Saltar para o conteúdo

O “casal português” e “homem negro”

2 Setembro, 2020

A má fé da racialiazação da sociedade está estampada nestes títulos. Ambos constam na edição on line de hoje do CM. Porque escrevem “casal português” e não casal de brancos? E porque escrevem “home negro” e não cidadaão norte-americano? Porque a cartilha manda que se raciliaze tudo aquilo que se prende com os negros: estes deixaram de ser cidadão portugueses, norte-americanos, franceses para se tornarem afrodescendentes. E nos territórios afros mandam os activistas.
Note-se contudo que o CM ainda deu a notícia do “casal português” assassinado na África do Sul. Mas foi dos raros a fazê-lo. A imprensa de referência nem uma linha dedicou a Dinis Fernando e Maria Gorete Silva
Segundo o Forum Português da África do Sul 460 portugueses foram assassinados na África do Sul desde o fim do apartheid em 1994. As suas mortes nunca geram qualquer onda de solidariedade mesmo quando acompanhadas de acções macabras como aconteceu com a tortura e morte da família Viana em 2011.

19 comentários leave one →
  1. 2 Setembro, 2020 10:57

    O morto negro é designado por ‘homem negro’.

    Os portugueses ‘incolores’ assassinados na áfrica do sul foram mortos por homens incolores!

    Jornalistas destes = escumalha …

    Liked by 1 person

  2. 2 Setembro, 2020 11:04

    As vidas portuguesas -mesmo quando brancas…- contam.

    Liked by 1 person

  3. 2 Setembro, 2020 11:08

    Condicionamento subliminal que nos ensina o righthink!

    Liked by 2 people

  4. A. R permalink
    2 Setembro, 2020 11:47

    A Comunicação social é na sua maioria umas cloaca que se odeia a si própria e possui pouca autoestima: são pagos para “informar” não informam para serem pagos.
    A loucura na África do Sul tem produzido violações macabras de mulheres brancas. Alguns casos seguidos da introdução de uma garrafa partida na vagina e generosamente rodada.

    Liked by 2 people

  5. LTR permalink
    2 Setembro, 2020 11:50

    O sistema nacional de sacanagem vermelha há dias noticiou o caso de uma menina abusada sexualmente que havia engravidado e abortado, no Brasil. Tando rodaram que por acaso passaram ao segundo e extraordinário acto – partindo de críticas e manifestações por parte de um grupo de pessoas contra a execução do aborto, ligado à igreja evangélica, lá foram direitinhos como uma seta apontada ao que vinham, com a associação dessa igreja ao apoiante Bolsonaro.

    Gostar

  6. lucklucky permalink
    2 Setembro, 2020 13:01

    “A má fé da racialiazação da sociedade está estampada nestes títulos.”

    É simplesmente expandir o Marxismo das classes sociais criando classes raciais, classes sexuais, e outras classes quando conveniente servindo para forjar exploradores e explorados e desse conflito, violência a Esquerda obter poder.

    Ontem o Correio da Manhã “noticiava” que o Trump tinha defendido um assassino. Sim sem “alegados” os alegados desapareceram.

    Liked by 1 person

  7. chipamanine permalink
    2 Setembro, 2020 15:34

    Na África do Sul o roubo de carros, caso o proprietário/condutor seja branco acaba inevitavelmente em assassinato por ser branco. Sem oferecer resistência, leva pauladas, facadas, quando não um tiro, despido e depois normalmente acaba com pedras na cabeça.

    Liked by 1 person

    • Andre Miguel permalink
      2 Setembro, 2020 15:55

      Se fosse só na África do Sul. Fale com as comunidades estrangeiras na Nigéria, Camarões, Congo, Angola, Benin, Gana, etc, etc, etc e verá o tratamento que recebe quem não tem os níveis de melanina aceitáveis para a geografia em causa… Se a puta da hipocrisia pagasse imposto!

      Liked by 2 people

  8. chipamanine permalink
    2 Setembro, 2020 16:16

    Em determinado país africano acompanhado de uma amiga negra fomos fazer uma pequena viagem (mais de 200 km) a um determinado local. À passagem de uma pequena aldeia fomos obrigados a parar pois uma multidão atravessava a estrada. No meio dessa turba estava um homem jovem com os cotovelos juntos amarrados atrás das costas. Tendo a boa parte da multidão atravessado a estrada uma parte permanecia aos gritos nela o que me impedia de prosseguir.
    Mesmo ali à beira da estrada ao jovem à beira da estrada puseram-lhe um pneu velho ao pescoço. Quando olhei já as chamas irrompiam dele. O mais estranho para mim é que o rapaz não estrebuchava , quase não se movimentava .
    A amiga do meu lado “acordou-me” do torpor do choque que aquela cena estava a me provocar com a seguinte frase: “Se tivesses roubado branco fariam uma festa mas como roubaste preto vais morrer”.
    Como nunca tinha olhado para ela como uma negra mas como amiga apenas achava eu que ela também me olhava como amigo. Um dos maiores choques da minha vida

    Liked by 1 person

    • A. R permalink
      2 Setembro, 2020 16:25

      São os métodos do ANC contra o Inkata. O ANC que ia colocar a àfrica do Sul em pleno progresso abençoado pelo Santo bombista Mandela canonizado pela tirania castrista.

      É o que se vê!

      Liked by 1 person

  9. Zé Manel Tonto permalink
    2 Setembro, 2020 17:44

    Todos os países da Europa com ligações à população branca da África do Sul, Reino Unido, Alemanha, Holanda, França, principalmente, mas também Portugal e outros, deviam ganhar tomates, e retirar de lá todos os brancos que quisessem vir para a Europa.

    Se andamos a deitar dinheiro fora a pagar para refugiados árabes e africanos, que não sabem falar línguas europeias, são semi analfabetos, não compreendem a cultura nem a querem aceitar, bem que podemos direccionar o dinheiro para ir buscar pessoas que se vão adaptar em três tempos.

    A mentira que nos contam não é que são necessários imigrantes para equilibrar as contas dos Estados Europeus? Que tal ir buscar 8 milhões de pessoas, na sua maioria com formação?

    E se os sul africanos negros não os quiserem deixar sair a bem, o Reino Unido tem experiência a limpar o sebo a chicos espertos no Atlântico Sul. Perguntem aos argentinos.

    Gostar

    • Andre Miguel permalink
      3 Setembro, 2020 11:42

      Austrália e Rússia já o fazem, pagam a viagem e atribuem visto de residente a qualquer fazendeiro branco que queira deixar a Africa do Sul.

      Gostar

  10. lucklucky permalink
    2 Setembro, 2020 18:12

    “Autopsies can uphold white supremacy” Washington Post.

    Como já se começa a saber mais da autópsia de George Floyd is os níveis de drogas que tinha do corpo o Jornalismo Marxista já começa a fazer um ataque preventivo.

    Liked by 1 person

  11. Olympus Mons permalink
    2 Setembro, 2020 18:13

    E não é que eu acho o contrário??

    Acho este tratamento “especial” das pessoas de etnia negra altamente racista.

    Ninguém é mais racista do que esta esquerda, seja ela caviar ou pacóvia, que não consegue conviver emocionalmente nada bem com o seus próprios sentimentos racista. A maioria de nós anui a esse sentimento e não deixa que nos domine ou influencie as nossas atitudes. Ou pelo menos tentamos. Já esta esquerdalhada não parece ter os mecanismos emocionais para lidar com os seus próprios sentimentos e dá nisto…

    Daí que tenha optado por tratar as pessoas de raça negra como animais de estimação (e nós adoramos os animais de estimação), como “pets”, como vacas sagradas que devem ser tratadas de forma especial e não como o resto da família humana.

    Triste, triste e racista até ao nojo.

    Liked by 2 people

    • 2 Setembro, 2020 19:41

      Toda a razão. O paternalismo é o pior racismo de todos.

      Gostar

    • lucklucky permalink
      3 Setembro, 2020 00:37

      É pior que “só” racismo. É exploração racial.

      A Esquerda para existir, para proclamar a sua identidade e virtude precisa de problemas, vitimas.
      Se não os há inventa-os, cria-as.

      Gostar

  12. Albano silva permalink
    3 Setembro, 2020 09:13

    Actualmente; quando o branco deve pedir desculpa por sê-lo, fica claro que para toda a comunicação social, quase toda politicamente correcta, só a “Black life” importa.
    E por isso mesmo, carregam nas tintas, negras, da diferença entre iguais, Agenda assim ordena.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: