Skip to content

Duelo de ideias

5 Fevereiro, 2017

O novo programa de debate, “Duelo de Ideias”, criou grandes expectativas. Finalmente, um programa de debate onde diferentes pontos de vista seriam apresentados e debatidos perante total independência do moderador, que se limitaria a avaliar se as questões levantadas eram respondidas dentro das regras da educação e elevação necessárias ao debate.

No primeiro episódio, um debate entre Judas Massa, advogado freelancer e deputado independente pelo Partido Socialista, e Bernardo Sottomayor Sepúlveda, o IVº, jovem agricultor, presidente da associação de reformados da função pública e deputado eleito pelas listas do distrito de Cascais do CDS-PP.

– O governo está numa senda de irresponsabilidade, colocando em risco o financiamento futuro da república… – inicia Bernardo.
– Irresponsável és tu, ó totó.
– …não é preciso descer o nível…
– De pirocas descidas percebes tu, ó betinho!
– …eu vim para debater…
– Vieste foi para levar nos cornos, ó camelo!
– Acho isto inaceitável…
– Sotôr Sottomayor, o senhor foi convidado para debater, é importante que não se perca com divagações acessórias ao debate – relembra o moderador.
– Embrulha, chulo – recomeça Judas.
– Isto não é um debate! – desabafa Bernardo, sentindo a primeira gota de suor a manchar a camisa sugerida pelo seu alfaiate em Saville Row.
– Doutor Sottomayor, tem que debater! – insiste o moderador.
– Anda lá, ó coninhas. Debate, ó boi! – grita Judas, mantendo a animação que um bom debate induz aos seus intervenientes.
– Eu vou-me embora! – exaspera Bernardo.
– Vais o quê? Anda lá, luta como um homem, ó merdas! Estamos aqui para debater, ó fascista cara de cu.

Bernardo levanta-se para abandonar o estúdio, Judas atira-lhe com a cadeira, que o deixa prostrado e com a cabeça a sangrar.

– O que tem a dizer a este argumento do professor doutor Judas Massa, doutor Sottomayor? – continua o moderador, habituado a estas pequenas picardias entre pessoas que debatem apaixonadamente a actualidade.
– Anda lá, levanta-te, ó puta dos mercados – incentiva Judas, para que Bernardo encontre uma argumentação à altura da estrita verdade ideológica com que foi confrontado.

Bernardo começa a levantar-se, se bem que cambaleante e com medo genuíno de levar mais porrada, eis que se vê o pé de Judas, o que, ao acertar na face de Bernardo, lhe faz voar dois dentes por entre uma pulverização sanguínea bastante espectacular.

– Responde, azeiteiro de merda! Estamos a debater! Levanta-te!

Bernardo tenta sair do estúdio rastejando. O moderador levanta-se e aponta-lhe a arma:

– Doutor Sottomayor, estamos aqui para debater, com respeito e elevação, tratando o oponente como adversário, não como inimigo. O sotôr está subverter as regras do debate personalizando simples argumentos políticos como se de ataques pessoais se tratassem.
– Pois estás, ó boi! Levanta-te.

Bernardo grita, um misto de desespero, pânico e compreensão de que não sairia do estúdio com vida.

– Ele não quer debater, é uma besta, um fascista – afirma Judas, entristecido por um debate com oponente sem argumentos para respostas adequadas.
– Devo disparar sobre ele? – pergunta o moderador.
– Acho que é melhor ser eu. O moderador deve ser isento.
– Não creio que os telespectadores considerassem falta de isenção da minha parte se disparasse sobre um convidado tão patético e obviamente opressor.
– É um fascista! É um Trump! Nazi de trampa!

Judas pega na arma, dirige-se para o rastejante Bernardo e, sem esperar por mais respostas, dispara um argumento certeiro na nuca do oponente, que imediatamente assume uma postura de quem não tem condições intelectuais para rebater o argumento apresentado.

– E é tudo por hoje. Não perca para a semana mais um debate entre a esquerda e a direita portuguesa. Bom fim de semana – despede-se o moderador.

O programa é um sucesso, motivando cópia do modelo de debate pelas restantes estações de televisão.

Advertisements
27 comentários leave one →
  1. 5 Fevereiro, 2017 11:44

    Este post reflecte a noção de liberdade da esquerda portuguesa (quiçá da mundial). Parodia uma triste realidade que é os novos fascistas que se intitulam de anti-fascistas.

    Esta manhã, há pouco mais de uma hora, tive mais uma experiência deste tipo. Escrevi um comentário na caixa de comentários da notícia “Suspensão do bloqueio mantém-se: tribunal rejeita recurso da Casa Branca“ do Observador. Fui confrontado com a mensagem de moderação e até agora não foi publicado meu comentário.

    Meu comentário:

    Não se trata da derrota de Trump, trata-se de um perigoso precedente no Estado de Direito norte-americano: há 2 pesos e 2 medidas na Justiça e nem todos são iguais perante a Lei.
    Obama tomou medida idêntica a esta de Trump em 2011 e os tribunais não bloquearam essa medida; agora em 2017 vêm bloquear a mesma medida.
    A Justiça tem sido um pilar fundamental da democracia e Estado de Direito norte-americano. Todos os cidadãos se sentem iguais perante a Lei. Com esta decisão abrem-se brechas na crença no sistema de Justiça. Aguardemos por novos episódios. (Fim de comentário)

    Algum blasfemo ou seus leitores me pode ajudar a entender porque o meu comentário foi censurado?
    Se calhar é o moderador deste debate do VC que está no Observador a “moderar” (eufemismo para censura prévia).

    Liked by 2 people

    • 5 Fevereiro, 2017 14:05

      Para responder à sua pergunta, 1º é só reparar na linha editorial do observador, 2º ninguem investe num jornal para ter um negocio económico, mas sim para propaganda e subversão, 3º follow the money, 4º há quem ainda não tenha percebido que o paradigma da esquerda/direita do establishment, acabou com a queda do muro de Berlim, posteriormente com a entrada da China comunista para a organização mundial do comercio. Ambos tornaram-se bons amigos. É por isso que você vê o psd a dar votos de pesar a Cuba, pela morte de fidel, sentar-se no congresso do mpla, a regozijar-se pelo estreitamento de relações politicas com o partido comunista chinês e em sintonia com os esganiçados no voto de condenação a Trump.

      Gostar

    • Antonio Cardoso permalink
      5 Fevereiro, 2017 14:20

      Ja se sabia que ha 2 pesos e 2 medidas na justica americana – e noutras paragens tambem, incluindo Portugal. Sempre houve e ha-de continuar a haver cada vez mais. Ja la vao os tempos em que a palavra dada valia mais que qualquer documento escrito. Este declinio ja vem de ha quarenta e tal anos e nao vai parar…para ja. O fim,porem, nao sera bonito.

      Gostar

      • 6 Fevereiro, 2017 13:06

        A ideia não foi dar a conhecer o meu comentário que entretanto já apareceu publicado no Observador. A ideia é mostrar aquilo que Vitor Cunha parodiou e que é prática corrente nos mídia portugueses: a esquerdalhada impede de se expressar quem não pensa como eles.

        Observador é apenas um caso nos mídia portugueses. Há cerca de ano e meio comecei a ser censurado de diversas formas no Observador: apagando meus comentários depois de publicados, comentários previamente censurados e nunca publicados, comentários censurados e publicados com várias horas de atraso em relação ao momento em que os escrevi e impedido de publicar comentários sob o pretexto de violar as normas de conduta dos comentários. Este último argumento nunca especificado por ser falso.

        A esquerda do pc (politicamente correcto) são de facto os novos fascistas que se anunciam como anti-fascistas (há décadas previsto por Winston Churchill): veiculam a sua “verdade” usando da mentira sempre que necessário e impedindo o contraditório de quem pensa diferente deles.
        Está na hora de quem pensa diferente deles se comportar de igual modo e com igual violência.

        Gostar

    • carlos alberto ilharco permalink
      5 Fevereiro, 2017 23:52

      Tanto quanto sei a notícia foi traduzida por um estagiário.
      A verdadeira notícia diz apenas que o Tribunal recusou apreciar com caracter de urgente o recurso.
      Parece igual, mas não é.

      Liked by 1 person

    • 5 Fevereiro, 2017 23:55

      Há muita gente que ainda não percebeu que existe uma Conspiração Internacional para destruir o Estado de Direito mas que se apresenta como defensora do Estado de Direito.
      A Esquerda, dominada e associada aos islamitas actua à escala universal.
      Inicialmente parecia querer combater a Globalização, mas o que se está a ver é que esta Conspiração Internacional está a ser feita à escala Global.
      Em França, os islâmicos têm ajudado os socialistas a vencer eleições, o que leva os socialistas a ser tolerantes com eles. Alguém tem dúvidas?
      Mas os islâmicos quanto mais liberdade têm, mais querem. E vê-se o resultado.

      A reacção começa agora a ver-se. O Partido Republicano dos EU e os partidos europeus que reagem não são nada de Extrema Direita. São muito mais democráticos que os que nos têm governado.
      Nas governações que temos tido impera a soberba, a burguesia e o abandalhamento da sociedade. Tudo em nome de um progressismo que é falso e corrupto.
      Quem ainda não percebeu isto vai ter no futuro próximo muitas razões para perceber.

      Liked by 1 person

      • Ingénuo permalink
        6 Fevereiro, 2017 16:01

        Aleluia!
        Pensava que era o único a pensar assim!
        Num país cuja população anda a ser profundamente endoutrinada à esquerda, é refrescante ver que há mais quem ainda pensa livre das formatações.
        Bem haja

        Liked by 1 person

  2. Pedro Oliveira permalink
    5 Fevereiro, 2017 11:57

    O maior problema é que a ‘direita’ portuguêsa é tão estúpida que até se arranjam candidatos dispostos a sujeitarem-se a estes formatos de ‘debate’…

    Gostar

  3. O MESMO de SEMPRE permalink
    5 Fevereiro, 2017 12:05

    .
    Absolutamente GENIAL!!!!

    Perfeito em seu brilhantismo.
    É exatamente isso o que esta a acontecer neste mundo. …hehehe!

    E não vejo lá muita chance até que a dor seja insuportável até para esses MANÍACOS IDEOLÓGICOS …é assim que devem ser tratados.

    Gostar

  4. piscoiso permalink
    5 Fevereiro, 2017 14:26

    O curioso é que muitos dos termos atribuídos a Judas Massa aparecem em comentários neste honroso espaço.

    Gostar

    • 5 Fevereiro, 2017 14:28

      Eu não sou responsável pela vossa imaginação.

      Gostar

      • piscoiso permalink
        5 Fevereiro, 2017 15:03

        Basta alguém aparecer aqui a defender Sócrates, por exemplo, para ver o chorrilho de respostas análogas ao do Massa.

        Gostar

      • 5 Fevereiro, 2017 15:05

        Eheheheheh! Não temos tido por cá dodós.

        Liked by 1 person

      • Tiradentes permalink
        5 Fevereiro, 2017 17:36

        defender o Sócrates já é ser o Massa…só que não se reconhece como tal

        Gostar

    • Churchill permalink
      5 Fevereiro, 2017 18:34

      Olha o Piscoiso está de volta

      Então jovem, o 44 tem pago a lagosta?

      Liked by 2 people

  5. Dr Sigmund permalink
    5 Fevereiro, 2017 17:10

    Desculpem estar “off-side”, mas que programa pretende o artigo parodiar? Diverti-me com a leitura, mesmo sem saber a que se refere.

    Gostar

    • carlos alberto ilharco permalink
      5 Fevereiro, 2017 23:55

      Só há um em Portugal, o programa Prós & Prós da Dona Fátima.

      Gostar

  6. Rão Arques permalink
    5 Fevereiro, 2017 17:47

    Um aviso que não se pode dispensar. Ainda não dispararam a sério, mas se lhe derem asas irão lá não tardando, e até mais mais além.

    Gostar

    • 5 Fevereiro, 2017 22:36

      Na Univ. de Berkeley partiram vidros; espalharam gás pimenta, socos e pontapés; fizeram fogueiras. A Madonna quer pôr uma bomba na Casa Branca. Por isso, falta pouco para dispararem.

      Liked by 1 person

    • 5 Fevereiro, 2017 17:50

      Titulo do observador : “Trump diz que tem “respeito” pelo “assassino” Vladimir Putin”

      Titulo do publico : Trump “respeita” o “assassino” Putin: “Acha que o nosso país é inocente?”

      Gostar

      • 5 Fevereiro, 2017 17:55

        Esses títulos são uma maravilha. Gostava de um dia ver este: Sócrates diz que o “dinheiro” já foi “pago” ao “amigo” com quem “dorme” com “o corpo”.

        Liked by 2 people

    • carlos alberto ilharco permalink
      5 Fevereiro, 2017 23:57

      O interessante dessa questão é a pulhice do entrevistador que não hesita um segundo em chamar assassino a um chefe de Estado.

      Gostar

      • 6 Fevereiro, 2017 00:18

        O entrevistador é um neocon. O objectivo era tentar minar as relações e cooperação com a Russia, sacando uma confirmação de Trump.

        Liked by 1 person

  7. Arlindo da Costa permalink
    5 Fevereiro, 2017 20:34

    a «direita» portuguesa merece levar sempre na mesma vista.

    são uma cambada de totós, betinhos e filhinhos da mamã.

    Gostar

  8. Colono permalink
    5 Fevereiro, 2017 21:53

    Camarada Arlindo

    Tens toda a razão… dou-te a minha ….

    Beijinhos

    Galambeta

    Gostar

  9. A. R permalink
    5 Fevereiro, 2017 21:56

    Chiça … isto aparece o Estado Islâmico. Já agora o Bernardo tem herdeiros? O melhor é abandonar o país e acostar à Itália em cima duma tábua. Assim é mais fácil emigrar.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: