Skip to content

Uma promessa por dia VII – TSU

27 Maio, 2015

Costa promete redução gradual da TSU

Nota: A evolução e justificações à volta desta medida vão ser divertidas.

A geração sandwich que pague a reforma da Segurança Social

26 Maio, 2015

PS rejeita negociar cortes nas pensões actuais e promete as “correcções” necessárias nas futuras

Tradução: não haverá cortes nas pensões actuais, que estão a ser pagas pelos trabalhadores actuais, os quais verão as suas pensões cortadas no futuro.

Entrevista a Joana Amaral Dias

26 Maio, 2015

por Joana Amaral Dias

Joana, em que fase da tua vida estás agora?

Essa é uma questão curiosa e que não estava à espera que me fizessem. Enfim, assim sem pensar muito na questão, diria que estou na fase da vida que Shakespeare caracterizou como de som e fúria, desprovida de especial significado profundo e que Faulkner imortalizou na afirmação de que a história não é só o que fomos mas também aquilo que agora somos.

Lembras-te do teu primeiro namorado?

Sim, era um rapaz muito bem parecido. Porém, éramos incompatíveis, eu sendo de esquerda e ele sendo muito inteligente.

De que te arrependes, na tua militância na esquerda?

Basicamente não me arrependo de nada excepto de me ter inscrito no Bloco, um partido cheio de pessoas bem intencionadas mas que não sabem que são de direita, muito conservadoras e pouco vanguardistas na sua concepção do mundo artístico e multiculturalmente globalizado.

O que não dispensas na praia?

A toalha e o biquini. As pessoas são muito preconceituosas em Portugal, não há sequer igualdade no direito à exposição solar do peito sem um grupo de embasbacados a oprimirem a liberdade da mulher. Um bom livro, como qualquer um do Chomsky ou do Umberto Eco. Uma boa companhia. Protector solar.

Já leste o último livro dele?

Já. É um importante texto no qual procura definir os limites da pesquisa semiótica bem como fornecer uma nova compreensão da disciplina segundo pressupostos buscados em filósofos como Kant e Charles Sanders Peirce. Curiosamente, é um dos poucos autores que conciliam o trabalho teórico-crítico com produções artísticas, exercendo influência considerável nos dois âmbitos.

Achas que o teu pai foi uma grande influência na tua vida?

Foi e ainda é.

De que falam, a nível profissional?

De nada, é raro termos oportunidade para uma conversa séria, com o meu trabalho tão absorvente na luta pela união das esquerdas.

Não achas que é um bocado utópico querer unir as esquerdas?

Acho que, com esta austeridade, temos que ver o lado positivo, seguindo o exemplo de Anne Frank. Claro que a Anne Frank não assistiu à pobreza originada pela austeridade enquanto estava escondida na casa em Amsterdão, o que lhe confere uma certa frieza na análise. No meu caso, ao fim de um certo tempo comecei a ficar mais alterada com a desgraça testemunhada no holocausto da austeridade da Troika e do Passos Coelho. Sabias que a casa da Anne Frank fica mesmo em frente a um canal cujo nome, em Português, é o Canal do Príncipe? Claro, o Príncipe é também um livro de Maquiavel sobre a centralização do poder político, no fundo só possível através da união da verdadeira esquerda. Isto responde à tua questão?

Responde, claro. Achas que Marinho e Pinto pode ser a solução da união das esquerdas?

Eu não quero personalizar e criar uma espécie de Sebastião messiânico, até porque o valor da esquerda está na opinião de cada um e não na frieza da matemática ou das ciências exactas. Dito isto, tenho grande esperança que, mais cedo ou mais tarde, o povo português acorde para a necessidade de unir as esquerdas. Como dizia Wilfried Laurier, “fraternidade sem absorção, união sem fusão”.

Muito obrigado pela tua disponibilidade para esta entrevista.

De nada, foi um prazer.


Nota do autor: este texto é uma obra de ficção não subsidiada.

Vanity projects

26 Maio, 2015

3-Raqstar-NailsNos Globos de Ouro da SIC/Caras, Diogo Infante, ao receber o objecto dourado, tentou uma piada sobre a inexistência de um Ministério da Cultura. Aparentemente, esta lacuna ministerial prejudica severamente este e outros actores que, mesmo assim, recebem prémios dourados (com ministério até iam à lua).

Ontem, na RTP1, passaram uma gala da SPA que consistia em autores a premiarem outros autores. Estes elaboravam sobre a miséria que é o desinvestimento em cultura, mesmo após a aprovação da enaltecida Taxa Barreto Xavier sobre silício, o 2º elemento mais abundante no planeta Terra logo a seguir ao oxigénio (este ainda não taxado).

Em Cannes, Miguel Gomes apresentava o seu filme de 6 horas, “As Mil e Uma Noites”, sobre a austeridade em Portugal imposta pela Troika, aparentemente sem perceber nem fazer perceber ao público a ironia que é a produção de um filme de 6 horas sobre austeridade.

O que todos estes têm em comum* é a falta de vergonha. A república popular portuguesa, com contribuintes que além de suportarem pensões, rendas, salários, empresas falidas, abortos gratuitos no SNS – só para mencionar as pacíficas -, têm também que suportar estes negociantes da indignação cujo lucro deriva da crítica institucionalizada ao culto da mula de carga que são os contribuintes privados no país dos tolos.

António Costa devia endereçar já estas preocupações e assegurar que não faltarão fundos para a elite autoral poder assegurar a continuidade do trabalho endógamo de autores para o público de autores.

* Não vi o filme do Miguel Gomes, posso estar a ser injusto ao colocá-lo de antemão no rol de hipócritas que obtêm receitas no negócio da crítica da austeridade.

A utopia anda por aí

26 Maio, 2015

Depois do Syriza e do Tsipras entrámos no arrebatamento nível local com Ada Colau em Barcelona e Carmela em Madrid

Uma promessa por dia VI – emprego para ex-presos

26 Maio, 2015

Bolsa de emprego para antigos presos

Nota: Passarão à frente de outros candidatos que não tenham sido presos?

Perante a reacção das redacções ao resultado das eleições espanholas

25 Maio, 2015

lembrei-me do alvoroço, do entusiasmo e da nova era que se abriu na vida dos lisboetas com esta candidadura cidadã

zr2aqkIc3ssvL481MQwjcartazze

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 43.676 outros seguidores