Saltar para o conteúdo

Os amanhãs cantantes e descarbonizados da Lusa

21 Novembro, 2021

LUSA: «Portugal deixou definitivamente de usar carvão para produzir eletricidade. Sábado foi o primeiro dia de produção de eletricidade sem recurso de carvão, depois de a Central do Pego ter esgotado o stock que tinha, apesar de estar licenciada para funcionar até ao final do mês.»

Querida Lusa, seria bom acrescentar “Portugal passa agora a comprar energia mais cara proveniente das centrais a carvão de Marrocos”

12 comentários leave one →
  1. Weltenbummler permalink
    21 Novembro, 2021 15:33

    « Tu não vais mais trabalhar. Sonha, Olhos abertos, mãos abertas No deserto, No deserto a brincar Com os animais – os inúteis. Depois da ordem, depois da desordem, Nos campos planos, nas florestas vazias, No mar grande e claro, Um animal passa – e seu sonho É o sonho do repouso.
    Paul Éluard (Les Animaux et leurs hommes)

    Gostar

  2. Leunam permalink
    21 Novembro, 2021 16:44

    Com a maquinaria instalada nesta Central e tudo o mais, não teria sido melhor fazê-la funcionar alimentando-a com gás natural?
    Tanto quanto julgo saber a principal vantagem da central do Pego não era fabricar e vender Kilowatts mas sim a sua disponibilidade de, num curto espaço de tempo, poder entrar no sistema de distribuição, fornecendo a energia suplementar necessária para satisfazer as necessidades nos momentos dos picos de consumo.
    Assim se deita para o lixo mais um enorme investimento nacional e mais se aumenta a nossa dependência do estrangeiro.
    Não admira, quando as decisões são tomadas por internacionalistas (leia-se traidores).

    Liked by 3 people

  3. becas permalink
    21 Novembro, 2021 18:19

    É a segunda central a fechar depois de Sines, ambas poderiam funcionar mais uns anos pois estavam tecnicamente em boas condições . A Alemanha só por volta de 2030 pensa encerrar as suas o que dá a vantagem a Portugal pois poderá fornecer Portugal nos nossos períodos de ponta ou de de variação de carga da nossa rede. Somos uns parvinhos. tontos

    Liked by 3 people

    • carlos rosa permalink
      21 Novembro, 2021 20:19

      Somos não, tratam-nos como isso.

      Liked by 2 people

    • balio permalink
      22 Novembro, 2021 10:26

      Que eu saiba dificilmente a Alemanha pode fornecer eletricidade a Portugal, porque as ligações elétricas através dos Pirinéus são muito fracas. Há pouca troca de eletricidade entre Espanha e França.

      Gostar

  4. 21 Novembro, 2021 20:10

    As medidas irracionais que o nosso governo adota não têm nada a ver com serem dirigentes totós a decidir. As decisões são tomadas na Alemanha, França, Reino Unido (a pesar do Brexit). Os nossos governantes, como capatazes que são, só têm que executar o que lhes mandam.

    Os casos Sines e Pego foram antecipados porque a solução a adotar para atingirmos as metas climáticas do acordo de Paris passam por utilizar mini centrais nucleares que já estão à venda no Reino Unido e em França.

    Portugal, que já está habituado a ir à frente dos outros países da europa, será desta vez o pioneiro na utilização dessas centrais. Vai comprá-las e vai pagá-las, como sempre… Depois os países africanos de língua portuguesa, vêm cá fazer visitas de estudo, e verificam que as centrais são excelentes. Compram também!

    A crise climática, mesmo que não seja provocada pelo homem, é uma grande oportunidade para fazer novos negócios. Como sempre, os bons negócios fazem-nos os países mais avançados tecnologicamente.

    Liked by 3 people

  5. João Lopes permalink
    21 Novembro, 2021 20:59

    É bom que o preço da(s) energias aumente drasticamente. Talvez assim a populaça abra os olhos e se revolte com este estado de coisas.

    Liked by 2 people

  6. lucklucky permalink
    22 Novembro, 2021 02:00

    A destruição de Capital continua neste regime socialista.

    Mas note-se como ninguém da “direita” protestou a lógica.

    Liked by 1 person

  7. marão permalink
    22 Novembro, 2021 08:02

    Ainda sobrarão braseiras para por o cu desta gente a arder.

    Gostar

  8. balio permalink
    22 Novembro, 2021 14:52

    Portugal passa agora a comprar energia mais cara proveniente das centrais a carvão de Marrocos

    De onde é que a Helena retira tal informação?

    Que eu saiba, há insuficientes ligações elétricas a Marrocos que permitam a Portugal importar grande quantidade de eletricidade desse país.

    Um dos objetivos do governo foi precisamente investir no sentido de melhorar tais ligações, para que Portugal possa intercambiar eletricidade com Marrocos – mas sobretudo no sentido de importar eletricidade solar desse país.

    Gostar

  9. jose valeriano permalink
    22 Novembro, 2021 18:05

    Eu só gostava de perguntar a alguns iluminados como vão controlar a situação da energia sem terem uma alternativa de reta guarda.
    A solar de noite não funciona a eólica em noites de verão e sem vento produz népias.
    Agora como somos um País PODRE DE RICO vamos começar a importar energia de centrais a carvão e nucleares de Espanha e França.
    Enquanto os outros enriquecem a nossa pala nós somos cada vez mais podres e dependentes de terceiros.
    O que esperar com políticos destes.

    Gostar

  10. Duarte de Aviz permalink
    23 Novembro, 2021 01:47

    Um licenciado em Direito ou Economia olha para um KW como um boi olha para um palácio. Não entende.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: