Saltar para o conteúdo

Medidas consideradas excelentes no Portugal socialista desde que usadas apenas contra os outros

28 Maio, 2020

O DESPEDIMENTO NA HORA: Polícia de Minneapolis matou negro. Quatro agentes foram despedidos

A PERSEGUIÇÃO AOS ABRANTES: Depois de buscas a aliados de Bolsonaro, procurador-geral pede suspensão da investigação sobre fake news. Investigação parte do Supremo e tem como objectivo perceber a organização de uma rede de produção e difusão de notícias falsas e calúnias contra adversários do Governo.

35 comentários leave one →
  1. Weltenbummler permalink
    28 Maio, 2020 11:21

    por cá toda a comunicação social subsidiada é diário do governo

    Liked by 3 people

  2. 28 Maio, 2020 14:27

    D. Helena, aí está mais um post seu perfeitamente incompreensível. A senhora está a defender aquele burgesso que matou um homem no chão, dominado e algemado esmagando-lhe a traqueia com o joelho?
    Defende a Justiça brasileira por estar sujeita ao poder político?
    Qual é o seu objectivo?
    Se é para dizer que a imprensa portuguesa é esquerdóide e capciosa, estamos perfeitamente de acordo… No entanto, atacá-la desta forma, ao contrário do que pensa, só a fortifica e só enfraquece a direita portuguesa!

    Liked by 1 person

    • MJRB permalink
      28 Maio, 2020 20:00

      Muito bem ! O polícia que assassinou o tipo, daquele modo (!) e seus “camaradas”, imediatamente expulsos. Não foi necessário mais provas. E certamente irão a tribunal, com processos movidos pela família do assassinado, pelo mayor local e não só. Nos EUA é assim, normalmente, sem panhonhices e vírgulas como acontece com certa justiça em Portugal.

      Repito, pela enésima vez: a HMatos não precisará alimentar-se nem beber água minimamente durante 15 dias ao saber que o Público acabou. A sua alegria será imensa, transbordante, quiçá engordará um “poucochinho”. Até parece que o Público é o único jornal em Portugal (não há TV’s, revistas, rádios, mais jornais) com manchetes, notícias que a incomodem ? Desconheço em absoluto o seu trauma com o jornal. Tem revelado durante anos desde que deixou o diário, que seria uma muito boa controleira-censora. E mais: para a HMatos, parece, que uma democracia plena prescinde de opiniões diversas, de jornais. Você não sabe que cada jornal ou outro órgão da cs que cessa actividade (numa localidade, numa região, num país), essas comunidades ficam muito mais fragilizadas e “pobres” ?
      Tenho notado que o Público está cada vez mais refém de partidos de esquerda, sobretudo do P”S” e do BE. Mas…só o compra e lê quem quer — apesar da nova csocial15 milhões.

      Liked by 2 people

      • MJRB permalink
        28 Maio, 2020 20:06

        Ah ! Mais o Bolsonaro ! E o Trump, e o Horban, novos e inquestionáveis heróis de certa, desesperada e prá-frenteX Direita tuga. Bom proveito nessas ânsias e sonhos.
        Não gasto, mas admito que os idolatrem.

        Liked by 1 person

      • Jornaleca permalink
        28 Maio, 2020 21:49

        @MJRB, mais um comentário vergonhoso e pouco inteligente seu.

        O que é que já conseguiu na vida, para julgar pessoas desse modo falso?

        Mais vale então os nossos inimigos da esquerda fascista, do que mais uma variante de Filipes Bastos, que você tenta ser a todo o custo.

        Triste figura.

        Gostar

      • MJRB permalink
        28 Maio, 2020 23:48

        jornaleca,

        Não s’apoquente, não puxe pelos neurónios, carago ! Já lhe basta a sua missão de escudeiro destrambelhado.

        Liked by 1 person

    • Mario Figueiredo permalink
      28 Maio, 2020 20:03

      O post pretende apenas chamar a atenção à hipocrisia latente de quem defende uma coisa e o seu contrário consoante quem a pratica. Até no titulo do post isso é deixado claro.

      Francamente, o que é que não se percebe do post da Helena? Diria que a única coisa incompreensível aqui são as vossas respostas.

      Liked by 6 people

      • chipamanine permalink
        28 Maio, 2020 20:43

        Mario Figueiredo No raciocínio dual no mesmo hemisfério cerebral as conclusões daquilo que não percebem serão sempre as mesmas. No mesmo hemisfério habitam os mesmos fantasmas e qualquer interrogação que se faça parece-lhes apoio aos seus fantasmas pelo que as conclusões já estão tiradas. Veja só. O Justiça é confundida com os poderes policiais. Mas nunca lhes incomodou que o STF fosse de nomeação politica e esteja pejado (sete em 9) de “juízes” nomeados pelo Lula e Dilma. O governo português muda o director nacional da PSP e da PJ mas não tem problema…lá tem. E por aí fora chegam aos seus fantasmas Trumps e Bolsonaros que os ensombram nas noites mal dormidas. Já dizia o outro …quando se liga o número de mortos a área politica tinha pena dele. E é ele que o faz

        Gostar

  3. carlos rosa permalink
    28 Maio, 2020 14:58

    O socialismo só funciona quando há dinheiro (dos outros) para gastar.
    Diz-se e é verdade.

    Mas há que acrescentar que os socialistas gastam mal o dinheiro. E porquê?
    Pura e simplesmente porque não têm competência para o utilizar. Porque são incompetentes e porque não lhes custou a obter.

    Olhando para este governo do António Costa e se formos capaz de ver, porque ele é um grande ilusionista, veremos que não tem feito nada de novo (dizer que os de Esquerda são progressistas é um embuste). O Costa manteve a estrutura que herdou do governo anterior e limitou-se a aumentar os impostos. Como tem o apoio dos outros partidos de Esquerda pode fazer o que quiser à vontade. Ser de Esquerda é que é popular.
    O Covid19 está a mostrar, como tudo, a incompetência da Esquerda. Sim, o governo que temos é de Esquerda; de toda a Esquerda. Reparem na nulidade dos apresentadores diários do estado da pandemia em Portugal. É confrangedor. O secretário de estado, fingido, apresenta um ar sério. Aquilo é só política da porca. A D G da Saúde, de “facto e obviamente” é um zero à Esquerda. A Ministra quando aparece é desembaraçada a falar, mas não sabe nada, coitadinha. Porquê? Porque são de Esquerda.
    Esse paradigma de que a Esquerda é que é boa e amiga dos trabalhadores é mesmo isso; um grande embuste que engana precisamente os trabalhadores para manter os incompetentes da Esquerda com altos índices de popularidade.

    Liked by 3 people

    • Filipe Bastos permalink
      28 Maio, 2020 17:43

      “O socialismo só funciona quando há dinheiro (dos outros) para gastar.”

      É como o capitalismo, então: este também depende do trabalho dos outros e da riqueza que eles geram. O capitalista apropria-se dessa riqueza e paga uns amendoins a quem produz – porque é obrigado, claro, pois noutros tempos tinha escravos.

      Depois temos a Banca e os seus casinos financeiros, também conhecidos por ‘mercados’, que chulam países, povos e economias inteiras, sem jamais produzir o proverbial corno.

      O sistema fica completo com os offshores e paraísos fiscais, incluindo as Holandas, Irlandas, Luxemburgos e Suíças da vida, onde os capitalistas e grandes mamões se escondem dos – já de si insuficientes – impostos que deviam pagar.

      Usam assim as infraestruturas e serviços pagos pelos impostos de todos sem contribuir a sua justa parte, enquanto acumulam fortunas obscenas. Mamam não só no trabalho, mas também no dinheiro dos outros. Por isso lhes chamamos mamões.

      Liked by 1 person

      • Mario Figueiredo permalink
        28 Maio, 2020 20:22

        “O capitalista apropria-se dessa riqueza e paga uns amendoins a quem produz”

        Típica narrativa primária marxista vomitada à Lagardère. O Das Kapital sabidinho todo de cor, não é Filipe? Alguém hoje rezará três Avé Marias na cova do Karl Marx para que interceda por si.

        Portanto, o desgraçado que comprou as máquinas, que contraiu as dívidas à banca, que tem de pagar os salários, que mantém a fábrica e os postos de trabalho para milhares de famílias e que no entanto concentra em si todos os riscos do negócio, esse não produz riqueza alguma. Ou para si produz exactamente a mesma riqueza que o homem que coloca as pilhas na linha de montagem de uma fábrica de rádios portáteis.

        Portanto, para evitar injustiças dessas mas também não deixar o empregado fabril a receber menos que essas capitalistas dos patrões, vamos acabar com os patrões. Vamos todos responder ao capitalismo avançando para a colectivização. Porque isso tem dado um resultado bestial de todas as vezes que se tentou.

        Filipe, veja lá se decide o que é que você quer. Este seu truque recorrente de apontar a arma ao socialismo para logo de seguida disparar contra o capitalismo só lhe desmascara a si e mais ninguém.

        Liked by 4 people

      • chipamanine permalink
        28 Maio, 2020 20:46

        Mario , mais uma vez me desculpe. Vc não percebeu que quem não é capitalista é um macaco (pago com amendoins). O raciocínio não é meu

        Gostar

      • Filipe Bastos permalink
        28 Maio, 2020 21:07

        “Portanto, o desgraçado que comprou as máquinas, que contraiu as dívidas à banca, que tem de pagar os salários, que mantém a fábrica e os postos de trabalho…”

        Pode guardar o violino, Mário: está a falar com um dos “desgraçados”. E tendo já trabalhado para outrém, continuo a preferir assim.

        A desgraça não é bem como v. pinta. Alguns herdam, outros encostam-se à pulhítica, outros choram muito mas têm conta na Suíça, outros abrem falência aqui e reabrem acolá, outros pagam mal às pessoas mas para eles há sempre guito. Basta ver os patos-bravos pelo país fora.

        No caso duma PME tem certa razão, e quanto menor mais desgraçado o dono, desde que não seja daqueles chulos que pagam salário mínimo e andam de Ferrari, muito comuns a norte.

        O que v. não vê, nenhum direitista vê, é que quanto maior a empresa menor o risco, menor o mérito e maior a mama. É uma questão de escala. No capitalismo, quanto mais se tem menos custa obter mais.

        Tal como o Sr. CEO tem directores, assessores, consultores, secretárias e outro staff. Uma rica vidinha. E se correr mal, como se viu na VW, no BES, etc., o pára-quedas é dourado. Agora tente o mesmo numa empresa que não seja um mamão. Até lhe levam as cuecas.

        Não sou anti-iniciativa privada, pelo contrário, faço parte dela. Sou contra a ganância, o excesso, a mama. Tudo que se torna demasiado grande é nocivo. Como um cancro.

        Liked by 1 person

      • Zé Manel Tonto permalink
        28 Maio, 2020 21:23

        “Não sou anti-iniciativa privada, pelo contrário, faço parte dela. Sou contra a ganância, o excesso, a mama. Tudo que se torna demasiado grande é nocivo.”

        A partir de que valor de lucro é que passa a ser excessivo?
        Se a sua empresa atingir esse valor deixa de aceitar novos clientes?

        “Alguns herdam”

        Acho hipócrita uma sociedade que ensina os mecanismos de evolução e selecção natural nas aulas de ciências, e depois tem taxas sobre heranças, que mais não são do interferir com a mesma selecção.

        Quem teve mais sucesso transmite vantagens aos descendentes. Desde que os bens tenham sido obtidos legalmente, não vejo problema.

        Se tiver sido só sorte, rapidamente os descendentes desbaratam a fortuna.

        Liked by 1 person

      • Filipe Bastos permalink
        28 Maio, 2020 22:39

        “A partir de que valor de lucro é que passa a ser excessivo?”

        Mil milhões. De facturação, não de lucro: os lucros, neste capitalismo globalizado e trafulha, são os que as ‘engenharias financeiras’ e os ‘consultores fiscais’ quiserem que seja.

        Qualquer empresa acima de mil milhões deve ser pelo menos parcialmente pública. E as mais poderosas, como a Amazon, o Google ou o FB devem ser partidas em bocadinhos.

        Logo nas dezenas ou centenas de milhões já deve haver medidas para equilibrar o mercado – sim, o seu sagrado mercado. Este é desvirtuado pelos grandes players, mais que não seja pela economia de escala, e tende sempre para o oligopólio ou monopólio.

        As heranças são uma das contradições da direita. O direitalha passa a vida com o mérito na boca: é a sua desculpa para ter muito mais que os outros, o álibi da sua ganância. Ora, quem herda tem zero mérito. Zero.

        Quer falar de hipocrisia, aqui a tem: mérito para todos, menos para os filhotes. Claro que as heranças devem ser taxadas. Ou afinal a direita tem algo contra level the playing field?

        A selecção natural não é um objectivo nem um ideal, Zé. A ‘sociedade’ também ensina a II Guerra, isso não quer dizer que seja desejável invadir a Polónia.

        Liked by 1 person

      • Zé Manel Tonto permalink
        28 Maio, 2020 23:09

        “Mil milhões. De facturação, não de lucro”

        Porquê mil? Porque não dois mil? Ou 500? Parece bastante arbitrário.

        “Claro que as heranças devem ser taxadas. Ou afinal a direita tem algo contra level the playing field?”

        As heranças são produto de rendimento que já foi taxado.
        Level the playing field é não ter o Estado a escolher vencedores. Não é roubar aquilo que as gerações anteriores produziram e deixaram.

        “A selecção natural não é um objectivo nem um ideal”

        Isso é argumento de quem vive uma vida sossegada numa zona do Mundo onde nada de relevante acontece há 70 anos.
        Ao longo de toda a História todos os povos sempre beneficiaram de ter populações mais numerosas, fortes, e de ter indíviduos mais capazes de inovar. Os que não o conseguiam, eram conquistados por outros.
        Retirar um incentivo à inovação não é uma boa ideia.

        O sucesso não é hereditário, mas as condições que o possibilitam têm muito que ver com a educação (e não é a da escola pública, é aquela que se recebe em casa).

        Impedir que os recursos passem de uma geração para a seguinte prejudica toda a sociedade.

        Deixe os herdeiros ficar com a herança, que se a fortuna foi devido a sorte, rapidamente vão estoirar tudo em meninas e vinho verde.

        “não quer dizer que seja desejável invadir a Polónia.”

        Quanto ao Filipe, não sei, mas eu invado a Polónia sempre que posso. Já olhou bem para as Polacas?

        Liked by 1 person

      • carlos rosa permalink
        28 Maio, 2020 23:43

        Sr Filipe:
        “Tudo o que se torna demasiado grande é nocivo. Como um cancro.”

        Pois é Sr Filipe, a União Soviética era enooooooorme!

        Gostar

      • Filipe Bastos permalink
        29 Maio, 2020 00:17

        Zé,

        “Porquê mil? Porque não dois mil? Ou 500?”

        É um valor redondo: uma empresa de mil milhões é já um grande mamão.

        Claro que o valor pode (deve) ser referendado, como qualquer medida de interesse público. O importante é travar a ganância desmedida; ter mão nos mamões.

        O mesmo para a riqueza pessoal. Também esta precisa de limites, de razoabilidade e decência.

        Taxar heranças não é escolher vencedores; é precisamente nivelar o playing field. Herdar fortunas é que escolher vencedores. É ter um head start injusto, imerecido, deletério.

        Um exemplo é o Trampa. Sem a fortuna e a influência do papá, hoje talvez tivesse uma loja de perucas em Queens. A riqueza muda tudo. As excepções são isso mesmo.

        Viver bem, deixar casa e algum dinheiro aos filhos é “incentivo” bastante. Tudo o que é de mais é contraproducente. Pelo contrário, quanto mais repartidos os recursos mais engenho e inovação podem surgir.

        Polónia: bom gosto. Eu sempre fui parcial ao eixo Praga-Budapeste-Belgrado. Um amigo teimava que a Rússia ganha a todos. Não estou tão certo, mas a Rússia é forte… muito forte.

        Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        29 Maio, 2020 18:37

        “A riqueza muda tudo. As excepções são isso mesmo.”
        “quanto mais repartidos os recursos mais engenho e inovação podem surgir”

        Isto parece-me contraditório.

        Se quer usar o exemplo do Trump, com dez milhões do pai criou um grupo empresarial de milhares de milhões.
        Podendo ficar só com “algum dinheiro”, era um pequeno empreiteiro.

        “Viver bem, deixar casa e algum dinheiro aos filhos é “incentivo” bastante. Tudo o que é de mais é contraproducente.”

        Eu não tenho nada contra a que o Filipe fique podre de rico, e imponha um limite aos seus herdeiros.
        Não vejo com tão bons olhos que queira impor limites aos outros, sobretudo quando estamos a falar de bens obtidos legalmete e que já foram taxados.

        Liked by 1 person

  4. Chopin permalink
    28 Maio, 2020 16:05

    A investigação nem parte do Supremo, como órgão colegial. O inquérito é ilegal e inconstitucional. Investiga um crime que nem existe no código penal, “fake news”.
    A forma como os factos chegam à imprensa portuguesa, passando pelo crivo do socialismo, é ridícula.
    Não conseguindo derrubar Bolsonaro por nenhum meio legal, partiram para a sabotagem da economia. Como o ónus começou a cair sobre os governadores e prefeitos, agora cria-se um cenário fake para justificar uma tentativa de cassação da chapa.
    Os comunistas usam os mesmos métodos em todo o mundo. O manual é o mesmo.

    Liked by 3 people

    • Filipe Bastos permalink
      28 Maio, 2020 17:47

      “A forma como os factos chegam à imprensa portuguesa, passando pelo crivo do socialismo…”

      A palavra ‘socialismo’ deve ser a mais abusada deste país. Socialismo é a gestão da sociedade e dos meios de produção pelos trabalhadores, pela população, não por uma pequena pseudo-elite de pulhíticos, banqueiros e outros mafiosos.

      Não há cá qualquer socialismo algum. Só há xuxalismo. E está ao serviço de mamões – todos ou quase todos privados – não da população.

      Liked by 2 people

      • José Monteiro permalink
        28 Maio, 2020 21:30

        Novilíngua de cariz democrático.

        Gostar

  5. Zé Manel Tonto permalink
    28 Maio, 2020 18:46

    O indíviduo morreu na segunda-feira, e quarta-feira há quatro agentes despedidos?
    Essa investigação foi rápida…

    Vamos ver se, no final, não se vai chegar à conclusão típica destes casos em terras americanas: a história que os activistas fizeram chegar aos media estava mal contada, houve resistência à detenção por parte de um individuo com cadastro de quilómetros.

    Lembram-se do: “hands up, don’t shoot”? Não foi bem assim…

    Aguardemos.

    Liked by 1 person

  6. Expatriado permalink
    28 Maio, 2020 18:56

    O Alberto Gonçalves é que os topa a milhas de distância…

    https://observador.pt/programas/ideias-feitas/a-rota-para-caracas/

    Gostar

  7. Filipe Bastos permalink
    28 Maio, 2020 21:24

    O Observador já mamou mais de 100.000€ (dizem eles) à pala do choradinho “não aceitámos a ajuda xuxa”? E ainda querem mais!

    Bem diz o povo, quem não chora não mama. Mas vendo quem manda no Observador, percebe-se que não precise do suborno xuxa. Ou de dar lucro.

    Ainda assim, continua a ser do menos mau que se lê por cá. Tal a lástima.

    Liked by 1 person

  8. A. R permalink
    28 Maio, 2020 22:58

    Devem perseguir as tiradas racistas do Joe Biden e do Arménio

    Gostar

  9. Andre Miguel permalink
    29 Maio, 2020 09:50

    É preciso ser completamente descebrado para dizer que um capitalista se apropria da riqueza e paga amendoins… É o que dá viver num país socialista e não alargar o cerebro, afinal é só o que se conhece.
    Será que o Bezos ou o Jobs se apropriaram da riqueza de quem compra iphones ou usa a Amazon? Carago, afinal andamos nós a esmifrar o cérebro para inovar quando basta pagar amendois!

    Liked by 1 person

    • Jornaleca permalink
      29 Maio, 2020 11:07

      Só válido, debaixo da premissa, que a concorrência seja justa.

      Sabe com o que é que a Amazon faz o seu maior lucro?

      P.S.: o problema de Portugal é sobretudo o das pessoas mal-educadas e ignorantes, sem respeito, a meterem o nariz em coisas da qual nada percebem: vejam aqui os exemplos feios de Filie Bastos I e Filipe Bastos II (MJRB).

      O doente vai ao médico ensinar o médico da doença que ele presume ter. Isto é doido.

      Gostar

      • MJRB permalink
        29 Maio, 2020 11:34

        És mesmo um tótó e bobo, jornaleca.

        Gostar

      • 29 Maio, 2020 11:52

        Jornaleca,

        Não conflua o MJRB com o Filipe Bastos. Ambos são inteligentes. Ambos têm opinião. Um no cérebro. Outro no bolso.

        Não criemos divisões com os que pensam 95% como nós. Para criar essas divisão estão os Filipe Bastos deste mundo, bem pagos para se fingirem eternos indignados.

        Gostar

      • MJRB permalink
        29 Maio, 2020 18:23

        Francisco MColaço,

        Claro está que não serão os quatro ou cinco jornalecas que colocam opiniões no Blasfémias “contra” mim, que me demoverão de pensar e opinar o que quero, “95% como nós” — certíssimo !
        Lutas, algumas bem duras já as tive, não com bitaites meus, mas com determinação, umas vencidas, outras assim-assim, então como hoje e no futuro sem”agenda” privada, social e partidária.

        Gostar

    • 29 Maio, 2020 15:39

      Prontos, oh André Miguel libertoino, tome lá a papinha, se mesmo assim não conseguir entender posso lha dar à colher. E aproveite para a partilhar com o seu camarada Colaço.Talvez ele aprenda alguma coisa sobre conservadorismo e deixe de ser um libertoino trotskiska neocon .

      Gostar

  10. Filipe Bastos permalink
    29 Maio, 2020 16:22

    O Francisco voltou à tese de que sou um avençado xuxa. Venho cá dividir os blasfemos que de outro modo, presume-se, estariam unidos e felizes.

    Gosto do Francisco porque é (parece) um tipo genuíno. Vive no campo, tem um trabalho útil, deve ter uma família grande e bonita como deus manda, e a pancada americana-direitalha-capitalista-survivalista parece pelo menos congruente com o seu percurso.

    Há-de ter jeito para engenhocas; para estas coisas nem tanto. Já no Gab foi à procura de uma irmandade direitista, uma espécie de Twitter dos iluminados, e descobriu que – quem diria – boa parte da ‘direita’ é bruta como as casas: trogloditas, fachos, pseudo-nazis, lunáticos, etc.

    No meu caso é apenas bizarro. Afirmo que o PS devia ser (quase) todo preso e o partido extinto, que o Costa é um chulo mafioso, o Ferro um chulo nojento e o 44 o maior FDP da partidocracia. Chamar-me xuxa é como tentar insultar o Mário Chulares chamando-lhe preto magricela. Bizarro.

    Gostar

  11. Jornaleca permalink
    29 Maio, 2020 21:01

    Citação:
    “[…] Investigação parte do Supremo e tem como objectivo perceber a organização de uma rede de produção e difusão de notícias falsas e calúnias contra adversários do Governo.”

    Em relação ao Brasil, fiquem a saber, que este Supremo é altamente corrupto e sem poder para efectuar tal inquérito. São fala baratos criminosos pagos pela esquerda totalitária e corrupta brasileira, sem dentes para morder, e para iludir muitos brasileiros.

    Liked by 1 person

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: