Skip to content

Cuidado com as ideias que parecem excelentes

26 Agosto, 2016

Comissão Europeia está a preparar um pacote de reformas que poderá levar “gigantes” como o Facebook e a Google a pagar aos jornais pelas notícias que são distribuídas nas suas plataformas.

Há anos que os franceses andam em guerra com o Facebook e a Google. O resultado não podia ser pior: é dificílimo encontrar conteúdos em francês. Mesmo pesquisando em francês. Aliás boa parte do que acontece em França só é notícia quando chega aos sites ingleses.  Em parte porque os jornalistas não sabem francês. Mas não só.

 

Anúncios
19 comentários leave one →
  1. miluramalho permalink
    26 Agosto, 2016 13:51

    Reblogged this on Miluramalho’s Blog.

    Gostar

  2. Carlos Alberto Ilharco permalink
    26 Agosto, 2016 13:55

    Os próprios jornais franceses não valem um caracol na net.
    Para se saber qualquer coisa sobre a França é melhor ler os ingleses ou os americanos.

    Liked by 1 person

  3. LTR permalink
    26 Agosto, 2016 15:29

    Pacote “silêncios”:
    http://observador.pt/2016/08/26/central-de-sines-e-unidade-que-mais-polui-o-ar-e-etar-de-matosinhos-a-agua/

    Os jornais é que matam! 🙂

    Gostar

  4. Licas permalink
    26 Agosto, 2016 15:56

    o conselho de estado françês proibiu a proibição dos burkinis.de qualquer forma,eu estava cheio de vontade de proibir os saiotes dos escoses(eh,eh,eh)

    Gostar

    • lucklucky permalink
      26 Agosto, 2016 16:40

      Proíbiu também a proibição de andar nú?

      Gostar

      • Licas permalink
        26 Agosto, 2016 17:03

        certas pessoas de qualquer cor/credo/clube partidario,andarem nús,é infinitamente mais ofensivo do que qualquer farrapo que possa tapar a pouca vergonha(eh,eh,eh)

        Gostar

    • 26 Agosto, 2016 17:49

      Tenha o Licas antão atenção, pois ao desnudar a sua inteligência podem encontrar um pavio muito curto. 😉

      Gostar

    • Luís Marques permalink
      26 Agosto, 2016 23:28

      Escoceses hombre!

      Gostar

    • anticorrupção permalink
      27 Agosto, 2016 14:24

      Acho uma parvoíce proibir o burkini.
      A moira não tapa a cara!

      A França está à beira de um ataque de nervos.
      O povo em pânico e o pinguim desorientado.

      A Esquerda está a dar o peido mestre. E já é tempo de o povo meter as ideologias do século passado no cano de esgoto.
      A Esquerda polui o ambiente!

      Gostar

  5. 26 Agosto, 2016 18:56

    Mais preocupante é a união europeia já ter aprovado medidas de censura da internet sobre o pretexto de combater o “discurso de ódio” . E praticamente ninguém a querer falar, sobre isso.

    Liked by 3 people

  6. Zé dos Bois permalink
    26 Agosto, 2016 21:09

    E ainda não se lembraram de criar também uma taxa sobre os dispositivos electrónicos para ajudar os jornais que ninguém quer ler.

    Liked by 1 person

    • 26 Agosto, 2016 23:23

      Há uns meses apareceu uma “jornalista” do Al-Púbico a exigir que os contribuintes lhe pagassem o ordenado se o jornal tivesse quebras nas vendas…

      Liked by 1 person

  7. Arlindo da Costa permalink
    27 Agosto, 2016 00:31

    Concordo. Muitos dos meus conteúdos e brilhantes ideias são partilhados «urbi et orbi» por uma chusma de pacóvios.

    Tenho direito a essas royalties.

    Gostar

  8. JCA permalink
    27 Agosto, 2016 10:18

    .
    Ressalvadas as nossas distancias historico/culturais a anos luz das frogs e beefs ou dos passados mais recentes boches com as arabias ou ”hachachins’,
    .
    o vestuario seja arabe, hindu, budista ou outro qualquer com a cabeça rapada ou cabeluda de tranças ou carrapitos ou tapada com mais ou menos coloridos, mais despido ou despido não reveste problema especial para as nossas coordenadas civilizacionais; pelo contrário é liberdade de escolha pessoal, respeito pelo outro,
    .
    pelo que o caso ‘burquini’ surge de abordagem muito martelada e desajeitada, tão exotica como os fins que parece pretenderia alcançar que acabariam por ‘engenheirar’ conflitos em àreas de vivência social laica onde nunca existiram.
    .
    Quanto muito a questão é de reciprocidade entre estados.
    .
    Por exemplo muitas zonas culturais/religiosa arabes, hindus, budistas, zulus e tantas outras recebem-nos sem quaisqiuer restrições de vestuário etc.
    .
    Respeitam o outro como o outro os respeita a eles. Em igualdade. Sem racismos, religiosidades, ódios, fés, rancores, marginalizações ou fanatismos.
    .
    Que razão haveria para proibirmos estas gentes de irem à praia ou andarem na rua vestidos como gostam desde que repeitem a ordem publica local ? Nenhuma salvo se a ideia fosse hipocritamente negarmos-nos a nós proprios.
    .
    .
    Porém já surge bem diferente no caso dalguns paises que proibem outras gentes de fés diferentes de andarem vestidos como estão culturalmente habituados,
    .
    .
    aqui eo que está em causa é o principio da reciprocidade entre Estados,
    .
    no tratamento e acolhimento doutros cidadãos e nesta àrea não parece que municipios tenham competencias para agir ou interferir sob pena de dividirem as sociedades a que pertencem;
    .
    compete aos seus Governos centrais assumirem entre Estados: pela nossa parte estamos prontos a recebermos como nosso hábito civilizacional sem quaisquer restrições de vestuarios ou alimentares desde que nos recebam da mesma forma.
    .

    Gostar

  9. 1 Setembro, 2016 13:46

    A questão é pertinente! Da mesma forma que se partilharem ipsis verbis os textos do Blasfémias numa rede social, sem sequer incluir a respetiva hiperligação, não está correto! Um jornal paga para usar as notícias de uma agência de notícias, como AFP, Reuters ou Lusa; porque não deve pagar o Google News ou o Facebook se fazem o mesmo com as notícias dos jornais? Na natureza esse tipo de atividades tem um nome: parasitagem!

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: