Saltar para o conteúdo

Evidentemente

7 Junho, 2021

Henrique Pereira dos Santos: «se queremos discutir o respeito pela natureza intrínseca dos animais, tenham paciência, é muito mais lógico defender a proibição de detenção de animais domésticos com excepções bem definidas, que proibir touradas: a falta de respeito pela natureza intrínseca dos animais é incomparavelmente maior na generalidade dos cães e gatos urbanos que em todo o ciclo de vida associado às touradas.»

44 comentários leave one →
  1. FreakOnALeash permalink
    7 Junho, 2021 10:33

    Ah o espetacular argumento de os gatos e os cães vivem uma vida mais infeliz do que a do touro que é morto em praça para gáudio de alguns. Há malta que não chegou ao Século XXI! Este argumento está ao nível do usado pelos vegans quando questionam os omnívoros o porquê de comerem vacas e não comerem gatos!

    A resposta ao argumento apresentado deve ser começarem a tourear gatos!

    Gostar

    • 7 Junho, 2021 10:49

      Felizmente há Gente, e são muitos, que se recusam a viver o “seu” Século XXI.
      Não passa mesmo de um Freak!
      Entretanto já viveu, p.e., com gatos numa quinta? Livres de entrar e sair sem ser atropelados, de caçar e de correr e pular e vir apenas a casa comer da mão dos humanos, apenas quando não caçaram suficiente e não porque estão impedidos de viver a sua vida natural?
      Pois: enfrasque-se nessa merda das “cidades” e espere que nós cortemos a comida … e vai ver como a História do “século XXI” termina!!!

      Liked by 2 people

      • FreakOnALeash permalink
        7 Junho, 2021 11:00

        Bu hahaha! Cry some more!

        Caríssimo, foi criado numa quinta…so get bent!
        Há o progressismo desmazelado…mas também há a estupidez sem limites! Eu estou no meio, de preferência do lado da razão e da lógica…matar animais em praça para gáudio de alguns não tem lógica, é so mesmo de bárbaros…mas força vá ver se o império romano ainda existe e pode ser que possa ver leões VS humanos num circo perto de si, ou melhor participe!

        Gostar

      • 7 Junho, 2021 12:38

        Take care about what you which for …

        Liked by 1 person

    • Zé Manel Tonto permalink
      7 Junho, 2021 11:03

      A este tipo de argumentos contra as touradas, perguntei a algumas meninas fofinhas defensoras dos direitos dos bichinhos se sabiam que os touros bravos são criados para touradas, e nada mais.

      Depois disse-lhes que enquanto houver touradas, umas dezenas morrem por ano, quando proibirem as touuradas morrem todos, em poucos meses, porque nenhuma ganadaria vai manter hectares de terreno para animais que passaram a valer zero.

      Claro que as meninas não sabiam, mas como não podiam dar o braço a torcer, e admitir que é melhor alguns touros morrerem por ano, disseram que era melhor que morressem todos de uma vez, que continuar a haver touradas.

      Não tenho paciência para esta malta da defesa dos animais.

      Liked by 4 people

      • FreakOnALeash permalink
        7 Junho, 2021 11:12

        Quando um tipo que até admite ser a favor da liberdade e responsabilidade individual é castrado desta forma por cromagnons de direita…penso que esta não é a minha direita. Ser contra a imposição de ideologia LGHDTV+ mas também tenho de ser a favor de desportos bárbaros e também tenho de ser negacionista, etc.. O carderno de encargos da direita cada vez afasta-se mais da razão e da lógica…está complicado!
        E logo eu ser considerado defensor dos animais…só quem não me conhece, sou contra a obrigação de vacinas e de chips, sou contra a possibilidade de descontarem no IRS despesas dos animais, já tive discussões em que defendo o direito dos chineses de comerem o que bem lhes apetece desde que não mo imponham nem resulta nesta catástrofe pandémica!

        Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        7 Junho, 2021 16:15

        ” esta não é a minha direita”

        Na sua direita quem gosta de touradas não pode gostar?

        “também tenho de ser negacionista”

        negacionista do quê?

        Liked by 1 person

      • Atento permalink
        7 Junho, 2021 16:28

        Bom argumento, Zé: devemos então criar animais para serem torturados até à morte, apenas pelo prazer de os torturar e matar.

        V. também preferia existir para esse fim a não existir? Preferia, né?

        Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        7 Junho, 2021 17:08

        O Atento está a tentar virar o bico ao prego.
        Responda à pergunta original: prefere manter as touradas, ou mandar todos os touros, vacas, e bezerros de raça brava para o matadouro amanhã?

        Não há meio termo. Ninguém vai manter milhares de animais em herdades enormes, sem os poder vender para touradas, porque não servem para outra função.

        Liked by 3 people

      • Atento permalink
        7 Junho, 2021 17:39

        Já respondi: entre existir para ser torturado e não existir, antes não existir.

        Acha que o toiro agradece a quem o criou com o único fito de o torturar? Parece-lhe uma boa razão para criá-lo?

        Vão para o matadouro? Se for uma morte menos cruel e mais digna de uma espécie civilizada – alguns de nós temos essa pretensão, Zé – então que seja. Antes isso que ser espetado até à morte perante energúmenos ululantes.

        Depois ninguém os cria? Duvido; mas se estiverem em risco de extinção, que se subsidie a sua criação. Os nossos impostos já pagam coisas bem piores e menos úteis. Só a mama da Banca deve chegar para comprar feno daqui até à Lua.

        Gostar

      • 7 Junho, 2021 17:43

        Em Portugal não há touros de morte…pois não?
        SÓ FARPAS…O QUE NÃO DEVE SER NADA AGRADÁVEL!!
        mas..as esterilizações. as inseminações, vacinações e outros “cuidados” de amor, incluindo tosquias e outros pequenos “arranjos” cirúrgicos em rabos e orelhas …são —necessários porque são “por bem” ..e ajudam os veterinários a viver!!

        Liked by 1 person

      • Vasco Silveira permalink
        7 Junho, 2021 19:37

        Caro Zé Manel

        Tem toda a razão: Se houvessem ” ursadas”, haveria tantos ou mais ursos em Portugal do que javalis, como haviam na alta idade média.

        Cumprimentos

        Vasco Silveira

        Gostar

    • Weltenbummler permalink
      7 Junho, 2021 14:55

      todos temos direito à nossa visão do mundo
      infelizmente o planeta é só para bichas e bichos
      enfim o género das anjas e anjos

      Liked by 1 person

  2. Rocco permalink
    7 Junho, 2021 11:04

    Lembrei-me logo dos caniches com casaquinho… LOL

    Liked by 4 people

  3. chipamanine permalink
    7 Junho, 2021 11:13

    Os cães e gatos domésticos já saíram da categoria de animais. Agora são pets ou mesmo filhos.

    Liked by 1 person

  4. JgMenos permalink
    7 Junho, 2021 11:20

    A rede social dos acompanhadores de cães em missão sanitária é uma das mais prestigiosas do país e acredita-se que os animais acabem por participar na conversa.

    Gostar

  5. Desalinhado permalink
    7 Junho, 2021 13:07

    Vai ser engraçado é quando criarem a associação de cães e gatos gays, que é no que se podem vir a tornar os pobres dos bichos, fechados uma vida inteira em apartamentos urbanos, apenas com fugazes saídas à rua, no caso dos canídeos, e umas breves escapadelas à varanda, no caso dos miaus, logo esterilizados à nascença, por vontade dos seus donos e das suas donas, para evitarem tentações reprodutivas em encontros pouco ocasionais, de um cão por uma cadela jeitosa, ou de um gato por uma gata vadia dos telhados.
    Ao menos os touros são puros machos latinos, tanto nas lezírias do Ribatejo como nas praças tauromáquicas, e antes de irem para o matadouro, nunca deixam as marradas por cornos alheios, e de bandarilheiros a forcados vai tudo a eito, mas totalmente satisfeito.

    Liked by 2 people

    • Terry Malloy permalink
      7 Junho, 2021 13:58

      “Ao menos os touros são puros machos latinos, tanto nas lezírias do Ribatejo como nas praças tauromáquicas”.

      Mas porque acha v. Exa que esta malta quer terminar com a tauromaquia?

      Liked by 2 people

  6. Atento permalink
    7 Junho, 2021 16:42

    É tentador pensar que os direitalhas que defendem touradas são betinhos que foram ensinados a gostar delas: aqueles meninos bem que cresceram entre o T5 em Lisboa / a vivenda em Cascais e o monte no Alentejo do papá, cujo papá já tinha massa. Ou seja, o típico e pífio eleitor do CDS.

    Mas muitos não são assim. Creio que a maioria se divide em dois tipos:

    Os que rejeitam tudo que venha de ‘bleeding heart liberals’, como a direita americana. A direita tuga adora lamber o cu à direita americana.
    Os fiéis do sagrado ‘laissez-faire’. O Estado não pode proibir seja o que for, mesmo a crueldade para com animais, se alguém perder dinheiro com isso.

    O Estado só pode proibir o que ameace o sagrado direito à mama, à propriedade e à acumulação de riqueza. É essa a única função do Estado.

    Impor decência básica a palermas e parolos que gostam de torturar animais? Era o que faltava! Mas isto é a URSS ou quê?

    Gostar

    • António C. Mendes permalink
      7 Junho, 2021 18:30

      Um toiro não é torturado! É lidado! Mediante o cumprimento de regras de lide (combate; luta; confrontação) bem estabelecidas; o respeito pela sua natureza, bravura, coragem e capacidade de ataque inegociáveis (um bezerro bravo recém nascido, assim que tem capacidade de se pôr em pé, se estiver na ausência da mãe e a sua envolvência lho impuser, ataca qualquer oponente, independentemente do seu tamanho ou poder com a mesma ferocidade e entrega que um adulto); o cuidado extremo e as mínimas interações necessárias, desde o seu carregamento no campo até ao seu transporte para o matadouro no final da corrida ou de novo para o campo (caso a sua bravura lhe tenha dado o direito de padrear e viver até ao resto dos seus dias como reprodutor, morrendo de velhice).
      Tome lá um bocadinho de informação de um palerma/parolo para um esperto/distinto e lembre-se que há outras formas de tortura, nomeadamente através de posts de manifesta ignorância.

      Liked by 1 person

      • Atento permalink
        7 Junho, 2021 19:12

        Um toiro não é torturado! É lidado!

        Também gosto de eufemismos. Que tal:
        — não é puta! é acompanhante!
        — não é feia! é desprovida de beleza!
        — não é gorda! é forte!
        — não é mentira! é amnésia selectiva!
        — não é trafulhice! é enriquecimento ilícito!

        Se algum dia lhe espetarem ferros no lombo, ó Mendes, sorria. Estão só a lidar consigo.

        Gostar

      • 7 Junho, 2021 19:19

        Apoiado Mendes!!!

        Os Bárbaros das cidades não entendem a diferença, porque para eles tudo é visto através de um ecrã e nunca ao vivo.

        A diferença entre combate mano a mano e tortura de subjugados é algo que se lhes escapa. Mas também só pode, porque eles são subjugados aos que tem sido os Donos do século.

        Só há uma Civilização!
        E neste momento estamos em espera “no Campo”. A Selva na cidade, cheia de bichos e bichas, canalhas, políticos, banqueiros e outros energúmenos e energúmenas vai-se auto correndo para facilitar a sua eliminação quando for tempo certo.

        Gostar

      • 7 Junho, 2021 19:21

        Atento, você não compreende porque é burro ou está só a fazer finca pé?

        Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        7 Junho, 2021 21:31

        “Também gosto de eufemismos. Que tal:”

        Não é chulice, é Estado Social.

        Liked by 1 person

    • António C. Mendes permalink
      7 Junho, 2021 19:33

      Ó atento, contrariamente a si, não me pretendo comparar a um ser vivo que detém 550kg; um cachaço com uma espessura de pele de 1cm; a vida exclusivamente balizada pelos mais básicos instintos de sobrevivência e um valente par de cornos, nem quero impedir que você o faça. Já para a sua ignorância, não consigo encontrar eufemismos que a pudessem minimizar, disfarçar ou desvalorizar, é o que é.

      Liked by 1 person

      • Atento permalink
        7 Junho, 2021 20:50

        O peso, os cornos e o cachaço justificam tortura? Ou duvida que o animal sinta dor, medo, cansaço, tristeza, mais ou menos o que sentiríamos na mesma situação?

        E que dizer de quem aprecia este espectáculo medieval? Que chamar a quem vibra com um boçal de lantejoulas a espetar um animal?

        Consegue entender o conceito “o progresso de um país pode ser medido pela maneira como trata os animais”?

        Até aceito que tenha sido educado assim, não foi culpa sua. Mas a ser um adulto, é culpa sua não passar desse atraso de vida.

        Gostar

    • Zé Manel Tonto permalink
      7 Junho, 2021 21:43

      Caro Atento,

      “Os que rejeitam tudo que venha de ‘bleeding heart liberals’”

      Esse é um excelente princípio.
      Os bleeding heart liberals defendem um Estado Social gigante que mantém sem trabalhar milhões de inúteis, à conta dos impostos extorsionários cobrados a uns poucos a que eu tenho o “privilégio” de pertencer.
      Os bleeding heart liberals acham que um homem pode ser uma mulher, se assim quiser, e vice versa.
      Os bleeding heart liberals apoiam aborto até, e após o nascimento.
      Os bleeding heart liberals não querem controlo de fronteiras, e querem que toda a pobreza do mundo possa imigrar para os países desenvolvidos, para ser alimentada pelos do costume.
      Os bleeding heart liberals são contra a liberdade de expressão, e de religião.
      De certeza que me esqueci de alguma das alarvidades dos bleeding heart liberals, mas estas chegam para perceber que não é para dar ouvidos a essa gente.

      “O Estado não pode proibir seja o que for, mesmo a crueldade para com animais, se alguém perder dinheiro com isso.”

      O estado que se concentre nas suas três funções: defesa, segurança interna, e aplicação de justiça. Quando fizer isso bem feito, logo se vê se lhe damos poder de nos mandar fazer ou deixar de fazer outras coisas.

      “O Estado só pode proibir o que ameace o sagrado direito à mama, à propriedade e à acumulação de riqueza.”

      Como já lhe explicaram várias vezes por aqui, o Estado é o maior mamão. Quer ver o meu recibo de vencimento?

      Claro que é função do estado proteger o direito à propriedade, e à acumulação de riqueza.
      Ou isso, ou que saia da frente, e me deixe matar a tiro, e sem aviso, qualquer um que me tente entrar em casa.
      Prefere assim? Eu por mim, tanto me faz. Mas decidam-se.

      Liked by 1 person

    • António C. Mendes permalink
      7 Junho, 2021 22:40

      Já lhe expliquei que não é tortura. O animal sente dor, stress e cansaço inerentes ao transporte e ao combate a que se entrega, com as armas que tem, com uma capacidade física admirável de um animal atleta/lutador. É um extraordinário exemplo de combatividade, valentia e entrega às dificuldades, que o Atento, se quiser, poderá testemunhar numa corrida de toiros.

      Não é um espetáculo medieval, é milenar e resulta do fascínio que o homem tem pela beleza, natureza enigmática e incríveis capacidades de tão extraordinária besta herbívora, que começa algures onde a interação dos humanos se iniciou com os animais. Chame o que quiser a quem vibra com um artista que se preparou toda a vida para, pondo-a verdadeiramente e permanentemente em risco, levar a cabo uma obra de Arte que é uma das mais importantes manifestações Culturais que nos definem como um povo. As lantejoulas são apenas um apenso da liturgia que, se quiser, têm o mesmo efeito estético das que gosta de apreciar noutras manifestações culturais. O boçal, tem obrigação de ser verdadeiro, respeitador e de ter vergonha na cara, tudo valores que o distinto Atento, se quiser, poderá testemunhar numa corrida de toiros.

      O que sabe você da maneira como se tratam os animais? O que sabe você da vida diária de quem, pondo os interesses de subsistência dos seus animais à frente dos seus, os cuida, explora e mantém, independentemente de ser dia de Natal ou qualquer outra data importante? Se você está convencido que tratar animais é o paradigma da vizinha do 4º esq. que tem um Border Collie a enlouquecer às voltas à mesa da casa de jantar, porque necessita correr 5 ou 6 km por dia, ou o vizinho do 10º A que fechou um Rafeiro Alentejano em 100m2, que lhe acaba a morder na sogra.

      Fui muito bem educado seu ignorante armado ao pingarelho! Fui até, em parte, educado, como você, pelo Walt Disney, mas os horizontes que se não me fecharam permitiram-me estar agora aqui a dar-lhe nota da sua ignorância e sim, Boçalidade. Atraso de vida é ver alguém que, infelizmente, representa uma fração da sociedade em que vivo e em que crio os meus filhos, chegar ao ponto de ter a veleidade de achar que pode opinar sobre como me devo colocar na vida e que valores devo defender e transmitir. Você ser ignorante tem remédio, querer ser ditador não.

      Liked by 1 person

  7. Albino Manuel permalink
    7 Junho, 2021 20:12

    Mas a mulher do virólogo/fogueteiro-mor tem-no em casa. E deve gostar muito de lhe abrir a porta para os passeios higiénicos.

    Gostar

  8. 7 Junho, 2021 20:21

    Os veterinários hoje em dia só recomendam ração, ração mais nada. Quando vou a casa de uma familiar reparo que o cão de vez em quando vai ao recipiente e dá umas duas a três lambidelas e ingere umas bolitas. Não sei do que é que é feita a ração mas fiquei com a impressão de que aquilo era aditivo. Porém, o cão de vez em quando vem passar umas pequenas temporadas a minha casa no Alentejo e eu dou-lhe de comer o que sempre dei aos meus, arroz ou farinha com pedaços de sobras de carne, adoram rim e outros. A verdade é que este “amigo” devora todos os dias o taxo que o transporta pela casa às lambidelas. Fico então satisfeito que quando regressa a casa de sua dona vai sempre mais forte e saudável e triste por ter de voltar. Mas fico a pensar, ração, pan, $$$?

    Liked by 3 people

  9. FreakOnALeash permalink
    8 Junho, 2021 09:01

    Resposta ao Zé Manel:
    Tem o direito de gostar do que quiser! Quer ver touradas!? Crie os touros, leve-os para a praça e degladie-se com eles. Não espere é subvenção do estado nem exposição a isso na televisão pública paga com os impostos de todos nós. Até porque o clube dos apreciadores é conhecido por ter gente de fartas posses! Organizem-se, contribuam e paguem a uma estação privada para mostrar isso ou se tiverem assim tanta gente a querer ver metam eventos pay per view. Epá transformem isso tipo numa estrutura como a FIA. Larguem é a teta do estado. Pessoas civilizadas pagar impostos para isso!? Quando temos o SNS com tantas carências…Phoda-se!!!
    “negacionista do quê?”….Adivinhe!!! Mas eu digo ciência, pura e dura com revisão de pares em que a ciência que vence é aquela que tem mais pares a dar parecer positivo à teoria! Não é um estudo diz aquilo que você quer ouvir vence contra 100 que dizem o contrário!
    A bem da nação se o CDS é isto que desapareça de uma vez!…Merd@ de punhados descendentes de linhagens de nobres que sempre viveram de mamar d’el Rey quererem impor touradas na TV pública!
    Sabem como isto se resolvia!? E eu aceito o resultado que der…Com um referendo. Gostamos tanto de referendos aqui, até queríamos obrigar as pessoas que preferem morrer do que a sofrer a terem de sofrer em nome de um valor cujo valor é único a cada um!

    Gostar

    • António C. Mendes permalink
      8 Junho, 2021 09:52

      https://observador.pt/2021/05/28/manuel-alegre-carlos-cesar-e-ex-ministros-da-cultura-entre-as-125-personalidades-que-assinam-carta-contra-o-fim-de-touradas-na-rtp/

      Ora aqui estão os 125 nobiliários, membros da comissão politica do CDS, que querem impedir a proibição de touradas na televisão publica. Estes gajos do sangue azul, realmente! Aquele anel com brazão do Manel Alegre, nunca me enganou. Aquela tia da Alma Rivera, o António Filipe, o Daniel Oliveira, o João Oliveira… bétinhos pá!!
      Bolas, entre conversas de cultura que me merece ser subvencionada e outra que deve ser destruída; tentativas ignorantes ou intelectualmente desonestas de colar a tauromaquia a fações politicas; televisão publica que deve passar o que os Nunos Artures Silvas desta vida querem e referendos a repetir sucessivamente até que a vitoria seja evidentemente urbano-depressiva, vivemos uma altura extraordinária que eu, no fundo, vos agradeço. Só pode dar lugar a vigoroso asco e distância generalizados, é uma questão de tempo.

      Liked by 1 person

      • FreakOnALeash permalink
        8 Junho, 2021 11:30

        Tu não conhece o Manuel Alegre como eu o conheço…é meu conterrâneo sei de umas história interessantes. Não há nobreza mais decadente como a personificada em Manuel Alegre, já mo atestaram várias vezes que só responde por Doutor; só se lembra da terra dele quando a propriedades dele são alagadas, berço de ouro: a minha avó paterna levava o leitinho ao a casa do menino!
        Phodei-vos…quererdes raça e força ide para o ringue com o touro, até podeis levar a espada, mas não há cavalo nem bandarilhas nem forcados para vos safar, tudo fechado numa jaula…Ah ver o sangue de trogloditas bárbaros a jorrar.
        Cultura que merece ser destruída VS cultura que merece ser subvencionada, observação gasta à qual a minha resposta é utilizador=pagador! Não há subvenções para o que não acresce valor…quem gosta paga, safam-se os que conseguem vender o seu produto. Capitalismo aplicado à cultura!

        Gostar

    • Zé Manel Tonto permalink
      8 Junho, 2021 11:56

      “Não espere é subvenção do estado nem exposição a isso na televisão pública paga com os impostos de todos nós.”

      Eu não espero subvenção do estado para isso, nem para teatro, cinema, pintura, escultura, ou música de qualquer género.
      Actividades culturais, ou vendem bilhetes que chegue para justificar existir, ou acabam.

      A televisão pública não deve existir.
      A existir, deve reger-se por critérios comerciais.
      Se há público que quer ver um espetáculo, e a televisão, pública ou privada, consegue ter patrocinadores a pagar publicidade durante os intervalos, pois que transmita.

      “Quando temos o SNS com tantas carências…”

      As carências do serviço nacional de saúde acabam para a semana, se deixar de pagar tudo a todos.
      É obeso? Pague a operação ao coração no privado, que o contribuinte não tem culpa que ande a comer toucinho quando já tem 150kgs.
      É fumador? Pague os tratamentos ao concro no privado, que o contribuinte não tem culpa que tenha fumado três maços por dia durante 30 anos.

      “a ciência que vence é aquela que tem mais pares a dar parecer positivo à teoria”

      A ciência não é uma votação, e os pares não são todos iguais.

      Como se viu recentemente pelos emails do Dr. Fauci, muitos pares estavam de conluio para impedir algumas hipóteses de ser discutidas, e para esconder a borrada que fizeram.

      Tal como se vê nas teorias do arrefecimento global, que passou a aquecimento global, e agora são alterações climáticas, tudo apresentado como ciência revista por pares.

      O senhor chama negacionismo não acreditar no que médicos com ligações à indústria farmacêutica dizem sobre um virus que, no fim de contas, mata 2% dos infectados, e quase todos idosos.
      Isso não é ser negacionista, é não acreditar em burocratas que não são eleitos, e não são escrutinados, e quando são postos em causa, os media de esquerda, e politicos de esquerda vêm em peso defendê-los.

      Se burocratas defendem uma teoria, se os media propagam essa teoria, e se a politicagem de esquerda os eleva a semi-deuses, acha estranho que quem é de direita ache suspeito?

      Liked by 1 person

    • António C. Mendes permalink
      8 Junho, 2021 12:24

      O que diz do Manel alegre apenas reforça a heterogeneidade que demonstrei com as personalidades que referi. Meta-o no grupo que bem entender, para o devido efeito, qualquer grupo serve. Dos outros, nada, não reparou.
      “Phodei-vos…quererdes raça e força ide para o ringue com o touro, até podeis levar a espada, mas não há cavalo nem bandarilhas nem forcados para vos safar, tudo fechado numa jaula…Ah ver o sangue de trogloditas bárbaros a jorrar.” Áh desejo húmido! Digno de um Cavalheiro, soviético mas um Cavalheiro.
      Não faço questão que a tauromaquia seja subvencionada. É-o de forma perfeitamente insignificante e local, e quando comparada com outras formas culturais então, é residual. Basta que a deixem viver e que, por exemplo, eliminem a discriminação tributária em sede de iva que lhe foi imposta (23% – taxa de civilização da Sr.ª ministra da cultura), contra os 6% das outras atividades culturais. Concordo com o seu ultimo apelo mas, em Portugal, poder-se-á dar o caso de ser a tauromaquia e pouco mais a sobrar no final e, nessa altura, lá se vai o capitalismo e volta a ditadura de gosto que você idolatra.

      Liked by 1 person

      • FreakOnALeash permalink
        8 Junho, 2021 13:48

        Agora gostei Zé Manel, agora gostei! Na parte da ciência disputo, tal como ela é disputada umas vezes bem outras vezes com trilhos de $€…mas não me convenço que a pandemia e a forma como está a ser gerida seja uma grande teia de interesses. Haverá interesses, com certeza que os há…mas quero acreditar que a coisa ainda está ser gerida na maior parte para o bem comum.

        Cavalheiro soviético!? Essa é rebuscada. Não me viu a defender o capitalismo não agarrado à teta? Eu ditar o gosto!? Não meu caro, repito utilizador=pagador! Subvenciona-se o elementar da cultura nomeadamente literatura (na sua preservação e difusão) e mesmo aqui tenho dúvidas (o que difundir e o que não difundir?…revisão por pares escrutinados!?). No fim alguém manda e a gente vota ou não!

        Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        8 Junho, 2021 15:27

        “quero acreditar que a coisa ainda está ser gerida na maior parte para o bem comum”

        Não sei que lhe dizer sobre isso.

        Se estivessemos em Fevereiro de 2020, quando a maioria das pessoas ainda acreditava nas mentiras vindas da China, que isto matava 10% dos infectados, independentemente da idade, ou estado de saúde, ainda percebia o pânico.

        A partir do momento em que se percebeu que a taxa de mortalidade é pelo menos 5 vezes inferior a isso, e quase todos os doentes que morrem são muito velhos, e com bastantes problemas de saúde, deixei de achar que a defesa de restrições à liberdade tivesse alguma coisa a ver com o bem comum.

        Quando ainda temos pessoal a acreditar piamente, e “especialistas” a afrimar, que as máscaras servem para alguma coisa, quando houve vários países a torná-las obrigatórias em alturas em que tinham poucos casos, e isso não impediu o número de casos de subir, não acho que a ciência esteja a reger nenhuma medida.

        Gostar

  10. Atento permalink
    8 Junho, 2021 15:11

    Ora cá temos os três tipos de apologistas das touradas.

    O Zé Tonto, essa caricatura do egoísmo, condensa os dois tipos direitalhas: os inimigos dos ‘bleeding heart liberals’ e os fanáticos do laissez-faire. Se calhar nem vê touradas; mas se a esquerda é contra ele é a favor.

    Desde que a esquerda perca e os mamões (privados) mamem à vontade, tanto lhe faz que os touros sejam toureados ou cozidos com batatas.

    O António Mendes é o 1º tipo: o genuíno aficionado. É daqueles que vê nobreza e beleza neste ritual patético e bárbaro. Cresceu com isto, meteu na cabeça que é bom, nada o demove. É imune a empatia ou argumentos.

    Como todos os aficionados, usa o que os ingleses chamam whataboutism: então e os cães nos apartamentos? Então e os frangos nas gaiolas? Etc. Na prática, o que pretendem dizer é isto: “nós queremos espetar touros; é o nosso brinquedo, a nossa festarola; não abdicamos dela; metam-se na v/ vida”.

    Se fosse só o panasquito das lantejoulas a dar à capa, ou os forcados a levar com o touro no bucho, do mal o menos: continuava a ser uma parvoíce, mas sempre era menos sádico. Só que os Mendes insistem em torturar o bicho. São sádicos. E acham-se nobres e valentes. Tal a ilusão destes homenzinhos.

    Gostar

    • Zé Manel Tonto permalink
      8 Junho, 2021 15:33

      Atento, como sempre, desatento.

      “se a esquerda é contra ele é a favor”

      Veja lá as zonas de Portugal com tradição de touradas, e o sentido de voto das populações locais, e vai ter uma surpresa.
      Não é uma questão de esquerda ou direita, é uma questão de alguma esquerda betinha das cidades, que gosta de proibir tudo o que não concorda.

      “O Zé Tonto, essa caricatura do egoísmo”

      Serei eu egoísta, ou será o Atento invejoso?

      Liked by 1 person

      • António C. Mendes permalink
        8 Junho, 2021 18:58

        A esquerda é contra? Qual esquerda, você! Bolas, você começa a ser um autentico tratado de analfabetismo funcional, pouco Atento:
        https://observador.pt/2021/05/28/manuel-alegre-carlos-cesar-e-ex-ministros-da-cultura-entre-as-125-personalidades-que-assinam-carta-contra-o-fim-de-touradas-na-rtp/

        Obrigado caro Atento. De facto a descrição que faz de mim, embora incompleta e um pouco enviesada pelo seu interesse narrativo, está muito perto da realidade.
        No entanto, o que lhe parece ter você de excelso para se permitir pensar que me deve demover seja do que for? Ó homem, largue-me da mão! Vá converter o raio que o parta.
        Eu sou aficionado! Digo-lho sem nenhum tipo de reservas e sem lhe admitir que tem sobre isso algum juízo a fazer. Eu defendo uma atividade artística de verdade onde, como em nenhuma outra, se joga a vida pela criação de uma obra que é a base de uma das manifestações culturais mais importantes do nosso pais. Percebeu?

        Digo-lho pela ultima vez (3ª) que o toiro não é torturado é lidado, sem a esperança que você entenda.

        Posso também continuar a concluir sobre si que é ignorante, para além de um representante dos candidatos a tiranos que acham que podem aspirar a proibir o que não gostam. Terá sempre deste lado um resistente à sua tirania.

        E que dizer de tão distinta personagem que, quando lhe convém (porque se convir o contrário rasga as vestes pela ideologia de género), divide a sociedade entre panasquitos e não panasquitos? Fique a saber que na tauromaquia ninguém quer saber em que equipa você joga e o que faz de trás da porta. Cabem nela Todos, sem lugar a discriminações.

        Gostar

      • Atento permalink
        8 Junho, 2021 21:10

        Serei eu egoísta, ou será o Atento invejoso?

        Uma coisa não impede a outra, Zé.

        Eu podia ser o maior invejoso do mundo e v. continuaria a ser uma caricatura da direita: um sociopata mercenário, reaccionário, patologicamente egoísta.

        Aliás, v. exagera tanto que mais parece um esquerdista a tentar dar má imagem à direita (o que seria escusado), ou um brincalhão a testar a credulidade de quem o lê.

        Eu sou aficionado! … Eu defendo uma atividade artística de verdade onde … se joga a vida pela criação de uma obra que é a base de uma das manifestações culturais mais importantes do nosso pais. Percebeu?

        Mendes, eu cresci rodeado de touradas e de largadas. Tinha uma praça ao pé de casa.

        As largadas são parvas, mas sempre se come e bebe, conhece-se miúdas, etc. É uma festa do povo e tal. As touradas não. São uma parolada apanascada, um circo para sádicos.

        Além de ser uma seca, além das lantejoulas e da estética de cabaret gay, além da selvajaria de bimbos a sangrar um animal por ‘desporto’, a tourada é um retrocesso civilizacional.

        É uma velha tradição? Sim, tal como queimar bruxas ou esvaziar o penico pela janela. Mas é suposto evoluirmos, não regredirmos.

        Arte? Também há quem chame arte a fotos de olhos do cu. Cultura? Que fique pelos livros de história, como os gladiadores romanos e os torneios medievais. Evolua, homem.

        Gostar

      • 9 Junho, 2021 07:37

        Ze Manel esqueceu-se de dizer que parece que essas zonas de esquerda vão agora votar Chega …

        Gostar

    • António C. Mendes permalink
      8 Junho, 2021 21:54

      Portanto, evoluo para um Atento. Se não fosse a certeza do seu deficit cognitivo, agora era a altura em que eu era mal educado consigo.

      Você está já há algum tempo com uma fixação em paniscos, apasnacados, lantejoulas, cabarets gays e olhos do cu. Está na altura de o mandar tratar disso, está a tomar conta de si.

      Já agora, para fim de conversa, vai chegar o momento em que o querer impor o seu gosto a alguém vai esbarrar com uma parede e, em alternativa, é possivel que em cima dessa parede esteja um mundo que lhe passará a impor os gostos a si e você merece-o.

      Liked by 1 person

  11. Leunam permalink
    8 Junho, 2021 17:29

    Ninguém fala na possibilidade de OS CAVALEIROS usarem, nas touradas, bandarilhas com extremidade guarnecida com VELCRO e o touro usar um colar de igual material.

    O touro devia apresentar-se na arena com a respectiva cornamenta intacta.

    Isto para o distinguir nobremente, daqueles que andam por aí com eles já serrados que nem se dá conta disso…

    Finda a lide, uma boa ração e regresso ao campo onde pastava tranquilamente.

    Assim satisfaziam-se os dois campos antagonistas: os pans, os animais e os aficionados da lide.

    Que mais posso acrescentar?

    Contra a associação ANIMAL, pan!, pan!
    Contra o fanatismo, pan!, pan!
    Contra a estupidez, pan!, pan!

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: