Skip to content

Pela pureza da raça

3 Janeiro, 2017

salo

Em conversa com um amigo que possui um cão de raça pura, descobri uma profissão altamente especializada com designação de masturbador canino. Aparentemente, para a pureza da raça, proprietários permitem a colecta e armazenamento criogénico do sémen de machos para efeitos de reprodução controlada de fêmeas cuja pureza racial tem que ser assegurada sob risco de se tornarem liberais ou algo assim. Algumas raças de cão são tão puras que nem se incomodam com rituais de acasalamento milenares baseados em divertida fricção. Eis que, nestes casos, entra o masturbador canino, pessoa cuja função é a de recolha do material genético através de meticulosa oscilação cientificamente comprovada do falo do cão. Técnicas auxiliares como aromoterapia, reiki canino e decoração da casota com fotografias de cadelas em fato de banho – ou burqa, para cães de religiões alternativas – são utilizadas pelos profissionais mais dedicados. Inicialmente, por nunca ter ouvido falar de tal coisa, fiquei um pouco surpreendido com esta actividade profissional, em particular sobre a ausência de inscritos para a desempenharem no IEFP, o que só mostra que é área intocada pelo flagelo do desemprego. Depois, ao olhar para o quiosque, vendo uma série de jornais que ninguém compra, percebi tratar-se de uma profissão que existe desde que a primeira redacção noticiosa foi criada. Pense bem: profissão que faz o que for necessário para assegurar a pureza da raça é uma das espécies de jornalista.

No Facebook, inadvertidamente, abri um link de um jornal do PS onde acabei por ler um artigo de senhora com fotografia de ar esbaforido – que não conclui ter origem em químicos ou em falta de discernimento. Reconheço-a: é aquela pessoa que tanto chinfrim armou por dizerem ser namorada do Sócrates e que só a pretensão de não restar vivalma no país sem o saber justificaria tamanha indignação. É, para além disto, a responsável do departamento de recursos humanos no âmbito de colunistas para o Diário de Notícias, o sucessor noticioso que é mais buraco que o próprio Acção Socialista (doutora Edite Estrela, não se ganham todas). Percebi, de imediato, que o artigo pretendia ser uma espécie de resposta a um artigo do André Azevedo Alves n’O Observador sobre o lobby gay e fui ler. Pelo que consegui perceber, é suposto não se fazer piadas com homossexuais, só com “pessoas normais” (palavras da autora). Diz-nos, numa escrita irónica que domina com uma argúcia de wonderbra, que “toda a gente sabe que o que tem graça é fazer pouco de quem está em situação de inferioridade ou de menos poder, dos indivíduos ou grupos com os quais a maioria não se identifica. Qual a graça de fazer pouco de homens hetero brancos de classe média, por exemplo?” E tem razão. Seria muito mais útil fazermos piadas com homens hetero brancos de classe média, com católicos brancos de classe baixa e – porque não? – com mulheres solteiras de meia-idade levadas de férias por homens de negócios e da política que acabam suspeitos de corrupção. Eu incentivo.

Assegurar a pureza da raça é um trabalho a tempo inteiro, quer nos canídeos, quer no humor. Através de especializações como a do masturbador canino ou do colunista regulador das piadas que devem ou não ser feitas, a coisa compõe-se. Uma coisa é certa: o Diário de Notícias está no bom caminho para liderar esta tão fundamental pureza de raça.

Advertisements
8 comentários leave one →
  1. 3 Janeiro, 2017 13:37

    Não é nada, que não seja resolvido com uns litros de gasolina e um fosforo…

    Gostar

  2. carlos alberto ilharco permalink
    3 Janeiro, 2017 14:08

    Há três mulheres que me põem completamente louco.
    Uma é a minha namorada (espero que não leia daqui para a frente) as outras duas são a Nicole Kidman e a Câncio.
    À Nicole nunca chegarei, â Câncio é possível bastar vir a ter muito, muito dinheiro e ser um Vulto.
    E aí terei um dos grandes momentos de vida.
    Deve ser um vulcão, completa, feminista, machista, esquerdista, liberal, com segunda oportunidade, masoquista, dominadora.
    Desde que abra a boca mas não fale, vale umas férias em Bora Bora.
    Quem me dera que me saia o euromilhões.

    Gostar

  3. 3 Janeiro, 2017 14:49

    Não há procura no IEFP porque é profissão tutelada pelo sindicato dos chupistas, filiado na CGTP-IN.

    Gostar

  4. Manuel permalink
    3 Janeiro, 2017 16:23

    Para ler a escrita do Vítor temos de vestir um fato completo,máscara e luvas anti- ácido, as palavras são altamente corrosivas e mesmo no computador não sei se estamos em segurança.

    Gostar

  5. licas permalink
    3 Janeiro, 2017 20:08

    Ora, ora, compare com as afirmações do Jerónimo:

    ____________Renegociar a dívida
    ____________Sair da Comunidade Europeia

    Já tomou conta?

    Gostar

  6. licas permalink
    3 Janeiro, 2017 20:11

    Ora, ora, Manuel:
    Compare com a s do Gerónimo:
    __________Renegociar a dívida
    __________Sair do Comunidade Europeia

    Já se deu conta?

    Gostar

    • Manuel permalink
      3 Janeiro, 2017 22:33

      Mas o Jerónimo tem razão: a dívida vai ser renegociada, como foi pelo Passos(prazos e juros) e vai voltar a ser e, se a governação do Costa continuar, vamos estoirar e podemos ser corridos da UE. Licas, ainda vais assistir a nova bancarrota.

      Gostar

  7. licas permalink
    3 Janeiro, 2017 22:56

    Se calhar . . .

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: