Saltar para o conteúdo

Tomar nota

2 Junho, 2019

“Movimento Zero. Cinco mil polícias evitam intervenção nos bairros problemáticos. »Foi assim que começou em França a formação dos que hoje são designados como territórios perdidos pela República. Primeiro a policia foi criticada, diabolizada e condenada. Depois a polícia passou a entrar nessas zonas apenas em momentos especiais.  Os habitantes pediam polícia. A França mandava-lhes activistas, socióĺogos e mediadores culturais. Os habitantes e as ruas desses bairros ficaram sob o jugo de imans radicais, líderes de gangs, grupos criminosos. Hoje a polícia não só não entra nesses territórios como se discute a sua militarização. Aliás na França de Macron (note-se na França de Macron não na Hungria de Orban) os militares são cada vez mais chamados a manter a ordem nas ruas. Desautorizar as polícias tem custos. Os primeiros a pagá-los são os habitantes desses bairros ditos problemáticos. O segundo é o país no seu todo.

Anúncios
5 comentários leave one →
  1. Jornaleco permalink
    2 Junho, 2019 17:51

    Segundo os padres da esquerda fascista o mal não existe.

    Mas, se alguém der uma bofetada num desses da esquerda, já não é bem assim.

    Enquanto o mal recair sobre o vizinho e não sobre o da esquerda fascista, está tudo bem.

    A hipocrisia pertence totalmente à igreja do ateu. Foi aí inventada.

    P.S.:
    A Alemanha vai a caminho da França.

    O ódio contra os judeus sobe e sobe. As putas da esquerda calam-se, nada dizem, nada fazem, pelo contrário, querem ainda mais bárbaros muçulmanos a odiar judeus e cristãos, e ateus também. Eles odeiam todos que não são como eles, os insensatos bárbaros muçulmanos sem qualquer cultura digna desse nome.

    E o que é que a puta da esquerda fascista aconselha ao judeu na Alemanha? Esconder na vida pública que é judeu? Sim, um membro do governo afirmou mesmo isso, acabou de o afirmar estes dias. Até agora ninguém lhe deu uma bofetada na cara, por arrogar-se dizer tal maldade.

    E o que é que o porta-voz da Merkel, esse idiota, disse acerca do problema? Negou a existência dele. Passou para a teoria, não perdendo nem uma vírgula sobre a realidade cruel. E os jornalistas presentes? Todos cobardes e mentirosos também.

    Qualquer criança honesta sabe-o. O muçulmano odeia o judeu. É assim em França, na Alemanha, por todo o lado.

    O Guterres, o Vitorino, o Costa precisavam uma sova bem grande, nesse(s) corpo(s), esses filhas da puta. A traição é grande.

    P.P.S.:
    Entretanto o Macron sofreu uma grande derrota acerca da igreja de Notre Dame em Paris, que roubaram aos católicos, esses filhos da puta.

    Viva Ceuta. Ceuta continua a pertencer a Europa.

    Liked by 1 person

  2. santos permalink
    2 Junho, 2019 18:31

    a estupidez de quem nos governa e tambem daqueles que os elegem …

    Gostar

  3. A. R permalink
    2 Junho, 2019 20:33

    Mais sociólogos, mais tolerância, mais dinheiro, mais integração, menos polícia pois ela excita o pior nestes meninos … vai resolver. Não foia aplicada em doses suficientes: “a diversidade é a nossa força” … não esqueça

    Gostar

  4. 2 Junho, 2019 20:43

    Desautorizar a polícia é uma tolice. Ponto.
    Isso dos mediadores, dos sociólogos e dos imans protofascistas, já é outro assunto.
    O Órban não desautorizou a polícia? isso é o que veremos…

    Gostar

  5. Procópio permalink
    2 Junho, 2019 23:18

    Por cá segue-se a programação antiga.
    Longe dos nossos olhos ela muda com rapidez…

    Aguardemos os próximos tempos com interesse.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: