Saltar para o conteúdo

Os apocalípticos

8 Dezembro, 2011

Agora é o euro. Levaram anos a subestimar o endividamento e a citar Pessoa para enaltecer os políticos que não sabiam de finanças. Mas agora todos os dias garantem que vai ser o fim, que esta cimeira é que vai ser decisiva, que se não se faz o que eles entendem o mundo desaba. A mesmissima conversa da cimeira derradeira estava até há pouco reservada ao clima. Só que então em vez de eurobond queriam que apagássemos a luz, deixássemos de andar de avião e déssemos cabo da indústria. Alguém que questionasse este estado de possessão ea tratado como herético e chegou  apropor-se a criminalização de quem o questionasse.  Para quem não saiba está neste momento a decorrer uma conferência sobre o clima em Durban. Mas isso agora já não interessa nada. Agora ou há eurobonds ou a nossa civilização acaba.

Anúncios
33 comentários leave one →
  1. anti-comuna permalink
    8 Dezembro, 2011 13:19

    Bem apanhada esta analogia, entre os maluquinhos do aquecimento global e os que pedem dinheiro criado do nada a rodos.

    Gostar

  2. afédoshomens permalink
    8 Dezembro, 2011 13:29

    o apocalipse,passe o histrionismo, começa dia 1 próximo;se não veja-se:

    TELEMÓVEIS (3,1%/aumento médio)
    As três operadoras móveis voltam a actualizar os tarifários a partir de Janeiro, numa subida média de 3,1%, que corresponde ao ajustamento à inflação. Mas a introdução dos novos tarifários difere. A Optimus aplica os novos preços a 1 de Janeiro, enquanto a TMN só o faz a partir de dia 2 e a Vodafone deixa a mudança para 10 de Janeiro.

    TRANSPORTES
    Em Agosto, as tarifas de transporte público tiveram um aumento médio na ordem dos 15%. Mas, em Janeiro, vão ser novamente actualizadas. Neste momento não existem ainda valores, pois ainda está em estudo a revisão da estrutura tarifária e a prestação de serviços das empresas do SEE.

    PROPINAS
    Ainda não é possível saber qual será o aumento praticado nas propinas no próximo ano, já que a fórmula de cálculo implica saber o valor médio da taxa de inflação em 2011. Mas o Executivo está a contar com o aumento, já que inscreveu no OE/12 um aumento de 65 milhões de euros na receita global das propinas e este valor só é parcialmente justificado pelo aumento de alunos.

    PÃO
    As panificadoras não querem entrar numa guerra de preços, mas perante o persistente aumento das matérias-primas esse será o destino mais provável. Já no Verão o secretário de Estado da Agricultura avançava com essa probabilidade, tendo em conta o agravamento de 65% nos preços dos cereais. Além disso, algumas matérias-primas usadas viram o IVA ser agravado de 13% para 23%.

    CAFÉ (Aumento do IVA para 23%)
    A Nutricafés confirmou ao Económico que vai repercutir nos preços da bica o agravamento do IVA em dez pontos percentuais. A esta decisão acresce ainda o facto de a matéria-prima estar mais cara e da marca já ter evitado, este ano, passar para o cliente final esse aumento. Mas com a persistente subida, nomeadamente do café arábica, provavelmente todas as marcas aumentarão os preços em 2012.

    ELECTRICIDADE (4%/Aumento para os consumidores domésticos)
    O aumento de 4% no preço da electricidade deverá corresponder a mais 1,75 euros numa factura de 50 euros, já com o IVA actualizado para 23%, o que abrange a maioria dos consumidores domésticos (cerca de 4,7 milhões). Na tarifa social, o aumento será de 2,3% para os cerca de 666 mil consumidores.

    RESTAURAÇÃO (Aumento do IVA para 23%)
    Foi uma das medidas mais polémicas. O Governo alterou as tabelas do IVA, aumentando assim o imposto de alguns produtos. A restauração foi das mais afectadas, passou de 13% para 23%. O sector tentou pressionar, alertando para as falências e o desemprego que a medida vai gerar, mas o Governo não recuou.

    TABACO (50%/Imposto especial sobre o consumo)
    Até agora, o tabaco era sujeito a um imposto especial sobre o consumo de 45%, mas com o novo Orçamento do Estado esse valor aumenta para 50%. Charutos e cigarrilhas vão ter um aumento de 15% face a 2011, enquanto o tabaco de enrolar tem um agravamento de 61,4%

    Gostar

  3. afédoshomens permalink
    8 Dezembro, 2011 13:34

    É um bem que me roubem e explorem;
    um bem que saibam quanto valho (nada);
    um bem que espreitem, que circulem
    incólumes, que amedrontem e persigam;
    um bem que me desprezem e destruam
    e um bem maior ainda que me ignorem,
    porque é preciso pagar, e caro, a vida.

    [António Osório, «Trinta e nove anos»]

    Gostar

  4. J.J.Pereira permalink
    8 Dezembro, 2011 13:39

    Em cheio.
    Indispensável manter viva a memória de todas as vigarices que esses indigentes mentais promoveram – e que continuarão a promover.
    Bastará serem canhotas e estarem “na moda” .
    Uma “classe” irremediàvelmente importadora…

    Gostar

  5. Fernando permalink
    8 Dezembro, 2011 13:46

    Todos os bens e serviços aumentam os salários são diminuídos uma politica desta só pode conduzir ao desastre, temos nos governos os novos neofaschistas, objectivo último e final empobrecer de forma rápida, instalar uma ditadura oficial, porque em oficiosa já estamos.

    Gostar

  6. anti-comuna permalink
    8 Dezembro, 2011 14:15

    Como sair da crise. Criar produtos e serviços inovadores.
    .
    .
    “Alzheimer: Empresa nascida na Universidade de Aveiro desenvolve diagnóstico de precisão
    .
    Uma empresa nascida na Universidade de Aveiro desenvolveu um método de precisão para diagnosticar a doença de Alzheimer e avaliar a propensão genética de qualquer pessoa para desenvolver a patologia.
    .
    O método de precisão, único em Portugal, está a ser aplicado pela a 2CTech, através de testes neuroquímicos, que avaliam três biomarcadores neurológicos, identificando pacientes com aquela doença neurodegenerativa, diagnosticando-a e distinguindo-a de outros tipos de demência.
    .
    A 2CTech, fundada no início deste ano, é uma spin-off do Centro de Biologia Celular (CBC) daquela universidade, cujos serviços identificam que pacientes com deficiência cognitiva leve desenvolverão a doença e avaliam a predisposição genética de qualquer pessoa para desenvolver essa patologia.”
    .
    “A empresa prepara-se também para desenvolver as suas atividades noutras doenças neurodegenerativas, como a distonia e a Doença de Parkinson.”
    .
    in http://www.cnoticias.net/?p=59310
    .
    .

    Gostar

  7. J. Madeira permalink
    8 Dezembro, 2011 15:20

    Com ou sem eurobonds a nossa civilização está em vias de extinção!
    Basta ler, de passagem, alguns dos muitos articulistas que pululam
    pelos jornais, rádios e televisões, que dizem ser para cima, para baixo,
    para o lado e, não se chega a qualquer sítio!
    Maior parte deles não passam de troca-tintas que, precisam de ganhar
    a sua vidinha !!!

    Gostar

  8. Antonio Coelho permalink
    8 Dezembro, 2011 17:00

    Agora a polémica é entre os que defendem que a austeridade não é solução e devemos continuar a gastar à tripa-forra, citando a propósito e a despropósito o novo guru Krugman e os que entendem que a austeridade é apenas um interlúdio antes de atingirmos de novo o nirvana e pudermos gastar de novo à tripa-forra. Pacheco Pereira questiona até qual das hipóteses será o caminho para a nossa felicidade. De um lado os socialistas e sociais-democratas do PS/BE/PC e do outro os “neo-liberais” do PSD/CDS. Infelizmente e na minha modesta opinião ambas são as faces de uma mesma moeda, a da falência do estado-social. O dinheiro acabou, ponto final. A austeridade não é um fim nem um meio, é uma inevitabilidade. Não temos dinheiro, nem vamos ter no futuro mais próximo. Vamos ter de ser pobres o que é uma grandessíssima chatice…

    Gostar

  9. trill permalink
    8 Dezembro, 2011 17:18

    claro que para os IP’s e certas EP’s, como a TAP e a RTP, serem mantidas na esfera pública, à custa dos dinheiros públicos, há que ter “criatividade” para ir “sacar”, literalmente sacar, o dinheiro algures…

    Os portugueses têm de se habituar a dar conhecimento das atrocidades que lhes infligem à UE e suas instituições, assim como aos governos nacionais com peso na UE. http://psicanalises.blogspot.com/

    Gostar

  10. trill permalink
    8 Dezembro, 2011 17:29

    há-de chegar o dia em que os políticos portugueses – e seus boys – serão literalmente dispensados. E há-de haver caça aos dinheiros das offshores, que são do Estado e não de quem deles se apoderou.

    Gostar

  11. Sísifo permalink
    8 Dezembro, 2011 17:34

    O que me espanta é a quantidade de erros de Português que uma professora universitária dá! Mas isso, agora, não interessa nada.

    Gostar

  12. lucklucky permalink
    8 Dezembro, 2011 18:12

    É a estes níveis que sobe a estupidez da esquerda mundial:
    http://www.news.com.au/technology/gaming/six-hundred-million-gamers-could-be-war-criminals-red-cross-says/story-e6frfrt9-1226216184190

    “THE Red Cross is investigating whether 600 million gamers are violating the Hague and Geneva conventions when they kill and blow stuff up for fun.
    Delegates at the 31st International Conference of the Red Cross (ICRC) and Red Crescent raised the concerns over the potential “International Humanitarian Law” violations – which can constitute war crimes – during a workshop in Geneva…

    Gostar

  13. Portela Menos 1 permalink
    8 Dezembro, 2011 19:04

    se dúvidas houvesse, eis aqui mais um exemplo em como os ares do atlântico não fazem bem a certas cabeças…
    .
    http://www.publico.pt/Pol%C3%ADtica/governo-dos-acores-da-tolerancia-de-ponto-no-natal-1524305

    Gostar

  14. ana ferreira permalink
    8 Dezembro, 2011 19:33

    DE “BCE pediu salários inferiores a 400 euros em Espanha “

    Gostar

  15. smile permalink
    8 Dezembro, 2011 19:56

    Apocalípticos são os críticos
    Que desde os empíricos
    Aos satíricos
    Passando pelos científicos
    Não dão solução, para o problema
    Surgem agora os seguidores do coelho
    Um bando de coelhitos
    Que saltam agora das tocas
    À procura de uns tachitos
    Com a filosofia dos liberalitos
    Cortam no adubo!
    Pensam que os campos darão mais rendimento!!!!
    Mas no final a produção não dará para o seu sustento.
    Esta política, de cortes cegos e loucos, vai reduzir Portugal a uma mera região de dois ou três milhões de habitantes. Com uma população tão pequena e uma divida enorme herdada a única solução esperança será vender Portugal aos lotes.
    Evidentemente que com 100.000 Portugueses a emigrar por ano, que são mais do que os que nascem, Portugal em dez anos regressa à época da peste negra.
    A solução é gerir a divida, negociar, rezingar, falar do alto da burra, adiar, politicar e pagar o menos possível tentando desviar recursos para o desenvolvimento do pais.
    O valor da divida não interessa desde que o dinheiro deixou de estar indexado ao ouro é só imprimir as notas com mais um ou dois zeros.
    Soluções: Pescar, Cultivar, Industrializar, equilibrar a balança de pagamentos e nunca pagar porque enquanto tivermos uma grande divida o nosso poder negocial será grande. Os nossos credores farão tudo por nós (até emprestar mais dinheiro) pois estando todos no mesmo barco iremos todos ao fundo no mesmo dia.

    Gostar

  16. A. C. da Silveira permalink
    8 Dezembro, 2011 21:06

    Os europeus em geral e os portugueses em particular, estão a acordar para as duras realidades da vida. O conforto e desenvolvimento social de que os europeus, mais uns do que outros é verdade, têm benefeciado até aqui, afinal não tem sido pago com o dinheiro dos seus impostos, mas com dinheiro emprestado. E tendo em conta que grande parte das dividas publicas dos paises europeus está na mão dos chineses, temos de concluir que os nossos “estados sociais”, têm sido pagos com o dinheiro gerado pelo trabalho de quem não tem a minima protecção social, e que roça muitas vezes uma quase-escravatura. Isto devia envergonhar-nos a todos, e principalmente os comunistas e a esquerda/caviar/ benpensante que sabe muito bem que isto é verdade, mas continua a assobiar para o ar a fingir que não sabem de nada, ao mesmo tempo que reivindicam cada vez mais estado social, ou seja, mais exploração dos trabalhadores chineses, indianos, malaios, etc etc, para manter o nosso bem-bom.
    PS A greve que os pilotos da TAP, que são dos assalariados mais bem pagos em Portugal, estão a fazer é criminosa. Eles querem ficar com 20% da companhia APÓS A VENDA, quer dizer, livre do passivo ciclopico que vai ser pago com o dinheiro dos nossos impostos. Quem arranjou este imbroglio? os governos socialistas que fizeram promessas aos pilotos que nenhum governo pode cumprir. Se eu mandasse iam todos para o olho da rua. O que não faltam por esse mundo fora são pilotos de avião desempregados e altamente qualificados.

    Gostar

  17. Arlindo da Costa permalink
    8 Dezembro, 2011 21:08

    Naturalmente o pilim é muito mais importante do que a camada de ozono.
    Pelos menos, para mim, assim é …..

    Gostar

  18. Pinto permalink
    8 Dezembro, 2011 21:31

    No dia 15 deste mês entrará em vigor a Lei n.º 56/2011, que procede à 28ª alteração ao Código Penal. Um autêntico hino à religião ambientalista. Deixo-a aqui na íntegra, com negritos meus:
    .
    Lei n.º 56/2011, de 15 de Novembro
    Altera o crime de incêndio florestal e os crimes de dano contra a natureza e de poluição, tipifica um novo crime de actividades perigosas para o ambiente, procede à 28.ª alteração do Código Penal e transpõe a Directiva n.º 2008/99/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 19 de Novembro, e a Directiva n.º 2009/123/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 21 de Outubro.
    A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte:
    Artigo 1.º
    Alteração ao Código Penal
    Os artigos 274.º, 278.º, 279.º, 280.º e 286.º do Código Penal, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 400/82, de 23 de Setembro, e alterado pela Lei n.º 6/84, de 11 de Maio, pelos Decretos-Leis n.os 101-A/88, de 26 de Março, 132/93, de 23 de Abril, e 48/95, de 15 de Março, pelas Leis n.os 90/97, de 30 de Julho, 65/98, de 2 de Setembro, 7/2000, de 27 de Maio, 77/2001, de 13 de Julho, 97/2001, 98/2001, 99/2001 e 100/2001, de 25 de Agosto, e 108/2001, de 28 de Novembro, pelos Decretos-Leis n.os 323/2001, de 17 de Dezembro, e 38/2003, de 8 de Março, pelas Leis n.os 52/2003, de 22 de Agosto, e 100/2003, de 15 de Novembro, pelo Decreto-Lei n.º 53/2004, de 18 de Março, e pelas Leis n.os 11/2004, de 27 de Março, 31/2004, de 22 de Julho, 5/2006, de 23 de Fevereiro, 16/2007, de 17 de Abril, 59/2007, de 4 de Setembro, 61/2008, de 31 de Outubro, 32/2010, de 2 de Setembro, 40/2010, de 3 de Setembro, e 4/2011, de 16 de Fevereiro, passam a ter a seguinte redacção:
    «Artigo 274.º
    […]
    1 – Quem provocar incêndio em terreno ocupado com floresta, incluindo matas, ou pastagem, mato, formações vegetais espontâneas ou em terreno agrícola, próprios ou alheios, é punido com pena de prisão de 1 a 8 anos.
    2 – …
    3 – …
    4 – …
    5 – …
    6 – …
    7 – …
    8 – …
    9 – …
    Artigo 278.º
    […]
    1 – …
    a) Eliminar, destruir ou capturar exemplares de espécies protegidas da fauna ou da flora selvagens ou eliminar exemplares de fauna ou flora em número significativo;
    b) Destruir ou deteriorar significativamente habitat natural protegido ou habitat natural causando a estes perdas em espécies protegidas da fauna ou da flora selvagens ou em número significativo; ou
    c) …
    é punido com pena de prisão até 3 anos ou com pena de multa até 600 dias.
    2 – Quem, não observando disposições legais, regulamentares ou obrigações impostas pela autoridade competente em conformidade com aquelas disposições, comercializar ou detiver para comercialização exemplar de espécies protegidas da fauna ou da flora selvagens, vivo ou morto, bem como qualquer parte ou produto obtido a partir daquele, é punido com pena de prisão até um 1 ano ou com pena de multa até 240 dias.
    3 – Quem, não observando disposições legais, regulamentares ou obrigações impostas pela autoridade competente em conformidade com aquelas disposições, possuir ou detiver exemplar de espécies protegidas da fauna ou da flora selvagens, vivo ou morto, é punido com pena de prisão até 6 meses ou com pena de multa até 120 dias.
    4 – A conduta referida no número anterior não é punível quando:
    a) A quantidade de exemplares detidos não for significativa; e
    b) O impacto sobre a conservação das espécies em causa não for significativo.
    5 – (Anterior n.º 3.)
    6 – Se as condutas referidas nos n.os 2 e 3 forem praticadas por negligência, o agente é punido com pena de multa até 120 dias.
    Artigo 279.º
    […]
    1 – Quem, não observando disposições legais, regulamentares ou obrigações impostas pela autoridade competente em conformidade com aquelas disposições, provocar poluição sonora ou poluir o ar, a água, o solo, ou por qualquer forma degradar as qualidades destes componentes ambientais, causando danos substanciais, é punido com pena de prisão até 3 anos ou com pena de multa até 600 dias.
    2 – Quem, não observando disposições legais, regulamentares ou obrigações impostas pela autoridade competente em conformidade com aquelas disposições, causar danos substanciais à qualidade do ar, da água, do solo, ou à fauna ou à flora, ao proceder:
    a) À descarga, à emissão ou à introdução de matérias ionizantes na atmosfera, no solo ou na água;
    b) Às operações de recolha, transporte, armazenagem, triagem, tratamento, valorização e eliminação de resíduos, incluindo o tratamento posterior dos locais de eliminação, bem como as actividades exercidas por negociantes e intermediários;
    c) À exploração de instalação onde se exerça actividade perigosa ou onde sejam armazenadas ou utilizadas substâncias perigosas; ou
    d) À produção, ao tratamento, à manipulação, à utilização, à detenção, ao armazenamento, ao transporte, à importação, à exportação ou à eliminação de materiais nucleares ou de outras substâncias radioactivas perigosas;
    é punido com pena de prisão até 3 anos ou com pena de multa até 600 dias.
    3 – Quando as condutas descritas nos números anteriores forem susceptíveis de causar danos substanciais à qualidade do ar, da água ou do solo ou à fauna ou à flora, o agente é punido com pena de prisão até 2 anos ou com pena de multa até 360 dias.
    4 – Se as condutas referidas nos n.os 1 e 2 forem praticadas por negligência, o agente é punido com pena de prisão até um 1 ano ou com pena de multa até 240 dias.
    5 – Se as condutas referidas no n.º 3 forem praticadas por negligência, o agente é punido com pena de prisão até 6 meses ou com pena de multa até 120 dias.
    6 – Para os efeitos dos n.os 1, 2 e 3, são danos substanciais aqueles que:
    a) Prejudiquem, de modo significativo ou duradouro, a integridade física, bem como o bem-estar das pessoas na fruição da natureza;
    b) Impeçam, de modo significativo ou duradouro, a utilização de um componente ambiental;
    c) Disseminem microrganismo ou substância prejudicial para o corpo ou saúde das pessoas;
    d) Causem um impacto significativo sobre a conservação das espécies ou dos seus habitats; ou
    e) Prejudiquem, de modo significativo, a qualidade ou o estado de um componente ambiental.
    Artigo 280.º
    […]
    Quem, mediante conduta descrita nos n.os 1 e 2 do artigo 279.º, criar perigo para a vida ou para a integridade física de outrem, para bens patrimoniais alheios de valor elevado ou para monumentos culturais ou históricos, é punido com pena de prisão:
    a) …
    b) …
    Artigo 286.º
    […]
    Se, nos casos previstos nos artigos 272.º a 274.º e 277.º, nos n.os 3 e 5 do artigo 279.º ou nos artigos 280.º a 284.º, o agente remover voluntariamente o perigo antes de se ter verificado dano substancial ou considerável, a pena é especialmente atenuada ou pode ter lugar a dispensa de pena.»
    Consultar a Decreto-Lei nº 48/95, de 15 de Março (actualizado face ao diploma em epígrafe)

    Artigo 2.º
    Aditamento ao Código Penal
    É aditado ao Código Penal o artigo 279.º-A, com a seguinte redacção:
    «Artigo 279.º-A
    Actividades perigosas para o ambiente
    1 – Quem proceder à transferência de resíduos, quando essa actividade esteja abrangida pelo âmbito de aplicação do n.º 35 do artigo 2.º do Regulamento (CE) n.º 1013/2006, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 14 de Junho, relativo à transferência de resíduos, e seja realizada em quantidades não negligenciáveis, quer consista numa transferência única quer em várias transferências aparentemente ligadas, é punido com pena de prisão até 3 anos ou com pena de multa até 600 dias.
    2 – Quem, não observando disposições legais, regulamentares ou obrigações impostas pela autoridade competente em conformidade com aquelas disposições, produzir, importar, exportar, colocar no mercado ou utilizar substâncias que empobreçam a camada de ozono é punido com pena de prisão até 1 ano ou com pena de multa até 240 dias.
    3 – Se as condutas referidas nos números anteriores forem praticadas por negligência, o agente é punido com pena de prisão até 1 ano ou com pena de multa, nos casos do n.º 1, e com pena de prisão até 6 meses ou com pena de multa até 120 dias, nos casos do n.º 2.»
    Consultar a Decreto-Lei nº 48/95, de 15 de Março (actualizado face ao diploma em epígrafe)

    Artigo 3.º
    Entrada em vigor
    A presente lei entra em vigor 30 dias após a sua publicação.

    Aprovada em 14 de Outubro de 2011.
    A Presidente da Assembleia da República, Maria da Assunção A. Esteves.
    Promulgada em 7 de Novembro de 2011.
    Publique-se.
    O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva.

    Referendada em 8 de Novembro de 2011.
    O Primeiro-Ministro, Pedro Passos Coelho.

    Gostar

  19. Pi-Erre permalink
    8 Dezembro, 2011 21:37

    O ANTI-COMUNA continua com todo o entusiasmo a bater punho para ver se consegue exportar a máquina de descascar alhos à mão.
    Ei-lo aqui em plena a(c)ção de marketing:

    Gostar

  20. Carlos Dias permalink
    8 Dezembro, 2011 22:34

    A Fatinha encontrou o novo RAP.
    Ela vale o que pesa.

    Gostar

  21. lucklucky permalink
    8 Dezembro, 2011 23:22

    “citar Pessoa para enaltecer os políticos que não sabiam de finanças. ”
    .
    Fernando Pessoa:
    “quanto mais o Estado intervém na vida espontânea da sociedade, mais risco há, senão positivamente mais certeza, de a estar prejudicando”

    Gostar

  22. anti-comuna permalink
    8 Dezembro, 2011 23:31

    Boas noticias. A Europa começa a acordar para a dura realidade:
    .
    .
    “O novo pacto orçamental, em cima da mesa dos líderes europeus, obriga países a inscrever na Constituição proibição de défice.”
    .
    “A regra deverá detalhar ainda que o défice estrutural não poderá exceder 0,5% do PIB nominal, o que deve ser adaptado às circunstâncias nacionais para ter em conta a sustentabilidade de longo prazo. Quem tiver uma divida abaixo de 60% poderá ter défices estruturais maiores.”
    .
    A regra não merece contestação entre os líderes, a dúvida é se espera por uma revisão mais profunda do Tratado ou avança já. Em Portugal não há sequer consenso político entre os maiores partidos quanto à inscrição de um travão da dívida na Constituição.”
    .
    in http://economico.sapo.pt/noticias/nova-regra-do-euro-forca-proibicao-de-defices-na-constituicao_133338.html
    .
    .
    A Alemanha vai conseguir o que quer. Mesmo que ceda nas eurobonds ou mesmo no uso do Fundo Europeu para segurar a dívida pública. Vamos ver se este acordo vai ser mesmo assinado, contendo estas proibições de haver défices orçamentais. Um grande passo para a Europa.

    Gostar

  23. anti-comuna permalink
    8 Dezembro, 2011 23:36

    A Reuters afirma que foi mesmo uma fonte oficial da CE.
    .
    .
    “(Reuters) – European Union leaders agreed on new fiscal rules enshrining tougher budget discipline on Thursday, an EU official said, after the European Central Bank doused hopes of dramatic action on its part to arrest the euro area’s debt crisis.
    .
    The 27 EU leaders, meeting in Brussels, agreed on automatic sanctions for euro zone deficit offenders unless three-quarters of states vote against the move, and approved a new fiscal rule on balanced budgets to be written into national constitutions.
    .
    “There is a deal between leaders on the new fiscal compact,” an EU official told reporters after four hours of talks.”
    .
    in http://www.reuters.com/article/2011/12/08/us-eurozone-idUSTRE7B30AO20111208
    .
    .
    Ainda estou para ver como vão depois aprovar os novos Tratados sem referendos, mas enfim.

    Gostar

  24. tric permalink
    9 Dezembro, 2011 02:26

    “Vamos ver se este acordo vai ser mesmo assinado, contendo estas proibições de haver défices orçamentais. Um grande passo para a Europa.”
    .
    Palhaçada total esta Europa…primeiro porque não nos “expulsam” do Euro, o Passos foi lá fazer o quê!!?? … segundo, os páíses vão assinar essa treta dos defices orçamentais, mas com clausulas excepção que se enquadram perfeitamente com a situação em que se encontra hoje Portugal…miséria total!!…

    Gostar

  25. Arlindo da Costa permalink
    9 Dezembro, 2011 02:34

    Em Portugal tem que haver referendo , se houver alterações drásticas no Tratado de Lisboa.
    Caso não haja essa possibilidade, o povo soberano deve revoltar-se e dizer não à Europa!

    Gostar

  26. Nuno permalink
    9 Dezembro, 2011 03:18

    .
    Os pilotos da TAP (Take Amother Plain) foram canhotoa – é o mal dos socialistas – e não foram consultar as cartas meteorológicas. Não voavam na mesma porque o aeroporto está fechado por causa do nevoeiro. ROFL

    Gostar

  27. 9 Dezembro, 2011 09:15

    Mas a dotora acha que Jesus Cristo sabia alguma coisa de finanças?

    Gostar

  28. licas permalink
    9 Dezembro, 2011 10:54

    Delirantes, como sempre: ANTIAPOCALIPTICOS
    Soares completou 87 anos, emitindo os votos de que para prenda admirável* de aniversário fosse a crise europeia desaparecesse (como por passe de mágica). Pelo seu lado Sócrates disse que a *ideia infantil* não seria o pagamento do défice mas que se efectuasse de uma vez só (coisa que nunca constou dos propósitos deste Governo, saliente-se). O 3º S, Seguro, anda a preconizar que os credores ampliem o prazo de pagamento, naquela *lógica* de que quando um *caloteiro* diz que vai pagar quem empresta fica *agarrado* à contingência de se submeter a todas condições que o devedor tiver por bem exigir.
    O DELÍRIO SOCIALISTA É GENÉTICO, nada a fazer.

    Gostar

  29. honni soit qui mal y pense permalink
    9 Dezembro, 2011 11:51

    Esta alteração ás Constituições pretende acabar com os socialistas europeus , impedindo-os de “comprar votos ” e “fazer negociatas PPPs com os amigalhaços ” .

    Tá mal

    Qualquer dia socialistas europeus ou no Blasfémias ou no ZOO .Ou canal História .

    Gostar

  30. 9 Dezembro, 2011 16:25

    Em 1999, Sókas e a sua equipa de medíocres e incompetentes, com a propaganda dos lacaios da máfia socialista com experiência na maçonaria que controlam as redacções dos media, mais os lobbies gay, corrupção, garantiam q portugal ia no bom caminho, magalhães e etc…, contas públicas controladas….
    afinal
    http://www.jn.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=2174606
    RECESSÃO DE 2,9%!!!
    e com a propagada de mentiras e embustes típicos da esquerdalhada arcaica e incompetente…..
    sókas lá voltou a ganhar as eleições
    apesar de ter perdido 500 mil votos

    Gostar

  31. JCA permalink
    10 Dezembro, 2011 05:21

    .
    Economia 1 de 7

    .
    Economia 2 de 7

    .
    Economia 3 de 7

    .
    Economia 4 de 7

    .
    Economia 5 de 7

    .
    Economia 6 de 7

    .
    Economia 7 de 7

    .

    Gostar

  32. JCA permalink
    10 Dezembro, 2011 05:30

    .

    .

    .

    .

    .
    Cada um escolha a gosto e a consciência

    Gostar

  33. JCA permalink
    11 Dezembro, 2011 05:01

    .
    Nesta União que SEMPRE NÃO A DUAS MAS A VÁRIAS VELOCIDADES (Zona Euro e Zonas Não-Euro) começa a cheirar demais à pólvora antiga ‘Aliados versus Eixo’ ….
    .
    Correm antigas feridas dos séculos passados:
    .
    “The Franco German empire.
    There are no such things as problems, only opportunities. And the euro crisis is the greatest dictatorial opportunity ever.
    Who ever heard of fiscal union as the answer to grossly indebted and uncompetitive countries? Locking them in to levels of poverty unknown for generations?
    Fiscal Union is the exact opposite of what most countries in the euro need.“
    .
    “ts a political, not economic or financial crisis. The solutions to the economic problems are very clear in both the long and short-term, but what’s less clear is how political power is going to be redivided in the EU as a result. That’s what France and Germany are currently arguing about.”
    .
    Mas talvez o sec XXI não seja mais o antigamente da Europa:
    .
    “For now, I think they are merely consolidating forces and attempting to build consensuses. The end product is unclear but ripe for guesses. They are not shooting from the hip”
    .

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: