Saltar para o conteúdo

Igualdade na desgraça

25 Junho, 2020

If you’re not prepared to be wrong, you’ll never come up with anything original.
—Sir Ken Robinson

Aceitar os erros não é um traço admissível em Portugal, é uma falha de carácter, uma lacuna educativa, um defeito que marca para sempre o prevaricador numa “chicotada-psicológica” da qual não recuperará: uma cicatriz. O governo não está preparado para estar errado. Para estar certo, neste tipo de regime que consiste em assegurar que o país nunca sairá da cauda da Europa para manter a melancolia característica de quem sabe que nunca sairá da aldeia, o governo só tem que fazer uma coisa: agradar à massa de funcionários públicos e reformados do país. Não é só este governo, é qualquer governo desde que a demografia nacional tornou este no grupo que mantém a democracia cativa na eclésia dos privilégios.

Pelo que temos visto esta semana a partir das redacções de jornais onde estas pessoas se expressam, o que querem é “confinamento”. E se é “confinamento” que querem, é o que terão. Ao longo dos próximos dias continuarão negligentes os casos severos da Covid–19, mas as ditas “medidas de contenção” irão intensificar até que se enquadrarem minimamente com os desejos morais do eleitorado relevante inebriado pelo desejo de não ter que regressar ao trabalho em Setembro e Outubro, desde que continuem a receber salário.

Disseram que era uma “guerra contra o vírus”. Não é. É a batalha que inicia a guerra dos inevitáveis colapsos dos sistemas de previdência, uma Ilha de Páscoa no processo de extinção.

Nunca a repressão foi tão legitimada democraticamente. Ninguém está errado, porque ninguém está preparado para o estar. A Suécia armou-se em original e foi o que se viu. Quem quer ser original se podemos ser todos iguais na desgraça?

31 comentários leave one →
  1. LTR permalink
    25 Junho, 2020 19:27

    “Quando a crise é grave e os dirigentes não sabem o que fazer, recorrem a essas movimentações laterais, marginais, para tentar mostrar que comandam os acontecimentos”

    (Joaquim Aguiar, Think Tank – 23 Junho)

    Liked by 1 person

  2. 25 Junho, 2020 19:36

    Por momentos – ao ler o título do post – pareceu-me que o Vítor se referia à próxima manifestação do AVentura… Afinal, está preocupado com os suecos, com os doentes crónicos que estão cheios de cagufa e com os gajos do Público….
    Pois está muito bem…

    Gostar

  3. 25 Junho, 2020 19:37

    Quais erros? Pergunto? Que tipo de gente são vocês? O que vocês sabem de verdade?! Nada de nada…. Burros, hipócritas, ignorantes e sem conhecimento de causa de nada de nada….

    Gostar

    • 25 Junho, 2020 19:43

      Funcionário público, reformado ou jovem a fazer doutoramento?

      Liked by 4 people

      • 25 Junho, 2020 19:49

        Qual a essência desse comentário à minha resposta? Se vcs não sabem nada de nada não sabem onde me enquadro de verdade e nunca saberão a ignorância é o que vale a vossa resposta.

        Gostar

      • 25 Junho, 2020 19:53

        Artista do Bloco de Esquerda, algarvia e reencarnação da Valerie Solanas?

        Liked by 3 people

      • 25 Junho, 2020 20:02

        1.- João Pedro Pais,
        2.- Testemunha de Jeová,
        3.- dirigente desportivo de escalão secundário com a mania da perseguição e crente em sete teorias da conspiração.
        4.- O do meio da vizinha do 2º dto.

        Gostar

      • 25 Junho, 2020 20:03

        Esqueça. Eu já fiz bingo.

        Liked by 2 people

      • LTR permalink
        25 Junho, 2020 20:03

        Em condições normais apostaria em como se trata de uma tosta mista, mas na medida em que se encontra em vigor uma fase durante a qual é preciso ter muito cuidado com as interpretações racistas ao nível do vocábulo, abstenho-me de me pronunicar com mais precisão sobre este caso, sem no entanto querer deixar de expressar que é muito parecido com o daquela criatura que aterrou no Observador há uns meses e que dá pelo nome de Sr. “Combate aos burros e analfabetos do Observador”.

        Gostar

  4. 25 Junho, 2020 19:40

    A propósito do antirracismo do Chega. Perguntei a um amigo se podia apresentá-lo como o meu amigo preto.
    Ofendeu-se!
    -Preto, o car—-!- Respondeu-me enervado.
    Será racista?
    Serei, afinal, racista por, no fim das contas, não ter um amigo preto? Coisas quematormentampá!!

    Gostar

  5. 25 Junho, 2020 19:47

    Se as sondagens estão certas é disto que o meu povo gosta: sopa dos pobres e haja quem mande…

    Gostar

    • 25 Junho, 2020 19:51

      Reescrevo:
      se as sondagens estão certas é disto que o meu povo gosta:
      1º Sopa dos pobres e haja quem mande…
      2º Caracóis, esplanadas, cervejolas e máscaras penduradas nas orelhas.
      3º Futebolês, fatimês e forniquês.

      Liked by 1 person

      • lucklucky permalink
        25 Junho, 2020 20:15

        A inteligência de um povo converge para a dos seus jornalistas.

        Gostar

      • 26 Junho, 2020 00:52

        Acho que é mais ao contrário.
        São os “jornalistas” que ensinam o povo o que pensar. Quero dizer, regurgitar!

        Liked by 1 person

      • Jornaleca permalink
        25 Junho, 2020 20:30

        @lucklucky

        Portugal não tem jornalistas, dignos desse nome. Exepções provam a regra. Todos que apoiaram o 25 de Abril eram e são mentirosos, pessoas sem qualquer cultura, perfeitos idiotas: Bastos-capitalistas, que só sabem roubar e enganar o próximo.

        Liked by 1 person

  6. Jornaleca permalink
    25 Junho, 2020 20:05

    “Curiosity is the engine of achievement.”

    Sir Ken Robinson

    Gostar

    • 26 Junho, 2020 01:42

      Não vais conseguir. Enquanto eu me chamar Octàvia e isso é eterno, o meu nome não vai deixar de existir.

      Gostar

      • Jornaleca permalink
        26 Junho, 2020 10:04

        Não percebi, cara Távia.

        O que é que o Sir Ken Robinson não vai conseguir?

        Gostar

  7. Jornaleca permalink
    25 Junho, 2020 20:15

    “We stigmatize mistakes. And we’re now running national educational systems where mistakes are the worst thing you can make — and the result is that we are educating people out of their creative capacities.”

    Sir Ken Robinson

    A ignorância do senhor Robinson. Então pois, só os não-cristãos, esses com corações de pedra, é que não perdoam os erros do próximo. É por isso, que ele não querem ser cristãos.

    Pouco tem de ver com o sistema educacional. Ignorante sem cultura.

    Hahahahahahahahahahahaha.

    Gostar

  8. Jornaleca permalink
    25 Junho, 2020 20:20

    A FEW YEARS AGO, I heard a wonderful story, which I’m very fond of telling. An elementary school teacher was giving a drawing class to a group of six-year-old children. At the back of the classroom sat a little girl who normally didn’t pay much attention in school. In the drawing class she did. For more than twenty minutes, the girl sat with her arms curled around her paper, totally absorbed in what she was doing. The teacher found this fascinating. Eventually, she asked the girl what she was drawing. Without looking up, the girl said, “I’m drawing a picture of God.” Surprised, the teacher said, “But nobody knows what God looks like.” The girl said, “They will in a minute.”

    Sir Ken Robinson

    Gostar

    • Filipe Bastos permalink
      26 Junho, 2020 01:08

      Pobre rapariga. Tão nova e já endrominada pelas sórdidas alucinações religiosas dos adultos.

      Creio que os serviços sociais deviam vigiar os filhos dos pais religiosos, sobretudo dos católicos e dos muçulmanos, para impedir a perpetuação destes credos alienantes. Se insistirem, é retirar-lhes a custódia das crianças.

      O que é que o Jornaleca acha?

      Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        26 Junho, 2020 08:05

        Acho que, no caso dos mouros, as autoridades têm demasiado medo de haver motins se investigarem e prenderem mouros violadores de crianças brancas, por isso nem vale a pena colocar a hipótese de lhes retirar as crianças se lhes ensinarem os preceitos do islão.

        Quanto aos católicos, eu diria que já houve guerras a começar por menos que o que o Filipe sugeriu, mas vendo a maneira bovina como o europeu típico aceitou esta palhaçada dos confinamentos, já não estou assim tão seguro.

        Gostar

      • Jornaleca permalink
        26 Junho, 2020 09:54

        @Zé Manel Inteligente

        O que o Filipe sugeriu?
        Você a dar valor ao asno Filipe, que só tem esterco entre as duas orelhas e nenhuma cultura?

        Gostar

      • Francisco Miguel Colaço permalink
        26 Junho, 2020 13:18

        Filipe,

        Os católicos não se fazem explodir perto de si e de mim. Viva e deixe viver.

        Gostar

      • Filipe Bastos permalink
        26 Junho, 2020 16:47

        Zé,

        A sugestão era para o Jornaleca, um amigo especial com quem gosto de debater estas coisas. É uma pessoa(?) muito sagaz, muito educada, com vasta experiência pedocatólica.

        Com o Zé concordo no essencial, apenas distingo menos entre muçulmanos, católicos, a religião em geral: para mim é toda nociva, primitiva, aberrante, alienante.

        O Francisco diz “viva e deixe viver”. Agora os católicos até deixam viver; há algum tempo preferiam torturar e queimar heréticos. Tudo era controlado, até as ideias, até a ciência.

        Para quem passa a vida a falar do despotismo comuna, os fãs da religião têm uma memória curiosamente selectiva. Até à Banca, a religião foi – é – o maior cancro da História.

        Gostar

  9. Jornaleca permalink
    25 Junho, 2020 20:23

    “Ironically, Alfred Binet, one of the creators of the IQ test, intended the test to serve precisely the opposite function. In fact, he originally designed it (on commission from the French government) exclusively to identify children with special needs so they could get appropriate forms of schooling. He never intended it to identify degrees of intelligence or “mental worth.” In fact, Binet noted that the scale he created “does not permit the measure of intelligence, because intellectual qualities are not superposable, and therefore cannot be measured as linear surfaces are measured.” Nor did he ever intend it to suggest that a person could not become more intelligent over time. “Some recent thinkers,” he said, “[have affirmed] that an individual’s intelligence is a fixed quantity, a quantity that cannot be increased. We must protest and react against this brutal pessimism; we must try to demonstrate that it is founded on nothing.”

    Sir Ken Robinson

    Liked by 1 person

  10. Jornaleca permalink
    26 Junho, 2020 10:14

    Já sabem desta?
    Ou os vossos jornais incompetentes, mentirosos encobrem também esta?

    Na Áustria, ontem ou assim, o braço armado da esquerda fascista, os cobardes da Antifa, fizeram uma demonstração com os curdos da Turquia.

    A Antifa, esses cobardes sempre camuflados, a bater em inocentes, sempre a desrespeitar a liberdade de expressão dos outros, a incendiarem carros da polícia, a assassinar a oposição, querem acabar e destruir, dissolver a polícia.

    Hahahahahaaa.

    Mas ontem não. Esses fdp. Ontem chamaram pela polícia e queixaram-se, que ela demorou muito, muito tempo a chegar.

    Hahahahahaaha.

    É que esses porcos da esquerda ontem levaram sova, e boa, muito boa, dum grupo de turcos nacionalistas, em Vienna, na capital da Áustria.

    Hahahahahahaha.

    Começaram a chorar e a pedir a ajuda da polícia, esses hipocritas. Nos EUA, na Alemanha, arrogam-se a derrubar estátuas, a cuspir em cima da polícia, a insultar a mesma, e ontem, Hahahahahahahaha, a chorar, levaram porrada a eito, tiveram que fugir dos turcos, e pedir ajuda à polícia.

    Hahahahahahhahahaha.

    Essa canalha só merece escárnio, esses membros podres da sociedade, que só sabem fumar droga e ter pensamentos malvados.

    Bem feita, putas.

    Não me digam, que a canalha suja e porca da esquerda fascista, não vos contou nada disto.

    Hahahahahaa.

    Liked by 1 person

  11. Expatriado permalink
    26 Junho, 2020 10:46

    Estão aqui várias lições para alguns dos que por aqui tentam rebaixar tudo e todos para uma “igualdade” que nunca trouxe progresso nem riqueza a qualquer sociedade. Ora vejam e, principalmente oiçam.

    Gostar

    • Filipe Bastos permalink
      26 Junho, 2020 17:01

      A igualdade não é rebaixar tudo e todos: é elevar a grande maioria e limitar uma minoria de mamões que acumula obscenamente mais do que devia.

      Não se trata de funcionar ou não; trata-se de ter de funcionar. Temos de descobrir e aplicar o que for preciso para tornar a sociedade mais igual, mais justa e mais democrática.

      Isto é que é evolução. É mais fácil ser egoísta; era também mais fácil viver em cavernas e ir cagar à mata. Evoluímos quando vamos além do fácil, do animal e primitivo, quando definimos ideais e trabalhamos para um objectivo.

      Gostar

  12. Francisco Miguel Colaço permalink
    26 Junho, 2020 13:14

    Ninguém se apercebe de que estás merdidas (grafia intencional) aparecem mesmo antes de dia 27, quando haveria uma manifestação muito incómoda para o regime, aliás dieta, do ditadoido Cocosta?

    Gostar

  13. Antonio marques permalink
    14 Julho, 2020 16:07

    Até que enfim que começam a repetir-me!!

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: