Saltar para o conteúdo

A democracia tem limites, pá!

23 Abril, 2012

«A linha política seguida pelo actual poder político deixou de reflectir o regime democrático herdeiro do 25 de Abril», Vasco Lourenço, reformado

.

Conclusões possíveis:

*o regime democrático tem linhas politicas que não podem ser seguidas, mesmo quando democráticas, isto é, fruto da vontade do povo;

* o regime herdeiro do 25 de Abril não é compatível com certas escolhas democráticas;

*  o regime democratico herdeiro do 25 de Abril não é democrático ao ponto de tolerar diferentes linhas politicas democrácticas;

* os herdeiros do regime político saído do 25 de Abril reinvidicam uma certa tutela sobre o regime democrático;

* os herdeiros do regime político saído do 25 de Abril entendem determinar quando certa linha politica seguida pelo poder político reflecte ou não o regime que criaram;

* os herdeiros do regime politico saído do 25 de Abril não são democráticos;

 

46 comentários leave one →
  1. Fincapé permalink
    23 Abril, 2012 18:48

    Outra conclusão possível, retirada das conclusões possíveis:
    – A Associação 25 de Abril não deverá tomar decisões que contrariem aqueles que… pensam de maneira diferente.

    Gostar

  2. tric permalink
    23 Abril, 2012 18:52

    «A linha política seguida pelo actual poder político deixou de reflectir o regime democrático herdeiro do 25 de Abril», Vasco Lourenço !
    .
    os militares maçons e judeus, deviam ser todos expulsos das Forças Armada Portuguesas…depois da porcaria que fizeram ao entregar o Poder Politico à Judearia e ás Lojas Maçónicas Portuguesas, ainda abrem a boca…Militares Cristãos ao Poder !!!

    Gostar

  3. xico permalink
    23 Abril, 2012 18:53

    Com atitudes destas, depois queixem-se com o descrédito que as instituições já têm. Depois admirem-se com os 20% da outra.

    Gostar

  4. delfim permalink
    23 Abril, 2012 19:03

    Compreendo a amrgura daqueles que com sacrifícios pessoais fizeram a Revolução de Abril.Este é o destino tr´agico de todas as revoluções mais tarde ou mais cedo são traídas .Assim nos ensina a Historia

    Gostar

  5. VAILÁVERCOMOÉ permalink
    23 Abril, 2012 19:06

    Conclusões possíveis são uma blasfémia.

    Gostar

  6. Grunho permalink
    23 Abril, 2012 19:09

    Podes acrescentar à lista:
    Os porcalhões que ascenderam ao poder recentemente, aldrabando o povo, têm uma linha política incompatível com a democracia.

    Gostar

  7. the lost horizon permalink
    23 Abril, 2012 19:19

    Sr Gabriel, as Teses de Abril são 10 e não 6.

    Gostar

  8. piscoiso permalink
    23 Abril, 2012 19:28

    Há muitos herdeiros que não seguem a linha de quem os criou.
    Isso é liberdade.
    Mas quem os criou também tem o direito de discordar da linha seguida pelos herdeiros.
    Isso liberdade é.

    Gostar

  9. tric permalink
    23 Abril, 2012 19:34

    o 25 de Abril abriu a porta ao regime Maçónico-Judaico e com ele a destruição do modelo económico sustentado que Salazar e a Geração de Ouro, que com os pés bem assentes na terra, elaboraram para Portugal…o 25 de Abril foi uma tragédia e muito se deve aos militares Judeus e Maçons…ca BURROS !

    Gostar

  10. A. R permalink
    23 Abril, 2012 19:36

    Esta malta é absolutamente obtusa. Eles representam o pior dos piores do 25 de Abril.

    Gostar

  11. jorge permalink
    23 Abril, 2012 19:45

    mas que grande novidade. Já ´cá se sabia que a maior parte dos heróis do 25 abril queriam substituir a ditadura vigente por um paraíso comunista . Felizmente o 25 novembro e o povo português não foram na sua cantiga. E eles engoliram em seco e fingem ser democratas mas lá no fundo a gente sabe que odeiam a democracia liberal. Da minha parte agradeço a estes velhos jarretas que desamparem o palco. Ninguém quer saber deles nem do lider terrorista Otelo assassino que os comandou.

    Gostar

  12. zazie permalink
    23 Abril, 2012 19:50

    Uma completa anormalidade.

    Gostar

  13. 23 Abril, 2012 20:16

    Todos os países que seguem o calendário gregoriano têm direito a um 25 de Abril por ano.

    Gostar

  14. 23 Abril, 2012 20:21

    Sei que é preciso coragem para entrar em conflito com todos estes conflitos de regabofe. Se de outra coisa não for capaz, pelo menos continuarei a chamar a quem nos engana, sejam eles políticos, sindicalistas, capitalistas, trabalhadores ricos, exploradores dos incautos, generais de uma guerra que não há, de imberbes, imoralistas e cobardes.
    Muito boa gente continua infelizmente enganada quanto à natureza humana desta gente. Por mim, tudo o que posso aconselhar é que, em vez de continuarem a berrar «Viva!» a estes personagens , ou a consentir que qualquer príncipe à pressa ou general de todos os proletários venha esmagar com o seu peso a nossa consciência nacional, deverão, isso sim, opor-lhes a vossa auto-estima e a consciência de uma dignidade que, por muito que eles queiram, sempre há-de ser o farol do vosso destino. Honradez, honradez e mais uma vez HONRADEZ!

    Gostar

  15. Zé Povinho permalink
    23 Abril, 2012 20:28

    Conclusões possíveis:

    *o regime democrático tem linhas politicas que não podem ser seguidas, mesmo quando democráticas, isto é, fruto da vontade do povo; — não quando para isso mentiram descarada e vergonhasamente;

    * o regime herdeiro do 25 de Abril não é compatível com certas escolhas democráticas; – escolhas pouco democráticas como a prepetuação do clientelismo e ordens de repressão vulgarizadas;

    * o regime democratico herdeiro do 25 de Abril não é democrático ao ponto de tolerar diferentes linhas politicas democrácticas; – os criadores têm toda a legitimidade em critacar os ditos herdeiros

    * os herdeiros do regime político saído do 25 de Abril reinvidicam uma certa tutela sobre o regime democrático; é classe de senadores que tentam superviosar os desvios “democráticos” dos que se elegeram à base de mentiras

    * os herdeiros do regime político saído do 25 de Abril entendem determinar quando certa linha politica seguida pelo poder político reflecte ou não o regime que criaram; — uma linha que passe pelo empobrecimento, injustiça, clientelismo e subversão da nossa soberania é contrário ao regime que dizem defender, é ler a constituição e as leis “comuns”

    * os herdeiros do regime politico saído do 25 de Abril não são democráticos; —o poder está entregue a um conjunto de “politicocratas” e os seus “plutocratas” de ocasiaõ e de rota

    Gostar

  16. hajapachorra permalink
    23 Abril, 2012 20:51

    O camarada vasco tem que ter cuidado com o fígado e deslargar a teta. Quanto é que o inútil aboca mensalmente dos nossos impostos? Com cromos destes foi uma sorte, um milagre, o país ter sobrevivido ao prec. Conseguem, o lourenço, o óscar e outros tresloucados, ser mais ridículos que o filósofo de lutécia ou o barítono de massamá. Não é fácil.

    Gostar

  17. 23 Abril, 2012 21:04

    Com a Constituição suspensa e com os políticos a mentir compulsivamente, o regime actual nem é democrático nem é herdeiro do 25A.

    Está na hora de se começar a pensar numa remodelação do regime em Portugal, possivelmente uma nova Constituição e certamente um afastamento de muitos interesses que parasitam o país.

    Temos que começar a pensar o país que queremos para termos alternativas quando este regime cair.

    Gostar

  18. anti-comuna permalink
    23 Abril, 2012 21:14

    Chama-se a isto, caro Gabriel, “democracia tutelada”.
    .
    .
    A Esquerda só é democrática quando o povo faz aquilo que eles querem.

    Gostar

  19. 23 Abril, 2012 21:27

    Democracia tutelada é governo e Parlamento ignorarem a Constituição ou fazerem exactamente o contrário do que prometeram antes das eleições e nada acontecer.

    Gostar

  20. Portela 25ABRIL74 permalink
    23 Abril, 2012 21:31

    há maior anormalidade do que um governo e um PR não cumprirem e fazerem cumprir a Constituição?

    Gostar

  21. JDGF permalink
    23 Abril, 2012 21:45

    O refúgio dos púdicos dirigentes (políticos) que afirmam alto e bom som uma cantilena reduzindo a democracia a uma mera formalidade parece uma boa trincheira, mas é muito vulnerável.
    A Associação 25 de Abril (A-25A) tem razão no contexto. Hoje, espezinha-se a CRP (que também foi democraticamente votada e por maioria qualificada) e assobia-se para o lado, ou então, invoca-se a emergência (em que os “formalistas” nos meteram).
    No entanto, o facto de ter razão no contexto não significa que a A-25A tenha adoptado uma atitude (política, convém não esquecer) correcta. Não devemos andar a importar técnicas de guerrilha (fuga ao contacto com o IN) para a luta política. Podiam, por exemplo, fazer-se representar e quando o PR usasse da palavra, abandonavam o hemiciclo, ordeiramente, como protesto. O pretexto: foi o PR que jurou defender a Constituição e fazê-la cumprir o que (pouco democraticamente) não se tem verificado…

    Gostar

  22. Fincapé permalink
    23 Abril, 2012 21:45

    Eu sei que por aqui há imensos machos, incapazes de se comoverem seja com o que for. Como eu, machão do catano!
    Mas no início do Prós e Contras Sousa e Castro, de um modo comovente, explicou o que pensa de haver no país gente que já nem das instituições de “caridade” já consegue trazer comida.
    Espero que a direita mais troglodita apareça a gozar com ele (e com a fome!).

    Gostar

  23. Ricardo Abrantes permalink
    23 Abril, 2012 21:51

    “*o regime democrático tem linhas politicas que não podem ser seguidas, mesmo quando democráticas, isto é, fruto da vontade do povo; — não quando para isso mentiram descarada e vergonhasamente;”
    Estes disseram exactamente ao que vinham. Ao contrario do Socrates – mas ai nao vi o Soarea e os capitaes de Abril fora das celebracoes.
    .
    “os criadores têm toda a legitimidade em critacar os ditos herdeiros”; “é classe de senadores que tentam superviosar os desvios “democráticos” dos que se elegeram à base de mentiras”
    Sim, mas o que se ve e’ que o que tentaram criar nao foi uma democracia, foi substituir um regime de partido unico por outro. Felizmente falharam.
    .
    “uma linha que passe pelo empobrecimento, injustiça, clientelismo e subversão da nossa soberania é contrário ao regime que dizem defender, é ler a constituição e as leis “comuns””
    Pois, mas quando se deu isso tudo, ou seja, no governo anterior, estavam todos satisfeitos. Pelos vistos nao gostam e’ de quando se tenta acabar com o clientelismo e recuperar a soberania.

    Gostar

  24. hajapachorra permalink
    23 Abril, 2012 22:08

    A questão é simples, o que diz um militar ou um jornalista não se escreve. Isto não é de esquerda ou de direita, é do caralho, tem que haver mínimos, já chega de trogloditas, de facto. Pena é que não desçam ao seu habitat natural, para as pessoas não ter que recorrer à ‘caridade’. Convém lembrar que o eng. Pinto de Sousa, o militar que pôs isto assim, é um grande capitão de abril. E o tenente-coronel vasco lourenço é um ‘homem de esquerda’ que beijaria o chão que aquele filósofo pisa. Aliás, por isso usam todos esses heróis o avental, para adornar panças de grande sustento, que precisam de muitas PPPs, o D que faltava ao 25 de abril.
    E fez-se o 25 de Abril para isto, para termos de aturar a bisonha soldadesca insaciável.

    Gostar

  25. 23 Abril, 2012 23:23

    “Estes disseram exactamente ao que vinham.”
    Estes nunca disseram que iam fazer cortes aos funcionários públicos em vez porem todos a pagar. E estes não disseram que iam insistir naquilo que já se sabia que era inconstitucional e só tinha sido justificado por não ser considerado desproporcionado.
    Estes ainda em Janeiro assinavam um acordo de concertação e em Março, às escondidas, impediam as reformas antecipadas quando eram para quem já descontou e suportava grandes perdas.
    Estes já não sabem a quantas andam. Estes já têm o país na miséria e a Assunção Cristas ainda quer mais impostos sobre… a alimentação!

    Estes são tão mentirosos como o Sócrates!

    Gostar

  26. Anti-Socas permalink
    23 Abril, 2012 23:52

    “Estes nunca disseram que iam fazer cortes aos funcionários públicos em vez porem todos a pagar. E estes não disseram que iam insistir naquilo que já se sabia que era inconstitucional e só tinha sido justificado por não ser considerado desproporcionado.”
    Foram bastante claros a dizer que iriam focar mais no corte de despesa que no aumento de impostos. Nao e’ dificil perceber o que isso significa quando a maior despesa sao salarios: ou se cortam salarios ou se despedem pessoas…
    .
    “Estes ainda em Janeiro assinavam um acordo de concertação e em Março, às escondidas, impediam as reformas antecipadas quando eram para quem já descontou e suportava grandes perdas.”
    Esta enganado, as reformas antecipadas sao para quem ainda nao descontou o suficiente – e sao um privilegio, nao um direito.
    .
    “Estes são tão mentirosos como o Sócrates!”
    Impossivel, o Socrates diz 45 mentiras por minuto. Recordista mundial. Mas 28% dos portugueses queriam continuar a ser enganados. Com tanto otario a votar, dificilmente a culpa e’ so’ dos politicos.

    Gostar

  27. 24 Abril, 2012 00:25

    “Foram bastante claros a dizer que iriam focar mais no corte de despesa que no aumento de impostos. ”
    Há muitas despesas, algumas bem maiores do que os cortes na FP, que não foram cortadas. Onde anda a revisão das rendas da EDP e das PPPs em que a troika insiste. Lamento, mas foram mentirosos. Aliás basta ver a questão da reposição dos subsídios para perceber que este governo se comporta como Sócrates no seu pior: a palavra de um primeiro ministro ou de um ministro das finanças hoje não vale nada!

    As reformas antecipadas já têm a penalização correspondente às contribuições em falta. Não sou eu que estou enganado. Quanto ao governo que esconde as suas intenções numa matéria de acordo social e publica pela calada, mais uma vez se comporta de forma que não merece qualquer confiança. Hoje dizem uma coisa, amanhã o seu contrário, nem se lembram do que dizem. Conseguem ser piores do que o Sócrates.

    Este governo consegue mudar de opinião da manhã para a tarde, os ministros contradizem o primeiro ministro e a si próprios. Ultrapassam largamente o Santana Lopes em trapalhada e se em Portugal houvesse um Presidente da República já tinham tido o mesmo destino.

    Estes partidos estão podres.

    Gostar

  28. Ricardo Abrantes permalink
    24 Abril, 2012 03:03

    “Há muitas despesas, algumas bem maiores do que os cortes na FP, que não foram cortadas. Onde anda a revisão das rendas da EDP e das PPPs em que a troika insiste.”
    Por algum motivo os governos tem 4 anos e nao 1. Mas o que estava no programa do PSD era a revisao das PPPs e a primeira parte, a suspensao de obras em curso ou em proejcto, ja foi feita.
    .
    “As reformas antecipadas já têm a penalização correspondente às contribuições em falta. Não sou eu que estou enganado. Quanto ao governo que esconde as suas intenções numa matéria de acordo social e publica pela calada, mais uma vez se comporta de forma que não merece qualquer confiança.”
    Mais uma vez, nao sao um direito, mas um privilegio, e para o qual nao ha dinheiro. O governo tem duas possibilidades, ou faz como fez, ou aumenta as penalizacoes. Qual prefere?
    .
    “Este governo consegue mudar de opinião da manhã para a tarde, os ministros contradizem o primeiro ministro e a si próprios. Ultrapassam largamente o Santana Lopes em trapalhada e se em Portugal houvesse um Presidente da República já tinham tido o mesmo destino.”
    Bla, bla, bla. Metade das trapalhadas e’ a comunicacao social que nao sabe ler. E registe-se o quanto a comunicacao social levou o PS ao colo. Nos ultimos 2 anos de governo, as trapalhadas eram 3x as do tempo do Santana Lopes. So que o Santana nao levava a bencao da maconaria e dos sectores rentistas… estes preferiam de longe o Socrates. Percebe-se porque. Era corrupto e nao era pouco.

    Gostar

  29. the lost horizon permalink
    24 Abril, 2012 06:03

    * Abril mágoas mil.
    *Mágoa um, por Regionalização não cumprida.A crise é Castigo Divino.
    *Regionaliza com cabeça, tronco e menbros.
    *Não cobices a Região do próximo.

    Gostar

  30. 24 Abril, 2012 06:08

    Falta uma sétima hipótese na lista do Gabriel Silva: o regime actual não é democrático!

    Gostar

  31. piscoiso permalink
    24 Abril, 2012 07:57

    “A Esquerda só é democrática quando o povo faz aquilo que eles querem.” – mais uma bojarda do anti-c.
    A que esquerda se refere?
    E a Direita, só é democrática… quando faz o que quer?

    Gostar

  32. Ricardo Monteiro permalink
    24 Abril, 2012 10:53

    Considero-me uma pessoa normal e razoável. Amanhã vou sair à rua no 25 de Abril. Coisa que nunca fiz.

    Gostar

  33. aremandus permalink
    24 Abril, 2012 11:00

    eu votei no passos coelho, por que ele prometeu ao povo enxadas para trabalharmos.
    deopois de empossado o FdP mandou-me emigrar…

    Gostar

  34. berto permalink
    24 Abril, 2012 11:10

    A Associação 25 Abril é o que é goste-se ou não, e tem todo o direito a comemorar o 25A como quiser. Tal como Soares e Alegre, e independentemente das opiniões que à direita ou à esquerda se tenha destes personagens.
    Ao fim de 38 anos já se percebeu que existem vários legados e vários donos da data em questão, e até culpados, inocentes e traidores. Por mim podem ir todos bugiar que o “meu” 25 de Abril ninguém mo pode tirar e sei muito bem como e onde comemorá-lo. Passem bem.

    Gostar

  35. Francisco Colaço permalink
    24 Abril, 2012 11:18

    Trinta e três,
    .
    Fuja, rapaz, ponha-se a salvo! O regime não é democrático e o 33 revelou segredos de Estado! Já tem os cães da DGS atrás de si! Salve-se para Espanha, mas vá para além de Badajoz!
    .
    Ele há cada um!

    Gostar

  36. 24 Abril, 2012 11:23

    Sim, Francisco, há quem coma qualquer coisa que lhe ponham à frente. Sobretudo se não lhe pedirem para fazer coisa alguma.

    Gostar

  37. 24 Abril, 2012 11:25

    Quanto a Badajoz, não é preciso. Fazem por cá caramelos melhores.

    Gostar

  38. Ricardo Monteiro permalink
    24 Abril, 2012 11:32

    Deixo uma pergunta: se ainda existisse serviço militar obrigatório, não estariamos a viver, já, momentos bem diferentes destes? Tenho poucas dúvidas.

    Gostar

  39. 24 Abril, 2012 13:25

    E, sobretudo, se não estivéssemos integrados na União Europeia. Não tenho dúvida alguma.

    Gostar

  40. ESMERALDA permalink
    24 Abril, 2012 16:05

    Algo me diz que andam para aí uns “alucinados militantes” arrependidos de tudo ter ficado pelos CRAVOS!!!!!!! Mas a insanidade militante também anda por aí! De modo que, desculpemos!

    Gostar

  41. Francisco Colaço permalink
    24 Abril, 2012 16:13

    Trinta e Três,
    .
    Este governo é democrata, este regime é democrático. Pensando bem, até o Sócrates era um democrata. Pense apenas nisto: daqui a uns anos o povo vai votar e dizer se quer lá o Passos Coelho ou outro papalvo. Não é necessário o uso da força para remover o governo em funções. Nem será. Nem foi com o José Sócrates, o Execrável Cleptocrata.
    .
    Só pode dizer que não há democracia hoje quem nunca viveu numa ditadura. Sabe que sou crítico do Sócrates, e também me começo a fartar do Passos Coelho, mas nunca tive medo de me virem a casa e ter de me despedir dos meus filhos por ir para a prisão. Se assim fosse, quando dizia que José Sócrates era um ladrão, levaria seis meses pelo insulto e nove anos por revelar segredos do Estado.
    .
    Já agora, se as eleições fossem hoje, surpresa até para mim!, o Passos Coelho seria eleito com mais ou menos o mesmo número de deputados.

    Gostar

  42. Portela 25ABRIL74 permalink
    24 Abril, 2012 20:14

    anti-comuna, Posted 23 Abril, 2012 at 21:14
    .
    o A-C a falar de exportações é um poeta.

    Gostar

  43. 24 Abril, 2012 22:01

    Francisco:
    Grande erro pensar-se que democracia é todo o regime onde não há polícia política, há um simulacro de liberdade de expressão e nos permitem ter alguma influência de quatro em quatro anos. Há formas muito mais baratas e de maior eficácia para condicionar as pessoas do que organizar PIDEs e censuras. De facto a PIDE não o vai buscar a casa, mas condiciona-lhe o emprego, altera-lhe a regras do jogo contra a lei ou usando, até, a própria lei, numa completa promiscuidade das funções legislativa e executiva. “Ah! Mas posso sempre recorrer à justiça!”. Não pode. O seu reconhecido mau funcionamento, condiciona os de menores recursos. “Ah! Mas nas próximas eleições…”. Nas próximas eleições, ou se revê num dos programas políticos existentes, ou está condenado ao mais pobre de todos os atos democráticos: o voto dito útil que é uma boa forma dos partidos instalados nada terem que alterar. “Formo um partido!”. Não forma. Porque a criação de aparelhos e clientelas demora tempo e são eles que ganham eleições.
    .
    Por isso, caro Francisco, fica condicionado a meia dúzia de polémicas numa caixa de blogues e à função de eleitor… de quatro em quatro anos. Se fica chocado por eu dizer que isto já não é uma democracia, posso dourar a pílula e corrigir: isto é uma democracia condicionada. Para o não ser, precisámos de ter um estado de direito que não temos e facilidade de acesso dos cidadãos aos centros de decisão. Não temos. Já agora: ainda conheci bem a ditadura. Em 1974 tinha a idade ideal para se viver todos aqueles acontecimentos: 18 anos.

    Gostar

  44. 24 Abril, 2012 22:27

    Já agora. A sondagem que cita, dá nota negativa ao governo e só dá nota positiva ao ministro que menos tem metido as mãos na massa: o primeiro. Quanto ao resto, nenhuma surpresa.

    Gostar

  45. Anti-Socas permalink
    24 Abril, 2012 23:43

    “Grande erro pensar-se que democracia é todo o regime onde não há polícia política, há um simulacro de liberdade de expressão e nos permitem ter alguma influência de quatro em quatro anos. Há formas muito mais baratas e de maior eficácia para condicionar as pessoas do que organizar PIDEs e censuras.”
    Sim, sim, mas do que o Soares se queixa e’ de que essas formas de condicionar as pessoas nao estao a funcionar e nao ha um socialista no governo.

    Gostar

  46. Enojado permalink
    27 Abril, 2012 11:36

    Como leitor atento tenho lido os maiores disparates sobre os capitães de abril não se sujeitarem ao enxovalho de encarem este grupo de trapalhões que nos desgovernam.
    Em quase todos os comentários direta ou disfarçadamente vem sempre aquela vaga de saudosismo e o verter de odio por quem derrubou o santo do pedestal. A maior parte deles nem sabem, quem foi efetivamente derrubado. Na ignorância deles quem foi derrubado foi Salazar o grande educador do povo. Aquelas mentes obtusas pararam no dia em que Salazar caiu da cadeira. E o seu objetivo de vida é vociferar contra aqueles que tiveram a ousadia de derrubar o seu santo já falecido.
    Tivessem tido coragem estes cobardes na altura e coisa poderia ter sido mais ao jeito deles. Mas não, que a pedra para onde fugiram era pesada.
    Mas afinal não compreendo do que se queixam. O saudosismo não estará compensado.
    Não temos de novo universidades para os ricos?
    Não temos uma taxa brutal de emigração?
    Não temos uma pobreza digna do estado novo.
    Que se queixam eles afinal?
    Ainda não chegamos a uma sardinha dividida por 2?
    Da falta dos bairros de lata às portas de Lisboa?
    Das cargas policiais?
    Das filas ordeiras na sopa dos pobres?
    Das crianças com fome nas salas de aula?
    Se virmos bem o saudosismo não tem onde germinar.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: