Saltar para o conteúdo

Imunidade ao governo

17 Março, 2021

Imunidade ao governo é precisa e urgente.

Aos poucos, cada vez mais pessoas se vão apercebendo da gigantesca asneira e colossais consequências negativas dos confinamentos. Hoje é evidente, não apenas para uns excêntricos, que as medidas gerais, draconianas e nunca antes experimentadas são não só evidentemente ineficazes na contenção da epidemia do sars-cov-2, como provocam elas próprias directa e indirectamente mais mortes e sofrimento do que a covid19.

Todos, no entanto, se têm apercebido das contradições e absurdo de muitas das medidas tomadas pela dupla Costa-Marcelo, chegando a maioria delas a serem simplesmente ridículas e incumpríveis por qualquer pessoa com dois dedos de testa.

Todavia, para quem não se tenha apercebido, esta gente que nos pastoreia não pretende adoptar acções eficazes e racionais de saúde pública. Não. Além de se estarem a marimbar na saúde dos portugueses, o objectivo é mesmo cavalgar o medo instalado, debitando leis e regulamentos de tal forma incompreensíveis e confusos que ao comum dos mortais se torne racional deixar de pensar na lógica das coisas para se entregar por completo às mãos de quem tem o poder.

Ora, a menos que aceitemos ser desumanizados e nos queiramos submeter a comportamentos típicos de carneiros, convém não desperdiçar a utilidade dos nossos neurónios.

Assim, no meu vídeo de hoje formulo algumas perguntas heréticas:

  • Por quanto tempo mais vão negar a ciência e deixar que muitas centenas de milhar de portugueses continuem a ser vistos e estigmatizados como um perigo ambulante para terceiros?
  • Os políticos vão permitir que todos aqueles contraíram o vírus ou que já tomaram a vacina continuem a ser considerados potencialmente perigosos.

São 4 minutos de vídeo aqui:

10 comentários leave one →
  1. 17 Março, 2021 22:00

    Desobediência Civil!
    Resistência Passiva ao confinamento!
    Borrifar nas multas e não as pagar!

    Uma campanha: Eles não! com a foto do KostaVirus, Marselfie e mesmo Rui Rio era indispensável!

    Liked by 3 people

    • 19 Março, 2021 02:53

      Porque acho que pegar em armas é indesejável (ainda), Desobediência Civil é o caminho a tomar, sem dúvida! Comecemos já, sentando o cú num banco de jardim e respirando sem entraves téxteis!
      Não pagar as multas e fazer greve de fome se preso! Hajam tomates!

      Liked by 2 people

  2. JMS permalink
    17 Março, 2021 22:48

    Entretanto, outro vírus, o da censura socialista, já apagou o vídeo no YouTube.

    Liked by 1 person

  3. Ausente52 permalink
    18 Março, 2021 06:58

    Censura no Portugal democrático, onde reina o Estado de Direito e tem uma democracia com mais de 40 anos ! Nã!……. deve ser engano.

    Liked by 4 people

  4. Andre Miguel permalink
    18 Março, 2021 08:12

    “Estranho é ver algumas pessoas a fazer agora esta “pedagogia estatística e do risco” em favor da vacina (e bem hajam) mas que durante um ano inteiro nunca hesitaram em publicitar mais um “estudo” fresquinho a especular sobre os malefícios terríveis da doença”

    A ler no Corta-Fitas.

    https://corta-fitas.blogs.sapo.pt/aprendizes-de-feiticeiro-versao-1327-7291559

    Gostar

  5. Weltenbummler permalink
    18 Março, 2021 11:08

    no séc XIX havia os lazaretos

    deviam ter inicialmente feito cercos sanitários nas zonas afectadas
    deste modo distribuíram o vírus pelo país

    assisti aob ‘elogio da MERDA’

    Gostar

  6. voza0db permalink
    19 Março, 2021 22:03

    O problema é o “estado de emergência” pois é esta idiota figura teórica que cria as condições necessárias para a CHACINA – bem merecida – de, maioritariamente, velhos e velhas através de confinamentos, negação de acesso ao SNS abandono e abusos em “lares” e por aí adiante!

    Resumindo… A época de Inverno 2020/2021 foi um SUCESSO.

    O SNS, a SS e a CGA AGRADECEM a ajuda da manada tuga!

    Gostar

  7. Ricardo Amaral permalink
    20 Março, 2021 15:02

    “Não sei se nos fazem de estúpidos. Não sei se somos realmente estúpidos. Não sei se os “estadistas” que nos tocaram em sorte são um enorme azar ou a consequência lógica de uma sociedade irremediavelmente embrutecida. Não sei o que fizemos para merecer isto. Não sei o que não fazemos para merecer melhor. Sei que, se imaginássemos o pior dos cenários, não seria tão terrível como o presente. O presente é mau demais. E do futuro, possivelmente sem os malévolos burocratas de Bruxelas a limitarem os nossos delírios, perdão, a nossa “soberania”, nem é bom falar
    Se acreditasse em teorias da conspiração, acreditaria sermos cobaias numa experiência de engenharia social, com cientistas de bata branca a avaliar quais os níveis de primitivismo, incompetência, irresponsabilidade, alucinação, arrogância e zombaria que um país suporta? O pior é que, por esse Terceiro Mundo fora, a experiência já se realizou repetidamente. E, para infortúnio das cobaias, a conclusão foi sempre a mesma. Mas insisto: não acredito numa teoria assim. A prática é inacreditável quanto baste.” —-Alberto Gonçalves na crónica “Quarta feira de cinzas” em Junho de 2016 (podia ser hoje)

    Liked by 2 people

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

<span>%d</span> bloggers like this: