Skip to content

O talento secular

29 Outubro, 2016

8846059_origQualquer pessoa, daquelas que não andam nuas no Terreiro do Paço com um candelabro enfiado até ao pâncreas, olha para as notícias sobre figuras como o bi-inlicenciado Nuno Félix ou o mono-inlicenciado Rui Roque como um boi olha para um palácio. Em particular porque os inlicenciados estão no interior do palácio e o bois somos nós. Nada nos surpreende quando o governo é do PS, o que só indica que estamos condicionados a aceitar que dali só vêm notícias destas e que tratamos com a indiferença de um “podia ser pior”. E podia, se, por exemplo, se apanhasse o Passos Coelho a lavar as mãos sem sabão anti-bacteriano ou outra daquelas barbaridades que ele fazia. Ou, pior ainda, se fosse o filho do gasolineiro de província, o pindérico da marquise que concluiu mesmo a licenciatura.

O que tem o PS para atrair estas figuras? Explicações antropológicas são desnecessárias: tal como as moscas conhecem a nossa condição bovina, é pelas traseiras que estes seres encontram o alimento. A maior parte destes chegou ali pela mão amiga do inengenheiro, inmestrando e, como já se sabe, inautor de livros, o senhor Sócrates, pessoa que pagou o já recordista mundial do Guinness para blogue mais caro do mundo, o Câmara Corporativa. Dali para o governo ou para duas ou três licenciaturas e consumação matrimonial com unicórnios é um tirinho. Para o infinito e mais além. Nada nem ninguém pode parar o progresso.

Claro, sabia-se que, mais cedo ou mais tarde, teriam que começar a cair como tordos. Quando não dá para todos é sempre questão de determinar os elos mais fracos e empurrar as criaturas dispensáveis para a pira do regime. Seria interessante perceber quem fica por atirar, mas, sinceramente, ninguém quer saber disso. Enquanto houver abundância destes manetas cegos que fazem malabarismo com motosserras, e eles brotam como pus, a gente espera, como o boi que se limita a olhar para o palácio. Mais logo se verá quem fica de pé.

Advertisements
39 comentários leave one →
  1. 29 Outubro, 2016 00:51

    O bi-inlicenciado e o mono-inlicenciado são de antologia 😀

    Liked by 1 person

  2. Chopin permalink
    29 Outubro, 2016 01:36

    Se não entendi mal ( o 44 disfarça mal os ódios), o Pinocchio anda agastado com o Fakir por não ser oficialmente apoiado por tal criatura que faz voar vacas, mas que ainda não conseguiu fazer voar o juiz Carlos Alexandre.
    É natural que essa guerra intestina ainda descubra mais umas carecas.

    Gostar

    • licas permalink
      29 Outubro, 2016 07:41

      Afinal, bem vistas as coisas, não serão os in- que estarão, por sua
      qualidade, incapazes de cumprir cabalmente as funções que lhes
      irão ser confiadas . . .
      Não é nada disso, a questão é outra: Que confiança poderemos
      conceder a um sujeito que começa logo por aldrabar o seu
      currículo proclamando-se falsamente possuidor de um grau
      académico?
      Ainda não foi empossado, e começa logo por ludibriar o cidadão. . .

      Gostar

  3. Arlindo da Costa permalink
    29 Outubro, 2016 02:45

    Mas que raio! País de pelintras! Todos têm que ser doutores e engenheiros! Por acaso as funções que exerciam requer licenciaturas» e MBA’s???
    O que interesse é que eram eficazes e bons funcionários!

    Gostar

    • 29 Outubro, 2016 07:53

      O mono e o bi-licenciado são, de certeza, profissionais do melhor… It’s an injustice, it is…

      Liked by 1 person

      • bst permalink
        29 Outubro, 2016 22:53

        A questão não reside em saber se a função exige ou não uma licenciatura, mas no facto de terem mentido em relação às suas habilitações.

        Liked by 1 person

      • 29 Outubro, 2016 23:41

        Reside também no facto da função exigir licenciatura. E isso só agrava o caso pois foi contratado para cargo de Estado quem as não tem. E foi encoberto por um ministro em função.

        Gostar

      • 29 Outubro, 2016 23:43

        Se devia ou não ser necessária a licenciatura é outra coisa. Acontece que, pelos vistos, por lei- é. E inventar logo duas não tendo nenhuma para o tacho e ser aguentado no tacho por um ministro da Educação é caso único, nas últimas décadas (não me lembro de nenhum mais)

        Liked by 1 person

      • R. Sousa permalink
        30 Outubro, 2016 09:05

        Tem a certeza de que por lei é necessária licenciatura para o cargo? Qual é exatamente a lei que o exige?

        Gostar

    • 29 Outubro, 2016 08:15

      Claro que sim. Não há dúvidas que eram bons funcionários. Isso mesmo, funcionários. Repare bem que não são humanos, são funcionários. O castelo tem funcionários. K não consegue chegar ao castelo. Anda, anda, mas não parece aproximar-se do castelo, o dos funcionários.

      Gostar

      • Bal permalink
        29 Outubro, 2016 11:11

        O castelo do senhor conde Oeste-Oeste?

        Gostar

    • Narciso Miranda permalink
      29 Outubro, 2016 09:21

      Certo. Certissimo. Mas parece-lhe escapar o cerne da questão: os srs em questao são mentirosos e aldrabões. Se a licenciatura nao sera essencial, etica e idoneidade sao qualidades desejadas em funções publicas. Acho eu…

      Liked by 1 person

    • Tiradentes permalink
      29 Outubro, 2016 09:47

      O ar-lindo a defender o Relvas

      Gostar

    • Tiro ao Alvo permalink
      29 Outubro, 2016 14:01

      Funcionários do Partido é que o Arlindo quer dizer, entenda-se.

      Gostar

    • Rafael Ortega permalink
      29 Outubro, 2016 15:54

      Ó meu animal (hoje não dá para paninhos quentes)!!

      Não tinham que ter cursos superiores nenhuns! Mas pelo menos não MENTIAM sobre isso!

      Houve Presidentes americanos e Primeiro-Ministros britânicos com o high school, não foram piores nem melhores por causa disso.

      Tal como estes não eram umas bestas por não terem curso. Eram umas bestas por serem do PS, mas isso são outros 500.

      Vai pastar!!

      Gostar

    • campus permalink
      29 Outubro, 2016 16:08

      arre lindo, tens razão quando os aldrabões são das esquerdas não há problema que são bons profissionais, quando apareceu um caso na direita ia caindo o país, fazia-se greves, cantava-se a grandola, faziam-se debates, bons tempos…não é lindo?

      Liked by 1 person

    • António C. Mendes permalink
      29 Outubro, 2016 19:11

      O Arlindo conhece-os bem! Fala com conhecimento de causa. Eram seus colegas, não eram (repare que não lhes chamei camaradas – foi propositado)????

      Gostar

      • José Coimbra permalink
        29 Outubro, 2016 21:01

        Mas, colegas não são as putas?

        Gostar

    • João permalink
      30 Outubro, 2016 13:24

      Como sabe que eram bons funcionários? E saber que são aldrabões não o perturba?

      Gostar

  4. PiErre permalink
    29 Outubro, 2016 08:57

    Mas já dizia o outro: – Quanto mais conheço os engenheiros, mais medo tenho dos médicos.

    Gostar

  5. Alain Bick permalink
    29 Outubro, 2016 11:17

    tenho vergonha de dizer que sou licenciado no rectângulo
    e 2 pós-graduações em países civilizados
    não respondo pelo ‘nome artístico’

    Gostar

  6. Filipe Costa permalink
    29 Outubro, 2016 11:21

    Daqui:

    https://oinsurgente.org/2016/10/29/a-bem-da-republica/

    Neste momento estou com vontade de espancar alguém, vou-me acalmar.

    Gostar

  7. Contumaz permalink
    29 Outubro, 2016 11:23

    MIGUEL RELVAS ???!!!

    Gostar

    • 29 Outubro, 2016 11:23

      Não, Vítor Cunha. Prazer.

      Gostar

      • Contumaz permalink
        29 Outubro, 2016 11:50

        E DO MIGUEL RELVAS, NÃO DIZES NADA?
        LIMITASTE-TE A ATIRAR PARA FORA.
        É O COSTUME…

        Gostar

    • 29 Outubro, 2016 11:25

      Falsificou documentos? deu informações falsas? licenciou-se a um domingo? teve nomeação governamental com informação académica inventada e negada pela faculdade?

      Liked by 2 people

    • 29 Outubro, 2016 12:08

      Medindo filhos-da-puta- levas a bicicleta e, como brinde, a hipocrisia.

      Gostar

    • António C. Mendes permalink
      29 Outubro, 2016 19:08

      Ó Contumaz, se não importa, não grite, que aqui ninguém é surdo!!!

      Gostar

  8. Filipe Costa permalink
    29 Outubro, 2016 11:44

    Li esta escrita por um socialista:

    Não há qualquer falsa licenciatura, ele simplesmente não é licenciado, porque faltam-lhe algumas cadeiras.

    Mas o homem não tem culpa, porque segundo ouvi o mafarrico afirmar, faltou a madeira, como tal ficou sem material para acabar as cadeiras..!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Gostar

  9. Colono permalink
    29 Outubro, 2016 12:24

    Para evitar criticas maléficas, desde já declaro:

    Para que a Escola Primária da Arregaça ( Coimbra) me passe o diploma da 4ª classe, tenho de tirar ( ou fazer?) a cadeira de Linhas Férreas.

    Bom fim de semana

    Gostar

  10. Colono permalink
    29 Outubro, 2016 12:43

    E assim se prova que a desgraça deste país :

    BANCOS E CADEIRAS ( Nem o meu padrinho Salazar escapou a uma….)

    Liked by 1 person

  11. Carlos Reis permalink
    29 Outubro, 2016 13:28

    Eu que sou artesão, enquanto não acabo a cadeira não recebo o pilim …estes merdas….

    Gostar

  12. A.R permalink
    29 Outubro, 2016 15:59

    Caro Victor

    Dei o seu livrinho a ler ao meu filho mais novo (tem quase 18 anos e se calhar é demasiado pornográfico para ele mas eu arrisquei). Fez o seu teste tentando ser o mais “moderno possível”: fez 90 pontos!

    Não está mal pois não? Pode arranjar-lhe um curso de licenciado de borla? As propinas são caras como um raio!

    Gostar

  13. SRG permalink
    29 Outubro, 2016 16:18

    Todos os indivíduos, políticos ou não, arvorando-se em licenciados, deviam ser punidos exemplarmente já que estão a usurpar títulos académicos ilegalmente. É um insulto a quem se dedica aos estudos e queima as pestanas durante vários anos. Declaro que não sou licenciado, por isso estou à vontade para execrar todos esses falsários.

    Gostar

  14. JCA permalink
    29 Outubro, 2016 23:38

    .
    A proposito destas banalidades a coissa dá sempre nisto,
    .
    a aranha e respetiva teia caçam sempre o rato, pena é é a rataria mais ou menos relvada com grama ou relva ter ocasião ou apostar em fantasias idiotas ‘não havia nexexidade’
    .
    -In Australia: giant spider carrying a mouse is horrifying and impressive
    https://www.theguardian.com/australia-news/2016/oct/24/australia-giant-spider-mouse-carry-horrifying-impressive
    .
    É da Natureza.
    .

    Gostar

  15. 29 Outubro, 2016 23:54

    Se as falsas licenciaturas virarem moda em Medicina, estamos lixados!

    Gostar

  16. licas permalink
    30 Outubro, 2016 00:29

    Corrupção?

    A nossa Caixa Geral
    Ainda vai dar que falar,
    Vale do Lobo tutelar
    Caça Feroz Animal:
    Entra o chefinho no bando
    Chamado pois de Armando.

    Mete a filha ao barulho
    No negócio sem tostão
    A ver se vamos no embrulho
    E vai ter absolvição:
    Tudo questão de propina,
    Designação sibilina.

    Anda do caso calado,
    Mas não será por pudor
    Que não se dá por achado,
    (Nem de livros é autor)
    De fotocópias amante
    Lá vai singrando o tratante.

    licas fecit

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: