Skip to content

boas notícias no brasil

27 Novembro, 2014
by

Joaquim Levy, um Chicago boy, à frente da Fazenda. Se Dilma, que finalmente parece ter compreendido que não entende patavina de economia, respeitar o novo ministro, pode ser que alguma coisa se componha.

fácil de resolver

27 Novembro, 2014
by

Raramente vi caso judicial mais fácil de resolver do que o actual de José Sócrates. Se bem entendi, o antigo primeiro-ministro é suspeito de crimes de corrupção, branqueamento de capitais e fraude fiscal agravada, em virtude de depósitos bancários elevados, no montante aproximado de 20 e tantos milhões de euros, e por causa de uma suposta compra de um apartamento num dos bairros mais luxuosos de Paris. Sendo assim, quanto ao problema do dinheiro depositado, de duas três: ou esse dinheiro existe ou não existe. Se existir e se for de José Sócrates, bastar-lhe-á demonstrar a sua proveniência legítima (salários, heranças, a descoberta casual de um tesouro, euromilhões acumulado, etc.). Caso não exista, ou se existindo esse dinheiro não for seu, bastará demonstrar que nada tem nada a ver com tamanha maquia, passando o seu motorista a ter que explicar a mando de quem o recolhia e a quem o entregava. Já quanto ao apartamento de Paris, francamente luxuoso para um tão convicto socialista (mas essa é outra questão), também não lhe será certamente complicado demonstrar que não era o seu dono, se fosse apenas inquilino, ou que, caso o tenha adquirido, explicar a proveniência do dinheiro/crédito imobiliário com que o comprou. Para o primeiro caso existirão certamente contratos de arrendamento e transferências bancárias de rendas, enquanto que para o segundo bastará explicar como conseguiu os 2.8 milhões de euros que se diz ter a coisa custado. Teria, assim, sido muito mais interessante – e útil para Sócrates – que o seu comunicado de ontem tivesse explicado isto, em vez de se limitar a expor a requentada teoria da cabala política. No fim de contas, não são apenas os comunicados judiciais que são francamente inconclusivos…

Um país prodigioso

27 Novembro, 2014

O motorista de José Sócrates é defendido pelo escritório de Proença de Carvalho (que pelos vistos cobra 400 €/hora). Quando contactou o escritório, estes não sabiam de que assunto se tratava. Cândida Almeida quer uma rigorosa investigação ao segredo de justiça. O actual responsável pelo DCIAP não abriu a boca, e de resto ninguém sabe sequer o nome dele/dela. O ex-PGR Pinto Monteiro jantou com Sócrates na semana passada, e falaram de livros e viagens. Foi o 1º almoço a sós entre os dois de sempre. O ex-PGR já deu uma entrevista à RTP. A actual PGR não abriu a boca. Jorge Sampaio está preocupado com o país,  na semana não estava, ou pelo menos não disse nada. Proença de Carvalho e Maria de Lurdes Rodrigues debateram ontem na TSF a prisão de Sócrates. Uma foi recentemente condenada por prevaricação quanto era ministra de Sócrates, o outro é o chairman do escritório que defende o motorista. Ambos concordaram que a defesa de Sócrates tem pouca visibilidade nos media. Informação passada por advogado de Sócrates chegou ao Twitter ao mesmo tempo que o próprio Sócrates se queixa de violação do segredo de justiça.

Amanhã o Arménio Carlos está a explicar como o corte dos subsídios leva um homem a não se arrepender de cortar cabeças

27 Novembro, 2014

Dinamarca pagou subsídio de desemprego a 28 ‘jihadistas’ a combater na Síria

Ó senhor opinador amador, desapareça!

27 Novembro, 2014

Pronto, já passou tempo suficiente para toda a gente opinar sobre a prisão preventiva do doutor-engenheiro Sócrates. Agora parem de falar neste assunto que estão a gerar ruído. A defesa precisa de espaço mediático e de comentário para a sua própria estratégia; não vale a pena continuar a contaminar o país com opiniões do foro pessoal sem o aval profissional e que retire o espaço de defesa do acusado.

E entretanto também

27 Novembro, 2014

a propósito da reacção à sentença do polícia que matou Michael Brown temos tido direito às notícais habituais dos jornalistas que se vêem enquanto brancos-libertadores de negros-oprimidos . Sobre esta forma de ver a preto e branco Gabriel Mithá Ribeiro escreveu no Observador um texto muito interessante que o tumulto do fim-de-semana injustamente relegou para segundo plano: A nova colónia negra trancada no armário branco

Entretanto

27 Novembro, 2014

a cruz no escudo Real Madrid
rmadridescudo

vai ser retirada no Abhu Dhabi para não ofender os muçulmanos. É caso para dizer que Alá seja louvado por naquelas bandas serem monárquicos pois se assim fosse o Real Madrid ainda tinha de deitar fora a coroa e deixar de ser Real e quiçá passar a Atlético.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 34.893 outros seguidores