Skip to content

Tu és o mercado, estúpido

29 Agosto, 2014

louca-sheriff

Possível estampagem para meta-T-Shirt

Porque “das ideias nascem os mercados”, como bem salientou o doutor Louçã, é a partir de ideias simples – como o assassínio de pessoas – que podemos criar toda uma moda religiosa-fashionista de revolução burguesa a partir dos nossos computadores americanos, no conforto da nossa sala IKEA e dos nossos mojitos com Contessa em vez do ultra-mainstream (que seca, bróder) Bacardi.

che-t-shirts

Che: fooling middle class white kids since 1967

Celebrando a diversidade – e o facto de, lamentavelmente para o doutor Louçã, Israel ainda existir – apresento-vos uma loja de produtos verdadeiramente nada-ofensivos para a ditadura do mercado, o tal que saca os parcos rendimentos aos proletários do isto-não-se-aguentismo-sent-from-my-Mac pela ignomínia atroz do inconformismo luso-tosco.

Em www.che-mart.com podemos encontrar pins como o “Viva la torture and executions of political opponents!” ou t-shirts como a “I bought this t-shirt before Castro died”.

Como mendigar não é bem visto a não ser que o nosso nome leve com prefixo académico, e segundo a máxima de Mark Blyth de que o dinheiro deve ser distribuído directamente às pessoas (largado de helicóptero, provavelmente), limito-me a sugerir que toda a gente deveria possuir, pela dignidade, pelo menos uma bela “rich parents cramping your style? Wear a Che Guevara T-shirt”.

O rapaz do pijama parlamentar

28 Agosto, 2014

Louca-pijama

A histeria do disparate é a maluqueira do politicamente correcto que permite censurar pijamas enquanto ansiamos por um Pol Pot qualquer.

E se fosse uma burka às riscas com uma estrela vermelhinha de 5 pontas?

Não são monstros, são só socialistas

28 Agosto, 2014
Joyce Thacker e um daqueles cartazes muito bons sobre igualdade de oportunidades para crianças e essas coisas bonitas.

Joyce Thacker e um daqueles cartazes muito bons sobre igualdade de oportunidades para crianças e essas coisas bonitas.

Joyce Thacker é a responsável pelo serviço social de crianças em Rotherham desde 2008. Com um salário anual de £130.000 (11.600€ mensais, em 14 meses), em 2012 foi responsável pela retirada de três crianças a casal de acolhimento por este ter filiações ao UKIP, partido que viria a conquistar 10 dos 21 lugares em eleição para o Rotherham Council em Maio deste ano. O casal do UKIP, segundo a responsável, não oferecia condições a essas crianças por ambos os membros se oporem ao “multiculturalismo”.

Durante 14 anos, Rotherham (população 257.600 em 2012) pouco viu de especial no que diz respeito a violações por grupos1, banhos de gasolina e plateia infantil para violentas (redundância) violações2. Nada de especial, não: já em 2006 se sabia da existência de profissões “alternativas” para jovens paquistaneses e outros denominados no Reino Unido como “asians” no tráfico sexual de crianças3.

Já referi que a maioria das vítimas foram crianças brancas, do sexo feminino4? Este facto é importante para que os socialistas bons me possam apelidar de racista. Note-se: nenhum dos responsáveis – como a senhora Thacker – é um monstro; são apenas socialistas na engrenagem da máquina socialista. O lado positivo é que a polícia de Rotherham não é conhecida por barrar a entrada pela porta das traseiras a grupos de jovens negros que a filma. Logo, nem tudo está perdido em Rotherham.


1One young person told us that ‘gang rape’ was a usual part of growing up in the area of Rotherham in which she lived”. Página 31.

2We read cases where a child was doused in petrol and threatened with being set alight, children threatened with guns, children who witnesses brutally violent rapes and were threatened that they would be the next victim if they told anyone”. Página 36.

3In her [Dr Heal] 2006 report she described how the appeal of organised sexual exploitation for Asian gangs had changed. In the past, it had been for their personal gratification, whereas now it offered ’career and financial opportunities to young Asian men who got involved’. She also noted that Iraqi Kurds and Kosovan men were participating in organised activities against young women”. Página 92.

4In a large number of the historic cases in particular, most of the victims in the cases we sampled were white British children, and the majority of the perpetrators were from minority ethnic communities. They were described generically in the files as ‘Asian males’ without precise reference being made to their ethnicity”. Página 35.

Contrastes

27 Agosto, 2014

Rotherham, 2012
Três crianças retiradas a casal de acolhimento por filiação ao UKIP. [Em inglês]

Rotherham, 2014
Comissário da polícia de Rotherham recusa demitir-se após publicação de relatório sobre exploração sexual de 1400 crianças ao longo de 16 anos. [Em inglês]

O assistente-social-modelo(*)

27 Agosto, 2014

(*) Referência a um texto num jornal nacional sobre paranoia racista, um bom título para o destaque a negrito (minha autoria) do texto contido no relatório “Independent Inquiry into Child Sexual Exploitation in Rotherham (1997 – 2013)”.

In just over a third of cases, children affected by sexual exploitation were previously known to services because of child protection and neglect. It is hard to describe the appalling nature of the abuse that child victims suffered. They were raped by multiple perpetrators, trafficked to other towns and cities in the north of England, abducted, beaten, and intimidated. There were examples of children who had been doused in petrol and threatened with being set alight, threatened with guns, made to witness brutally violent rapes and threatened they would be next if they told anyone. Girls as young as 11 were raped by large numbers of male perpetrators.

By far the majority of perpetrators were described as ‘Asian’ by victims, yet throughout the entire period, councillors did not engage directly with the Pakistani-heritage community to discuss how best they could jointly address the issue. Some councillors seemed to think it was a one-off problem, which they hoped would go away. Several staff described their nervousness about identifying the ethnic origins of perpetrators for fear of being thought racist; others remembered clear direction from their managers not to do so.

A próxima moda

26 Agosto, 2014

Depois dos banhos gelados vamos ter a mania dos pedidos com velas

O pedido de casamento visto dos céus que emocionou a polícia de Londres

Recordo que Portugal é um país cujo clima é bem diferente do de Londres

É importante que as crianças aprendam as “novas” tecnologias

26 Agosto, 2014

Sabemos que a educação é um mero pormenor eleitoral quando, e além da jactância dos avelhados que se auto-promovem à gineta, produzimos produtos destes, cujos requisitos são Microsoft Windows Vista ou superior e leitor de CD-Rom e apresentam na capa um iPad e o texto “consulta e explora o manual que levas para a escola no teu computador ou tablet”.

manuelparreira_2014-Aug-26

A Leya Educação deve vender tablets com leitor de CD-Rom. Pergunta: já contempla cópia privada?

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 34.849 outros seguidores