Skip to content

Proclamação da república dos bananas

5 Outubro, 2016

5-de-outubro

Anúncios
23 comentários leave one →
  1. Contribuinte afogado permalink
    5 Outubro, 2016 10:43

    1ª República = 16 anos = 48 (des)governos = revoluções = traições = assassinatos
    Ficaram sem parede para limpar as mãos, = actualmente em que os valores são tão poucos ou poucochichos que têm que dar uma (en) comenda a mais um traidor e desertor

    Gostar

  2. LTR permalink
    5 Outubro, 2016 11:36

    Na SICN vai uma atrapalhação muito grande com a interpretação em direto do sentido das palavras fortes do PR.

    Gostar

  3. 5 Outubro, 2016 14:19

    DCCCLXXIII

    Gostar

  4. PiErre permalink
    5 Outubro, 2016 16:19

    Hoje é feriado, dia do tratado de Zamora, em que foi reconhecida, pelo rei de Castela,a independência de Portugal.

    Gostar

  5. Arlindo da Costa permalink
    5 Outubro, 2016 18:37

    Há 3 anos era mesmo isso! uma república de bananas que até não comemorava o seu dia por ordem e desejo de estrangeiros.

    Nem sequer o seu ex-Presidente, o videirinho rascofe de Boliqueime, teve a CORAGEM de resgatar Portugal desta humilhação. Um cobarde e anti-patriota.

    Felizmente Costa e Marcelo destaparam o pano preto que pesava sobre o corpo esbelto da nossa República!

    Gostar

    • LDM permalink
      5 Outubro, 2016 19:49

      Sim, vai ficar mais magra depois da próxima bancarrota.

      Liked by 1 person

    • 5 Outubro, 2016 20:10

      Arlindo da Cota,

      A Mariana engordou. Está obesa. Candidata natural à burka, como os estafermos das calhoas d’escarralha.

      A culpa também é sua. Está a fornecer rebuçados a uma obesa e provavelmente diabética.

      Gostar

    • 6 Outubro, 2016 00:11

      ó Arlindo, só foi pena o filho da puta do Costa não ter sido demitido, preso e julgado pelo crime de desrespeito a um símbolo nacional quando meteu a bandeira de Portugal de cú para o ar só para humilhar o Senhor Presidente Professor Doutor (de doutoramento) Cavaco Silva.
      Já viste ao que chega a sabujice do teu ídolo de cascos de banha! Porcalhão de merda!

      Gostar

    • The Mole permalink
      6 Outubro, 2016 18:52

      Arlindo,

      Embora pessoalmente me saiba sempre bem qualquer feriado, é cretinice um país(?) declarar qualquer revolução interna (sim, sim, isso inclui o “glorioso” 25/4) como feriado Nacional: em qualquer revolução há sempre derrotados, pelo que é falta de respeito, mau ganhar e até anti-patriótico (pois acirra as divisões internas) continuar a festejar pelos séculos dos séculos.

      Gostar

  6. A.R permalink
    5 Outubro, 2016 18:49

    Caro Vitor

    Ainda bem que aparece por aqui. Estou a terminar o seu livro manual modernista para a modernidade e estou entusiasmado. Esclareça-me pois sobre o poliamor e coisas que orbitam estas causas, as quais atormentam agora o meu dia a dia:

    Se eu mijar a campo, como estava habituado contra um pinheiro (pinus radiata ou outro), correrei o risco de estar a cometer um crime de género?
    Se for para o abrigo de uns arbustos arriar o calhau e gabar as folhinhas viçosas -tão úteis nessas circunstâncias- estarei a fazer assédio sexual? Como sei que os arbustos não estão numa relação poliamorosa com uma pessoa humana?

    Abraço

    Gostar

    • 6 Outubro, 2016 00:39

      Parecem situações bastante abusivas. Embora ainda não enquadradas como crime, terão que ser vistas como provocações pela lacuna legislativa.

      Gostar

  7. LDM permalink
    5 Outubro, 2016 19:47

    É a república dos bananas …

    Gostar

  8. licas permalink
    5 Outubro, 2016 19:48

    Estou a ver os estragos provocados pelo Matthew , a joía da corâa do
    Socialismo:
    E eu que julgava que barracas a cair servindo de habitação humana
    só se poderiam encontrar no detest+avel Capitalismo. . .

    Gostar

  9. honi soit qui mal y pense permalink
    6 Outubro, 2016 09:45

    A choldra .

    Gostar

  10. LTR permalink
    6 Outubro, 2016 20:53

    O professor Marcelo, com o presidente da CML sentado mesmo ao lado, disse que o poder não se herdava, mas que se ganhava nas urnas. É ver as interpretações que passaram na TV sobre o resto do discurso.

    Gostar

  11. honi soit qui mal y pense permalink
    7 Outubro, 2016 16:30

    http://www.breitbart.com/london/2016/10/07/french-govt-rushing-citizenship/

    the trend of the political economics losers of the westworld

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: