Skip to content

Estereotipar é humano

19 Janeiro, 2018

Ao longo da minha vida, como acontece com toda a gente, fui aprendendo a compartimentar pessoas em estereótipos, que, por muito superficiais e consequentemente caricaturais que sejam, me permitem determinar os limites e os tabus de uma conversa. Por exemplo, o estereótipos como o tipo activista dos costumes que sobe na horizontal (com o qual “bom dia” tanto pode ser uma violação como uma cortesia pela noite anterior), o tipo filho de pedófilo que compensa demasiado encontrando vítimas ficcionais entre estações, o tipo mulher-na-menopausa que pinta quadros fraquinhos numa vivenda algarvia e que lamenta os casos #MeToo mas por despeito de ter perdido a graça, enfim, categorias perfeitamente normais que toda a gente usa.

Ultimamente tenho pensado numa dessas categorias, a do deficiente mental a quem se pergunta opinião sobre sinistros rodoviários e que apresenta como solução a redução do limite de velocidade para 30 km/h. É verdade que é necessário “dar mais tempo a quem precisa”, mas também é verdade que é fundamental dar mais multas a quem as pode esbanjar a “acabar com a austeridade”.

Esta manhã, tentei durante uns minutos não exceder os 30 km/h. Foi difícil, em parte porque o carro – pequeno utilitário de baixa cilindrada, 9 anos de idade, barulhos de plásticos que adicionam poliritmos à simplicidade rítmica da pop comercial – desenvolve naturalmente de forma mais eficiente que a mula que transporta os cidadãos da tal categoria estereotipada; em parte porque a octogenária do carro de trás me gritou “destrava essa merda, ó capado”.

Como bom cidadão que sou, já mandei remover duas velas ao motor e estou ansioso por poder queimar gasolina prego a fundo para combater o arrefecimento global. Vós, os rebeldes, pagai lá a multa por uma questão de princípio tão estúpida como chegar ao trabalho ainda hoje.

Anúncios
9 comentários leave one →
  1. Procópio permalink
    19 Janeiro, 2018 10:20

    Andem a pé, seus mandriões! Sim, sim, 30 Km à hora pode até ser perigoso.
    Hoje à tarde, como de costume, vou sair aqui de Frielas em direção ao Procópio para relaxar. Demoro duas horas, mas que faz? A vida é para ser vivida com calma, conviver com gente feliz que vota medina, sempre afastado do pecado, da direita, dos croquetes, dos rissóis, das natas. do trump e dos neoliberais. Se não conseguir rezo um pai nosso baixinho e depois vai arrenego satanás três vezes. Assim: eu arrenego o satanás, eu arrenego o satanás, eu arrenego o satanás.
    Desculpem, eu só quero ajudar as pessoas para não cairem em tentação

    Gostar

  2. Rocco permalink
    19 Janeiro, 2018 10:22

    Esta do limite de velocidade de 30Km/h é ainda mais estúpida que a da proibição de venda de queques e rissóis nas cafetarias públicas (abertas ao público mas concessionadas a privados) dos hospitais…

    Liked by 1 person

  3. 19 Janeiro, 2018 10:46

    destrava essa merda, ó capado

    AHAHAHAHAHAHA

    Gostar

  4. Artista português permalink
    19 Janeiro, 2018 11:26

    Coitado! O homem até tinha boas intenções: livrar-se dos polícias que lhe estorvam a casa de campo e ainda pra mais assustam os cães. Assim, punha-os na estrada a caçar multas.

    Gostar

  5. Arlindo da Costa permalink
    19 Janeiro, 2018 17:13

    «como bom cidadão que sou»…. qual a entidade certificadora que assina por baixo? 🙂

    Gostar

    • 19 Janeiro, 2018 17:28

      Central certificadora de que o que parece mais óbvio em termos irónicos é o que causa maiores dificuldades.

      Gostar

  6. SRG permalink
    19 Janeiro, 2018 18:01

    30 Km até já é demais, na visão simplista dos nossos “dignos” representantes da “capoeira” da Republica. É evidente que esta lei foi pensada por “gente” que não tem horários a cumprir, como implicitamente se sabe quem é. Sim são esses mesmos.

    Gostar

  7. maria permalink
    19 Janeiro, 2018 19:21

    Interrogo-me como chega a Ministro gente com tanta fraqueza na tola. Já mandou o lamiré para que as motos até 125cm3 tenham carta e inspecções.Nem parece viver no Ribatejo onde muitos se deslocam em motoretas para o trabalho. Basta ir ao interior e olhar.

    Gostar

  8. carlos alberto ilharco permalink
    20 Janeiro, 2018 22:16

    Já perguntaram a opinião do Presidente Vitalício da Prevenção Rodoviária Portuguesa?
    Esse é que é uma autoridade no assunto, o que ele disser é Lei.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: