A de que o Gorge Floyd americano falecido nos EUA vale mais (em manifestações) que Ilhor falecido cá! Que triste realidade!

    Gostar

  7. Velho do Restelo permalink
    14 Dezembro, 2020 19:49

    Eventualmente o SEF (na generalidade) estava a desempenhar bem a sua função, talvez melhor do que o PS pretendia.
    O problema é que o PS não quer “fronteiras” e para eles não há “estrangeiros”!
    Há só socialistas e os outros, por isso não precisa de SEF para nada!
    Senão vejamos:
    » Nós conhecemos apenas um incidente grave com agentes do SEF, mas conhecemos vários com agentes da PSP.
    No entanto o governo diz que vai resolver o problema passando a fiscalização para a PSP (estranho …).
    » A PSP não dá conta da missão actual. Nem as multas de estacionamento consegue aplicar …
    Tendo em conta a quantidade de associações sindicais que proliferam na PSP, se juntar o SEF, upa..upa..
    » A PSP já estava tomada pelos aventais, talvez o SEF não estivesse e assim resolvem um problema!
    » A Catarineta dos olhos lindos é a única que assume ao que vem : diz logo que o governo deve aproveitar esta mexida no SEF para rever a Política de Imigração (bingo)!
    Ou seja, o problema não é o SEF, o problema são as regras do jogo!
    Mas em jogo sujo as regras não podem ser muito claras, senão todos topam.
    A solução (deles) passa por definirem umas regras mais favoráveis à entrada dos “novos tugas” que eles pretendem
    domesticar, para substituir estes que estavam a ficar demasiado “independentes”.
    Claro que as novas regras serão ambíguas e confusas o suficiente para que executantes pouco motivados (como a PSP)
    as ignore no essencial, e se limite a fazer o mínimo que a chefia lhes ordena (verbalmente)!
    Sim, é uma bela “teoria da conspiração”, e o tempo dirá se tinha ou não fundamento.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

<span>%d</span> bloggers like this: