Saltar para o conteúdo

É tempo de dizer ‘basta’

21 Janeiro, 2018

Disseram-lhe que se sentiria fresca, que poderia fazer tudo o que lhe era vedado pela sociedade, tal como andar a cavalo, natação sincronizada e ioga sem roupa. O anúncio prometia tudo isso e mais alguma coisa, como a miríade de amigas com excesso de motricidade e sorrisos de sacarina envergando curtíssimas saias, as que, mesmo assim, oscilavam ao vento de Inverno no Ártico; ou até jardinagem de cócoras com uniforme de escoteira dez anos mais nova e um rapaz musculoso no limiar entre o bom gosto e o azeiteiro a assistir.

A realidade, contudo, não se compadece com o romantismo bucólico dos anúncios televisivos.

Quando saiu para os comprar, pensou que chegaria a casa com o bronze de modelo californiana dos anos 80 e a atitude assertiva de uma mulher a quem Sócrates dá dinheiro. Sentiu até uma gotinha de xixi a cair, tal a excitação de os ver na prateleira do supermercado. Comprou-os, transportando-os no saco opaco do Continente como quem sabe que transporta o fruto proibido, a chave para o Shangri-La, o encaixe que desencadeia a dinâmica do mecanismo que oculta o Graal.

Chegou a casa e introduziu-o. Saiu à rua, radiante por saber que saberia instantaneamente andar a cavalo.

Olhou para o lado e nada, nenhuma nova amiga francamente sub-vestida para o Inverno serrano, nenhum instrutor de ioga nu, nenhuma equipa de natação sincronizada em perfeita harmonia consigo própria. Até lhe doía a cabeça, sentia-se como que enjoada, maldisposta, irascível. Foi para isto que tentou, antecipou, que ansiou, investigou e determinou que seriam companheiros para a vida? E a jardinagem de cócoras com que tanto sonhara, tão realista como a senhora do anúncio do Neoblanc que se queixa de comprarem lixívias baratas numa casa de 3700m2 com vista para o Mediterrâneo grego?

Regressa a casa, agoniada, zangada, magoada, desiludida, como se toda a vida tivesse perdido o sentido, e escreve uma denúncia a publicar em todos os órgãos de informação. Começa assim:

“Sim, eu também fui violada pela Tampax”.

Anúncios
17 comentários leave one →
  1. Procópio permalink
    21 Janeiro, 2018 16:33

    “Sim, eu também fui violada pela Tampax”.
    A frase só adquire verdadeiro sentido se o Tampax for diminutivo para garanhão.
    Só então ele se poderia ufanar: “Ai como me sinto fresca!”

    Gostar

  2. José Ramos permalink
    21 Janeiro, 2018 16:43

    Brilhante !!!!!

    Gostar

  3. Procópio permalink
    21 Janeiro, 2018 16:46

    As atitudes das mulheres que recebem dinheiro tendem a ser mais passivas do que assertivas. Pelo menos é o que dizem os especialistas.

    Gostar

  4. Procópio permalink
    21 Janeiro, 2018 18:25

    Querem ver que o vitorcunha foi buscar uma menina do Não Te Prives – Grupo de Defesa do Direitos Sexuais chateada de morte por ter que usar o tampax.
    Ora, ora, de frustrações estamos nós cheios.

    Gostar

  5. Filipe Costa permalink
    21 Janeiro, 2018 19:25

    O Tampax devia ser preso, castrado e abatido.

    Gostar

  6. 21 Janeiro, 2018 19:51

    ehehehe
    Se fosse com Evax sentia-se limpa, sentia-se segura
    😛

    Gostar

  7. A. R permalink
    21 Janeiro, 2018 19:54

    Eu fui violado por um aplicador em bisnaga contra o hemorroidal. Qual a razão de não falar isso? Também o Vitor envereda pelo feminismo radical? Apliquei babygel ao miúdo preso dos intestinos! Isso fará de mim um violador?

    Gostar

  8. Artista português permalink
    21 Janeiro, 2018 20:17

    E não se pense que isso vai ficar por aí!…..Já saíram notícias de protestos – duma e doutro instalados bem juntinho à gamela do OE – a alertar para os perigos de previsível violação pelo Bloco Central! Ele aí está prestes a atacar, engendrado pelo tenebroso farsante dos afectos….

    Gostar

  9. Arlindo da Costa permalink
    21 Janeiro, 2018 21:45

    A culpa é do marxismo cultural! 🙂 Marx bem avisou 🙂

    Gostar

  10. carlos alberto ilharco permalink
    21 Janeiro, 2018 21:51

    Claro que sabe que o fluxo menstrual foi modificado (para anúncios) de vermelho em azul.
    Como benfiquista sinto-me contente, presumo que os portista ficaram chateados.

    Gostar

  11. Adriana Lima permalink
    22 Janeiro, 2018 08:32

    O vitorcunha é o melhor de todos, absolutamente extraordinário!

    Gostar

  12. Castrol permalink
    22 Janeiro, 2018 11:58

    Poético!

    A ironia é uma Arte…

    Gostar

  13. licas permalink
    22 Janeiro, 2018 15:44

    Como é?
    Portugal já saíu da CE? Que pretende castigar o Executivo da Venezuela.
    Entretanto 159 acordos foram firmados por Santos Silva e Jorge Arreaza,
    o qual afirma que Portugal será um aliado contra o “assédio” existente contra
    a Venezuela.
    Será que o nosso enviado prometeu algo?
    Como é, em que ficamos?
    Não será tempo de dizer basta de geringonçadas do Governo “mixto” que
    nos calhou*

    Gostar

  14. licas permalink
    22 Janeiro, 2018 16:16

    Como é?
    Será que o Sr. Augusto seguiu as indicações, nada subliminares do PCP, por
    meio do Avante onde o presidente Nicolás Maduro tem amigos do peito?
    Não será altura de dizer basta de tanta sem-vergonha?

    Gostar

  15. 22 Janeiro, 2018 17:35

    A sério: cuidado com os tampões. eles devem ser mudados regularmente.
    Uma americana-modelo usou um mais de 24 horas e já ficou sem as 2 pernas por ter uma infeção generalizada.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: