Saltar para o conteúdo

O que tu queres, sei eu!

2 Março, 2018

A mim não me enganas tu, Centeno.

*

 

Anúncios
12 comentários leave one →
  1. Procópio permalink
    2 Março, 2018 22:39

    “Sincerity – if you can fake that, you’ve got it made.”
    George Burns

    Os pulhíticos que temos são peritos em fingir sinceridade, é a partir da tramóia que eles conseguem muitas vezes os seus miserávais objetivos. O sem tino nem pulhítico é, limita-se a brincar com os números.
    A oligarquia europeia ainda vai tendo tempo para palhaçadas à falta de melhor.
    Consta que em Roma e Berlim sopra agora um vento frio que vem toldar o remanso dos foyers. Tempo dos senhores engravatados se questionarem sobre a melhor temperatura para lidar com os vassalos e lhes apertarem a coleira?
    Nem no Marriott hotel de Chantilly’s Westfields se podia prever os ziguezagues.

    Bons tempos em que a senhora Merkel sorria à malandragem enquanto negociava o inegociável.

    https://www.publico.pt/2011/02/26/jornal/angela-merkel-e-jose-socrates-vao-negociar-resposta-a-crise-da-divida-em-berlim-21430069

    Na tasca de Vilar de Maçada ouvem-se queixumes:
    “Já não há políticos como antigamente!”

    Gostar

  2. 2 Março, 2018 22:50

    O Centeno é algarvio.
    No Algarve há muitos mouros.
    O Costa veio da Índia.
    Na Índia há muitos mouros.

    Portugal nasceu a correr com os mouros.

    Gostar

  3. ANTONIO MANUEL PAIXAO AFONSO permalink
    2 Março, 2018 23:04

    nem a mim, centino.

    Gostar

  4. 2 Março, 2018 23:04

    Para os esquerdalhos um bom ministro das finanças é o que corta nas despesas do Estado necessárias à vida dos portugueses todos, principalmente dos mais pobres (assistência hospitalar, educação, etc.) e dá tachos no Estado aos camaradas do partido.
    É o que está a fazer o Centeno a mando do Costa.

    Gostar

  5. 2 Março, 2018 23:36

    O governo corta nas despesas do Estado e admite camaradas e amigalhaços no aparelho do Estado para não fazerem nada como os outros mercenários que admitiram noutros governos.
    Espero que venha um governo que corra com toda essa escumalha do Estado de uma vez por todas sem apelo nem agravo.
    Espero que na Itália as próximas eleições tragam um governo o mais à direita possível para se ir apertando cada vez mais o cerco aos destruidores da pátria portuguesa. Da terra portuguesa, da agricultura preciosa que já tivemos, da floresta que forrava as montanhas e fazia brotar água pura nas fontes das encostas……
    A alma portuguesa está doente.
    Falta respeito aos egrégios avós!
    Pela pátria lutar!

    Gostar

  6. Procópio permalink
    2 Março, 2018 23:45

    A conjura não nasce no sítio, o sítio é o local do aborto, a conjura é de raiz internacional.
    “Questionado neste dia, no final da visita de dois dias a Portugal, sobre o impacto da CGD no défice e se, a acontecer, poderá pôr Portugal novamente em Procedimento por Défice Excessivo (PDE), Dombrovskis afirmou que tal não deverá acontecer.

    Segundo o comissário europeu responsável pela área do Euro, sendo a recapitalização do banco público uma operação pontual, caso o seu impacto não faça o défice orçamental de 2017 “exceder substancialmente os 3% [do PIB]” e se em 2018 for previsível o “défice [ficar] claramente abaixo de 3%”, então Portugal não deverá voltar ao PDE.

    “Tipicamente [nestes casos] não reabrimos os procedimentos de défices excessivos e este parece ser o caso de Portugal”, afirmou Dombrovskis, à margem de uma visita às instalações da SIBS (a empresa gestora da rede Multibanco), na Amadora”.

    Gostar

  7. LTR permalink
    3 Março, 2018 14:01

    O senhor que manda na AT que passa coimas com despesas de correio e processamento pornográficas está preocupado com os cêntimos que lhes custa uma operação bancária, e o chefe dele, em estado de graça permanente, diz em plena AR que aprova a ideia do negócio da Santa Casa se correr bem, porque se correr mal já não apoia assim tanto. Sobre as taxas escandalosas cobradas pelos bancos a quem é obrigado a ter conta bancária e quase nada tem, contando os tostões, com incidências percentuais sobre os depósitos para além do que depois se pune nos tribunais como juros abusivos no jogo, nada têm a dizer e dos outros dizem que são neo-liberais.

    Gostar

  8. Leunam permalink
    3 Março, 2018 14:05

    Sr. David Rosa

    Estou plenamente de acordo com o Sr.

    Simplesmente, nos tempos actuais, a maioria da geração que governa e as que se seguirão estão de tal maneira contaminadas de esquerdite, internacionalismo e ignorância da realidade nacional passada e actual, que será quase impossível pôr o País nos eixos.

    Continuamos a ter uma Constituição rumo ao socialismo que, com o tempo, será do tipo venezuelano.

    A perda do Ultramar Português, tomado de assalto pela pirataria internacional, o desgoverno de mais de 40 anos e a lavagem cerebral das camadas mais novas, conduziram a nossa Pátria à perda da Soberania, ao endividamento abismal e a uma dependência completa daqueles que nunca nos quiseram bem e sempre nos exploraram.

    A ignorância da nossa História e até da Geografia nacional, a falta de vontade para a leitura que ajude a pensar, a falta de respeito pelo próprio e pelo outro, o comodismo e o egoísmo estão na base do estado a que o Povo português chegou.

    As novas gerações estão já, em muitos casos, mergulhadas em toda a espécie de vícios.

    E se a tudo isto juntarmos uma excessiva dependência do Estado que ronda os 60% da população, compreendemos que o acobardamento do Povo tem razão de ser. Se isto desatar à pancadaria … já se prevê resultado, visto que agora a actual pesada herança é de dívidas…

    Dívidas que resultaram do desgoverno e da compra de votos com dispêndio de dinheiro para obras muitas vezes inúteis ou não prioritárias.

    Temos dez modernos nos estádios de futebol mas não temos dinheiro para gastar na saúde dos portugueses. Como é?

    Gostar

    • 3 Março, 2018 17:14

      Também não temos dinheiro para gastar na manutenção dos estádios. Em uma trintena de anos serão interditados e em meio século umas ruínas que foram usadas menos vezes que os dedos de uma mão.

      Gostar

    • 3 Março, 2018 17:47

      Quando parece quase impossível pôr o país nos eixos é que estamos mais perto de o conseguir.
      É verdade que nos têm feito uma lavagem ao cérebro. A essência da política de Esquerda assenta nisso. A tomada do poder pelos marxistas e a política por eles seguida aguenta-se por isso. Os marxistas prometem o céu na terra e com isso convencem os malandros e iludem os pobres ignorantes. A ilusão cresceu no terreno do Marx e espalhou-se até aos confins da Terra. Onde começou primeiro foi onde faliu primeiro. É interessante verificar que essa ilusão hoje só prevalece em territórios muito distantes da origem. E nos países em que os marxistas conquistaram o poder só se mantêm em Regime de ditadura feroz com muita miséria para o povo que eles diziam defender.
      Se não fosse a lavagem ao cérebro com a comunicação social toda dominada pela escola esquerdista, não tínhamos chegado em Portugal a esta aberração de governo marxista numa Europa que prepara o salto para uma política livre de cabeças traumatizadas pelas ideias do Marx. A política que vai dominar no futuro olha para os seus territórios. Vai sacudir as políticas baseadas em ideologias estranhas provenientes de outros territórios. O Marx não era português nem francês. A política do futuro vai ser nacionalista.
      Em frente pois. Precisamos também em Portugal de olhar para a vida real dos portugueses e preparar as soluções justas para pôr o país nos eixos. Os portugueses justos e valentes devem unir-se e mobilizar-se para a transformação que é preciso fazer.
      Eles existem. Só falta uni-los e mobilizá-los.
      Uns poucos já o fizeram.

      Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: