Saltar para o conteúdo

O que não queremos ver

2 Outubro, 2021

Jacinto Gonçalves, médico octogenário sobre o dia mundial dos idosos: «a maioria de nós, com a sabedoria ancestral que só se aprende no dia a dia, sabedoria a que também se chama “bom senso”, está fechada nos novos Jardins Zoológicos, só para a espécie humana em idade avançada, também chamados Lares de Terceira Idade. As famílias vão lá aos fins-de-semana, quando faz bom tempo, ultimamente com máscara e distanciamento social. A pandemia da Covid 19 apanhou os idosos na ratoeira destes lares.»

23 comentários leave one →
  1. Weltenbummler permalink
    2 Outubro, 2021 21:35

    fiz 90 em março. posso dar-me ao luxo de casa própria apesar do social-fascismo nos desgraçar há 1/4 de século
    o egoismo familiar e a miséria atiraram a quase totalidade para depósitos de velhos com toda a lista de doenças, muitas delas degenerativas

    Liked by 1 person

    • chipamanine permalink
      3 Outubro, 2021 09:52

      Além de algum egoísmo familiar o grosso dos “depósitos” são pelo facto de as familias não terem um minimo de condições para o fazer. Quando se vai ver até esta ultima medida do cuidador informal que foi feita para não dar sendo um fracasso total percebe-se que o negócio da Segurança Social com as Misericórdias (90%) é um loby socialista e socializante “vendido” aos tugas em que o Estado “cuida” dos velhos.
      Os tugas foram e vão na cantiga aliando as suas dificuldades ao seu egoísmo e assim se criaram os depósitos de velhos.
      A pandemia apenas veio mostrar uma janelinha do sistema podre por dentro e por fora e do qual politicos….gente do partido, autarcas se aproveitam

      Gostar

  2. marão permalink
    3 Outubro, 2021 08:55

    Os novos só vão lá para matar a curiosidade de ver como é, sem a consciência de que um dia lá chegarão para ficar.

    Gostar

    • 3 Outubro, 2021 12:44

      O Marão, muito fala quem não entende nada disso. Eu casei-me em 73 e fui pagar 3.000$ de renda em Sto António dos Cavaleiros, num T2, o meu ordenado era para a renda. A minha mulher ganhava outro tanto , para comprar comida e pagar transportes para o emprego, comida, água e luz. Ambos trabalhávamos no Saldanha, em Lisboa. Quando tivemos o primeiro filho ele foi imediatamente para um DEPÓSITO (sabe o que é um infantário?), como você lhe chama. Os avós da criança moravam na Covilhã. Quando o avô materno morreu, a avó materna também foi para um DEPÓSIOTO, tinha alzheirmer.
      Só o Marão não percebe isto, porque é espertalhão!

      Gostar

      • José Monteiro permalink
        3 Outubro, 2021 20:15

        That is the economy… como dizia o outro.
        Progresso material certo, progresso moral duvidoso.

        Gostar

      • marão permalink
        3 Outubro, 2021 21:52

        Se bem entendi, José Monteiro já foi ao ponto pelo que me dispenso de adicionar qualquer esclarecimento.

        Gostar

  3. Weltenbummler permalink
    3 Outubro, 2021 09:41

    Militares afganos relatan la intrahistoria de la capitulación de Kabul: “Nos ordenaron rendirnos”
    Varios miembros del ejército relatan a EL PAÍS la humillación que supuso entregar las armas y ver que las autoridades habían “vendido” el país a los talibanes

    Gostar

  4. jose valeriano permalink
    3 Outubro, 2021 18:52

    Acabei de assistir a um comentário de um Sr. Dr. Advogado a falar sobre uma alteração a lei sobre odio em que defende penas pesadas para quem faça declarações sobre este assunto.
    O Sr. Dr. defende que qualquer funcionário que diga alguma coisa que eles entendam como palavras de odio devem ser suspensos de funções nas empresas ou nas escolas como ele deu exemplo por um certo período de tempo.
    Defende que não se pode estar dependente de empresas estrangeiras como o Facebook o Twitter ou outra plataforma digital e que deve ser criada uma passe para que possam aceder as ditas plataformas para que possam ser totalmente controlados pelo Estado.
    O Sr. Dr. ainda teve o desplante de dizer que não deve haver o direito ao livre pensamento tanto individual como até politico.
    Jornal das 18 da SIC Noticias
    Estamos a caminhar para uma ditadura mas daquelas que ninguém nunca pensou passar pois teremos que pensar tal como eles querem sem ter que respingar.
    Servimos somente para trabalhar produzir para que eles tenham todos os seus direitos assegurados.
    Pelo que estou a assistir na Comunicação Social anda-se a votar mas quem nos governa pelos comentários que fazem diariamente são as Confederações Patronais, a Ordem dos Médicos, Enfermeiros, Advogados e outras tantas que por ai proliferam.
    Para que pagar aos Políticos para nos governarem se estes estão dependente destas Instituições.
    Teremos que se calar pois com este texto já posso estar a correr sérios riscos de ser um dia em breve incomodado pelas autoridades.
    Enfim isto está mesmo no fim da linha.

    Gostar

    • João Brandão permalink
      3 Outubro, 2021 20:02

      Concordo consigo, José Valeriano.
      As sociedades ignorantes tendem a, ciclicamente, repetir os erros.
      É de uma ironia triste ver uma geração a quem intrujaram dizendo-lhes que era mais preparada da História, ser ‘comida’ por uns quantos espertalhuços ignorantes.
      As ditaduras dos ignorantes têm a vertente ‘interessante’ de os seus chefes se irem eliminando ao longo do tempo em existe a dita.
      Mas são as mais perigosas!

      Liked by 1 person

  5. João Brandão permalink
    3 Outubro, 2021 20:20

    A forma como uma sociedade cuida dos seus maiores é um índice preciso da evolução cultural e da sua coesão.

    Em uma sociedade civilizada e coesa os idosos são um activo e não estorvo.
    Não sabem lidar com computadores. E???
    Isso não define nenhum activo. É apenas um pequeno aspecto, pois a vida da sociedade não se resume a coisas de computadores.
    Para essas coisas estão cá outros. Outros esses, que ainda não têm a experiência da vida nem a sabedoria que só essa dá!
    Nem é necessário elaborar mais sobre isto, para além de dizer que a generalidade das sociedades europeias pouco ou nada liga aos seus idosos, o que é mais um parâmetro que confirma aquilo que se constata, o seu completo esfrangalhamento enquanto grupo sócio-biológico.
    O seu desaparecimento é apenas uma questão de (pouco) tempo.

    Liked by 1 person

    • marão permalink
      4 Outubro, 2021 07:08

      Saber lidar com computadores de que serve para quem não sabe a tabuada?

      Gostar

      • Tiro ao Alvo permalink
        4 Outubro, 2021 08:59

        Não é bem assim, há idosos com curso superior, que foram muito competentes na sua área, mas que são info-excluídos. E sabem a tabuada, coisa que muitos jovens não dominam minimamente, pois estão totalmente dependentes das máquinas. Mais: alguns estão sempre ligados às máquinas, não vivem, vegetam.

        Gostar

      • João Brandão permalink
        4 Outubro, 2021 12:55

        Tem toda a razão. Como as máquinas de calcular também só devem ser utilizadas por quem já sabe fazer contas.
        Só assim conseguem criticar os resultados.

        Gostar

      • 4 Outubro, 2021 13:08

        Mas se os mais novos não querem saber dos idosos, será que os idosos querem também saber dos mais novos, quando lhes hipotecam as suas vidas mesmo antes de nascer e lhes exigem que continuem a se endividar e a comprometer o seu futuro para lhe pagar as suas pensões ?

        Liked by 1 person

      • 4 Outubro, 2021 13:09

        O mito do : ” “saber” lidar com computadores” e o mito do: ” “saber” a tabuada até ao 10″…

        Gostar

      • 4 Outubro, 2021 13:39

        Ambos falsos mitos injetados de um eduquês propanguista, e que só serve para alimentar a mediocridade de um prentensiosismo classista intergeracional.

        Gostar

      • João Brandão permalink
        4 Outubro, 2021 21:18

        Pois claro, isso de saber a tabuada, de saber lidar com computadores são apenas mitos caprichosos, talvez.
        Entretanto a tecnologia desenvolveu-se graças à previsões astrológicas da maya e do professor karamba.

        Os comunas quando não chamam nazis aos outros, deixam este ruído como marca da passagem da patrulha por aqui

        Gostar

      • 5 Outubro, 2021 13:35

        Estou a ver que o brandão nunca dever ter tido uma aula de Cálculo ou análise infinitesimal, álgebra e geometria analitica, álgebra booleana etc. Quando tiver depois venha me dizer quando é que necessitou da sua decorada tabuada.
        A tabuada decorada ao estilo vitoriano enfiadas à reguada, era apenas o pináculo dado às plebes semi-analfabetas com a 4º classe, para conseguirem fazer contas de mercearia. E por isso que o Brandão parece a ter em alta referência. Tal como o seu “saber lidar com computadores”, a carregar em botões de sistemas operativos para dummys

        Uma pessoa sabe que está a falar com um artolas, quando ele pretende inferir uma relação entre o comunismo e o desprezo pela instrução e conhecimento. E nem sequer se lembra que foi a união soviética os primeiros a enviar um homem ao espaço orbital.

        Gostar

      • João Brandão permalink
        5 Outubro, 2021 20:04

        As aulas que tive ou deixei de ter, isso não é seguramente da sua conta.

        E já agora, a julgar pela sua ‘eminente’ sabedoria, quando a urss enviou o homem ao espaço, deve ter sido, como terei dito antes, com o contributo dos professores carambas lá do sítio e não com gente que sabia tabuadas.

        Quanto ao artolas, só pode estar a falar do que lhe talhou as orelhas …

        Gostar

      • 5 Outubro, 2021 22:26

        Muita gente também sabia tabuadas por aqui, incluindo muitas pessoas semi analfabetas com a 4ª classe como você brandão. Mas nunca se desenhou e produziu nesta terra uma torradeira para fazer torradas quanto mais um foguetão para ir ao espaço. Vá se la saber porquê. Se calhar porque em vez de inspirarem os alunos com a beleza intuitiva do entendimento dos conceitos intuitivos matemáticos de geometria e cálculo, andavam a tortura-los à porrada inserindo neles o medo à matemática, para que decorassem numeros papagueados para fazerem contas de mercearia sem saberem pensar.

        E digamos que aqueles que ungidos de partidarite aguda como você, que desatam logo em imputações maniqueistas, só porque lhes beliscam as certezas bacocas e os dogmas patéticos. Chamar-lhe de artolas é um acto de contençao e cordialidade.

        Gostar

      • João Brandão permalink
        5 Outubro, 2021 22:53

        Não vou perder tempo com as suas baboseiras.

        Os seus comentários, dirija-os ao artolas que lhe talhou as orelhas.

        Gostar

      • 5 Outubro, 2021 23:28

        Como se você tivesse capacidade cognitiva para tal
        O pretensiosismo de um artolas que acha que o pináculo de entendimento que têm sobre matemática foi lhe dado pela tabuada enfiada pela cornadura abaixo.
        E comuna é o artolas que foi à vaca que te pariu.

        Gostar

  6. João Brandão permalink
    6 Outubro, 2021 12:34

    Um comuna no seu melhor: aos insultos. Reacção mais que conhecida nos marxistas …

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: