Saltar para o conteúdo

Há mais na vida do que evitar a morte

1 Janeiro, 2022

O “princípio da precaução” é essencialmente um princípio para tomar decisões sem evidências adequadas que afetam radicalmente a vida das pessoas . A sua rejeição [a 20 de Dezembro pelo governo britânico] foi um desenvolvimento encorajador com o qual outros governos europeus poderiam aprender.

O NHS [SNS britânico] é uma instituição, não um regulador. Existe para enriquecer e não para empobrecer nossas vidas. Existe para nos servir, e não o contrário. Não precisamos culpar os epidemiologistas. É seu trabalho não pensar em nada além de epidemias. Mas esta não é uma prioridade sensata para o governo ou para o resto de nós.

Temos vidas para viver e há mais na vida do que evitar a morte.

Tradução de excertos de artigo de Lord Sumption no The Telegraph de hoje, a ler por completo aqui.

8 comentários leave one →
  1. Prova Indirecta permalink
    1 Janeiro, 2022 18:46

    http://www.vaxtestimonies.org/en/

    Gostar

  2. 1 Janeiro, 2022 21:40

    É verdade como dizia Afonso Eanes de Cólon.
    Porque me atormentas
    tu covid
    Já não socializo.
    Já não arrebento um socialista ou um laranja desde 2019.
    E continuo sem saber porque há um líder partidário com o apelido de xicom.
    Como dizia a bobozinha para o lobo mau.
    Porque tens os cornos tão grandes.
    Responde o lobo mau com um par de cornos vistoso.
    Foi o voto útil. Fizeram com o Rio um bacanal.
    Os pequenos da direita vão parecer as renas do pai Natal.

    Gostar

    • Prova Indirecta permalink
      1 Janeiro, 2022 23:14

      Fia-te nas renas …, fia-te . Põe antes uma velinha , no dia trinta já vais ver as renas…

      Gostar

  3. lucklucky permalink
    1 Janeiro, 2022 23:12

    A América da Esquerda.Racista Não pensem que não vai chegar cá.

    https://reason.com/volokh/2021/12/31/n-y-rationing-covid-drugs-based-on-race/

    Gostar

  4. Zé Manel Tonto permalink
    1 Janeiro, 2022 23:40

    A imposição de mais restrições no Reino Unido não tem nada a ver com a rejeição seja do que for.

    Tem a ver com ter sido descoberto que, enquanto o país estava em confinamento no Natal de 2021, estavam a decorrer festas de Natal em tudo o que era Ministério.

    O Boris, e a sua cambada, não tiveram cara para trancar toda a gente em casa outra vez no Natal depois de ter sido tornado público que eles prórpios se estam a cagar para confinamentos.

    Gostar

    • Zé Manel Tonto permalink
      1 Janeiro, 2022 23:42

      “A imposição”

      *a não imposição

      ” confinamento no Natal de 2021″

      *confinamento no Natal de 2020

      Gostar

    • chipamanine permalink
      2 Janeiro, 2022 07:24

      Aqui os nossos jornaleiros nunca descobrem (nem perguntam o que devem) a governantes de esquerda.O azar do Boris é ser “de direita”. Estivesse outro no nosso governo e nem imaginas as festas “particulares” que o governo faria e seriam noticiadas mas como é socialista e os subsidia não se passa nada.

      Gostar

  5. Pedro Dias permalink
    2 Janeiro, 2022 08:26

    Cada vez percebo menos do que os comentaristas escrevem por aqui.

    Liked by 1 person

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: