Saltar para o conteúdo

Os cavalinhos à chuva e os safanões na incubadora

4 Outubro, 2018

Em Dezembro de 2004, Jorge Sampaio faz cair o governo de Santana Lopes. Alegou que
o país assistiu a uma série de episódios que ensombrou decisivamente a credibilidade do Governo e a sua capacidade para enfrentar a crise que o país vive. Refiro-me a sucessivos incidentes e declarações, contradições e descoordenações que contribuíram para o desprestígio do Governo, dos seus membros e das instituições em geral …”
A demissão do ministro do Desporto, Henrique Chaves, foi apresentada como uma crise insanável. A total descredibilização do executivo.
A cereja no topo do bolo foi segundo boa parte dos analistas nacionais o recurso de Santana Lopes à imagem da incubadora: «o primeiro-ministro Pedro Santana Lopes comparou, no domingo, o seu Governo a um bebé que está numa incubadora e a quem os irmãos mais velhos dão “uns estalos e uns pontapés”. A reacção foi considerada pela Presidência da República como “muito infeliz” ». Era um consenso nacional: jamais um primeiro-ministro usava imagens daquelas.

Catorze anos depois, o país vive como normalidade o caso de Tancos, os mortos de Pedrogão, as trapalhadas na CGD… Deve ser porque o actual primeiro-ministro em vez de usar incubadoras nas siuas imagens prefere expressões como “podem tirar o cavalinho da chuva

Anúncios
14 comentários leave one →
  1. Euro2cent permalink
    4 Outubro, 2018 19:51

    Mas foi muito engraçado ver toda a inteligência bem pensante – VPV incluído, se bem me lembro – a juntar-se à canzoada contra o Flopes.

    A modos que assim como o apoio da imprensa ao Trump em 2016, à escala da paróquia.

    Gostar

  2. 4 Outubro, 2018 20:29

    Sampaio demitiu Santana Lopes porque lhe convinha, e Marcelo não demite Costa porque não lhe convém. Num e noutro caso o país que se lixe – e lixa-se.

    Liked by 1 person

    • Artista Português permalink
      5 Outubro, 2018 11:17

      Um porque já tinha sido reeleito; outro porque quer ser reeleito. Tão simples quanto isto.

      Gostar

  3. 4 Outubro, 2018 20:47

    Vale tudo num país aonde um alto signatário da Nação trata o Presidente da República (Comandante Supremo das Forças Armadas) por Sr. Silva, publicamente…

    Portugal é hoje somente um país. Deixou de ser uma nação.

    Gostar

  4. lucklucky permalink
    4 Outubro, 2018 20:56

    2004 foi um Golpe de Estado. Sampaio nunca explicou em termos que a Constituição permite a dissolução da Assembleia da Republica.

    Liked by 1 person

  5. carlos alberto ilharco permalink
    4 Outubro, 2018 21:11

    O prejuízo que ele (Sampaio) causou ao país não pode ser medido em termos orçamentais.
    Já o prejuízo que ele causou à CML teimosamente não deixando construir as Torres do Colombo que depois ganhou o processo em tribunal esse pode ser medido.
    Se não me engano andou pelo meio milhão de euros.
    Devia ter sido ele a pagar.

    Liked by 1 person

  6. weltenbummler permalink
    4 Outubro, 2018 22:13

    fiava mais fino com Cavaco
    o entertainer de Belmiro não consegue estancar a etar do largo dos ratos.

    Gostar

  7. Rão Arques permalink
    4 Outubro, 2018 22:25

    Perante o circo de Tancos depois de já ter dito umas coisas ainda hoje a propósito e que não repito agora pergunto apenas.
    Não há por aí um jornalista que confronte em direto cara o cara ao Sr. Presidente da Republica e comandante supremo das Forças Armadas, e também o Sr. Doutor António Costa questionando se tiveram conhecimento ou de algum modo foram informados do encobrimento ou encenação, chamem-lhe o que quiserem, a que o senhor ministro Azeredo confrontado com o ouve-se e diz-se já respondeu negando qualquer envolvimento.
    Se mais ninguém for capaz berro eu daqui. Digam lá excelências.

    Liked by 1 person

  8. Procópio permalink
    4 Outubro, 2018 22:49

    Os géneros preferidos do tuga são a farsa, os sorteios de computador e os árbitros comprados. Das armas o tuga tem medo, nem quer ouvir falar, e se calham na mão dos fássistas?

    Liked by 1 person

  9. colono permalink
    4 Outubro, 2018 22:49

    Diz-vos um colono que fez a Guerra Colonial:

    Toda a catrafada de actuais generais de incubadora , não passam de meros fantoches!

    Carregados de medalhas até aos fundilhos compradas na Feira da Ladra…

    Gostar

  10. Procópio permalink
    4 Outubro, 2018 22:50

    A imagem do cavalinho na chuva é errada, tem estado muito sol. A imbecilização permite todo o tipo de farsas num sítio onde vivem demasiados idiotas e míopes.
    Lá fora olha-se para isto, designadamente para Tancos, como uma paródia. A descida ao precipício é lenta, nem precisa de ser programada.

    Liked by 1 person

  11. 5 Outubro, 2018 09:06

    Assim a quente, ocorre-me uma palavra: canalhas!

    Gostar

  12. JgMenos permalink
    5 Outubro, 2018 13:14

    É a seita maçónica que reconhece em acção as virtudes republicanas!

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: