Saltar para o conteúdo

Os confinamentos são como as drogas: começar é fácil, deixá-las é que não

15 Novembro, 2021

Tiago Tribolet de Abreu: «Ouço esta pergunta muitas vezes. E lembro-me logo da entrevista a Johan Giesecke (antigo responsável da saúde da Suécia), em Abril de 2020 (há mais de ano e meio!), onde visionariamente ele afirmava que, quando se entra numa estratégia de medidas de confinamento, não mais conseguimos sair dela. Este senhor considerava que não fazia sentido tentar evitar a disseminação (segundo ele, inevitável) de um vírus respiratório. Apenas deveríamos organizarmo-nos para prestar cuidados de saúde a quem deles beneficie e aguardar o estabelecer de um equilíbrio entre o vírus e nós, como sempre sucedeu com os vírus respiratórios e a humanidade. E dizia que a comparação entre a Suécia e os outros países se faria no fim da pandemia (a Suécia teve até hoje 1.478 mortos por milhão de habitantes e Portugal teve 1.795).»

20 comentários leave one →
  1. André Miguel permalink
    15 Novembro, 2021 20:27

    Os confinamentos foram um crime contra a humanidade. Ninguem, rigosamente ninguem, devia ter o poder de decidir quem é essencial e quem é prescindivel! Foi uma barbaridade atroz prender domiciliarmente, de forma ilegal, pessoas saudáveis e privá-las do seu ganha pão.

    Liked by 1 person

  2. 15 Novembro, 2021 20:39

    Se ao menos dona Helena não fôssemos governados por tiranetes socialistas cá em Portugal, talvez deixássemos de andar agarrados a confinamentos e quem sabe agarrados às drogas também.

    “”Tonight we are bringing a very unpleasant message with very unpleasant and far-reaching measures,” Rutte said in a televised address on Friday evening. “The virus is everywhere and needs to be combated everywhere.””

    https://www.reuters.com/world/europe/netherlands-impose-partial-lockdown-halt-covid-19-surge-media-2021-11-12/

    Gostar

  3. jose valeriano permalink
    15 Novembro, 2021 20:42

    As coisas estão a acontecer muito rapidamente pois mais uns meses e a pandemia tornar-se há numa ditadura totalitária a nível Mundial.
    Deixem passar o tempo e se não formos capazes de meter um travão a estes políticos estamos tramados.
    Por cá preparem-se pois estamos já lá.
    Estado TUTALITÁRIO de políticos Tutalitários.

    Liked by 2 people

  4. Carlos Silva permalink
    15 Novembro, 2021 20:57

    Cara Helena Matos, tenho uma enorme admiração e respeito pelo seu trabalho. No sentido de contribuir para a melhoria do rigor informativo, é importante referir que o número de mortos em Portugal, atribuídos à “pandemia”, foi de 152 entre 01-01-2020 e 18-04-2021, conforme informação prestada pela DGS e pelo Ministério da Saúde ao Juízo Administrativo Comum do Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa, disponível na Sentença do processo nº 525/21.4BELSB, emitida em 19-05-2021 e assinada pelo Meretíssimo Juiz de Direito, Pedro Moreira. Cumprimentos.

    Liked by 1 person

  5. marão permalink
    16 Novembro, 2021 08:01

    Um exemplo trágico de confinamentos é o do PS, que depois de enclausurado pelos próprios atropelos que vai cometendo, regressa ainda e sempre muito mais mortífero.

    Gostar

  6. Weltenbummler permalink
    16 Novembro, 2021 09:02

    ontem na tvi um médico disse o óbvio
    eram tecnologicamente eficazes na Idade Média
    criminosamente não confinaram o vírus no início da tragédia

    Gostar

    • chipamanine permalink
      17 Novembro, 2021 11:18

      Habituem-se ao novo imperialismo , o chines, que tudo fez para se defender internamente e propagar externamente.

      Gostar

  7. balio permalink
    16 Novembro, 2021 09:25

    dizia que a comparação entre a Suécia e os outros países se faria no fim da pandemia

    Pois, mas o problema é que não se sabe quando é o fim.

    Se o vírus se torna endémico, então nunca há propriamente fim.

    Gostar

    • The Mole permalink
      16 Novembro, 2021 09:58

      Sim, o mais certo é o vírus tornar-se endémico – é o que costuma acontecer.
      O que dá razão a Johan Giesecke; e ao contrário da HFM, não acho que seja visionário – acho que sempre foi evidente que nunca seriam “15 dias para achatar a curva” (nem sei se alguma vez alguém acreditou nisso?)

      Gostar

    • chipamanine permalink
      16 Novembro, 2021 10:48

      O virus da gripe sazonal é endémico e nem por isso se fez confinamentos tendo a grande maioria da população anticorpos capazes para lhe fazer frente e atinge mais gravemente os mais velhos, mais frágeis matando anualmente cerca de 3.000 (já houve um ano que matou 8.000)
      Portanto quando endémico a epidemia pode ser controlada a níveis “aceitáveis”

      Liked by 1 person

  8. Weltenbummler permalink
    16 Novembro, 2021 09:53

    oa dirigentes continuarão enfiados na caverna mencionada por Platão na República

    Gostar

  9. JPT permalink
    16 Novembro, 2021 10:55

    Anda aqui muito lelé da cuca. A imposição destas medidas é a democracia a funcionar. Por muito ilógico e irracional que isso seja (lógico e racional é o que diz o Sr. Giesecke) é inegável que, na Europa Ocidental, o que a esmagadora maioria das pessoas quer é estar tudo em casa, ser tudo vacinado e andar tudo máscara. E é isso que seria de esperar em sociedades envelhecidas, individualistas e cada vez mais desligadas do ciclo da produção. Ora, em democracia, os políticos limita-se a fazer o que a maioria quer, sob pena de se “suicidarem”. Aliás, todos os políticos que menorizaram a Covid-19 pagaram eleitoralmente (para a direita italiana a ligação aos negacionistas foi um cataclismo, e Boris Johnson e até os suecos tiveram de actuar contra as suas convicções para permanecerem no poder). Não há político que não tenha percebido que quais mais “cauteloso” parecer mais votos terá (e não há jornalista que “notícias” sobre a Covid-19 não dão trabalho e garantem audiência).

    Liked by 1 person

  10. balio permalink
    16 Novembro, 2021 11:49

    quando se entra numa estratégia de medidas de confinamento, não mais conseguimos sair dela

    Não vejo por quê.

    Já diversos países decidiram abandonar os confinamentos. A generalidade dos países já constatou que os confinamentos causam efeitos deletérios sobre a economia e sobre a educação que são insustentáveis.

    Mesmo os países que esão a reintroduzir confinamentos fazem-no de forma muito parcial, que nada tem a ver com os confinamentos iniciais.

    Gostar

  11. Prova Indirecta permalink
    16 Novembro, 2021 16:49

    Além da sátira de Trevor Noah, que destacou a lei portuguesa que proíbe empregadores de contactar trabalhadores em horas de descanso, também nos jornais estrangeiros ressoa o “direito a desligar”.
    Já está : a nossa irreverência internacionalizou-se , já vem no Guardian e no FT . Agora só falta deixar de pagar a dívida externa . O Costa que se ponha fino : se os ãnimos se exaltam , ainda acabamos por questionar os confinamentos.

    Gostar

  12. João Brandão permalink
    16 Novembro, 2021 21:06

    Em 100 anos não se aprendeu nada ou quase.
    Já se percebeu que os preparados experimentais, a que dão o nome de vacinas, não resolvem o problema do(a) covid19.
    Apesar do enorme acervo de ciência e tecnologia hoje existente, não se conseguiu, ou não se quis(?), chegar a uma formulação eficaz contra o coronavirus.
    Mesmo assim, continuam as coisas a ser feitas da mesma maneira que foram no ano passado, quiçá na presunção de resolver alguma coisa. Num mesmo sistema com os mesmos dados esperar resultados diferentes, não parece ser de muito bom senso.
    Certo é que as pessoas, vacinadas ou não, continuam a ter ir para os hospitais.
    Não custa muito a perceber que apenas os retrovíricos retiram as pessoas de lá. A Europa já aprovou, pelo menos dois. A França já encomendou e terá(?) 50 mil doses de mulnopiravir.
    E os outros? Parece ressonarem a sono solto enquanto a peste campeia.
    E a Europa está mais preocupada é com os dito ‘refugiados’ ou ‘migrantes’ ou lá que raio de coisa é essa …

    Liked by 1 person

  13. João Brandão permalink
    16 Novembro, 2021 21:07

    Queria ter dito molnupiravir …

    Gostar

  14. Expatriado permalink
    17 Novembro, 2021 11:02

    Gostei de ouvir isto

    https://fb.watch/9kCGUMbHha/

    Gostar

  15. Expatriado permalink
    17 Novembro, 2021 11:43

    Vamos, por um momento, até ao outro lado do Atlantico e tomar nota de um caso que, seja qual for o resultado, vai ter consequências muito sérias em muitos locais. Não acreditam? Esperem…

    https://fb.watch/9kE-KHN1h1/

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: