Saltar para o conteúdo

Estado, Comunicação Social e apoios públicos

20 Maio, 2020

No próximo Domingo (24/Maio) às 21h00 terá lugar um debate online sobre “Estado, Comunicação Social e apoios públicos”. Os participantes já confirmados são:

  • Helena Garrido – Jornalista
  • António Carrapatoso – Accionista do Observador
  • Eduardo Cintra Torres – Autor e Investigador
  • Nuno Gouveia – Consultor de Comunicação
  • Paulo Rego – Administrador da Global Media

O debate terá transmissão em directo aqui:

LiveMedia

A não perder!

27 comentários leave one →
  1. Rão Arques permalink
    20 Maio, 2020 10:32

    Porque será que Costa/Centeno/Marcelo não promoveram um debate antes de decidirem critérios de atribuição?
    Marcelo, como de costume lava as mãos da mixórdia onde se meteu até ao pescoço, mas vai mandar apurar.

    Liked by 1 person

  2. Weltenbummler permalink
    20 Maio, 2020 10:39

    com estes ratos nada sobra
    ‘eles comem todos’

    Gostar

  3. chipamanine permalink
    20 Maio, 2020 10:53

    Escrevi no post anterior. A isentona Comunicação Social(ista) já foi comprada e amarrada pelos 15 milhões oferecidos para propalarem as suas Fake News a favor do “patrão”, do DDT do momento..

    Gostar

  4. Albino manuel permalink
    20 Maio, 2020 14:46

    Vitor Cunha é que dava um excelente inspector da DGS – não falo da Direcção Geral de Saúde ; para defesa do liberalismo, naturalmente.

    Como os tempos são outros, dedica-se a oficinas – da liberdade, diz ele.

    Liked by 1 person

  5. 20 Maio, 2020 15:17

    A comunicação social portuguesa está cheia de artigos de opinião e de colunistas e vazia de investigação. Muitos dos comentadores (quase todos?) têm uma agenda política pessoal ou estão conectados a outras agendas. Menos mal se as pessoas se assumissem nos seus interesses e simpatias… o pior é que estes agentes se escondem atrás de uma isenção jornalística que claramente não têm.
    Abstenho-me de comentar a pouca vergonha dos programas supostamente desportivos que nos enxameiam a paisagem televisiva.

    Nestas circunstâncias, alguém acredita que o que faz falta à Comunicação Social é um subsídio?

    Ao invés de pedir subsídios, não urgiria antes uma discussão sobre a situação calamitosa em que o jornalismo de investigação se encontra neste país. Não seria bom avaliar qual será o futuro da imprensa escrita. Não teria utilidade tentar perceber o caminho que a televisão vai ter nos próximos anos?

    Alguém acredita que a ‘coisa’ se resolve com 15 000 000 € que, muito provavelmente, teriam outras utilidades bem mais pertinentes no momento que vivemos agora?

    Parece-me que nem as empresas de comunicação acreditam no futuro das suas empresas.

    O comprador da Cofina, a propósito das ações desta empresa só lhes encontrou uma adjectivação: LIXO.
    Ora, aí está!

    A pergunta óbvia: O Estado Portuguès deve atirar euros para o lixo?

    Gostar

    • Jornaleca permalink
      20 Maio, 2020 15:23

      O estado português é perverso. Ele atira para o lixo e para onde quer.

      O estado alemão tal igual. Destruiram uma das melhores centrais nucleares de energia que ainda produzia muitos, muitos anos. Barato, fazendo realmente bem ao tal ambiente, seguro.

      E agora andam a importar a mesma quantia em energiamais caro, mais inseguro, de França.

      Consegue explicar isto?

      Liked by 1 person

      • lucklucky permalink
        20 Maio, 2020 21:37

        “Consegue explicar isto?”

        Resultados do Jornalismo.

        Gostar

      • Jornaleca permalink
        21 Maio, 2020 19:19

        @lucklucky

        E quem é que controla o jornalismo? O comunista do ambiente e os perversos. O pensamento perverso e podre.

        O pensamento perverso promete ao povo: eu quero vos enriquecer.
        Na verdade, o pensamento perverso cria pobreza. O contrário do prometido.

        A Alemanha tinha quinze anos atrás, um dos melhores sistemas de energia do mundo, do mais barato, do mais seguro. Foi a esquerda corrupta e perversa que destruiu tudo.

        O caso da central nuclear não é um caso isolado.

        Vós aí em Portugal não sabeis tudo, porque os vossos jornais não valem um corno. Só idiotas e mentirosos e burros e camelos e putas a trabalhar lá.

        A montanha pariu ratos, que nada sabem.

        Quem não souber idiomas estrangeiros e ler jornais estrangeiros fica pouca a saber.

        E a canalha podre do Largo do Rato beija o cu à socialista-comunista Merkel. Sem o dinheiro alemão, nem os franceses fazem algo. Tão podre está tudo.

        Mas isto não vai durar muito tempo assim. Quando as ratazanas não contarem com ela, elas lixam-se.

        A última a rir vou ser certamente eu!!

        Gostar

  6. grangeio permalink
    20 Maio, 2020 16:28

    Não irei ver, não vale a pena.
    É tudo gente do sistema….

    Gostar

  7. chipamanine permalink
    20 Maio, 2020 16:51

    Não resisto em expor aqui a frase mais icónica dos últimos tempos.
    “AINDA BEM….., AINDA BEM QUE A NATUREZA CRIOU ESSE MONSTRO DO CORONA VIRUS”
    Citando um dos socialistas mais badalados do mundo
    ( de como um verdadeiro socialista não se importa com o genocídeo e dos cadáveres extrai conclusões politicas
    (Sic.) Lula da Silva mais conhecido por ter roubado o Brasil em 8 triliões de reais (com o partido) e ser adepto de um bom bagaço que no caso se chama cachaça.
    Porque é que o António Chamuças Costa não pode “amarrar” tudo e todos aos seus subsídios? No caso da nossa “emprenssa” ela até gosta

    Gostar

  8. Zé Manel Tonto permalink
    20 Maio, 2020 18:33

    O Estado já anunciou as medidas de apoio ao lay off e a empresas em dificuldades.

    Havendo medidas gerais, não deve haver quaisquer apoios à imprensa, aos artistas (esses também já se estão a afiambrar), ao turismo, à TAP, o que for…

    Ou é igual para todos, ou já se sabe o que a casa gasta, quem tem conecções políticas safa-se.

    Gostar

  9. lucklucky permalink
    20 Maio, 2020 21:40

    Viva a corrupção legal e fake news.

    O Nicolau Santos promotor do Baptista da Silva, promovido ao concelho de Administração da Lusa diz tudo sobre o jornalismo em Portugal.

    Gostar

    • 20 Maio, 2020 23:04

      Duvido que haja mais algum a recusar a publicidade institucional oferecida pelo governo…

      O observador está de parabéns pela lisura de comportamento, pela honestidade intelectual e pela franqueza e transparência que demonstrou…

      Gostar

      • Expatriado permalink
        21 Maio, 2020 00:58

        Cito o comentário de um leitor do Observador a este podcast de J.M.F. e onde faz menções pertinentes a muitos conteúdos ali publicados.

        https://observador.pt/programas/contra-corrente/mais-um-motivo-para-nunca-confiar-em-socialistas/

        “Marco Silva
        14 h
        O JMF diz que o Observador não se verga ao poder…pois eu diria que não lê o próprio jornal, pois a linha editorial de esquerda do Observador é clarissima.
        Não há um dia que passa que exista um artigo a atacar qualquer líder mundial que não seja de esquerda, especialmente Trump. Trump respira, e há um artigo no Observador a criticá-lo por ele fazer muito barulho a respirar. Já os rivais de esquerda de Trump, não têm um único artigo, isto apesar de tomarem decisões que enviam idosos para a sua morte nos lares em Nova Iorque, que fazem autêntica propaganda a comer gelado em casa, quando era preciso aprovar um documento para ajudar economicamente as pessoas nos EUA, que são responsáveis pelo maior escândalo de corrupção de que há memória nos EUA, ao fazerem espionagem a rivais politicos. Ou ainda alegações muito mais credivies de violação (já com corroboração) a um dos esquerdalhas dos EUA, sem um único artigo no Observador, que publicou dezenas sobre as alegações contra Kavanaugh e Trump.
        O Observador não noticiou nem 1 quarto dos atentados terroristas de muçulmanos na Europa e de resto fez questão de publicar imensos artigos a dizer que o Islão é a “religião da paz” e que não há problema algum com muçulmanos…
        Não publicou o escândalo de violações de crianças inglesas, feitas por grupos de muçulmanos, mas publicou artigos sobre o Brexit diariamente, e sempre na perspectiva de quem não queria sair da UE.
        Nos casos recentes do assassinato de dois jovens (um b_ranco e um p_reto) em Portugal, o Observador omitiu a nacionalidade dos assassinos do rapaz b_ranco (primeiro publicou a nacionalidade tal qual a TVI24 tinha publicado originalmente, mas depois editou o artigo para retirar a nacionalidade), mas no caso do jovem p_reto, a sua nacionalidade fazia parte do titulo.
        Publica quase diariamente artigos a proteger ou desculpar a actividade criminal dos ciganos e artigos a atacar todos (os poucos) que queiram que alguma coisa seja feita contra esses criminosos.
        Publica quase diariamente artigos sobre “violência doméstica”, mas apenas os casos de homem mata mulher é “crime” e violência doméstica”, mas mulher que mata homem, é apenas “crime”.
        Publica diariamente a propaganda de Costa e Marcelo…sem grande contraditório…faz fact checks a comentários de “utilizadores do facebook” e quando estes estão contra a esquerda / extrema esquerda o fact check invariavelmente determina que é falso. Já mentiras e comentários duvidosos da esquerda / extrema esquerda, resultam invarialmente em verdadeiro ou inconclusivo…ou nem sequer chegam a ter fact checks.

        Ou seja, têm uma posição muito orientada à esquerda…
        Não prestam tanta vassalagem quanto públicos e SICs ? Sim, diria que é verdade, mas se consideram estar a ser maltratados porque tiveram menos fundos que os outros, então se calhar não deviam prestar a vassalagem que prestam à esquerda / extrema esquerda. A generalidade dos vossos “jornalistas” faz mais nada que isso…se calhar deviam assumir-se como uma publicação sem parcialidade e evitar politicamente correctos e linhas editoriais de esquerda, e publicar apenas factos…claramente têm nada a perder.

        E fica a questão…se recebessem mais fundos, seriam ainda mais parciais à esquerda do que são agora ? Ao nivel do Público, Expresso, SIC, JN, DN, etc ?”

        Liked by 2 people

      • lucklucky permalink
        21 Maio, 2020 17:18

        Excelente texto desse leitor.

        A razão porque não me dou ao trabalho de ler o Observador. É igual aos outros.

        Gostar

      • Jornaleca permalink
        21 Maio, 2020 18:29

        O jornal Observador não vale um corno.

        Criticar o presidente Trump por ele respirar de uma forma barulhenta? Hahahahahahahahahahaha. Era dar um pontapé a esse porco que escreveu o artigo, que puta.

        O islão a seita da paz? Quem assim argumentar é a maldade em si.

        A nossa canalha da esquerda está toda podre.

        Gostar

  10. Filipe Bastos permalink
    21 Maio, 2020 00:31

    Fica muito bem ao Observador recusar o suborno xuxa, mas… só lhes calhava 20.000€. Teriam recusado se fosse 200.000€? E se fosse 2 milhões?

    Como jornal deixa a desejar, mas ainda assim é facilmente o melhor jornal mainstream em Portugal. Creio que qualquer pessoa isenta concorda.

    O seu direitismo não é tão faccioso como o esquerdismo de outros jornais. Lembro-me ainda da reportagem “Carrinhas, listas e cacicagem” sobre a podridão do PSD. E não é sabujo como os Públicos e Expressos da vida.

    Num país decente, o Observador seria um dos jornais assim-assim. Meia boca. Em Portugal, com o jornalixo que temos, até faz estes brilharetes.

    Liked by 1 person

  11. 21 Maio, 2020 08:12

    HG = nojo

    Gostar

  12. Andre Miguel permalink
    21 Maio, 2020 08:56

    Não percebo o que há a discutir neste caso.
    Se é dinheiro do Estado chama-se subsídio ou apoio público, mas se é entre privados chama-se corrupção. Não percebem que é exatamente a mesma coisa?!
    Como diz Ron Paul: “don’t steal, the government hates competition.”

    Gostar

  13. José Reis permalink
    21 Maio, 2020 10:02

    Os mesmos que se chocam com a injecção de dinheiros públicos no Novo Banco e no pagamento indecoroso de bónus mais elevados aos gestores (116% mais altos do que o BCP que teve lucros), não se revoltam com esta ajuda à comunicação social, sobretudo à Impresa e Grupo Média Capital (ambos com mais de 3 milhões de euros), quando se sabe que a SIC paga salários obscenos a Ricardo Araújo Pereira e a Cristina Ferreira e a TVI faz igual com Manuel Luís Goucha e Miguel Sousa Tavares?
    Quando o critério não é critério nenhum, resume-se ao contolo e à compra do silêncio.
    Veja-se o caso do Grupo Cofina (que recebeu mais de um milhão e meio de euros) e como contrapartida a CMTV teve logo de fazer o frete de suspender a colaboração com André Ventura.
    Nos confins desta Ibéria existe uma nação valente e imortal para com a promiscuidade e a corrupção, e como a maioria dos jornais já não se vendem nas bancas e as televisões estão cada vez mais a perder audiências, o Estado optou por comprá-los a todos, e agora, manda quem pode, que todos lhe obedeçam.
    Triste e nojento este jornalixo!

    Gostar

  14. Colono permalink
    21 Maio, 2020 12:07

    Adeus… Leais; Migueis, Venturas, FLeites…

    Bem vindos os “Adões”… os ecrãs são todos vossos.. Fartai vos vendilhões do templo!

    Gostar

  15. João Brandão permalink
    21 Maio, 2020 14:46

    Expatriado, fez bem em citar o comentário de Marco Silva.
    Excelente comentário aquele, de resto, como Marco Silva já nos habituou no referido Observador.
    Publicação que, pelas razões pertinentíssimas que o Marco refere e ainda pela censura persecutória que a dita publicação faz aos comentadores não corrigidos politicamente, já não leio regularmente.
    A ponto de, não se pasme(!), elaborarem um historial das ‘descorrecções’ políticas dos mesmos comentadores. A própria publicação o declarou. Só não disse o propósito da elaboração de tal historial …

    Gostar

  16. Albino manuel permalink
    21 Maio, 2020 15:30

    Jornaleca,

    O pré é assim tão mau para passar o tempo a morder em quem lhe dá de comer?

    Venha para cá. Venha para Trás-os-Montes ou para o Alentejo.

    Esta agora, anda a mamar por conta dos Helmuts e ainda diz mal deles.

    Está a chegar a apanha da uva em Alijó. Achegue-se!

    Gostar

    • Jornaleca permalink
      21 Maio, 2020 19:05

      @Albino Manuel

      De que está a falar?

      A todos que ajudaram a estragar a minha pátria, à esquerda toda, desejo imensa pobreza e muitas dores.

      Eu aqui na Alemanha a mamar? Deve andar a dormir. Eu ando aqui alimentar muita esquerda podre alemã.

      E eu desejo, que o dinheiro alemão nunca mais chegue aí, e que a vossa mama acabe. É a esquerda corrupta e putana, que anda a mamar o dinheiro alemão, seu grande ignorante.

      Eu sei criar riqueza, você sabe destruir a mesma.

      85 (oitenta e cinco) por cento dos alemães estão a destruir-se a si próprios. E estou a tentar ajudar, que isso não suceda.

      Gostar

  17. hajapachorra permalink
    25 Maio, 2020 03:10

    Tão cegos… Não há problema de credibilidade??? Mas hoje alguém leva a sério um jornalista? É um sujeito ignorante, burro, subserviente, completamente previsível.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: