Saltar para o conteúdo

É só um rim, não é preciso dramatizar

12 Junho, 2020

São só umas estátuas. Não é preciso dramatizarmos um bocado de tinta num pedaço de metal enquanto coisas importantes acontecem no mundo, desde as calotas polares à extinção do caranguejo malhado da Somália.

São só pessoas que fogem à guerra: não é preciso dramatizarmos uma ou outra sueca violada aos dezasseis enquanto homens brancos de origem católica dão um estalo à mulher em Bragança.

São só manifestações contra o racismo. Não é preciso dramatizarmos enquanto o capitalismo desenfreado nos escraviza para comprarmos o mais recente telefone com o qual nos organizamos para o festim artístico de pichar estátuas.

São só meses de obrigação de ficar em casa a tornar crianças em bichos prontos para a revolução: não é preciso dramatizarmos enquanto no Darfur houver uma criança sem sapatos.

É só um episódio hilariante do Fawlty Towers: não é preciso dramatizarmos como se o Costa Ribas tivesse sido levado em camisa de forças para a cela onde o labirinto da sua mente poderia encontrar a paz necessária.

É só uma Joacine: não é preciso dramatizarmos como se uma doida o pudesse ser se dotada da pigmentação correcta.

É só Notre Dame: não é preciso dramatizarmos como se todas as igrejas tivessem sofrido um lamentável acidente precisamente na era dos mestrados em segurança e higiene no trabalho, mesmo que tenha sobrevivido nos tempos em que éramos uns brutos iletrados.

É só eutanásia para quem quer: não é preciso dramatizar como se de repente fosse possível assegurar que velhos ficam deprimidos por sozinhos em casa sem ver familiares para sua própria protecção.

São só uns judeus/ucranianos/polacos/chinocas do Camboja/arménios turcos/tutsis/sérvios/argelinos/tribos brasileiras/hutus/curdos/…: não é preciso dramatizar enquanto andar por aí o perigo de um André Ventura sem prometer que acaba imediatamente com a tourada.

É só a avó: não é preciso dramatizar como se fosse alguém produtivo dos que não andam aí a dar despesa.

40 comentários leave one →
  1. 12 Junho, 2020 09:39

    Apetece-me voltar ao que escreveu o pastor Martin Niemöller:
    «
    “Quando os nazis vieram buscar os comunistas,
    eu fiquei em silêncio;
    eu não era comunista.
    Quando eles prenderam os sociais-democratas,
    eu fiquei em silêncio;
    eu não era um social-democrata.
    Quando eles vieram buscar os sindicalistas,
    eu não disse nada;
    eu não era um sindicalista.
    Quando eles buscaram os judeus,
    eu fiquei em silêncio;
    eu não era um judeu.
    Quando eles me vieram buscar,
    já não havia ninguém que pudesse protestar.”

    Ao fim e ao cabo é onde nos temos vindo a acantonar enquanto sociedade de há uns anos a esta parte…

    Gostar

    • 12 Junho, 2020 12:19

      Acho que você está factualmente equivocado. Mas lá está, que nada lhe tormente a narrativa.

      Gostar

  2. Jornaleca permalink
    12 Junho, 2020 10:02

    Eia pá, que maldade e ignorância por parte do autor, citação: “[…] enquanto homens brancos de origem católica dão um estalo à mulher em Bragança. […]”

    A mentira impertinente. Quem assim mente, não pode ter cultura nenhuma.

    Gostar

    • 12 Junho, 2020 15:34

      Jornaleca:

      Era sarcasmo. Ou se acalma ou terá uma apoplexia antes do fim do ano.

      Não abra contendas com quem está do nosso lado em 95%. Temos adversários tão óbvios , que não estou para lutar com o Vítor Cunha ou consigo. Era perder o meu tempo e fazer o jogo dos Filipes Bastos e dos Arlindos, os pagos à peça, tal como as putas.

      Gostar

  3. Weltenbummler permalink
    12 Junho, 2020 11:14

    « CHAZ (ou Free Capitol Hill, Seattle, EUA.»
    http://doportugalprofundo.blogspot.com/

    Gostar

  4. Expatriado permalink
    12 Junho, 2020 11:17

    Ainda estranham isto? Se sim, andam alheados de muito do que se passa nos campus cá do sítio.

    https://video.foxnews.com/v/6163128101001?playlist_id=5198073478001#sp=show-clips

    Gostar

  5. Artista Português permalink
    12 Junho, 2020 11:41

    Faz lembrar aquele aforismo politicamente incorrecto: “a brincar, a brincar é que o macaco foi ……à mãe”.

    Gostar

  6. castanheira permalink
    12 Junho, 2020 12:02

    ” O grande passo em frente ” … China de Mao Zedong
    ” A revolução cultural e o bando dos quatro” …china de Mao Zedong
    ” Campos de reeducação ” … URSS de Stalin
    ” Alteração da Linguagem ( explo : “vagabundo” por “sem abrigo”) …BE/PS …Portugal
    “Atomização da sociedade via politica identitaria” … Portugal de PS/BE
    ” Tvs ,radios e jornais,sem JORNALISTAS, transformados em veiculos de propaganda marxista”…Portugal de PS/BE
    ” Portugal em empobrecimento acelerado e deputados descutem casamento homossexual”
    ” Portugal a arder e deputados discutem as touradas ”
    “Portugal em pandemia e deputados discutem elefantes no camboja”
    etc etc … Portugal de PS/BE

    Gostar

  7. Artista Português permalink
    12 Junho, 2020 12:18

    Acabam os santos populares? Acabam as touradas? Acabam as romarias? Vão acabar com o futebol? Não é preciso dramatizar…..ainda temos a festa do avante.

    Liked by 1 person

  8. 12 Junho, 2020 12:22

    Não há problema mãe, são só os Pink Floyd os meus amigos ganzados e umas quantas cervejas…

    Liked by 1 person

  9. LTR permalink
    12 Junho, 2020 12:38

    Toda a gente sabe de onde isto vem e quem lhes deu vida para se desenrascar. Já alastrou e isso nota-se. Há no ar uma “liberdade” que faz lembrar 1975. E não é a liberdade do Cunhal. É a dos outros.

    Gostar

  10. Vitor Radares permalink
    12 Junho, 2020 12:45

    há um certo cheirinho a revolução francesa no ar e uns quantos cidadãos robespierres da nossa praça (alô Bloco de Esquerda? Alô Medina?) que começam a aproximar-se do patíbulo. Desta vez empurrados e não a empurrar. Talvez a farsa termine em tragédia, como dizia o mentor desta canalha.

    Gostar

    • 12 Junho, 2020 15:30

      A farsa vai inexoravelmente acabar em tragédia. Ou para eles, ou para a maioria de nós.

      Prefiro que seja para eles. São menos. São injustos e petulantes. Pensam erradamente que todos somos capazes de tudo aguentar.

      Mas têm medo de nós. E por isso estão a tentar passar a culpa do que aconteceu para o Centeno, para o vírus, para a Troika de há dez anos ou a Merkel.

      Gostar

      • MJRB permalink
        12 Junho, 2020 16:05

        Em Portugal, essa tesão-excitação durará no máximo só mais duas semanas, talvez nem tanto. Conforme o que vier a acontecer noutras paragens, aqui manifestam-se sob ordens dos timoneiros bloquistas&co.

        Não é só a adrenalina e a macaquice de imitação “do que está na moda lá fora” que move os activistas tugas, mas também a parca “jorna” diaria ou semanal — quem paga, quem é ? Admito que alguma dessa malta aja de boa-fé, levada pela “causa” — quando esta e a massaroca acabarem, a tusa acaba.
        Está provado: o que fizeram às estátuas em Lagos e em Lisboa, é obra de macacos de imitação ignorantes, descerebrados.

        Não confundo toda a juventude portuguesa (muita dela extraordinária) com, só alguns. Até porque alguns dos manifs e seus mentores já têm mais de quarentas…

        Gostar

      • MJRB permalink
        12 Junho, 2020 16:29

        Alguma dessa gente se pudesse, reescreveria sem mínimo problema, a História política, social, religiosa, cultura do país, segundo as suas conveniências político-partidárias.

        Há uns quatro anos, durante uma mesa-redonda numa universidade, um prof que estava a meu lado, disse duas mentiras seguidinhas. Movi o corpo para que ele notasse, olhei-o, deixei-o acabar, olhou-me, intervi rectificando-o. Discussão acérrima até quase final da mesa-redonda. No final deram-me razão. Reencontrei esse prof (que por acaso é “escritor”-badalo, de Esquerda caviar) duas vezes noutros locais, não me cumprimentou. Óptimo !

        Gostar

      • 13 Junho, 2020 08:51

        Na URSS, diz a anedota, é impossível prever o passado.

        Os herdeiros apenas fazem aquilo que lhe mandam os pais.

        Gostar

  11. MJRB permalink
    12 Junho, 2020 16:47

    O oportunista deputado Ventura já me fez rir hoje. Perguntou ao governo “se está disponível para criar uma equipa policial especial” para “lidar” com o vandalismo a estátuas.
    O que entenderá por “uma equipa policial especial” ? Um ou dois polícias junto ou a três, quatro metros das estátuas, dia e noite ? Só em Lisboa ou também noutras localidades ? Não discerniu que esse vandalismo vai acabar ou já acabou desde hoje dadas as notícias e as reações ? O que poderá haver são só mais uma, duas manifs ?
    Vai valer-lhe votos, claro, mas quem nele votará por isto sabe o que a propósito do que aconteceu disse o Francisco Rodrigues dos Santos ?

    Gostar

  12. Filipe Bastos permalink
    12 Junho, 2020 16:58

    “Era perder o meu tempo e fazer o jogo dos Filipes Bastos e dos Arlindos, os pagos à peça, tal como as putas.”

    Pobre Chico Colaço: até já procura aliados entre bots boçais como o Jornaleca. Tão boçais, aliás, que parecem esquerdalhas a tentar denegrir aqui o blog.

    Não que o blog precisasse. Entre chupaminas, fachos saudosistas e gritos de “cãomunista-socialista bom é cãomunista-socialista morto”, a coisa já não andava famosa. O Jornaleca é só a cereja no bolo.

    Continuo é sem saber quem me “paga à peça”: o Partido da Sucata? O Berloque de Esterco? O PCP, esse asilo de jurássicos? O Soros? O Putin? O 44?

    Quando é percebe, Francisco, que há quem não vá nos rebanhos da esquerda e da direita? Que aquilo que v. chama ‘pensar pela sua cabeça’ é mero regurgitar da propaganda que consome e da ‘echo chamber’ que frequenta?

    Concordamos em certas coisas; noutras não. Tal como v. tenho princípios; os meus são apenas diferentes dos seus. V. aceita a desigualdade extrema. Eu não. V. aceita e defende mamões. Eu não. V. louva pulhas como o Trampa. Eu não.

    Gostar

    • MJRB permalink
      12 Junho, 2020 18:00

      Pois eu desde há muitos meses tenho tido prejuízos por causa do Blasfémias. O meu contrato (que não é com o Blasfémias nem com ninguém do blog) é este: cada comentário que me ataque ou discorde rende-me 36 ou 41 Euros (conforme a violência); se é concordante arrecado só 7 Euros; se assim-assim, só 4 euros; se não há comentários aos meus bitaites, nada recebo.
      (Não digo, não digo, não escrevo, não escrevo o nome do meu adorado patrão).

      Gostar

      • Filipe Bastos permalink
        12 Junho, 2020 19:11

        Eu também tinha esse problema até descobrir três ou quatro clientes certos: chupamine, André Miguel, Olympus Mons… pode sempre contar com eles.

        O chupamine é o mais divertido. Manda umas bocas enviesadas, bate e foge, como os miúdos da 4ª classe. Fica todo contente porque nos “ignorou”; como se ninguém percebesse.

        Só com esses fregueses comprei um carro novo. Deu para um Golf. Se todos fossem como o chupaminha tinha comprado um BM. Enfim, vida de avençado não é fácil.

        Gostar

      • MJRB permalink
        12 Junho, 2020 19:45

        Porra, Filipe Bastos ! Vc. sem querer ao responder-me, deu motivos para pensarem que eu e Vc. somos 2 em 1 ou 1 em 2, ou 2 em 2, ou 1 em 1, tudo menos 0 em 0.

        Agora vou colocar estes bitaites para ver se hoje angario 36 ou 41 Euros:
        O André Ventura afinal é um holograma ! Vale nada, carrega-se no botão e puff !
        A Amazónia está a ser destruída com autorização do primata-jagunço Bolsonaro.
        O Trump é um estupor psicopata com a mania que é dono dos USA e que manda no Mundo.
        O MCThomaz é o melhor PR desde 1910 (Teófilo Braga foi só um experimentalista).
        O AC-DC é o melhor Chefe de Governo (incluindo PM’s) desde 1833.
        (Se calhar estes bitaites não motivam o suficiente para ataques).

        Gostar

    • 13 Junho, 2020 08:55

      Até agora o pensar pela sua cabeça, Filipe Bastos, leva-me a pensar que, apenas na literalidade biológica, terei de aquiescer que tem cabeça e pensamento. O Filipe é das pessoas que não deixa conclusiva a existência de honestidade e de inteligência cumulativamente na mesma pessoa.

      Uma de duas.

      Quanto a quem lhe paga, eu desconfio ou tenho a certeza de que, com alguns graus de indirecção, sou eu.

      Gostar

      • Filipe Bastos permalink
        13 Junho, 2020 15:17

        Admito que às vezes sou uma besta, Francisco, mas tento sempre ser honesto. Logo, a ser entre inteligência e honestidade terei de ficar com a segunda. Isto que vê (lê) sou mesmo eu.

        Se é v. que me paga, quero um aumento. Entre o que o Estado leva e o que pago às pessoas – sim, sou otário a ponto de fazer o que prego – pouco sobra.

        Gostar

  13. pitó permalink
    12 Junho, 2020 17:34

    vitorcunha,
    Muito bem. Até com graça, espírito. Quem não entender é tó.

    Gostar

  14. chipamanine permalink
    12 Junho, 2020 19:32

    O auto-reconhecido cornudo quer atenção

    Gostar

  15. MJRB permalink
    12 Junho, 2020 19:53

    Ouvi há cerca de 15 minutos isto na SICN: todos os partidos condenaram o vandalismo feito à estátua do Padre António Vieira, à excepção do BE, que “não comentou”.
    Para que conste.

    Gostar

    • chipamanine permalink
      12 Junho, 2020 20:02

      Já comentou dizendo que quem faz isso quer provocar uma reacção sobre a esquerda, hahahahaha
      sinal que os calos estão a começar a apertar

      Gostar

      • MJRB permalink
        12 Junho, 2020 20:44

        Não sabia dessa reacção. A seco, deve ter-lhes custado engolir a informação que a polícia já tem pistas sobre os estupores.

        Mas, chipamamine,
        esta, só para nós, que “ninguém nos ouve” nem lê: eu não ficaria surpreendido (já vi, assisti a tantas tácticas, estratégias “impossíveis”), se uma força partidária de extrema-Direita tivesse feito aquilo nas estátuas em Lisboa e em Lagos, para culpar a extrema-Esquerda e daí tirar apoios…
        Contudo, creio que foi maltosa inculta, descerebrada, do, ou tipo BE.

        Gostar

      • chipamanine permalink
        12 Junho, 2020 21:39

        Sim e eu também já vi muitas vezes as forças de extrema-esquerda a pintar suásticas , gravar no próprio corpo com canivetes para dizer que foram os fássistas

        Gostar

      • MJRB permalink
        12 Junho, 2020 22:37

        chipamanine,
        essa da extrema-Esquerda pintar suásticas e gravá-las nos seus corpos com canivetes (porra…) para culpar fascistas, eu nunca vi nem sabia.
        Mas já assisti (duas vezes) e soube de algumas “acções” da extrema-Direita E DO P”S” (!!) supostamente praticadas pela Esquerda, para a incriminarem.
        São vidas, são vidas…partidárias e outras raramente cristalinas.

        Até assisti a um incêndio ateado por um repórter estrangeiro para tirar umas fotos e escrever reportagem para a Reuters…Desde então, crivo tanto quanto consigo notícias do género.

        Gostar

      • chipamanine permalink
        12 Junho, 2020 22:56

        anda distraído, porque aconteceu mais que uma vez no seu querido Brasil do Bozo…..talvez até tenha contribuido para a eleição dele..isso e a cachaça , a roubalheira bolivariana dos reis da mandioca estocadores de vento

        Gostar

    • 12 Junho, 2020 20:20

      Pouparam-se ao comentário “não que achemos bem mas ele estava a pedi-las”.

      Gostar

      • MJRB permalink
        12 Junho, 2020 20:53

        Exacto !

        E se mais houvesse nas cercanias, mais tinta os merdosos incultos e empecilhos macacos de imitação colocariam em cima das estátuas, quaisquer que fossem os homenageados (vidé também o caso Churchill).
        “Tão numa boa !”. “Pá, tens mais erva ?” “Dá aí mais 1 euro para uma cerveja”.

        Gostar

      • chipamanine permalink
        12 Junho, 2020 21:41

        Essa é uma das “vantagens” da extrema-esquerda. O uso da erva

        Gostar

      • MJRB permalink
        12 Junho, 2020 22:47

        A erva (ou a ausência dela) provoca-lhes naquele tipo de excitações-excitações não só zangas mas também mais ganzas, bué ganzas. E públicos apalpanços às gajas, destas aos gajos, dos gajos aos gajos e das gajas às gajas.
        “Meu, tô aqui a desfilar, quando é que acaba esta merda ?”
        “Olhá Catarina !, minha, porra, pá, és a maior ! E a Mariana !, que tusa me dás, foda-se !”

        Gostar

      • chipamanine permalink
        12 Junho, 2020 23:04

        Querer fazer da ganza uma diversão carnavalesca de extremistas é um dos piores erros que se pode cometer. Funciona como chamar-lhes activistas. muito romântico até eles partirem tudo à sua volta. Claro que os há e também os há que dão para o intectualoide que se sentem acima dos terrenos naquela superioridade meditativa de independência em que vêem os outros como rebanhos e eles próprios como pastores ecuménicos de valores mais elevados sem terem consciência da armação córnea que tem na testa.

        Gostar

      • Filipe Bastos permalink
        13 Junho, 2020 00:38

        “também os há que dão para o intectualoide que se sentem acima dos terrenos naquela superioridade meditativa de independência em que vêem os outros como rebanhos”…

        Está a ver o que lhe dizia, MJRB? Com o chupamine é sempre a facturar.

        Não resiste a dar estas marradinhas, sempre de raspão, toca-e-foge, como um bode amaricado.

        Com jeito há-de me pagar as férias.

        Gostar

      • chipamanine permalink
        13 Junho, 2020 06:44

        E fantástica a esquizofrenia.
        Qualquer palavra que se escreva o esquizofrénico lê como se do seu nome se tratasse.
        O desejo de ter um pau no esfincter anal faz sonhar que até um simples bom dia possa ser o pau que ele tanto deseja. No seu mundo centrado em si próprio e nos seus fantasmas tudo o que ouve, lê ou vê , ele tem um orgasmo da importância que se dá a si próprio.
        Não basta se auto-assumir com hastes do tamanho do universo, ele acha-se analíticamente centrado em cada virgula de qualquer comentário ainda que esse tenha sido apenas uma generalidade comum por exemplo à forma como na “emprenssa” muitas vezes se trata problemas destes pondo panos quentes sobre o vandalismo, ou sobre selectivamente sobre “certo vandalismo”e isso ser extremamente perigoso porque tem influência sobre muitas pessoas. No caso específico até era a “distracção” do MJRB pois o caso da mutilação com uma suástica tinha sido noticiada como um acto de nazis (propalada a sete ventos) mas que a “distracção” da “emprenssa” não propalou da mesma forma que tinha sido uma auto-mutilação de uma renitente consumidora de substâncias recreativas, muito longe de qualquer referência a qualquer outro doente psiquiátrico
        O esquize acha que não existe mundo para além das suas alucinações. Tudo gira à volta da sua enorme e grandiosa “personalidade” (do tamanho das hastes). O esfinter dilata-se cheio de esperança.
        A doença progride
        Fica o esclarecimento ao MJRB, não vá ele confundir-se com o estado catatónico dos outros

        Gostar

      • MJRB permalink
        13 Junho, 2020 15:20

        chipa,

        Respondia-lhe, mas não sei o que é isso “estado catatónico”, não tenho um dicionário aqui…
        Mas já angariei 7 euros com o seu comentário, o suficiente para ir comprar três sardinhas e uma bejeca.

        Gostar

      • chipamanine permalink
        14 Junho, 2020 08:15

        MJRB…se ler com atenção grande parte do meu último comentário não se refere a si, mas sim a um esquizofrénico que se intrometeu no meio. Usei o exemplo daquele caso da auto-mutilação apenas porque vc desconhecia

        Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: