Skip to content

1.993.921 razões para Passos não poder ser professor no ISCSP

18 Março, 2018

A contestação à contratação de Passos Coelho pelo ISCSP é um ajuste de contas com o anterior PM. Mas não só. Há que mostrar quem manda aos 1.993.921 portugueses que em 2015 votaram Passos.

Anúncios
7 comentários leave one →
  1. Procópio permalink
    18 Março, 2018 19:50

    Não são só os 1.993.921 portugueses que em 2015 votaram Passos. Existem os abstencionistas que ainda serão mais. esses também precisamde saber que, no sítio, disfarçado de democracia, sair fora do do pensamento único tem alto preço.
    Um dia será pago.

    Gostar

  2. Arlindo da Costa permalink
    18 Março, 2018 20:22

    A Drª Helena agora apoia-se na aritmética revolucionária.
    Não sabe que vivemos numa democracia representativa. Por acaso houve eleições para primeiro-ministro? Por acaso Passos Coelho sujeitou-se a um sufrágio universal para PR? Acha que quem vota ou votou no CDS-PP por acaso votou no Sr. Passos?
    O Sr. Passos teve simplesmente os votos que ganhou no seu círculo. Nada mais.
    Estamos em Portugal. Não na Turquia nem na França presidencialistas.

    Gostar

  3. 18 Março, 2018 21:20

    “…O seu idioma é a língua de pau do marxismo agora revista e a actualizada: não dizem luta de classes mas sim justiça social; já quase não falam de operários mas sim de comunidades”

    A Dona Helena não anda a prestar muita atenção ao “jornal” onde escreve as suas crónicas, pois não ?

    Gostar

  4. licas permalink
    18 Março, 2018 21:45

    Procópio PERMALINK
    18 Março, 2018 19:50
    Um simples Licenciado jamais pode ser titular de cadeira, qualquer que ela seja, de uma Universidade Pública ou Privada: exige-se Doutoramento. Depois da Licenciatura o candidato dispõe-se às provas de Mestrado no seguimento de aulas criadas para o efeito.
    “Um Mestrado é um grau de estudos avançados concedido por universidades em todo o mundo pela conclusão de estudos de pós-graduação numa dada disciplina. Os programas de mestrado normalmente levam entre um a dois anos a concluir e preparam mais aprofundadamente os seus diplomados para uma carreira no seu campo de eleição”
    Termina com a exigencia da apresentação final de uma dissertação. Se conseguir ser aprovado pode seguir-se o Doutoramanto que é uma prova – Tese de Doutoramento- exigente com o fim do candidato mostrar perante um Júri, capacidade plena para desempenhar actividade de Investigação na matéria escolhida.

    De nada servem, salvo erro, os tais 1.993.921 de portugueses, digo eu que sou
    um ignorante. . .

    Gostar

    • Jorge permalink
      20 Março, 2018 11:49

      E mais, para ser catedrático a sério é preciso ter prática de ensino efectivo, 5 anos, salvo erro, além da agregação. É preciso saber ensinar além de conhecer as matérias.

      Gostar

  5. 18 Março, 2018 22:44

    Perseguição praticada por gente parva e sacana.

    Gostar

  6. licas permalink
    20 Março, 2018 23:00

    MJRB PERMALINK
    18 Março, 2018 22:44

    Apenas limitei-me a elucidar as exigências requeridas a qualquer catedrático.
    Fiquei à espera de ser elucidado se estou enganado,
    Recolhi apenas epítetos , portanto não é, evidentemente, de ter em consideração.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: