Saltar para o conteúdo

Isto é uma “pandemia” de casos assintomáticos

18 Fevereiro, 2022

Nunca se viu algo semelhante. O Mundo parou por via da “ameaça” de pessoas assintomáticas a uma doença. Seria de rir se isto não fosse, na verdade, muito trágico. Como foi possível o Planeta inteiro ter embarcado em tamanha mentira sem fundamento científico? Como foi possível deixar destruir toda a Humanidade sob a falácia dos testes PCR, comprovadamente criador massivo de falsos positivos e que não foram concebidos, sequer, para detectar doenças virais? Simples: bastou comprar todos os mass media de todos os países e… voilà!

Não há arma mais poderosa neste século XXI do que toda a comunicação social do mainstream . Quem os detém, é poderoso. Financiados pelos governos, desprovidos de qualquer ética e dispostos a tudo para manterem o posto de trabalho, vendem-se às elites que dominam o mundo. Não há jornalismo. Há avençados que trabalham para a desinformação para que os mestres oligarcas possam seguir com as suas agendas sem obstáculos. Para isso, além das redacções onde os “escravos modernos do jornalismo” trabalham para “limpar” qualquer narrativa contrária às “oficiais”, criaram ainda os “fact checkers” que não são mais do que a CENSURA moderna autorizada que busca SILENCIAR os opositores construindo factos à medida para desacreditar quem ousa questionar.

Se já era evidente este novo jornalismo ao longo dos tempos, com a “pandemia” ficou escandalosamente exposta de tal forma que a credibilidade que ainda restava nalguma comunicação social, desapareceu por completo.

Com efeito, depois de 2 anos a massacrarem com meias verdades, informação ocultada, notícias manipuladas e outras fabricadas, ficamos hoje com a convicção que nada mais salvará este jornalismo de esgoto sem uma revolução nos media. Se não vejamos:

  1. O que nos diziam sobre a transmissão dos assintomáticos? Primeiro, que raramente transmitiam a doença (OMS); depois que transmitiam e agora, que transmitem menos ou nada.
  2. O que nos diziam sobre as máscaras? Que davam uma falsa sensação de segurança; depois que elas protegiam contra o novo vírus e evitavam a doença e agora, que até são prejudiciais à saúde.
  3. O que nos diziam sobre a perigosidade do vírus? Que tinha uma elevada percentagem de óbitos associados e agora, admitem ser o equivalente a uma gripe.
  4. O que nos diziam sobre os testes PCR? Que era preciso testar em massa para nos proteger dos assintomáticos para agora admitirem que são inúteis pois não conseguem detectar cargas virais de um vírus que não foi ainda sequenciado.
  5. O que nos diziam sobre a toma de vitamina C e D para fortalecer o sistema imunitário ajudando a evitar a nova virose ou sobre a imunidade natural? Que era mentira e que só a vacina nos protegia para agora dizerem exactamente o oposto (veja aqui e aqui);
  6. O que nos diziam sobre confinamentos? Que era imprescindível achatar a curva e por isso, confinar toda a população era primordial para agora dizerem que foi inútil.
  7. O que nos diziam sobre as vacinas? Que são fundamentais para travar a virose e que só com ela se acabaria com a pandemia, para agora dizerem, que não protege da infecção, não protege da doença (apenas ainda referem – mas será por pouco tempo pois os dados estatísticos não perdoam – que evita a doença na sua forma mais grave) e que pessoas infectadas estão mais protegidas que as vacinadas.

Assim, num passe de mágica, tudo o que era, já não é. Portanto, ou temos uma cambada de burros a trabalhar nas redacções que nunca souberam investigar ou temos gente que navega ao som dos acontecimentos e, debaixo das ordens dos patrões, ajustam as narrativas, quiçá para limpar o rosto e mãos sujas.

Mas não adiantará. São cúmplices até morrerem mesmo que a justiça terrena não os encaixote a todos.

Não há perdão possível para tanta desonestidade intelectual para levar a cabo estes crimes contra a Humanidade. Jamais a DGS, a OMS, Bill Gates, UE, CDC, FDA, EMA teriam tido sucesso nesta imposição de agenda se não fosse a comunicação social a fazer o trabalho sujo. E os senhores poderosos do Mundo sabem disso. (ouça aqui esta ex-pesquisadora da OMS). E prepare-se: já está planeado o SPARS 2025-2028. Isto não acaba aqui…

As televisões passam todos os dias o boletim de (des)informação da covid. Mas em nenhum momento questionaram a DGS sobre a razão de diariamente nos bombardearem com número NOVOS de casos e de mortes mas no WORLDMETERS não haver qualquer referência a novos casos nem mortes:

Também não confrontam a DGS com o inflacionamento das mortes atribuídas à nova virose que só agora, passados 2 anos, e com a população praticamente toda inoculada com o líquido experimental, estão a corrigir baixando drasticamente a percentagem, inicialmente muito elevada. Nem mesmo com a própria Graça Freitas a dizer em directo que as mortes atribuídas à covid eram todas aquelas que testassem positivo independentemente da causa do internamento, levou as televisões a serem mais rigorosas e cuidadosas na mensagem. Nada.

A pandemia acaba (pelo menos para já) quando acabarem os boletins diários de “casos” da treta promovidos pela DGS e os mais de 22 milhões testes PCR até 9/12/2021 para encontrar “positivos”. Imediatamente a seguir, ninguém dará pela presença da nova virose que só existe porque as televisões não falam de outra coisa com base nestas premissas fraudulentas. Leia mais sobre PCR aqui:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7112074/

Os testes PCR não servem para detectar doenças nem cargas virais. Que o diga o próprio autor que felizmente nos deixou este vídeo incontestável (veja aqui e aqui). Como o próprio indica, os testes PCR funcionam ampliando os dados de DNA em 35 ciclos. Porém, foram usados em todo o mundo 45 ciclos o que significa que 94 a 96% de todos os testes  positivos são falsos positivos porque trata-se de matéria morta sem carga viral. Ademais, a OMS mudou os parâmetros para a declaração de uma pandemia há 12 anos por altura da pseudo-pandemia do H1N1: o que antes era designada por uma doença altamente contagiosa e consequente elevado número de mortes associadas, passou a ser apenas necessário tratar-se de uma doença que se propaga rapidamente pelo mundo e não mais do que isso. Não fosse essa alteração e hoje não haveria declaração de pandemia.

Estão agora a aliviar as restrições mas muito devagarinho que é para não dar nas vistas e não terem de admitir a falácia gigantesca em que nos meteram comprometendo, para sempre, as nossas vidas. A reposição da verdade vem aí pela mão do Dr. Reinier Fuellmich (veja aqui) e terá consequências.

Mas, devagar ou não, a verdade tomará o que é seu e mais breve do que se imagina, ela será totalmente exposta para desespero de muita gente.

26 comentários leave one →
  1. Chopin permalink
    18 Fevereiro, 2022 13:43

    Uma médica chinesa, dra Li-Meng Yan, afirma que os comunistas chineses têm andado a fazer experiências na população com vírus de febre hemorrágica, tal como antes fizeram com os corona vírus. A agenda continua.
    Mereciam ser entregues aos taxistas franceses, que segundo o sr Luis Lavoura, são letais.

    Gostar

    • Francisco Miguel Colaço permalink
      22 Fevereiro, 2022 17:30

      É verdade. Soube de boníssima fonte, apenas uma vez destacada de dentro da China e com acesso a essas informações. Ele falou, de engenheiro a engenheiro, e em termos poucos precisos numa ‘mistura de ébola com pneumonia’. Ainda lá no início de 2020, antes de supostamente a pandoideira tomar conta de Portugal e dos portugueses cuja maior máscara não é o farrapo que lhes esconde a boca.

      Gostar

  2. Rocco permalink
    18 Fevereiro, 2022 14:15

    Uma pouca vergonha com quase 2 anos… 3ª dose?… Metam-na no cu!

    Liked by 2 people

    • Prova Indirecta permalink
      18 Fevereiro, 2022 15:52

      Não escreva isso Rocco , que eles até reviram os olhos na antecipação do gozo….

      Liked by 1 person

    • Alex.soares permalink
      18 Fevereiro, 2022 22:21

      … com seringa e tudo, daquelas bem grossas .
      Ah ah ah ah ah …

      Liked by 1 person

    • Francisco Miguel Colaço permalink
      22 Fevereiro, 2022 17:33

      Não é a terceira dose com que se tem de preocupar, mas com o Orçamento de Estado para 2022.
      Não sei o que é que lhe rouba a terceira dose, mas está a pagar a sua e a de outros tantos portugueses via roubo legalizado.

      Gostar

  3. The Mole permalink
    18 Fevereiro, 2022 15:01

    É o que se chama um crime contra a humanidade. Não tem outro nome.

    Liked by 2 people

  4. slade permalink
    18 Fevereiro, 2022 16:29

    “Como foi possível deixar destruir toda a Humanidade”

    A Humanidade com letra grande foi destruída toda toda mesmo?
    Como é que isso me escapou? Excesso de testes PCR?

    Gostar

    • Jorge permalink
      18 Fevereiro, 2022 18:39

      És apenas burro.

      Liked by 1 person

      • slade permalink
        19 Fevereiro, 2022 03:31

        Se sou e tenho duas patas, logo existo.

        Gostar

    • Jacqueline Borralho permalink
      18 Fevereiro, 2022 19:11

      Os testes PCR no seu fabrico são esterilizados com óxido de etileno o qual não evapora na totalidade. Ao entrar no interior do corpo quente forma-se um gás que sobe ao cérebro e se espalha pelo corpo através da circulação do sangue, envenenando-o . Porque vem logo o polígrafo a dizer que isto é NOTICIA FALSA? Tenho um familiar e amigos que me contam que perderam a força, têm dores musculares, sono superficial e atribulado e dois deles dizem que nunca mais foram os mesmos. E são pessoas NÃO VACINADAS. Não esquecer que falta oxigénio ao cérebro e aos pulmões quando se usa máscara. E quase dois anos disto produzem colapsos em imensas pessoas. Nunca se viu tanta gente a colapsar e muitos a morrer depois disso!

      Liked by 1 person

    • slade permalink
      19 Fevereiro, 2022 03:32

      Se sou e tenho duas patas, logo existo!

      Gostar

      • Francisco Miguel Colaço permalink
        22 Fevereiro, 2022 17:24

        Diz o Pato Donald com muito gosto.

        Até que a Margarida ouviu.

        Agora o Pato Donald queixa-se de dores de costas. Dormir no sofá da nisto.

        Gostar

  5. Pedro Moreira permalink
    18 Fevereiro, 2022 17:19

    Grandes aldrabões! Enganam o Povo!

    Liked by 1 person

    • Francisco Miguel Colaço permalink
      22 Fevereiro, 2022 17:25

      Não se engana que se deixa enganar. É uma contradição em termos.

      Gostar

  6. castanheira permalink
    18 Fevereiro, 2022 19:10

    O WEF está a perder o controlo da ” plandemia” e seus subalternos estão ficando em pânico . Veja-se o que se passa em Paris , Berlim , Viena ou Sidney mas especialmente em Ottava . Trudeau revela-se um verdadeiro nazi . Neste momento confisca as contas bancarias dos manifestantes e seus apoiantes , prende-os sem qualquer ordem de tribunal .
    A guerra dos povos ocidentais contra a tirania projectada em Davos pela WEF , desenvolve-se neste momento como frente de batalha no Canada , onde Trudeau usa os mesmos metodos usados por Hitler contra os Judeus.
    Ao mesmo tempo os media tradicionais desviam os olhares do mundo para a Ucrania , esquecendo o canada , o que revela o pânico daqueles que ostensivamente andaram a enganar e a subjugar as populações.

    Liked by 1 person

  7. Zé Manel Tonto permalink
    18 Fevereiro, 2022 20:12

    Acabei de pensar noutra teoria da conspiração:

    E se esta falsa pandemia, que pouco mais era que uma gripe mais forte que o normal (como está bom de ver pela idade média dos falecidos) for apenas para separar as águas_

    Vamos por de parte os efeitos secundários das vacinas, que são maus, mas os danos serão da mesma ordem de grandeza do bicho, ou até menores.

    Os bons, que confiam na ciência, nos “governos”, e nos media, tomaram as suas vacinas, e continuam a confiar.

    Os maus, nos quais orgulhosamente me incluo, já desconfiavam da “ciência”, detestavam os governos, e desprezavam os media. Honestamente, depois desta palhaçada do covid, só se vir pessoas a cair que nem tordos às centenas acredito nessas três classes de imbecis.

    Com os bons e maus entrincheirados, vem a segunda fase: soltar uma doença a sério, que mate a sério, e os maus, escaldados que estão, demorarão bastante até se convencerem que desta é mesmo a sério.

    Resultado final: a maior parte dos maus vão à vida, e os donos disto tudo ficam com uma população quase só de bons, dóceis, que vão ser donos de nada, e felizes.

    Pode ser só teoria da conspiração, sem validade nenhum, mas entre este disparate, e confinamentos para travar o covid, acho que os meus disparates são menos parvos.

    Liked by 2 people

    • Chopin permalink
      19 Fevereiro, 2022 07:02

      O CEO da Pfizer, Albert Bourla, recusa ser injectado com a toxina. Logo, o plano deve passar pelo ADN editado (CRISPR-Cas) que inoculam na população.
      Não vai ser fácil. Já há muitas pontas soltas e as pessoas vão acordar.

      Liked by 2 people

  8. Arlindo da Costa permalink
    21 Fevereiro, 2022 02:02

    Não fosse a Ciência e as autoridades de saúde a maior parte dos vossos familiares já tinham desta para melhor.
    Vamos dar graças a Deus por os filhos das trevas (negacionistas, anti-vax e acólitos de seitas demoníacas) não terem levado a sua avante.

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      21 Fevereiro, 2022 10:00

      MENTIRA. A minha mãe com quase 80 anos e sem ter sido cobaia da vacina experimental, está aí cheia de saúde, a fazer prevenção como todos os anos, com muita vitamina D e C. A rainha da Inglaterra com quase 100 anos de idade tem sintomas ligeiros semelhantes às constipações. A sua “siençia” televisiva anda a fazer de nós parvos. E você, como seria de esperar, ajuda-os nisso.

      Liked by 1 person

      • Isabel M. permalink
        23 Fevereiro, 2022 16:20

        Parabéns. Os que botam sentença por aqui são tudo “main Stream”

        Gostar

    • 21 Fevereiro, 2022 12:42

      Arlindo Xuxa, sempre a disparatar com a sua “teoria da conspiração” oficial do KostaVirus!!!

      Liked by 1 person

  9. 21 Fevereiro, 2022 16:09

    Mais uma vez muito bom, Cristina Miranda.
    «Prestou o juramento legal e aos costumes disse nada», “o testemunho de interessados”.
    A chusma de autoridades, comentadores e opiniadores, quase todos dependentes de organismos dos Estado, universidades, indústria e comércio de produtos farmacêuticos, directa ou indirectamente…começou a vociferar certezas e pânicos na comunicação social, lembrei-me da historieta em que alguém de esta indústria, no início da época de gripe, teria dito aos seus funcionários engripados para irem passear para os centros comerciais.
    A modos como o complexo industrial militar tem necessidade de criar conflitos aonda não os havia.

    Liked by 2 people

  10. 21 Fevereiro, 2022 17:13

    … e não podemos esquecer o marido da “Ursa” van der Leyen … aquela que nunca arranja acento ou atenção LOL

    Liked by 1 person

  11. 22 Fevereiro, 2022 20:09

    Mais um post alucinado, tentando passar por “verdades” teorias conspiranóicas e na melhor das hipóteses estudos recentes sem qualquer validação prévia, como a de que “a imunidade natural é que é”, sem sequer pensar que sem vacina a imunidade natural pode levar à morte, como levou milhões, ao internamento ou a problemas futuros graves.
    Como não tenho tempo de rebater tudo, ficam aqui duas enormidades: a do “um vírus que não foi ainda sequenciado”, quando isso aconteceu desde o início e em Portugal aconteceu em Abril de 2020 (se não tivesse sido sequenciado nem saberia a forma dele), e a alusão ao inventor dos PCR´s que parece que disse que “não funcionavam”, inventor esse que por acaso até morreu em 2019, antes da descoberta do SARS COV 2, e que nem sequer disse tal coisa (ver aqui: https://observador.pt/factchecks/fact-check-criador-dos-testes-pcr-disse-que-o-metodo-nao-consegue-detetar-virus/).
    Ah, e já agora, a OMS não facilitou as condições de declaração de Pandemia por causa do H1N1: aconteceu exactamente o contrário, por isso comparar isto com o que aconteceu em 2009 é uma piada de mau gosto.

    Claro que denunciar estas abencerragens não adianta de nada, porque quem escreve posts destes depois destes dois anos duríssimos não aceitará que o seu culto negacionista (nega-se aqui a própria existência do vírus).

    Gostar

    • João Lopes permalink
      22 Fevereiro, 2022 21:41

      “These tests cannot detect free, infectious viruses at all […] The tests can detect genetic sequences of viruses, but not viruses themselves”. Se vossa Excelência não fosse um “aceitacionista” perceberia que esta frase significa claramente que os PCR produzem incontáveis falsos positivos. Mas isso não interessa nada; aliás aquilo que interessa é continuar a assustar as pessoas, a formatá-las para que aceitem, como cordeirinhos, tudo o que os intrujões querem.
      Quanto aos “milhões” de mortes com covid, só lhe digo isto: um vizinho meu caiu de uma escada, perfurou um pulmão mas, pasme-se, MORREU DE COVID! Deve ter sido o vírus que o empurrou. Portanto, os números usados para o bombardeamento diário são, no mínimo, absolutamente exacerbados, para não dizer que representam uma enorme mentira. Enquanto isto, milhares de pessoas, só no nosso país, deixaram de ter acesso a consultas médicas e o resultado qual foi? EXCESSO DE MORTALIDADE MUITO ACIMA DA MORTALIDADE PROVOCADA PELO VÍRUS. Mas isso não importa: as pessoas que morreram de outras doenças eram de uma casta inferior, porque a morte delas não deu azo a notícias.
      Enfim:
      O aceitacionismo mata mais que o negacionismo mas isso não interessa para nada.

      Liked by 1 person

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: