Saltar para o conteúdo

Outra vez arroz, Maria João?

1 Novembro, 2022

Não leio o que a Maria João Marques escreve desde que virou um camaleão político e feminista radical. Não tenho paciência. Mas às vezes tropeço em pérolas que não consigo ignorar pelas baboseiras grotescas que os ditos artigos contêm. É o caso deste que merece resposta à letra dirigido à autora:

Minha cara senhorita, começo por dizer que, se não sabe o que é ser de direita conservadora, poupe-se ao ridículo e remeta-se ao silêncio até aprender. A direita conservadora é formada por gente que defende os princípios e valores transmitidos pelos nossos pais e avós no trabalho, no respeito pela família e pelo próximo – independentemente da sua cor, religião ou etnia – e que fizeram desta sociedade aquilo que ela foi, até chegarem as “marias joãos” defensoras da parasitagem e revisionismo histórico e cultural . Caso não saiba, foram essas gerações que construíram o mundo que tínhamos antes do início da sua destruição pelo “wokismo” e que hoje a senhorita representa.

O termo “populista” que teima em usar como depreciativo, ao estilo dos berloques – essa comunidade inútil e parasita que vive do suor dos outros – significa “popular”, isto é, “dirigido ao povo”:

“Populismo é o conceito que caracteriza o modo como um governante governa, usando estratégias e recursos que têm como objetivo angariar o apoio e confiança popular, principalmente das classes mais desfavorecidas. Durante a campanha eleitoral, por norma, o líder populista conquista a confiança das massas (classes média e baixa), baseando-se num discurso simples, carismático, direto e pessoal, dispensando intermediações por parte de partidos políticos.” Significa isto que qualquer líder independentemente da sua ideologia pode ser populista, ok?

Ora, uma direita conservadora dos valores e princípios éticos e morais e popular, tem tanto de mau como uma associação de gatinhos. O que pode fazer dela uma ameaça é a desvirtualização da ideologia e misturar alhos com bugalhos. Os radicais tanto podem nascer numa direita como numa esquerda. Mas, está provado que é na esquerda que eles abundam. Porquê? Precisamente porque é essa ideologia que os fabrica porque incentiva a parasitagem e desvaloriza o trabalho .

O excesso de vagar, cara senhorita, está caso não tenha dado por isso, na esquerda que vive sob o principio de viver à conta do Estado, fazendo dele o paizinho de todos nós, obrigando-o a sustentar tudo e todos. À direita defende-se o valor do trabalho como forma de independência e valorização pessoal. Exactamente o contrário dos berloques e xuxas. Vá estudar.

A direita também não anda a “entreter-se” com guerras culturais porque tem mais que fazer (trabalhar para ganhar a vida e contribuir para a sociedade). Mas tem todo o direito de se pronunciar, nas horas vagas, sobre a AGENDA WOKE que está em curso e é das coisas mais aberrantes que surgiu no nosso século. Ser indiferente a isto é ser-se tonto e a direita é tudo menos isso. Guerras fazem-nas vocês os “wokes” e “snowflakes”, por tudo e nada, como bebés birrentos a quem se lhes tirou o brinquedo

Diz que algumas são perigosas porque, e passo a citar: “(…) algumas são perigosas: as relativas às que impedem abortos e contracepção”. Oh minha senhorita, o único perigo que há nisso é terem de assumir um bebé e cuidar dele. Exactamente o que me aconteceu aos 19 anos. Não se morre de se assumir mãe. Mas morre-se de abortos, quer no corpo quer na alma.

Diz ainda mais adiante que , e passo a citar: “(…)outras são divertidas”. Indignam-se pela introdução da diversidade racial nas produções cinematográficas”. Mas qual indignação qual quê pela diversidade ? brincamos? A nossa geração, cara senhorita, abriu as portas à minoria negra em Hollywood, que agora se não é maioria fica lá muito perto. Sem falar de outros actores e actrizes com particularidades físicas que não os impediram de vingar em produções cinematográficas. Aqui só alguns exemplos:

  1. Anões: https://www.rankuzz.com/pt/noticias/os-anoes-mais-famosos-de-hollywood-6920.html
  2. Lista de actores negros: https://www.rankuzz.com/pt/noticias/os-anoes-mais-famosos-de-hollywood-6920.html
  3. Com deficiência: https://br.vida-estilo.yahoo.com/a-invisibilidade-da-mulher-com-deficiencia-6-atrizes-que-quebraram-o-tabu-090046721.html?guccounter=1&guce_referrer=aHR0cHM6Ly93d3cuZ29vZ2xlLmNvbS8&guce_referrer_sig=AQAAADhukQUBP-EzZn1SG942dQltD5eYLNxKNHYypHEYYiBjRNurBSHWtkUiLHQCmil6Qi6KlSgwwqZY0S5sn6XIQwddt5-djiSY_Av7436MWVWKHWOobaMMR1iivq8fUWMBjR4UvrYALAe-FF0tAKJHewcVA7HOsezB5BJzHR0TbmHM
  4. Actores asiáticos: https://www.fotogramas.es/noticias-cine/g14103928/los-30-actores-orientales-imprescindibles-de-hollywood/?slide=9
  5. Cantores e compositores GAYS: https://tamnasnuvens.com.br/os-melhores-cantores-gays-de-todos-os-tempos-garotos-nomades/
  6. Negros na política: o primeiro deputado negro nos EUA era republicano. Foi este partido que abriu as portas do Senado aos negros. https://pt.wikipedia.org/wiki/Hiram_R._Revels

Por isso poupe-nos com estas frases feitas, e FALSAS, só para encher o seu artigo “woke” cheio de tretas:

“(…)revelam como está acirrada a combater esses bons valores que são a representatividade e a inclusão no espaço mediático e cultural das mais variadas pessoas que compõem a comunidade”

“(…)a exclusão e o apagamento de pessoas cujas características – sexo, cor de pele, orientação sexual, classe social -tradicionalmente as destinaram para fora do espaço público, politico, social e cultural é, de facto, o centro ideológico da nova direita. um identitarismo branco, no fundo, tao propenso a histerias como os demais identitarismos”

Escreve que a direita mais conservadora “não se preocupa com os assuntos mais urgentes e determinantes para a vida quotidiana do cidadão comum” A sério? O que é mais importante numa sociedade do que a defesa dos seus valores e princípios éticos fundamentais para um o bom funcionamento das instituições que nos regulam e desenvolvimento económico e social? Desde quando um país à deriva, perdido nos seus princípios fundamentais, se governa com eficiência? E num país desgovernado, como podem as pessoas prosperar?

Cara senhorita, quem anda com prioridades invertidas e a perder tempo com revisionismos bacocos da pequena sereia, branca de neve e homem aranha (entre muitos outros bonecos da Marvel e Disney) fazendo disso uma prioridade, são vocês os defensores do “wokismo”. Sejamos sérios.

Para terminar, conota a direita “alternativa” (ou lá o que isso é) como fútil e autoritária. Confesso que tive de reler para acreditar que alguém com responsabilidade a escrevinhar no Público pudesse de forma brejeira utilizar este tipo de argumento para defender a sua causa fútil do “wokismo” ou outra treta qualquer. Rotular e atacar com insinuações em vez de argumentar é a táctica mais rasteira que existe, amplamente usada pelos políticos. Se para fazer valer as suas ideias tem de atacar com adjectivos prejorativos infundamentados, então é porque a argumentação é fraca. Direita autoritária? Onde? Fico à espera sentada para que me indique países autoritários governados à direita. Entretanto, se quiser posso lhe mandar a lista extensa de países autoritários governados pelas esquerdas.

Quando alguém se diz muito preocupado com a inclusão, direitos humanos, diversidade e bla bla bla mas não escreve uma linha sobre as mulheres no Irão (ou qualquer outro país islâmico), está tudo dito sobre o que na realidade defendem: o tacho que lhe ofereceram dentro do sistema (Jornal Público e SIC) para divulgar a agenda globalista da moda. Nada mais do que isso.

26 comentários leave one →
  1. João Peneda permalink
    1 Novembro, 2022 11:18

    desde que “virou” um camaleão político…

    Isso não é português. Recomenda-se um pouco de decência.

    Gostar

  2. Martins Jorge Manuel Pereira da Silva permalink
    1 Novembro, 2022 11:21

    Esta Joana, escrava do Sistema e do bom ordenado que ganha é nojenta. Prefiro ficar fechado num elevador a ouvi-la.

    Liked by 1 person

  3. mariamelotelles permalink
    1 Novembro, 2022 13:46

    Muito bem respondido, Cristina Miranda, à excepção do direito ao aborto e à contracepção. Isso é algo que apenas cabe à mulher, e eventualmente ao seu parceiro, decidir. As crianças só deveriam vir ao Mundo, quando os pais têm condições e capacidades de as criar e educar. É necessário dedicar-lhes tempo e atenção e ter capacidade financeira.
    De resto, o artigo está um primor.
    Não sei o que aconteceu à Maria João Marques, que eu até gostava de ler, quando ela apareceu com os primeiros artigos. Agora, nem pensar! É só “wokismo” e “politicamente correcto”…

    Gostar

    • André Silva permalink
      2 Novembro, 2022 15:57

      Se não fizeres sexo, não engravidas. Se só o fizeres anal, também não. Se tomares a pílula, 99% idem, se só fizeres sexo se o teu parceiro usar preservativo ibidem. E ainda podes recorrer á pílula do dia seguinte. Ou só usares as mãos, a língua e os dedos.
      O aborto NÃO É E NEM PODE SER um método anti-concepcional. Até o pássaro mais pequeno e estúpido do mundo sabe que primeiro deve fazer o ninho ANTES de pôr os ovos. Essa conversa do “Isso é algo que apenas cabe à mulher, e eventualmente ao seu parceiro, decidir. As crianças só deveriam vir ao Mundo, quando os pais têm condições e capacidades de as criar e educar” é absolutamente nojento e repugnante e deveria envergonhá-la, como envergonha qualquer pessoa minimamente (realço o minimamente) decente.

      Gostar

  4. Jorge Moreira permalink
    1 Novembro, 2022 15:07

    Na mouche!!!

    Liked by 1 person

  5. António Antunes permalink
    1 Novembro, 2022 15:25

    Muito Bem.

    Liked by 1 person

  6. voza0db permalink
    1 Novembro, 2022 16:45

    As fêmeas Tugas andam a levar nos cornos, e muitas a serem mortas… cá na Tugolânida. E esta malta anda a fazer-se de preocupada com fêmeas no Irão [movidas por movimentos the ONG financiadas pelo Ocidente]! Nada de novo. Siga a porrada…

    Quando à Festa do Avante, versão brazuca:
    Lula da Silva criticou diretamente o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, afirmando que ele é tão responsável quanto o Putin pela guerra.

    O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva criticou os presidentes diretamente envolvidos no conflito na Ucrânia, a União Europeia e os Estados Unidos, que considerou não terem negociado o suficiente a favor da paz.

    Não compreendo como é que TODOS os políticos em Portrókail estão tão felizes com a eleição deste amante do PUTIN e da Rússia!

    Gostar

    • 2 Novembro, 2022 02:31

      Não sei as mulheres são todas assim, mas a tendência para a irracionalidade e histeria parece ser comum.

      Por exemplo isto de ser “conservadora”, “anti-woke”, e anti-globalista cá ocidente e depois querer ser progressista e impingir as agendas politicas globalistas e culturais no Irão por causa das “mulheres”. Ou o nós é que somos progressistas porque libertamos os escravos e os deixamos entrar nas universidades atravez do affirmative action(quotas). Ou de ser anti-aborto por questões de principio ético-morais mas depois abrir excepção para o caso de violações, mal formações, e deficiência como o sindroma de down. Ou de querer ser “conservador”, e depois celebrar a compra de bébés por “casais” homosexuais como mercadoria, a mães de aluguer estrangeiras carênciadas só porque fazem parte da sua cartilha politica, como já acontece no “conservadorismo” dos States. Também não parece ser muito coerente.

      É que isto Dona Cristina de se querer ser ao contrário das extremistas, progressista feminista mas “ma non troppo”, é como querer abrir a caixa de pandora e querer controlar o que sai de lá.

      E que disse desta vez continua a ser verdade.

      Gostar

    • 2 Novembro, 2022 02:51

      Peço desculpa meti o comentário em cima na caixa de correio errada.

      Mas você têm razão no que diz. Aliás a esquizofrenia politica parece cada vez ser pior. A última que vi foi a frente unida aliada contra Putin e a Russia, entre a Ana Gomes e o André Ventura, e o Mario Machado e a Isabel Moreira.

      Gostar

  7. Alberto Gonçalves permalink
    1 Novembro, 2022 17:51

    Muito bem!

    Liked by 1 person

  8. 1 Novembro, 2022 18:19

    Excelente resposta à convencida, arrogante e fútil escrevinhadora chamada Maria João. É pena o tempo de antena que lhe dão em certos média para debitar o seu wokismo e alimentar o seu ódio contra a fidagal “direita conservadora”.
    Parabéns, Cristina

    Liked by 1 person

  9. Alfredo Freitas permalink
    1 Novembro, 2022 20:47

    A Maria João Marques sempre teve as ideias muito confusas, desordenadas e sem nada de novo, mas ultimamente está mesmo em declínio acentuado, raivosa e paranoica, o que vale é que em Portugal come-se tudo, há lugar , espaço e audiência para qualquer imbecil.

    Liked by 1 person

  10. 2 Novembro, 2022 02:40

    Não sei as mulheres são todas assim, mas a tendência para a irracionalidade e histeria parece ser comum.

    Por exemplo isto de ser “conservadora”, “anti-woke”, e anti-globalista cá ocidente e depois querer ser progressista e impingir as agendas politicas globalistas e culturais no Irão por causa das “mulheres”. Ou o nós é que somos progressistas porque libertamos os escravos e os deixamos entrar nas universidades atravez do affirmative action(quotas). Ou de ser anti-aborto por questões de principio ético-morais mas depois abrir excepção para o caso de violações, mal formações, e deficiência como o sindroma de down. Ou de querer ser “conservador”, e depois celebrar a compra de bébés por “casais” homosexuais como mercadoria, a mães de aluguer estrangeiras carênciadas só porque fazem parte da sua cartilha politica, como já acontece no “conservadorismo” dos States. Também não parece ser muito coerente.

    É que isto Dona Cristina de se querer ser ao contrário das extremistas, progressista feminista mas “ma non troppo”, é como querer abrir a caixa de pandora e querer controlar o que sai de lá.

    E que disse desta vez continua a ser verdade.

    Não sei as mulheres são todas assim, mas a tendência para a irracionalidade e histeria parece ser comum.

    Por exemplo isto de ser “conservadora”, “anti-woke”, e anti-globalista cá ocidente e depois querer ser progressista e impingir as agendas politicas globalistas e culturais no Irão por causa das “mulheres”. Ou o nós é que somos progressistas porque libertamos os escravos e os deixamos entrar nas universidades atravez do affirmative action(quotas). Ou de ser anti-aborto por questões de principio ético-morais mas depois abrir excepção para o caso de violações, mal formações, e deficiência como o sindroma de down. Ou de querer ser “conservador”, e depois celebrar a compra de bébés por “casais” homosexuais como mercadoria, a mães de aluguer estrangeiras carênciadas só porque fazem parte da sua cartilha politica, como já acontece no “conservadorismo” dos States. Também não parece ser muito coerente.

    É que isto Dona Cristina de se querer ser ao contrário das extremistas, progressista feminista mas “ma non troppo”, é como querer abrir a caixa de pandora e querer controlar o que sai de lá.

    E que disse desta vez continua a ser verdade.

    Gostar

  11. Rogerio Monteiro permalink
    2 Novembro, 2022 10:18

    Resposta adequada a uma jornalista que já nem a consigo ouvir, tantos os disparates que diz.
    Mas é esta gente que as televisões convidam para debitarem as sua opiniões. Não admira é tudo gente da mesma família esquerdista.
    Já tinha saudades dos seus artigos de opinião aqui no blasfémias. Volte mais frequentemente.

    Liked by 1 person

  12. freakonaleash permalink
    2 Novembro, 2022 13:36

    A conhecer essa MJM só se ela tiver escrito no Observador artigos de acesso livre. Portanto é provável não ter cruzado os meus olhos com os panfletos dessa criatura pois recuso-me a pagar um cêntimo, fora do que coercivamente me foi retirado para a compra de boa parte da “des”comunicação social portuguesa às mãos do PS (who else?) e Ti Celito. Aquela Ruth Manaus no Observador também deixei de a ler mesmo quando os artigos eram de livre acesso (ou ainda serão) que asco a linha de pensamento woke feminista caviar pestilento!
    Nem sempre concordo com o seu pensamento Cristina, mas… bravo! Se eu fosse a responder a tal criatura, gostaria que a Cristina fosse o meu escritor fantasma.
    Penso que a direita conservadora de valores está atualmente mais ou menos espelhada no Chega…mas precisa de muita maturidade, defender a TAP pública (esse buraco sem fundo) com os nossos impostos é aberrante!

    Liked by 1 person

  13. Alexandre N. permalink
    2 Novembro, 2022 16:40

    Mais uma que teve a sorte de nascer em Portugal, eu acho que esse tipo de pessoas deviam comprar um bom pedaço de terra e mudarem se todos para lá e cultivarem aí tudo o que têm na cabeça.
    Passados uns tempos lá estaria a CMTV a fazer um ” ALERTA CM “

    Liked by 1 person

  14. Chopin permalink
    2 Novembro, 2022 18:44

    O que essa senhora (espero que se identifique como tal) diz, não tem relevância nenhuma. Nem o “Público”, tão pouco. Só serve para enrolar sardinhas.
    Há milhares de pessoas desequilibradas, se formos a apurar. Não é um problema de comunicação, é de Saúde Pública.

    Liked by 1 person

  15. André Silva permalink
    2 Novembro, 2022 18:48

    A Maria João Marques não fala, escarra. Não escreve, vomita. Não pensa, defeca. E, resumo e de forma mais simples, é mais uma atrasada mental feminista, de esquerda e woke (perdoe-se os sucessivos pleonasmos)

    Liked by 1 person

  16. 3 Novembro, 2022 10:41

    Muito bem, Cristina. Obrigado por combater a ditadura que nos querem impor.

    Liked by 1 person

  17. Maria permalink
    3 Novembro, 2022 19:28

    Cristina, desde que vi há dias o seu nome num texto fiquei sinceramente satisfeita. Desde há largas semanas que andava para deixar um comentário a perguntar quando regressaria a estas lides. Já não era sem tempo, Cristina! Faz aqui falta e tudo quanto escreve e denuncia, polìticamente falando e não só, nunca será demais. Parabéns por este seu texto e cá fico a aguardar outros tão ajuizados quanto este.

    Liked by 1 person

  18. Viriato Viseu permalink
    10 Novembro, 2022 10:40

    A “senhorita” que foi formatada pelos cadernos do Gramsci, levou pela medida grande.
    Bravo Cristina!

    Liked by 1 person

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: