Saltar para o conteúdo

Quem são e o que querem?

27 Janeiro, 2019

Quais foram os programas de inclusão criados para a comunidade chinesa? Eram ricos os imigrantes ucranianos quando chegaram a Portugal? Não. E os resultados escolares dos seus filhos quais foram?… Felizmente para eles ficaram livres do paternalismo libertador dos activistas. Os seus filhos empenharam-se mais na Matemática que nas dramatizações sobre os abusos de que os seus avós foram vítimas. Mais cedo ou mais tarde teremos de nos interrogar sobre os resultados da actividade dessas associações que ninguém escrutina, dos colectivos de um elemento e dos activistas-empresários da indignação. As políticas do ressentimento engrossam-lhes os curricula, garantem-lhes um modo de vida (em geral confortável) mas pouco ou nada de positivo parecem ter para apresentar como saldo da sua actividade

Sobre a opacidade destas associações veja-se ainda o alerta de Henrique Santos Pereira sobre o site da SOS Racismo: O máximo que consegui ver foi este separador, sobre nós, que não diz nada de essencial mas diz o que eu já calculava: uma associação de interesse público, que se está nas tintas para a informação do público.

E esta denúncia de Cristina MIranda: o  que está verdadeiramente por trás desta “associação” afinal? Bem, numa pequena pesquisa, encontrei um manifesto de 2017, subscrito João Delgado, Kitty Furtado, Mamadou Ba e Sadiq S. Habbib  onde preto no branco (ups! será esta expressão racista?) é pedido no ponto 2: “A desmilitarização imediata da polícia, e o fim imediato das operações do CIR (Corpo de Intervenção Rápida) nos nossos bairros, como primeiro passo rumo à abolição total da PSP e GNR, e sua substituição por mecanismos de garantia da segurança colectiva, baseados nas comunidades”

Anúncios
44 comentários leave one →
  1. 27 Janeiro, 2019 14:20

    Não tenho conhecimento de grupos de nepaleses, ucranianos, romenos, indianos, chineses, muçulmanos, entre outros, vivendo em Portugal, provocarem distúrbios, praticarem agressões, atearem fogos, cometerem crimes, invadirem espaços públicos, criarem e defenderem guetos, com o único objectivo de provocarem, desestabilizarem, amedrontarem e deixarem “avisos” para as suas existências conflituosas. Por que será que tal acontece só com os negros, vulgo pretos ?

    Liked by 3 people

  2. JCA permalink
    27 Janeiro, 2019 14:22

    Helena
    (estimada, como todo de opinião, ´live and let live’)
    .
    se todo o País por mais elito ou analfabeto imediatamente compreendeu que duma zaragata (quiçá com alcool e não só, odios e vinganças entre zaragateiros, normal em qlqr cena de tareia vulgo porrada)
    .
    que chamaram a Policia para apaziguar como sucederia entre brancos/amarelos ou pretos e pretos/amarelos ou brancos,
    .
    no Jamaica (nome dum popular cabaret do Cais Sodré) é imediatamente acomodado por qualquer Português não-bovino e não alheio a corriqueiras chico-espertices académicas que ‘vendem tretas supostamente populistas para enriqucer sem trabalhar ou merecer’,
    .
    porque embarca numa ‘discussão do sexo dos anjos supostamente antrológicas-sociologicas-‘racistas’ que não têm ponta por onde se pegue ??
    .
    Quando se diz que Portugal é um País com mil anos quem acredita que a esmagadora dos nascidos aqui não acumulam a sabedoria, a manha e a cultura de 1.000 anos rejeitando modas de ´condutores da humanidade’ ? Só mesmo teoricos de universidades a anos-luz dos prático/operacionais/realistas sem ter 16-20’s nas Faculdades….
    .
    (note que sem qlqr remorso ou complexos existenciais contra ou a favor já fui expulso na Rodesia (por acaso armado e fardado), na Alemanha/França por ser moreno filho de pais branquissimos, a cuja ignorancia ripostei ocasionalmente com um sorriso sincero, ou seja marimbei-me tal gente complexada)
    .

    Gostar

  3. JCA permalink
    27 Janeiro, 2019 14:28

    Onde se lê “já fui expulso na Rodesia (por acaso armado e fardado), na Alemanha/França por ser moreno filho de pais branquissimos,”
    .
    deve ler-se “já fui expulso na Rodesia (por acaso armado e fardado), na Alemanha/França, e em independentes Congo, Tanzania, Camarões, Gana and so on por ser moreno filho de pais branquissimos mas moreno .)))”

    Liked by 1 person

  4. JCA permalink
    27 Janeiro, 2019 15:00

    .
    De tal forma é a demagogia no tema que duma cena so de porrada entre num bairro qualquer politicamente já se vai na qualidade das casa duma que consideram racicamente minoria.
    .
    E os outros brancos/pretos/amarelos ou morenos de olhos car«tanhos/verdes/pretos/azuis que uns vivem na rua, outros em tugurios por essas cidades e serras fóra ?
    .
    E outros brancos/pretos/amarelos ou morenos de olhos car«tanhos/verdes/pretos/azuis que foram penhorados pelas Finanças ou aliciados pela Banca para futuros penhorados ?
    .
    Politicamente etc etc etc etc.
    .
    Que *merda é esta ?.
    .
    É claro que civilizacionalmente esta coisa falha por tudo quanto é sitio o que sugere revertendo para politicos&acompanhantes em profissão …. de longe sem unhas para aguentarem o Sistema,
    .
    o que alguns já chamam de traição à Democracia e Liberdades contra os que os acusam de populismo. Mas soluções ? Tá quieto.
    .

    Gostar

  5. JCA permalink
    27 Janeiro, 2019 15:10

    .
    Por exemplo durante os ultimos 40 anos nenhum Politico Portugês ou Partdo ou Associados na Comunicação Social teve a coragem ou capacidade politica ou descernimento para afirmar publicamente o que o 1º Ministro Francês disse e reconheceu oficialmente publicamente em Yvelines:
    .
    “o SISTEMA FISCAL é desnecessariamente muito complicado, mesmo duma complexidade horrivel. Tem de ser forçosamente muito mais simples e adaptado ao undo de hoje’
    .
    Ora a classe politica e certo capitalismo em palco em Portugal são seguidistas do modelo de estado napoleonico rejeitando quaisquer . Está tudo dito sobre as perspetivas ….
    .

    Gostar

  6. JCA permalink
    27 Janeiro, 2019 15:19

    .
    Ora depois desta caldeirada anarquica no Sistema, tudo está revoltado contra o Sistema e uns contra os outros;
    .
    empregados, funcionarios publicos, empresários, mães, investidores, filhos, ministros, pais, jovens, presidentes, desempregados, reformados etc
    .
    E o Sistema está à espera de quê ? Da Nª Senhora de Fatima ?
    .
    Este texto nem de longe tem intenções panfeletárias, apenas alertar máximo para ajustes fundamentais para evitar o caos persecutório nas ruas, ou seja o poder cair na rua como no fim do salazaro-caetanismo.
    .
    Naturalmente façam como quiserem como fez Salazar e Marcelo.
    .

    .

    Gostar

    • 27 Janeiro, 2019 18:22

      Por falar nisso(sra de fátima) aquele senhor que diz ser representante máximo(lol) da República esteve hoje(ou ontem) no Panamá para mais uma missa do sr chico,e pronto basicamente é isto,ah e dizem que vamos ter a tal festa dos jovens em 2022(mas parece que não é no seixal).

      Liked by 2 people

  7. JCA permalink
    27 Janeiro, 2019 15:31

    .
    A proposito do tema, os politicos espanhois, mais sagazes como outros europeus, para os automobilistas (todos usam usam Colete Amarelo ou Gilet Jaune), em várias auto-estradas:
    .
    30% desconto de dia e grátis de noite
    .
    Então a geringonça, (com arames e desperdicio imiar e fazer igual ao melhor), Centeno ou Costa, não fazem uma Amnistia Fiscal para dividas até 200.000 € ? Passos foi o maior para o Povo? Socrates foi melhor ?
    .
    Andam a flutuar no limbo ? Na torre de marfim ? Sem os pés assentes na terra ? À espera de milagres eleitorais ?
    .
    Mexam-se.
    .

    Gostar

  8. EMS permalink
    27 Janeiro, 2019 16:06

    “quais foram os programas de inclusão criados para a comunidade chinesa? Eram ricos os imigrantes ucranianos quando chegaram a Portugal? Não. E os resultados escolares dos seus filhos quais foram?”

    É um bocado estanho ver a Helena Matos a glorificar os sistemas de ensino da União Soviética e da Republica Popular da China.

    Gostar

    • Velho do Restelo permalink
      27 Janeiro, 2019 16:17

      Penso que ela se refere a “programas … em Portugal” ! Sim, quem não andar muito distraído já deve ter notado que “não somos todos iguais”! Mesmo entre imigrantes há diferenças colossais, sobretudo na forma como educam os filhos. Creio mesmo que haverá factores genéticos na coisa … mas isso é demasiado perigoso falar mesmo aqui !

      Liked by 1 person

      • Luis permalink
        27 Janeiro, 2019 18:13

        Na minha terrinha natal noto essas diferenças. Os de Leste integram-se muito bem, frequentam os cafés e criam laços de amizade com portugueses. Os chineses não dão problemas a ninguém mas não se integram assim, não frequentam espaços públicos como cafés. Há dias assisti a uma discussão entre um brasileiro que dizia que tinha votado Bolsonaro e que o socialismo não funciona, e um grupo de descendentes de angolanos para quem o Lula é um herói e que defendiam com unhas e dentes a extrema-esquerda. O brasileiro era descendente de índios da fronteira com o Paraguai, e viu-o defender a Direita como nunca vi ninguém do PSD ou CDS em Portugal.

        Liked by 2 people

      • 27 Janeiro, 2019 18:29

        “O brasileiro era descendente de índios da fronteira com o Paraguai, e viu-o defender a Direita como nunca vi ninguém do PSD ou CDS em Portugal.”————————-tempos estranhos estes não é?mas convém entendermos(para não irmos na treta como muitos vão) que nem psd(social democracia) nem cds (centrismo neo-franciscano ou lá o que é) são de direita,só o são na boca daquela gente alucinada lá no pcp e no bloco-coiso.Agora perguntem lá,então afinal onde para a tal direita?Não há,a não ser alguns arremedos que andam por aí a tentar fazer o lugar.

        Liked by 1 person

  9. Velho do Restelo permalink
    27 Janeiro, 2019 16:46

    Se a lei tuga permitisse o registo da origem étnica, os iluminados das “Ciências Sociais” poderiam efectuar estudos comparativos mais fundamentados, que poderiam demonstrar certas evidências (demasiado inconvenientes para alguns), que alguns de nós intuímos, tais como :
    – Os jovens africanos são mais conflituosos e propensos ao desenrasque (leia-se viver à conta do trabalho de outrem).
    – Os jovens asiáticos são mais disciplinados e independentes. Normalmente bons alunos em matemática e tecnologias.
    – Os tugas situam-se algures entre os dois tipos anteriores.
    Dos casos Europa do Leste e Brasil não tenho opinião formada.

    Liked by 2 people

    • Luis permalink
      27 Janeiro, 2019 18:08

      Espero que nunca venhamos a ter nada disso, pois seria o primeiro passado para termos o BE a exigir quotas nas Universidades, política e empresas.

      Liked by 1 person

  10. Artista português permalink
    27 Janeiro, 2019 17:14

    A mim já nada surpreende anão ser a hipótese do homem de Belém poderá eventualmente recandidatar-se mas sempre com o aval do papa Francisco. É destas beatas que eu gosto porque sempre me surpreendem. Mas atenção geringonça (não sei se ela vai ouvir pois não sei se ainda vive): esta beata vai fazer-vos a vida negra, a não ser que ela veja alguma hipótese de se alapar talqualmente o senhor da China.

    Gostar

    • 27 Janeiro, 2019 18:32

      O homem de belém prefere o socialismo (seja o indiano ou outro) às outras alternativas no “mercado”,pois o que é o sr Chico papa senão um jesuita socialista??

      Liked by 2 people

  11. Leunam permalink
    27 Janeiro, 2019 17:24

    Eu tenho uma máxima:
    “Quem não tem nada que fazer chateia os outros”.

    Pretos, brancos, amarelos, morenos mais escuros ou clarinhos:

    Ensinem-lhes uma profissão, dêem-lhes trabalho condigno e a responsabilidade correspondente.

    Ajudinhas, subsídios e esmolinhas: ZERO, ZERO, ZERO.

    Recalcitram e não querem:

    Cadeia COM TRABALHOS FORÇADOS POR 5 ANOS.

    Há muita mata para limpar, muito caminho e muita casa para reparar.

    Ganhar o pão de cada dia com o suor do rosto, estou certo que é por aqui o caminho.

    Liked by 2 people

  12. Luis permalink
    27 Janeiro, 2019 17:25

    O meu concelho natal tem uma enorme comunidade do Leste europeu. Já reparei que não pedem alojamento social e partilham a casa com casais amigos sem qualquer problema, para pouparem dinheiro. Se ficam sem trabalho não os vejo pedir subsídio, correm meio mundo para arranjar outro trabalho. São muito exigentes com os filhos na escola e queixam-se que o ensino em Portugal por vezes deveria ser mais exigente. Não os vejos falar de política mas parece-me que são quase sempre de Direita pois têm noção do que foi o comunismo.

    Liked by 2 people

  13. Velho do Restelo permalink
    27 Janeiro, 2019 17:31

    Algo sinistro está a ser montado nas nossas barbas, mas tal como nas pedreiras, pontes e incêndios florestais o tapete é grande e a vassoura ligeira!
    No site da associação SOS Racismo, pode ler-se um artigo que exprime bem a forma de pensar destes sujeitos.
    Por duas vezes referem a frase “…independentemente das circunstâncias …”, para pedirem justiça.
    Alguém terá de explicar a estes sujeitos, numa linguagem que eles entendam, que o apuramento da verdade para fazer justiça, numca poderá ser independente das circunstâncias!
    As circunstâncias e o contexto são parte do caso, e muito do que aconteceu foi consequência das “circunstâncias”!
    Será que africano não consegue entender o princípio básico da “ação / reação” ou 3ª Lei de Newton ?
    É estranho, pois no fotebol (onde eles dão cartas) ela está bem presente.

    Mais grave, é o caso do vereador da protecção civil da CM de Setúbal, que alinha no movimento anti-autoridade policial, afirmando que a existência duma esquadra da PSP no bairro da Bela Vista, é a causa dos incidentes naquele bairro.
    Ou seja, segundo ele o alvo é o culpado por existir!
    Seguindo o mesmo raciocínio, os assaltos a caixas multi-banco deviam resolver-se suprimindo as ditas, deixando em paz os assaltantes.
    Da mesma forma, a violência doméstica resolve-se acabando com o casamento ou qualquer outra forma de concubinato!
    Acho que o Costa também segue essa lógica. Tem-se esforçado mais a perseguir os proprietários agrícolas do que os incendiários.

    Liked by 2 people

    • 27 Janeiro, 2019 18:34

      Realmente não é necessário a este país inimigos de fora(para além dos que já temos) pois temos muitos imbecis(de todas as cores) a fazer o lugar.

      Liked by 2 people

    • Sem Norte permalink
      28 Janeiro, 2019 00:15

      Anos atrás um juiz de um tribunal do Porto mandou retirar a caixa multibanco do edifício do tribunal por ter sido assaltada, e ninguém se admirou ou questionou. Retirar a causa em vez de resolver o problema. as pessoas andam adormecidas.

      Liked by 2 people

  14. Luis permalink
    27 Janeiro, 2019 18:06

    A Esquerda, por questão de estratégia política, precisa de trazer estes fantasmas para desviar do espaço da discussão pública a discussão de ideias relativas ao modelo de Estado que temos e a sua sustentabilidade. No discurso instalado, alimentado pela Esquerda com a conivência da generalidade da comunicação social, Universidades e «intelectuais», os «bons» são de Esquerda. Os «maus» são de Direita. Os «maus» embora não admitam têm racismo, são homofóbicos, machistas e misóginos. Os «maus» não gostam de animais nem de ambiente. Os «maus» gostam de castigar o povo com austeridade, impostos altos e cortes. Os «maus» são «muito maus» e querem que a Saúde e a Educação seja só para ricos. Como Portugal não tem nenhum partido nacionalista com qualquer apoio ou expressão, nos últimos tempos precisaram de fabricar «fascismos» e «ameaças fascistas», aproveitando o episódio esporádico do Machado na TVI e agora este caso isolado num bairro problemático da Margem Sul. O BE nestes coisas faz o favor ao resto da Esquerda e dá o corpo às balas, assim o PS e o PCP ganham simpatias de massas suburbanas e de «intelectuais» burgueses e quem se queima perante o «povo ignorante» é o BE. Mas há o objectivo comum de tentar manter a ideia de que os da Direita são «maus», e neste caso específico, que a Direita é «racista». Por isso se alguém do PSD, CDS ou Aliança tentar discutir esta questão terá logo à perna centenas ou milhares de «activistas» à espera da primeira oportunidade para dizerem que a Direita é «racista». Para que não sejam tema a degradação da CP ou do SNS, o elevado custo de vida face à realidade espanhola, o elevado custo dos bens e serviços, ou os escândalos que envolvem banca e políticos, vamos saltando de polémica em polémica. Hoje o bairro do Seixal, amanhã a homofobia, depois os direitos das mulheres, a seguir os cães e os gatos.

    Liked by 4 people

    • becas permalink
      27 Janeiro, 2019 18:16

      Completamento de acordo eu subscrevo na totalidade o post

      Gostar

      • 27 Janeiro, 2019 18:36

        Mais que certo,aí está quase todo(quase todo porque há mais infelizmente para este país)o busilis da questão.

        Liked by 1 person

    • 27 Janeiro, 2019 18:41

      “Por isso se alguém do PSD, CDS ou Aliança tentar discutir esta questão terá logo à perna centenas ou milhares de «activistas» à espera da primeira oportunidade para dizerem que a Direita é «racista».”————————-E os “média”,na sua maioria, cá do burgo(que em teoria deviam ser neutros e objectivos mas afinal seguem é as agendas de seus donos,tal como no resto da Europa ocidental)

      Liked by 1 person

  15. Luis permalink
    27 Janeiro, 2019 19:15

    Será que podemos falar do bullying que os filhos dos proprietários sofrem em algumas escolas públicas alentejanas?

    Será que podemos falar das notas puxadinhas para baixo dos alunos «ricos» no Alentejo, em algumas escolas públicas, com o pretexto que não participam nas aulas ou que chegam 5 minutos atrasados? E que depois nunca conseguirão ingressar em certos cursos porque não podem mudar a média interna do Secundário? E que para escapar a esta sina alguns pais sao obrigados a pôr os filhos em escolas privadas?

    Gostar

    • JCA permalink
      28 Janeiro, 2019 00:42

      .
      E ha pior, chumbarem os alunos no 11º ou 12º ano, ricos remediados (como chamam à classe média tuga) ou pobres para não se chatearem a justificar ao Ministerio da Educação a incompetencia de criarem turmas com notas negativas anormais. E não venham com as narrativas dos por isto e por aquilo para se desculparem não hesitando considerar arogantemente (por serem Funcionarios Publicos ? Nem acreditaria) os idiotas.
      .
      E ‘mais’ pior,
      .
      todas as gerações com mais de 60 anos tiveranm acesso às Universidades que escolhream com média do 7º ano superior a 10 (e dispensdas de exame de admissão à Universidade se tivessem media de 14 ou superior, e no PREC até passava tudo). Isto é,
      .
      essas gerações classificam-se a si proprias de burras porque no seu parecer de ‘elite’ as mais jovens precisam de 17 a 20 valoes para entrarem nos mesmos cursos que eles,
      .
      e mais assumem a responsabilidade de cortarem as pernas e o furo dos mais jovens proibindo-lhes a tool duma formatura universitária ??
      .
      Argumentam que os impostos reais (ha muitos que são meros descontos ao recebido do Estado, impostos mortos para ‘inglês ver’) pagos pelos outros não chegaria para tanta Universidaee Publica e Professores. Mas é metira, descubram porquê e como isso se resolveria até com menos impostos :))
      .
      Não sei nem me interessa se é a Esquerda, a Direita, o Centro ou as Extremas duns ou doutros (afinal ‘meia duzia pessoas’) que tem a culpa. Interessa é acabar com estas ‘igualdades, solidariedades e lutas a favor dos pobrezinhos’ :))
      .

      Gostar

  16. Luis permalink
    27 Janeiro, 2019 19:21

    Coisas que ninguém tem coragem de dizer.

    1) A ocupação daqueles prédios tanto quanto se sabe não foi legal. O proprietário deu autorização e contrato de arrendamento? Deu? Que se saiba não, por isso quem lá mora até deveria pensar muito bem que teve uma sorte do caraças de conseguir ficar ali.

    2) Como têm água canalizada, electricidade e outras coisas se não têm contrato de arrendamento com ninguém? Hoje em dia em Portugal o comum dos mortais só costuma conseguir estes serviços com contrato carimbado pelas finanças.

    3) Na maior parte dos países desenvolvidos os imigrantes não podem pedir habitação social nem outros apoios sociais, só o poder fazer depois de já terem a cidadania do país, ou seja, ao fim de muitos anos a trabalhar/viver no país e a pagar impostos e a fazer descontos. É que fiquei com a sensação que o Estado português tem obrigação de dar casas a quem é imigrante.

    Gostar

    • Velho do Restelo permalink
      27 Janeiro, 2019 22:06

      Luis, por acaso já tinha colocado essas questões no post da Helena “Para memória futura” de 22 Jan., com esperança que uns visitantes esquerdelhos que frequentam este blog, tivessem disponibilidade para responder. Mas a malta daqui por vezes insulta-os e eles ficam inibidos :).
      A CM de Setúbal, tem uma campanha para “reciclar” antenas (ver site oficial). Pelo menos já sabemos para onde vão as parabólicas, mas continuo a não saber se funcionam a pilhas ou se é só para dar um estilo hi-tech ao mamarracho!

      Gostar

  17. 27 Janeiro, 2019 20:03

    A Helena Matos é muito mais inteligente que os textos que aqui reproduziu. É alguém que me habituei a admirar pelo sentido crítico na análise das situações. Razão porque este texto me desiludiu imenso. Comparar a imigração de comunidades analfabetas ou semianalfabetas, com a bem preparada academicamente comunidade do Leste é desonesto e não faz jus ao seu sentido crítico. No entanto convém lembrar a criminalidade altamente organizada das máfias do Leste que aqui operaram e operam, com extrema violência, que fazem os arruaceiros das Jamaicas do país parecerem uns anjinhos. Quanto à comunidade chinesa sempre foi uma comunidade extrema fechada, chauvinista, muito bem suportada pelas suas organizações e muito ajudadas pelo seu país de origem, e que obtiveram do Estado Português grandes incentivos fiscais para instalarem as suas lojas que servem de frente da imensa produção do seu país. A comparação não faz jus à sua inteligência.

    Gostar

    • Luis permalink
      27 Janeiro, 2019 20:10

      Importa referir que os países de Leste têm entre si diferenças. Essa criminalidade que refere, parece-me, estava mais associada a pessoas da Ucrânia, Geórgia, Moldávia, Albânia ou Bósnia, que nem sequer estão na UE. Além disso tem a questão daquele povo que saiu da Roménia. De resto, os polacos, bulgaros ou romenos parecem-me bastante integrados e pacíficos.

      Gostar

  18. José Ramos permalink
    27 Janeiro, 2019 22:24

    Uma comunidade apascentada tende a transformar-se em gado e uma organização que apela ao “primeiro passo rumo à abolição total da PSP e GNR” tende a ser um coio de bandidos.

    Liked by 2 people

  19. Luis permalink
    27 Janeiro, 2019 23:41

    Pronto.

    https://www.dn.pt/edicao-do-dia/23-jan-2019/interior/mamadou-ba-portugal-e-um-pais-muito-racista-10473938.html?utm_source=dn.pt&utm_medium=recomendadas&utm_campaign=beforeArticle&_ga=2.30129529.756542147.1548632143-478891576.1548632142

    O caldo está entornado e este senhor não percebe o mal que está a fazer aos imigrantes em Portugal sejam eles donde forem ao ter este discurso.

    Vai haver eleições e a estratégia do BE já cheira mal. Arranjar maneira de fabricar uma Direita «racista e xenófoba» que na realidade não existe mas que tem de ser fabricada porque afinal a Direita são os «maus». Normalmente o BE dá o corpo às balas nestas coisas e o PS e o PCP colhem parte dos louros mas sem se «queimarem». Veja-se o caso das touradas, e a posição do PCP… a Direita ficou com a imagem de «maus» que «gostam de ver animais maltratados», o BE e o PAN deram o corpo às balas e o PCP não ficou mal visto no Ribatejo… vejam também o caso da eutanásia e a posição do PCP. O BE e o PAN tornaram-se o soldado kamikaze da Esquerda.

    Gostar

  20. Luis permalink
    27 Janeiro, 2019 23:57

    O BE precisa disto para ter acesso ao poder. São as políticas de identidade do marxismo cultural. O PCP é uma relíquia de museu, quase seita, com tendência a ter uma morte lenta. Com a queda do Muro de Berlim e da URSS, a desinsdustrialização do Ocidente e a melhoria das condições de vida o discurso do PCP já não colhe muitos eleitores. Já o BE canta outra cantiga, que aprendeu nas Ciências Sociais. Dividem a sociedade em oprimidos e opressores, e atribuem a cada grupo uma identidade e um estilo de vida. Os oprimidos são normalmente mulheres, indivíduos com ascedência de outros continentes, praticantes de outras religiões que não o cristianismo ou o judaísmo ou «lgbts». Os opressores são homens caucasianos heterossexuais e cristãos. Entretanto surgiram novos grupos oprimidos, as «vítimas dos turistas» (os esquerdistas dizem que não são turistas mas viajantes, quando um comunista ou comentador de TV vai a Paris é viajante, mas o cidadão comum é turista) ou os nacionalistas catalães e bascos. Identificados os grupos é dividida a sociedade, tem de ser dar a impressão que se «defendem e protegem» os oprimidos dos ataques vis dos opressores. E assim surgem as legislações das quotas, as proibições de abrir alojamentos locais (mas tal não se aplica aos hotéis…), os apoios públicos a associações que para se manterem e justificarem vão tentando mostrar que Portugal está cheio de racistas ou de homofóbicos. É disto que vivem partidos como o BE e o Podemos em Espanha.

    Liked by 1 person

  21. Jornaleco permalink
    28 Janeiro, 2019 00:28

    @Luis, 27 Janeiro, 2019 18:13

    Citação: “[…] O brasileiro era descendente de índios da fronteira com o Paraguai, e viu-o defender a Direita como nunca vi ninguém do PSD ou CDS em Portugal.”

    Pois é, caro Luís. A razão, a inteligência, a justiça, a liberdade, a bondade, está do lado do dito brasileiro. Tudo está. Que homem valente e inteligente.

    A esquerda anda, faz muitos anos, em guerra connosco. Sem o dizer abertamente, tudo foi preparado, para chegar onde estamos. A mesma esquerda não merece a democracia, porque nunca respeitou a consciência livre do próximo, e só veio para tornar-nos escravos dessa canalha. O termo canalha não pode ser insulto. Eles mentem como lhes apetece.

    Este belo país precisaria duma nova constituição. Mas eles nunca o irão permitir.

    A estratégia do PSD e do CDS deve mudar.

    V. Exa sabia, ou sabe que um dos fundadores do PSD vai aos encontros dos chamados “Bilderberger” (grupo de maçónicos), que querem governar sem perguntar o povo, que ordena? Esse tipo era dono de um canal de televisão ou ainda é. E esse traidor, já não quer saber nada da nossa pátria, e dos valores augustes, que a construiram. Agora obedece a burros, que andam por aí a contar fabas, e que o dia das nações acabou. Sem nos perguntar, se estamos de acordo ou não. Idiota(s). A esquerda na Alemanha, do PSD alemão até aos comunistas, estão todos de acordo. A nação alemã já não existe. Todos podem imigrar para lá. E quem vai, são sobretudo muçulmanos, que odeiam toda a esquerda. Vai ser linda, de aqui uns anos.

    Viva a nação portuguesa, viva Portugal.

    E a esquerda traidora, que se ponha andar fora de aqui. E o PSD e CDS também, se não quererem mudar a cantiga. O futuro, a este ritmo, não vai ser risonho para muitos.

    Gostar

  22. 28 Janeiro, 2019 11:11

    Essa de substituir as forças policiais ” por mecanismos de garantia de segurança colectiva baseados nas comunidades ” está muito bem apanhada!

    Talvez as comunidades ( o que são? quem as define ? quem as lidera ) possam criar os seus próprios regimentos de cavalaria. Dúvidas não restariam de que, assim, a respectiva segurança ficaria mais bem assegurada!

    Gostar

  23. Porreiro Pá permalink
    28 Janeiro, 2019 11:40

    Domingo, 27 de janeiro de 2019 numa mesa da TPA 3 ou 4 pessoas falavam sobre determinados temas: vejo Dr. ou professores doutores «pretos» a serem ultrapassados por brancos nos empregos. Não vejo nenhum «preto» nos Bancos. A utilização dos telefones por crianças está proibida. Erros de ortografia são constantemente seja por criancas ou mesmo professores doutores.
    Sou branco, não me preocupo com o racismo mas somente pela boa educação. Os meus melhores amigos «pretos» encontrei-os num estabelecimento do ensino superior. São bem formados, literariamente e educacionalmente.

    Gostar

  24. Arlindo da Costa permalink
    28 Janeiro, 2019 17:11

    Para substituir esses mecanismos de defesa eu sou mais pela auto-defesa. Que cada um compre uma arma. Como nos EUA:

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: